O desafio de ensinar para as novas gerações

1.837 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação

O desafio de ensinar para as novas gerações

  1. 1. O desafio de ensinar para as novas gerações Questionamentos e Inovações para uma Nova Escola Prof. Dr. Nilbo Nogueira
  2. 2. www.nilbonogueira.com.br Fazer download das telas
  3. 3. A ( ) B ( ) C ( ) D ( ) E ( ) F ( ) G ( ) H ( ) Assinale o item que se refere a uma tecnologia:
  4. 4. Entender o cenário. Hoje é preciso se preparar para utilizar a tecnologia na escola?
  5. 5. Alguns questionamentos: Na minha época não existia tanta tecnologia na escola e eu aprendi muito bem!!!
  6. 6. Alguns questionamentos: Antigamente não tinha Internet e eu não precisava de tanta informação!!!
  7. 7. Alguns questionamentos: Eu não tinha videogame e me divertia muito!!
  8. 8. Alguns questionamentos: Antigamente os alunos se interessavam mais pelas aulas.
  9. 9. Alguns questionamentos: Antigamente os jovens respeitavam mais os idosos.
  10. 10. Entender as características comportamentais das diferentes gerações:
  11. 11. Gerações diferentes…
  12. 12. <ul><li>1925 – 1945 </li></ul><ul><li>Guerra </li></ul><ul><li>Construir e reconstruir </li></ul><ul><li>Respeitavam a hierarquia </li></ul><ul><li>Estabilidade </li></ul><ul><li>Segurança no emprego </li></ul>Os builders ou formais:
  13. 13. <ul><li>1946 – 1964 </li></ul><ul><li>Geração pós guerra – mais otimistas </li></ul><ul><li>Lutaram pela paz </li></ul><ul><li>Palavra chave = tempo (dinheiro e reconhecimento social) </li></ul><ul><li>Sem equilíbrio entre tempo/família/lazer </li></ul>Os baby boomers:
  14. 14. <ul><li>1965 – 1980 </li></ul><ul><li>Começa a romper com a idéia de que tempo = dinheiro </li></ul><ul><li>Início dos microcomputadores e demais meios mais ágeis de comunicação </li></ul><ul><li>Equilíbrio tempo e lazer/família </li></ul>A geração X:
  15. 15. <ul><li>1981 – 2000 </li></ul><ul><li>Estabilidade econômica </li></ul><ul><li>Avanços tecnológicos - Internet </li></ul><ul><li>Vivem e tecem relações na rede </li></ul><ul><li>Não valorizam hierarquia </li></ul><ul><li>Multitarefas </li></ul><ul><li>Não aceitam a cultura analógica </li></ul>A geração Y:
  16. 16. <ul><li>Após 2000 </li></ul><ul><li>Internet banda larga </li></ul><ul><li>Comunidades Virtuais </li></ul><ul><li>Ipod, celular, vidogame, etc. </li></ul><ul><li>Multitarefas e mais ágeis </li></ul><ul><li>Tempo para o “prazer” </li></ul><ul><li>Só aceitam o que tem utilidade na sua vida </li></ul>A geração Z:
  17. 17. Builders Boomers Geração X Geração Y Geração Z Interesses diferentes
  18. 18. Builders Boomers Geração X Geração Y Geração Z Em paralelo...
  19. 19. Com o tempo as tecnologias foram incorporadas no ambiente escolar. Como???
  20. 20. As tecnologias incorporadas na educação.
  21. 21. Tecnologias na Educação Facilitar/Agilizar alguns processos Potencializar a aprendizagem
  22. 22. Algumas tecnologias (novas) facilitaram ou agilizaram alguns processos na educação.
  23. 23. Outras tecnologias (novas) podem ser utilizadas como ferramentas para potencializar o processo de aprendizagem. Exemplo: Multimídia Som Imagem estática Imagem dinâmica Textos verbal Vídeos Textos Plurais ( multisemióticos) Estilos de Aprendizagem
  24. 24. A Internet como tecnologia para: F acilitar P otencializa r (pesquisa) (comunicação, interação colaboração, etc.)
  25. 25. Facilitar/Agilizar versus Potencializar
  26. 26. Os cuidados e conseqüências no uso das tecnologias
  27. 27. Cuidados, equívocos e soluções: No uso com os alunos No processo de capacitação do professor 2º 1º
  28. 28. No processo de capacitação dos professores 1º
  29. 29. Professores formados com tecnologias “antigas”....
  30. 30. Professores formados sem “novas” tecnologias...
  31. 31. Professores formados com “novas” tecnologias sem contextualização...
  32. 32. As escolas capacitaram os professores no uso técnico de algumas tecnologias: Significado pedagógico
  33. 33. Então ministrar minha aula com slides de apresentação (PowerPoint) não vai melhorar a aprendizagem dos alunos?
  34. 34. E o que fazer com os computadores?
  35. 35. <ul><li>No uso com os alunos </li></ul>
  36. 36. Motivar....
  37. 37. Estimular...
  38. 38. Escrita, vocabulário, redação... ~
  39. 39. Desenhar...
  40. 40. Pesquisar na Internet...
  41. 41. A questão é: <ul><li>O aluno faria/conseguiria tudo isto sem o uso do computador? </li></ul><ul><li>Se a resposta for SIM, então não precisamos do computador. </li></ul>
  42. 42. Quando, como e por que utilizar a tecnologia?
  43. 43. É necessário entender e incorporar as linguagens dos nossos alunos...
  44. 44. Será que a gente não pode ver isso no Google Earth? Glogle o que????
  45. 45. Objetivo: Melhorar a comunicação entre os interlocutores (professores e alunos) para favorecer a aprendizagem.
  46. 46. Algumas pistas: <ul><li>Conhecer para incorporar as novas linguagens, as mídias e os ambientes (comunidades virtuais, redes sociais, blog, etc.) e as ferramentas para refletir sobre nossa práxis (metodologia). </li></ul>
  47. 47. Exemplo: Inimigo x Aliado
  48. 48. <ul><li>Textos verbais e textos imagéticos: </li></ul>
  49. 49. Então: Trabalhe com imagens; Utilize músicas e diferentes sons; Integre mídias.
  50. 50. Explorar as imagens: <ul><li>Construir textos verbais a partir de seqüências de imagens. </li></ul><ul><li>Ler imagens e transcrever para textos verbais. </li></ul><ul><li>Integrar textos verbais aos textos imagético – integração de mídias. </li></ul>É possível integrar mídias sem o computador?
  51. 51. Cuidado!! Não fazer o “velho” com o “novo”. http://www.youtube.com/watch?v=mKbEbKQZVQU
  52. 52. O momento atual... <ul><li>Refletir sobre a subutilização das tecnologias. </li></ul><ul><li>Incorporar as tecnologias para fazer o “novo” com o “novo”. </li></ul><ul><li>Desenvolver uma “nova” metodologia para utilizar com uma “nova” tecnologia. </li></ul>
  53. 53. E a Internet
  54. 54. A Internet ainda está sendo utilizada como uma grande biblioteca para coletas de dados e informações. Uso do “velho” com o “novo”
  55. 55. Internet: Redes Sociais e Comunidades Virtuais Reunião de pessoas com interesses comuns Ambientes sem exploração pedagógica e educacional
  56. 60. Internet: Reunião de pessoas com interesses comuns Conteúdos e temas de interesse dos alunos (por exemplo, na Pedagogia dos Projetos) trabalhados na rede - Internet
  57. 62. Exemplo: Blogs temáticos .
  58. 63. Autoria:
  59. 64. Autoria: O aluno cria produtos (CD-ROM, site, blog, vídeos streaming, etc.) integrando mídias (textos verbais, imagens estáticas e dinâmicas, vídeos, sons, etc.) .
  60. 65. Nestes casos o aluno não é um mero “extrator” de dados e informações da rede, mas sim um “abastecedor” . É possível abastecer a rede sem tecnologia? Uma forma de usar o “novo” com o “novo”.
  61. 66. A incorporação das tecnologias exige: mudanças
  62. 67. Mudar é fácil???
  63. 68. A mudança faz o sujeito sair da “zona de conforto” e romper com suas Crenças e Modelos Mentais. Medo de Mudar???
  64. 69. Rupturas: . Modelos Mentais Peter Senge – A quinta disciplina
  65. 70. Modelo Mental .
  66. 71. Usar as TIC (tecnologias da informação e comunicação) em sua aula não significa que: Seu curso será virtual, a distância, que você terá que se “teletransportar” para o ciberespaço.
  67. 72. Mas, utilizar as TIC em sua aula pode significar que: Haverá mais interação, comunicação, mais motivação dos alunos e melhores resultados na aprendizagem.
  68. 73. Reflexão
  69. 74. Contatos: e-mail: nilbo@nilbonogueira.com.br Site: www.nilbonogueira.com.br Fone comercial: (12) 3939-6247 Celular: (12) 8218-8888

×