Paráfrase

4.899 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.899
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
257
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paráfrase

  1. 1. PARÁFRASE
  2. 2. Professora: Evelise Língua Portuguesa Universidade do Planalto Catarinense – UNIPLAC Curso: Química 2013
  3. 3. Definindo a Paráfrase Paráfrase é a reprodução explicativa de um texto ou de unidade de um texto, por meio de uma linguagem mais longa. Na paráfrase sempre se conservam basicamente as ideias do texto original.
  4. 4. Paráfrase Parafrasear consiste em transcrever, com novas palavras, as ideias centrais de um texto. O leitor deverá fazer uma leitura cuidadosa e atenta e, a partir daí, reafirmar e/ou esclarecer o tema central do texto apresentado.
  5. 5. Paráfrase O estudante poderá acrescentar aspectos relevantes de uma opinião pessoal ou acercando- se de críticas bem fundamentadas. Portanto, a paráfrase repousa sobre o texto- base, condensando-o de maneira direta e imperativa.
  6. 6. Paráfrase Consiste em um excelente exercício de redação, uma vez que desenvolve o poder de síntese, clareza e precisão vocabular. Acrescenta-se o fato de possibilitar um diálogo intertextual, recurso muito utilizado para efeito estético na literatura moderna.
  7. 7. Intertextualidade A Intertextualidade acontece quando há uma referência explícita ou implícita de um texto em outro. Também pode ocorrer com outras formas além do texto, música, pintura, filme, novela etc. Toda vez que uma obra fizer alusão à outra ocorre a intertextualidade.
  8. 8. Intertextualidade Explicitamente a intertextualidade ocorre quando o autor informa o objeto de sua citação. Num texto científico, por exemplo, o autor do texto citado é indicado, já na forma implícita, a indicação é oculta.
  9. 9. Intertextualidade Por isso é importante para o leitor o conhecimento de mundo, um saber prévio, para reconhecer e identificar quando há um diálogo entre os textos.
  10. 10. Intertextualidade A intertextualidade pode ocorrer afirmando as mesmas ideias da obra citada ou contestando-as. Há duas formas: a Paráfrase e a Paródia. <http://www.infoescola.com/portugues/intertextua lidade-parafrase-e-parodia/>
  11. 11. Intertextualidade Intertextualidade: Relação que as ideias de um texto mantêm com as de outros textos, ou seja, diálogo entre textos.
  12. 12. Exemplos de Intertextualidade
  13. 13. Exemplos de Paráfrases
  14. 14. "As Meninas Cahen d'Anvers" (conhecido como "Rosa e Azul"), pintado por Renoir em 1881
  15. 15. Uso das Mídias Sociais
  16. 16. Sugestões para Leitura JOSUÉ GUIMARÃES, Camilo Mortágua. 2011. KOCH, TRAVAGLIA. A Coerência Textual. 2012. RÖSING, Tânia, BURLAMAQUE, Fabiane (org). Atualizando a tradição: cânone e literatura para leitores de hoje. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2010. SCHOPENHAUER. A arte de escrever. Porto Alegre: L&PM, 2006. SANTOS, Leonor, RICHE, Rosa, TEIXEIRA, Claudia. Análise e produção de textos. São Paulo: Contexto, 2012.
  17. 17. Conclusão O chanceler Bismarck dizia que o jornalista é um homem que errou de profissão. Para ele, o mundo seria muito melhor se não existissem jornalistas. Rui Barbosa pensava de outra forma. Em artigo publicado em 17 de outubro de 1900, o tribuno baiano afirmou que cada
  18. 18. Conclusão […]“para o comum do povo, ao mesmo tempo um mestre de primeiras letras e um catedrático de democracia em ação, um advogado e um censor, um familiar e um magistrado. […]
  19. 19. Conclusão […] Bebidas com o primeiro pão do dia, as suas lições penetram até o fundo das consciências inespertas, onde vão elaborar a moral usual, os sentimentos e os impulsos de que depende a sorte dos governos e das nações”.
  20. 20. Bibliografia AMARAL. Disponível emhttp://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?a ula=18406 Acesso em 11 jun. 2012. CONCURSOS PCI. Disponível em: <http://www.pciconcursos.com.br/aulas/portugues/parafrase> Acesso em 11 jun. 2012. GIL, Beatriz, CARDOSO, Elis, CONDÉ, Valéria. Modelos de análises Linguística/ organização. – São Paulo: Contexto, 2009. GOOGLE IMAGES. Disponível em: <google.com.br> Acesso em 11 jun. 2012.
  21. 21. Bibliografia ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica – brincando com a gramática. 7. Ed., 3a reimpressão. – São Paulo: Contexto, 2010. INFOESCOLA. Disponível em <http://www.infoescola.com/portugues/intertextualidade- parafrase-e-parodia/> Acesso em 14 jun. 2012. RÖSING, Tânia, BURLAMAQUE, Fabiane (org). Atualizando a tradição: cânone e literatura para leitores de hoje. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2010 SANT’ANNA, Affonso Romano de. Paródia, paráfrase & Cia, 7.ed. São Paulo: Ática, 2000.Disponível em http://www.infoescola.com/portugues/intertextualidade- parafrase-e-parodia/ Acesso em: 12 jun. 2011.
  22. 22. Obrigada!

×