! CPI É TEMPORADA DE BOATOS E NOTÍCIAS  IMPACTANTES: ADMINISTRAR EMPRESA  EXIGE SANGUE FRIO E CAPACIDADE DE  ANÁLISE! FOCO...
31/05 e                                  Pop. Líquida                                                                     ...
AVALIAÇÃO POSITIVA - % Ótimo/Bom                                  Datafolha                                          Lula ...
Partidos   Eleitos   Posse   Atual JunhoPara aprovação:                2002      2003      2005                  PFL      ...
Governo: 255 cadeiras (49,7%)Oposição e independentes: 258 cadeiras (50,3%)                           PPB; 44             ...
COALIZÃO: 366 VOTOS (71%)                     OPOSIÇÃO: 110 VOTOS (21%)                 INDENPENDENTES: 37 VOTOS (7%)     ...
COALIZÃO: 44 cadeiras (54%)      OPOSIÇÃO: 31 cadeiras (38%)      INDEPENDENTES: 6 (7%)              s/partido            ...
EXISTE CORRUPÇÃO NO GOVERNO LULA? 80 70                                   65 60 50 40                 32 30 20 10  0      ...
Avaliação Macro-Econômica                              CNT/Sensus                                                         ...
GOVERNO: 19 representantes (59%)                              OPOSIÇÃO: 13 representantes (41%)             PPS           ...
! CENÁRIO UM: GOVERNO CONTRA-  ATACA, FAZ REFORMA MINISTERIAL E  RETOMA CONTROLE DA SITUAÇÃO! CENÁRIO DOIS: CRISE SE  APRO...
MUNDO CRESCE    COMÉRCIO EXTERNOEUA      AUMENTA        LIQUIDEZ É       ABUNDANTE      MERCADO TEME     DESEQUILÍBRIOS
JUROS EM ALTADÓLAR FRACOJUROS LONGOS EM QUEDADÉFICITS NÃO SUSTENTÁVEISBOLHA IMOBILIÁRIA
RISCO LATINO EM ALTA: INSTABILIDADE POLÍTICA EMPAÍSES DA AMERICA DO SULVENEZUELA, COLÔMBIA,PERÚ, EQUADOR E BOLÍVIAARGENTIN...
POLÍTICA I   POLÍTICA II  DEVAGAR      PAU NACOM O ANDOR    MÁQUINA
IP C A A C UM ULA D O E M 12 M E S E S ( %)2018                                                17 , 2 416141210 8     5,92...
0                     0                                    0                                                  0           ...
VARIAÇÃO DO PIB                         PIB INDUSTRIAL    3,70                                   4,5                   3,2...
IPCA                                             SELIC NO FIM DO ANO                  6,31    5,70                        ...
9                              10                                           11                                            ...
DIFERENÇA DA TAXA DE DESEMPREGO ABERTO CORRENTE EM RELAÇÃO                                                              AO...
Comércio varejista - variação mensal                                                  base: igual mês do ano anterior14   ...
-5                           -4                           -3                           -2                           -1    ...
CRESCIMENTO DESSAZONALIZADO E ANUALIZADO 8                                7,5 7                   7,0 6                   ...
PIB - CONSUMO DAS FAMÍLIAS (%)                     (trimestre contra trimestre anterior)  2                               ...
-10.000,00                                      0,00                                              10.000,00               ...
Transações correntes                                            (em US$ Bilhões) 12,0                                     ...
30,0                                        35,0                                                40,0                      ...
SUPERÁVIT PRIMÁRIO DODO SETOR PÚBLICO 1996-2004*                         SUPERÁVIT PRIMÁRIO SETOR PÚBLICO 1996-2004*      ...
Variação Real do PIB 1980-200410                                                              16 MINISTROS DA FAZENDA     ...
55,0%                                              51,0%  50,0%                                                     50,0% ...
TAXAS DE AUMENTO DE VENDAS                       1994-2003  ESCOVA                      A.C. NIELSENDENTAL 103% IOGURTE 23...
Linhas celulares: milhões de acessos em serviço                                                                           ...
(milhões de pessoas)   35,0   34,0   33,0                                                           32,2   32,0   31,0   3...
A cada mil nascidos vivos                               50                                     48                         ...
População com menos de quatro anos de estudo                        completados (em %) 42,0 41,0   40,5 40,0              ...
MORTALIDADE INFANTIL                                                                                       por mil habitan...
Analfabetismo das pessoas com mais de 15 anos                                    2000    16    14       13,6    12    10% ...
AUMENTO DA PARTICIPAÇÃO FEMININA NA PEA                   Renda das mulheres como proporção da renda                      ...
Empresas com responsabilidade social  1100                                                                  1010  1000   9...
B RAS IL45,0                                                    IDADE MÉDIA P OR S EXO 1980-2050                          ...
2049                                                                            2046                                      ...
CONSUMO DASBRASIL É:             FAMÍLIAS EM 2004                     1 TRILHÃO DE REAIS                     2o MERCADO   ...
QUE PAÍS É ESTE?     O DOBRO DA RENDA DA CHINA      MAIOR EXPORTADOR DE CARNE BOVINA      PRODUZ OITO MILHÕES DE TONELADAS...
QUE PAÍS É ESTE?     POPULAÇÃO AUMENTOU MAIS DE       100 MILHÕES DE PESSOAS        DESDE A DÉCADA DE 1960JÁ FEZ A TRANSIÇ...
QUE PAÍS É ESTE?          É UMA POTÊNCIA AMBIENTAL        TEM 20% DA DIVERSIDADE DO PLANETA                15% DA ÁGUA POT...
! CRISE POLÍTICA PRODUZIRÁ  MOMENTOS DE TURBULÊNCIA! ECONOMIA EM DESACELERAÇÃO,  MAS BOAS NOTÍCIAS PODEM  REDUZIR AMBIENTE...
Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão
Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão
Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão
Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão
Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão

1.188 visualizações

Publicada em

Palestra sobre a "Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas" realizada por Miíriam Leitão (Jornalista, Apresentadora e Comentarista de Economia) na ExpoGestão 2005.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.188
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra: Conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas - Míriam Leitão

  1. 1. ! CPI É TEMPORADA DE BOATOS E NOTÍCIAS IMPACTANTES: ADMINISTRAR EMPRESA EXIGE SANGUE FRIO E CAPACIDADE DE ANÁLISE! FOCO DE RISCO: INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO PARA LIDAR COM CRISES E NOVOS EVENTOS! ELEIÇÃO: AUMENTOU A CHANCE DE SEGUNDO TURNO E ATÉ DE DERROTA! NÃO HÁ SOLUÇÃO MÁGICA COMO REFORMA POLÍTICA JÁ
  2. 2. 31/05 e Pop. Líquida 01/06/05 Positiva 17 a 19/08/04Avaliação do Governo Datafolha (%) 08 a 12 e 15/12/03 20 a 22/08/03 31/03 a 01/04/03 65 55 45 35 25
  3. 3. AVALIAÇÃO POSITIVA - % Ótimo/Bom Datafolha Lula FHC50 47 4545 43 43 42 42 42 4540 42 42 40 39 40 41 3835 35 3530 3025 3 meses 6 meses 8 meses 10 meses 12 meses 15 meses 20 meses 24 meses 29 meses
  4. 4. Partidos Eleitos Posse Atual JunhoPara aprovação: 2002 2003 2005 PFL 84 77 59 MP e PL= 258 PSDB 71 63 49 PEC = 308 PMDB 74 70 85 PPB/PP 49 43 54 Base PTB 26 41 47 366/513 PT 91 91 91 71% PDT 21 18 14 PSB 22 28 17 PPS 15 21 17 PC do B 12 12 9 PL 26 34 54 Outros 22 15 15
  5. 5. Governo: 255 cadeiras (49,7%)Oposição e independentes: 258 cadeiras (50,3%) PPB; 44 PT; 92 PARA APROVAR: MP: 257 votos PSDB; 61 PEC: 308 votos PTB; 44 PMDB; 70 PL; 33 PSB; 27 PPS; 21 PFL; 77 PDT; 16 PV; 6 PCdoB; 11 PRONA; 6 PMN; 2 Sem partido; 1 PSC; 1 PST; 1
  6. 6. COALIZÃO: 366 VOTOS (71%) OPOSIÇÃO: 110 VOTOS (21%) INDENPENDENTES: 37 VOTOS (7%) PPSSem partido PDT 3% VOTOS NECESSÁRIOS 1% 3% PT 17% PSDB 9,6% 14 17 6 MP`s: 257 PEC`s: 308 91 49 PFL 11,5% 60 85 PMDB 17%PRONA 0,4% PV 7 9 1,4% PCdoB 17 2% 2 PSC 47 PSB 3% 0% 53 54 PTB PL/PSL 9% 11% PP 11%
  7. 7. COALIZÃO: 44 cadeiras (54%) OPOSIÇÃO: 31 cadeiras (38%) INDEPENDENTES: 6 (7%) s/partido PDT 5% 2% VOTES PMDB NECESSÁRIOS: PSDB 26% 15% 4 MP: 42 PEC: 49 12 22 COALIZÃO 16 CENTRÃO = 62%PFL 13 PMDB = 49%20% PT ESQUERDA = 33% 2 33 3 16% PSOL 1 PP PL PSB 2% PTB PPS 1% 4% 4% 4% 1%
  8. 8. EXISTE CORRUPÇÃO NO GOVERNO LULA? 80 70 65 60 50 40 32 30 20 10 0 EM ABRIL 2004 EM JUNHO 2005Fonte: Datafolha
  9. 9. Avaliação Macro-Econômica CNT/Sensus Adequada65 Inadequada605550454035302520 out.03 set.04 mai.03 abr.03 ago.03 fev.04 ago.04 dez.04 maio.05
  10. 10. GOVERNO: 19 representantes (59%) OPOSIÇÃO: 13 representantes (41%) PPS 3% PSOL 3% PDT PMDB 6% 21% 1 1 2PSDB 7 13% 4 5 6 PT PFL 19% 16% 6 Centrão 19%
  11. 11. ! CENÁRIO UM: GOVERNO CONTRA- ATACA, FAZ REFORMA MINISTERIAL E RETOMA CONTROLE DA SITUAÇÃO! CENÁRIO DOIS: CRISE SE APROFUNDA, ATINGE O GOVERNO QUE PERDE FORÇA ANTES DO FIM! CENÁRIOS ALTERNATIVOS EXIGIRIAM DO GOVERNO E OPOSIÇÃO MAIS FLEXIBILIDADE
  12. 12. MUNDO CRESCE COMÉRCIO EXTERNOEUA AUMENTA LIQUIDEZ É ABUNDANTE MERCADO TEME DESEQUILÍBRIOS
  13. 13. JUROS EM ALTADÓLAR FRACOJUROS LONGOS EM QUEDADÉFICITS NÃO SUSTENTÁVEISBOLHA IMOBILIÁRIA
  14. 14. RISCO LATINO EM ALTA: INSTABILIDADE POLÍTICA EMPAÍSES DA AMERICA DO SULVENEZUELA, COLÔMBIA,PERÚ, EQUADOR E BOLÍVIAARGENTINA AINDA NÃO RESOLVEU TODA A CRISE DADÍVIDAFRONTEIRA: RISCO DE AUMENTO DA REDENARCOTRAFICANTE E DE CRIMES AMBIENTAISSEIS ELEIÇÕES EM 12 MESES: CHILE, MÉXICO, PERU,COLÔMBIA, BRASIL E VENEZUELA
  15. 15. POLÍTICA I POLÍTICA II DEVAGAR PAU NACOM O ANDOR MÁQUINA
  16. 16. IP C A A C UM ULA D O E M 12 M E S E S ( %)2018 17 , 2 416141210 8 5,92 6 4 8,0 2 0 2001 2002 2003 2004 2005 Fo n t e : IB GE
  17. 17. 0 0 0 0 0 0 0 2/jan/04 2,3 2,4 2,5 2,6 2,7 2,8 2,9 3 3,1 3,2 3,319/jan/04 2/1/2004 3/fev/04 16/1/2004 30/1/200418/fev/04 13/2/20048/mar/04 2/3/20043/mar/04 16/3/2004 7/abr/04 30/3/200426/abr/04 14/4/2004 29/4/2004/05/2004 14/05/2004/06/2004 28/05/20047/1/2004 14/06/2004/07/2004 28/06/2004 12/7/20043/8/2004 26/07/20040/8/2004 9/8/20047/9/2004 25/8/2004/10/2004 9/9/2004 27/9/2004/10/2004 US$ PTAX 11/10/2004/11/2004 26/10/2004/11/2004 10/11/2004/12/2004 25/11/2004 9/12/2004/12/2004 23/12/20045/1/2005 10/1/20050/1/2005 25/1/20054/2/2005 21/2/2005 9/3/20051/2/2005 30/3/20057/3/2005 13/4/20058/4/2005 29/4/20058/4/2005 13/5/20053/5/2005 30/5/20050/5/2005 416 2,43 % 17.000 19.000 21.000 23.000 25.000 27.000 29.000 31.000 2/1/2004 15 15,2 15,4 15,6 15,8 16 16,2 16,4 16,6 16,8 17 17,2 17,4 17,6 17,8 18 18,2 18,4 18,6 18,8 19 19,2 19,4 19,6 19,8 20 20,2 20,4 20,6 20,8 21 21,2 21,4 21,6 21,8 2220/1/2004 21/01/2004 5/2/200425/2/2004 18/02/200412/3/2004 17/03/2004 16,5030/3/200416/4/2004 14/04/2004 5/5/200426/5/2004 19/05/20044/06/20049/06/2004 15/06/20046/07/2004 8/3/2004 21/07/200422/6/2004 18/8/2004 16,00 8/7/200427/7/2004 14/9/200412/8/200428/8/2004 20/10/2004 alta de 17,8% Bolsa em 2004:16/9/20044/10/2004 17/11/20042/10/2004 15/12/20041/11/2004 Em 2005: queda de 6,86% Taxas de juros anunciadas pelo COPOM9/11/2004 19/1/20055/12/2004 4/1/2005 16/2/200520/1/2005 16/3/200511/2/2005 1/3/2005 20/4/200517/3/2005 19,
  18. 18. VARIAÇÃO DO PIB PIB INDUSTRIAL 3,70 4,5 3,21 3,9EM JANEIRO EM JUNHO EM JANEIRO EM JUNHOPRODUÇÃO INDUSTRIAL PIB AGROPECUÁRIO 4,29 4,98 4,33 3,51 EM JANEIRO EM JUNHO EM JANEIRO EM JUNHO
  19. 19. IPCA SELIC NO FIM DO ANO 6,31 5,70 18,1 16,00EM JANEIRO EM JUNHO EM JANEIRO EM JUNHO CONTA CORRENTE EM US$ BI 9,4 3,0 EM JANEIRO EM JUNHO
  20. 20. 9 10 11 12 13 14 15 fev/03 mar/03Fonte: IBGE 11,6 abr/03 mai/03 jun/03 13 jul/03 ago/03 12,8 set/03 out/03 nov/03 dez/03 jan/04 10,9 fev/04 mar/04 12 Mensal abr/04 mai/04 13,1 jun/04 Taxa de desemprego jul/04 ago/04 set/04 11,4 out/04 10,5 nov/04 dez/04 10,6 jan/05 9,6 fev/05 10,2 mar/05 10,6 abr/05 10,8 10,8
  21. 21. DIFERENÇA DA TAXA DE DESEMPREGO ABERTO CORRENTE EM RELAÇÃO AO MESMO MÊS DO ANO ANTERIOR 2002-2005 2,0 1,7 1,5 1,4 1,3 1,4 1,3 0,9 0,9 1,0 0,7 0,7 0,5 0,5 0,4 0,4 0,0 -0,1 -0,5 -0,6 -1,0 -0,8 -1,5 -1,3 -1,3 -1,6-1,6 -1,6 -1,5-1,4 -2,0 -2,0 -2,0 -2,5 -2,3 -2,4 -3,0 mar/03 mai/03 mar/04 mai/04 mar/05 jul/03 jul/04 set/03 jan/04 set/04 jan/05 nov/03 nov/04 Fonte: IBGEElaboração Bradesco
  22. 22. Comércio varejista - variação mensal base: igual mês do ano anterior14 12,8 11,0 10,8 12,0 11,412 10,2 9,310 8,6 8 7,0 7,0 6,2 6,2 6,0 5,0 6 3,2 3,4 4 1,3 2 0-2 -0,2-4 -2,8 -3,0-6-8 -5,8 ago/03 set/03 out/03 nov/03 dez/03 jan/04 fev/04 mar/04 abr/04 mai/04 jun/04 jul/04 ago/04 set/04 fev/05 out/04 nov/04 dez/04 jan/05 mar/05 abr/05Fonte: IBGE
  23. 23. -5 -4 -3 -2 -1 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 1/4/2003 -4,7 1/5/2003Fonte: IBGE 1/6/2003 1/7/2003 -2,5 1/8/2003 -2,7 1/9/2003 NO MÊS: 0% 4,0 1/10/2003 12 MESES: 7,5% 1/11/2003 0,5 1/12/2003 1,2 1/1/2004 4,5 1/2/2004 3,5 1/3/2004 1,5 1/4/2004 6,7 11,9 (em %) 1/5/2004 7,8 1/6/2004 1/7/2004 13,5 1/8/2004 10,5 1/9/2004 13,3 1/10/2004 7,5 1/11/2004 3,2 Em relação ao mesmo mês do ano anterior 1/12/2004 7,8 1/1/2005 8,3 1/2/2005 6,0 1/3/2005 4,4 1/4/2005 1,7 6,3
  24. 24. CRESCIMENTO DESSAZONALIZADO E ANUALIZADO 8 7,5 7 7,0 6 5,1 5 4,3 4 3 2 1,5 1,7 1,3 1 0 2003 III 2003 IV 2004 I 2004 II 2004 III 2004 IV 2005 IFonte: IBGE/Elaboração Tendências
  25. 25. PIB - CONSUMO DAS FAMÍLIAS (%) (trimestre contra trimestre anterior) 2 1,5 1,6 1,31,5 1,0 1 0,80,5 0,2 0,3 0-0,5 -0,6 -1-1,5 -1,1 2003 2003 2003 2003 2004 2004 2004 2004 2005 -I - II - III - IV -I - II - III - IV -IFonte: IBGE
  26. 26. -10.000,00 0,00 10.000,00 20.000,00 30.000,00 40.000,00 50.000,00 jan/98Fonte: SECEX mar/98 mai/98 -8,6 jul/98 set/98 nov/98 jan/99 mar/99 mai/99 jul/99 set/99 nov/99 jan/00 mar/00 mai/00 jul/00 set/00 nov/00 jan/01 mar/01 mai/01 O MAIOR SALDO DA HISTÓRIA jul/01 set/01 nov/01 Em US$ bilhões jan/02 mar/02 3,29 (acumulado 12 meses) mai/02 jul/02 Saldo da balança comercial set/02 nov/02 jan/03 mar/03 mai/03 jul/03 25,2 set/03 nov/03 jan/04 mar/04 mai/04 jul/04 set/04 nov/04 jan/05 mar/05 mai/05 38,1
  27. 27. Transações correntes (em US$ Bilhões) 12,0 11,7 9,8 8,0 6,1 4,0 -0,6 3,7 0,0 -4,0 -1,8 -8,0 -7,7-12,0-16,0 -18,3-20,0 -23,5-24,0 -23,2-28,0 -30,4 -25,3 -24,2-32,0-36,0 -33,4-40,0 2005* 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 Banco Central * Projeções
  28. 28. 30,0 35,0 40,0 45,0 50,0 55,0 60,0 65,0 jan/97 abr/97 jul/97 33,3 out/97 jan/98 abr/98 jul/98 out/98 jan/99 abr/99 jul/99 out/99 jan/00 abr/00 jul/00 out/00 jan/01 abr/01 jul/01 out/01Fonte: Banco Central jan/02 abr/02 jul/02 out/02 Dívida líquida do setor público (%PIB) jan/03 61,7 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 50,1
  29. 29. SUPERÁVIT PRIMÁRIO DODO SETOR PÚBLICO 1996-2004* SUPERÁVIT PRIMÁRIO SETOR PÚBLICO 1996-2004* Fonte: STN/COGEP5 5 Fonte: STN/COGEP 4.54.5 4.37 4.374 4 3.96 3.96 3.67 3.67 3.54 3.543 3 3.08 3.082 21 1 -0.090 0.01 -0.09 0 0.01 1996 1997 -0.87 1998 1999 2000 2001 2002 2003 200-1 -0.87 -1 *2 0 0 4 Es t i m a t i v a-2 1996 -2 1997 1998 1999 2000 2001 *2 0 0 4 Es t i m a t i v a 2002 2003 2004
  30. 30. Variação Real do PIB 1980-200410 16 MINISTROS DA FAZENDA 18 PRESIDENTES BC 8 6 MOEDAS 9 ZEROS CORTADOS DIVISÃO DA MOEDA POR 2750 6 2 CALOTES EXTERNOS 2001-02 1 CALOTE INTERNO 82 CRISE CRISE ARGENTINA 4 DA 85 DÍVIDA FIM DA 90 MORATÓRIA DITADURA PLANO 94 2 MORRE PLANO PLANO TANCREDO COLLOR REAL 0 2002 96 98 87 CRISE CRISE CRISE PLANO DOS LULA-2 DA BRESSER BANCOS RÚSSIA CALOTE 99 83 86 89 91 93-4 95 97 CRISE CONFLITOS PLANO PLANO FORACRUZEIRO CRISE CRISE DO DE CRUZADO VERÃO COLLOR REAL DO DA BRASIL 2001 RUA CORTA ÁSIA APAGÃO-6 3 ZEROS MÉXICO 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004
  31. 31. 55,0% 51,0% 50,0% 50,0% 45,0% 45,3% 44,2% 42,8% 43,5% 43,0% 43,5% 43,0% 42,0% 42,6% 40,8% 40,0% 40,8% 39,6%40,0% 35,0% 34,1% 33,9% 34,1% 33,5% 33,6% 32,9% 33,0% 32,7% 31,1% PLANO 30,0% PLANO REAL CRUZADO 25,0% 1977 1978 1979 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2001 2002 2003Fonte: IBGE/ Elaboração IPEA
  32. 32. TAXAS DE AUMENTO DE VENDAS 1994-2003 ESCOVA A.C. NIELSENDENTAL 103% IOGURTE 236%RAÇÃO GATOS 242% CEREAIS 272%PÓS-SHAMPOO 305%ALIMENTOS PARA CÃES 410%ANTISÉPTICO BUCAL 427% LEITE SEM SABOR 542% FRALDA DESCARTÁVEL 981%
  33. 33. Linhas celulares: milhões de acessos em serviço 67,4 70 65,6 60 50 46,3 40 34,8 28,7 30 23,2 20 15 10 7,4 2,7 4,5 0,8 1,4 0 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 jan/05ANATEL
  34. 34. (milhões de pessoas) 35,0 34,0 33,0 32,2 32,0 31,0 30,0 29,0 28,0 27,0 26,0 24,3 25,0 24,0 23,0 22,0 21,0 20,0 18,5 19,0 18,0 17,0 16,0 13,62 13,98 15,0 14,0 11,9 13,0 12,0 11,0 9,84 10,0 9,0 8,0 nov/00 jul/01 Set-02 nov/02 abr/03 nov/03 dez/04IBOPE/ Nielsen Net
  35. 35. A cada mil nascidos vivos 50 48 45 40 36 35 30 27 25 1990 1992 1994 1997 1998 1999 2000 2003 IBGE Porcentagem da população com 15 anos ou mais EM ANOS,00% 18,3% 75,00% 70,00% 65,00% YEARS 60,00% 11,6% 55,00% 50,00% 45 46,00% 40 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 2002 2003 1940 1950 1960 1970 1980 1991 2000 200
  36. 36. População com menos de quatro anos de estudo completados (em %) 42,0 41,0 40,5 40,0 39,2 39,0 38,0 37,0 37,2 36,0 35,4 34,8 35,0 34,0 33,0 33,2 32,0 31,6 31,0 30,0 29,0 29,1 28,0 1992 1993 1995 1996 1997 1998 1999 2001IBGE
  37. 37. MORTALIDADE INFANTIL por mil habitantes 30,1 16,8 17,0 10,5 BRASIL SANTA CATARINA JOINVILLE RIO GRANDE D SUL ESPERANÇA DE VIDA Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000/ IPEA, IDH-M em anos 76,6 73,7 72,1 70,4 TAXA DE FECUNDIDADE TOTAL 2,4 2,2 2,2 2,0 BRASIL SANTA CATARINA JOINVILLE RIO GRANDE DO SULte: IBGE, Censo Demográfico 2000/ IPEA, IDH-M BRASIL SANTA JOINVILLE RIO GRANDE D CATARINA SUL Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000/ IPEA, IDH-M
  38. 38. Analfabetismo das pessoas com mais de 15 anos 2000 16 14 13,6 12 10% 8 6,2 5,9 6 3,4 4 2 0 BRASIL SANTA JOINVILLE RIO GRANDE DO CATARINA SULFonte: IBGE, Censo Demográfico 2000/ IPEA, IDH-M
  39. 39. AUMENTO DA PARTICIPAÇÃO FEMININA NA PEA Renda das mulheres como proporção da renda dos homens- renda real média do trabalho%% 42% principal%%% 72%% 70%%% 68%%% 66%% 64%%% 62%% 62%% 60% 60%% 15%% 58%% 56% 1950 1960 1970 1980 1991 2000 2002 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 20 Fonte: IBGE
  40. 40. Empresas com responsabilidade social 1100 1010 1000 900 751 800 700 617 600 500 420 400 287 300 200 143 100 11 0 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 Filiadas ao Institu Ethos que olha os quesit to os:Proje os sociais, governança coorporativa eem t pow erm n et
  41. 41. B RAS IL45,0 IDADE MÉDIA P OR S EXO 1980-2050 Ambos os sexos Feminino Masculino40,0 4035,0 35 2 0 2 530,0 0 0 29 3 2 2 27 2 0 2 025,0 0 1 2 0 0 5 520,0 2015,0 1980 1983 1986 1989 1992 1995 1998 2001 2004 2007 2010 2013 2016 2019 2022 2025 2028 2031 2034 2037 2040 2043 2046 2049
  42. 42. 2049 2046 230 milhões 2043 2040 2037 2034 2031 2 0 2 4 2028 2025 2022FECUNDIDADE TOTAL BRASIL TAXAS DE 2019 2016 2013 2010 2007 2004 2001 1998 1995 1992 1989 1986 1983 1980 4,50 4,00 3,50 3,00 2,50 2,00 1,50 1,00
  43. 43. CONSUMO DASBRASIL É: FAMÍLIAS EM 2004 1 TRILHÃO DE REAIS 2o MERCADO 2o MERCADO 2o MERCADO DA DA DA FIAT TELEFÔNICA NESTLÉ 3o MERCADO 3o MERCADO 3o MERCADO 3o MERCADO DA DA DA DA VOLKSWAGEN COCA-COLA SIEMENS AVON
  44. 44. QUE PAÍS É ESTE? O DOBRO DA RENDA DA CHINA MAIOR EXPORTADOR DE CARNE BOVINA PRODUZ OITO MILHÕES DE TONELADAS CONSOME SETE MILHÕES EXPORTA POUCO MAIS DE UM MILHÃO MAIOR EXPORTADOR DE CARNE DE FRANGO PRODUZ 8,4 MILHÕES DE TONELADAS CONSOME 6 MILHÕES EXPORTA 2,4 MILHÕES SEGUNDO MAIOR PRODUTOR DE SOJA FICA COM 60% DO QUE PRODUZ EXPORTA 40%EM VÁRIOS MERCADOS EXPORTA APENAS UMA PARTEDO QUE PRODUZ: MINÉRIO DE FERRO, LARANJA, CAFÉ, AÇUCAR, ALUMÍNIO, PAPEL E CELULOSE
  45. 45. QUE PAÍS É ESTE? POPULAÇÃO AUMENTOU MAIS DE 100 MILHÕES DE PESSOAS DESDE A DÉCADA DE 1960JÁ FEZ A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA: POPULAÇÃO SE ESTABILIZA EM 230 MILHÕES EM 2030 INSITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS SÓLIDAS ECONOMIA ABERTA E COMPETITIVA
  46. 46. QUE PAÍS É ESTE? É UMA POTÊNCIA AMBIENTAL TEM 20% DA DIVERSIDADE DO PLANETA 15% DA ÁGUA POTÁVEL A MAIOR FLORESTA TROPICAL NATIVA DEBAIXO DO MERCOSUL HÁ O MAIOR ESTOQUE DE ÁGUA DO PLANETAO AQUÍFERO GUARANI TEM VOLUME DE ÁGUA MAIOR QUE A SOMA DOS LAGOS E RIOS DO MUNDO
  47. 47. ! CRISE POLÍTICA PRODUZIRÁ MOMENTOS DE TURBULÊNCIA! ECONOMIA EM DESACELERAÇÃO, MAS BOAS NOTÍCIAS PODEM REDUZIR AMBIENTE DE CRISE! BRASIL FEZ IMPORTANTES AVANÇOS NAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS QUE O TORNARAM UMA DEMOCRACIA SÓLIDA CAPAZ DE ENFRENTAR STRESS POLÍTICO E UMA ECONOMIA DIVERSIFICADA E COMPETITIVA

×