SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
ALUNO (A): ________________________________________________________________________
ANO: __1º__ TURMA: _____ DATA: ____/____/ 2015_
PRODUTOR: Evandro Batista
Revisão de Química 1
01. Quando se está ao nível do mar, observa-se que a água ferve a uma temperatura de 100 °C. Subindo uma
montanha de 1 000 m de altitude, observa-se que:
a) a água ferve numa temperatura maior, pois seu calor específico aumenta.
b) a água ferve numa temperatura maior, pois a pressão atmosférica é maior.
c) a água ferve numa temperatura menor, pois a pressão atmosférica é menor.
d) a água ferve na mesma temperatura de 100 °C, independente da pressão atmosférica.
e) a água não consegue ferver nessa altitude.
02. Duas amostras de naftalina, uma de 20,0 g (amostra A) e outra de 40,0 g (amostra B), foram colocadas
em tubos de ensaio separados, para serem submetidas à fusão. Ambas as amostras foram aquecidas por uma
mesma fonte de calor. No decorrer do aquecimento de cada uma delas, as temperaturas foram anotadas de 30
em 30 segundos.
Um estudante, considerando tal procedimento, fez as seguintes previsões:
I. A fusão da amostra A deve ocorrer a temperatura mais baixa do que a da amostra B.
II. A temperatura de fusão da amostra B deve ser o dobro da temperatura de fusão da amostra A.
III. A amostra A alcançará a temperatura de fusão num tempo menor que a amostra B.
IV. Ambas as amostras devem entrar em fusão à mesma temperatura.
É correto o que se afirma apenas em:
a) I.
b) II.
c) III.
d) II e III.
e) III e IV.
03. Tudo aquilo que apresenta massa e volume é considerado matéria. O que diferencia uma matéria da
outra, entre outras características, é o seu estado físico, que distingui-se na dispersão das partículas. Sabendo
disso, analise as afirmações abaixo em V ou F e corrija as incorretas.
( ) I.O estado líquido possui forma e volume constantes.
( ) II.Quando a matéria está no estado líquido, quem dá seu volume é o recipiente.
( ) III.No estado gasoso, a forma e o volume da matéria está no recipiente.
( ) IV.Para passar a matéria do estado sólido para o gasoso devemos diminuir o calor e aumentar a pressão.
( ) V. Quanto menor a pressão, maior a temperatura.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
04. Observe na tabela a seguir o ponto de ebulição e de fusão de algumas substâncias:
* Identifique quais dessas substâncias são encontradas no estado líquido em temperatura ambiente
(aproximadamente 25 ºC).
a) Chumbo, metano e mercúrio;
b) Ácido acético, álcool e água;
c) Metano, álcool e mercúrio;
d) Álcool, água e chumbo;
e) Ácido acético, metano e água.
05. Uma indústria química comprou certa quantidade de plástico de um fabricante, antes de ser usado, colhe-
se uma amostra e submete-se a mesma a uma série de testes para verificações. Um desses testes Consiste em
colocar uma fração da amostra num equipamento e aquecê-la até o plástico derreter. Que processo de
mudança de estado físico da matéria ocorreu? Explique.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
06. O diagrama de estado físico para certa substância está representado a seguir.
A mudança de estado físico denominada sublimação pode ocorrer
a) somente no ponto H.
b) somente no ponto T.
c) em pontos da curva HT.
d) em pontos da curva TR.
e) em pontos da curva TS.
07. O diagrama de fases de certa substância é representado abaixo
Marque V ou F para cada afirmativa abaixo:
( ) No ponto Q é possível encontrar a substância nos três estados físicos.
( ) Na região III a substância se encontra na fase sólida.
( ) Variando a pressão e/ou a temperatura, a substância pode passar da fase sólida diretamente para agasosa.
( ) Ocorre a sublimação quando a substância passa de uma região para outra delimitada pela linha MQ.
( ) Para a substância em análise o aumento de pressão favorece a fusão e a substância diminui devolume ao
se fundir.
08. (ESSA QUESTÃO NÃO ESTÁ NO NÍVEL DA PROVA, APENAS REVISÃO) Dos materiais abaixo,
quais são misturas e quais são substâncias puras? Dentre as substâncias puras, quais são simples e quais são
compostas?
Água dos rios: _____________________________________________________________
Ferro: ____________________________________________________________________
Aço: _____________________________________________________________________
Gás carbônico: _____________________________________________________________
Salmoura: _________________________________________________________________
Refrigerante: _______________________________________________________________
Leite: _____________________________________________________________________
Metano: ___________________________________________________________________
Vinagre: ___________________________________________________________________
Ouro 18 quilates: ____________________________________________________________
Amálgama (liga de mercúrio, prata e zinco): ______________________________________
Gasolina: __________________________________________________________________
Ar atmosférico: _____________________________________________________________
Etanol anidro: ______________________________________________________________
Água destilada: _____________________________________________________________
Gás nitrogênio: ______________________________________________________________
Cobre: ____________________________________________________________________
Gás oxigênio: ______________________________________________________________
09. Veja o esquema abaixo:
* Entre as alternativas abaixo, indique as corretas sobre o esquema:
a) Temos 5 componentes.
b) É formado por 2 substâncias simples.
c) Foram usados apenas 2 elementos.
d) É uma mistura.
e) Temos 5 substâncias simples e 2 compostas.
10. Adicionando-se excesso de água à mistura formada por sal de cozinha, areia e açúcar, obtém-se um
sistema:
a) homogêneo, monofásico;
b) homogêneo, bifásico;
c) heterogêneo, monofásico;
d) heterogêneo, bifásico;
e) heterogêneo, trifásico.
11. Três líquidos (água, benzeno e clorofórmio) foram colocados numa proveta, originando o seguinte
aspecto:
A seguir temos uma tabela com as densidades de cada líquido. Baseando-se nessas informações e em seus
conhecimentos sobre densidade, relacione as substâncias A, B e C com as mencionadas na tabela. Justifique
sua resposta.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
12. Quais são as soluções aquosas contendo uma única substância dissolvida que podem apresentar corpo de
fundo dessa substância? Explique.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
13. Considere o gráfico:
* Indique a alternativa correta:
a) No intervalo de temperatura de 0 ºC a 30 ºC, há diminuição da solubilidade do nitrato de potássio.
b) A solubilidade do sulfato de sódio diminui a partir de 20 ºC.
c) Na temperatura de 40 ºC, o nitrato de potássio é mais solúvel que o sulfato de sódio.
d) Na temperatura de 60 ºC, o sulfato de sódio é mais solúvel que o nitrato de potássio.
e) No intervalo de temperatura de 30 ºC a 100 ºC, há diminuição da solubilidade do sulfato de sódio.
14. As substâncias, quando puras, podem ser representadas em um gráfico de mudança de estados físicos que
ocorre em função do aquecimento dessa substância 3 tempo. Um exemplo deste fenômeno é o caso da água.
Esta se apresenta nos três estados (sólido, líquido e gasoso). O gráfico a seguir representa o aquecimento de
uma substância pura. Sobre essa substância, escreva (V) para as afirmativas verdadeiras ou (F) para as
afirmativas falsas.
( ) Os pontos A e C correspondem, respectivamente, às coordenadas de início da fusão e da ebulição da
substância.
( ) Os pontos B e D correspondem às coordenadas de mudança de estado físico da substância.
( ) Os pontos F e E correspondem respectivamente aos pontos de fusão e ebulição da substância.
( ) Os pontos A e E correspondem à temperatura de fusão da substância.
( ) Os pontos C e F correspondem à temperatura de fusão da substância.
15. Em qual das alternativas abaixo o gráfico representa a curva de aquecimento de uma mistura
azeotrópica?
GABARITO:
01. C. Quando estamos acima do nível do mar, a pressão é reduzida, por isso as partículas ficam mais
afastadas umas das outras e evaporam-se mais rápido.
02. E
03. I – Verdadeiro
II – Falso: Quando a matéria está no estado líquido, quem dá sua forma é o recipiente.
III – Verdadeiro.
IV – Falso: Para passar a matéria do estado sólido para o gasoso devemos aumentar o calor e diminuir a
pressão.
V – Falso: Quanto maior a pressão, maior a temperatura.
04. B. Encontram-se no estado líquido as substâncias que apresentam ponto de fusão inferior a 25ºC e ponto
de ebulição superior a 25ºC. Analisando a tabela, vemos que essas substâncias são a água, o álcool e o ácido
acético.
05. O plástico, antes sólido, passa para o estado líquido com o aumento do calor. Sendo assim o correu a
fusão.
06. C. Perceba que para ser sublimação a substância tem que passar direto do sólido pra o gasoso ou do
gasoso para o sólido.
07. V / F / V / F / V
08.
a. Água dos rios: mistura
b. Ferro: substância pura simples
c. Aço: mistura
d. Gás carbônico: substância pura composta
e. Salmoura: mistura
f. Refrigerante: mistura
g. Leite: mistura
h. Metano: substância pura composta
i. Vinagre: mistura
j. Ouro 18 quilates: mistura
k. Amálgama (liga de mercúrio, prata e zinco): mistura
l. Gasolina: mistura
m. Ar atmosférico: mistura
n. Etanol anidro: substância pura composta
o. Água destilada: substância pura composta
p. Gás nitrogênio: substância pura simples
q. Cobre: substância pura simples
r. Gás oxigênio: substância pura simples
09. a / c / d / e
10. D
11. A = benzeno;
B = água;
C = clorofórmio.
Isso se dá porque os líquidos menos densos ficam sobre os mais densos. Assim, como o benzeno é o menos
denso, ele fica na superfície; e como o clorofórmio é o mais denso, ele afunda, ficando na parte inferior,
deixando a água no meio.
12. As soluções saturadas são aquelas que atingiram a quantidade de soluto máxima possível que pode ser
dissolvida em determinada quantidade de solvente a uma dada temperatura. Assim, se adicionarmos mais
soluto, haverá formação de precipitado. As soluções insaturadas não possuem precipitado porque a
quantidade de soluto dissolvido nelas é inferior ao coeficiente de solubilidade, o que significa que, se mais
soluto for adicionado a elas, ocorrerá solubilização. Já as supersaturadas possuem uma quantidade de soluto
dissolvido maior que o coeficiente de solubilidade na temperatura considerada, o que mostra que todo o
soluto deve estar dissolvido e não há precipitado. Portanto teria que ser uma solução aquosa saturada.
13. a) Falsa. No intervalo de temperatura de 0 ºC a 30 ºC, a solubilidade do nitrato de potássio continua
crescendo, bem como em todas as temperaturas apresentadas.
b) Falsa. A solubilidade do sulfato de sódio diminui somente a partir de 30 ºC, e não de 20ºC.
c) Falsa. Na temperatura de 40 ºC, a solubilidade do nitrato de potássio é igual à do sulfato de sódio.
d) Falsa. Na temperatura de 60 ºC, o sulfato de sódio é menos solúvel que o nitrato de potássio. O sulfato de
sódio só será mais solúvel que o nitrato de potássio no intervalo de 20º C a 40ºC.
e) Verdadeira. No intervalo de temperatura de 30 ºC a 100 ºC, há diminuição da solubilidade do sulfato de
sódio.
14. V
F = As mudanças de fases da substância corresponde aos patamares A – B e C – D.
V
F = Só o ponto E corresponde à temperatura de fusão da substância. O ponto A corresponde ao tempo em
que a fusão teve início.
F = A temperatura de fusão da substância corresponde ao ponto E.
15. E

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
introdução à química ensino fundamental
introdução à química ensino fundamentalintrodução à química ensino fundamental
introdução à química ensino fundamentalProfessora Raquel
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmicaPaaoollaa
 
Dilatação Linear
Dilatação LinearDilatação Linear
Dilatação LinearJean Alves
 
Ficha Atividade Prática Laboratorial
Ficha Atividade Prática LaboratorialFicha Atividade Prática Laboratorial
Ficha Atividade Prática LaboratorialCatDaniels
 
Dilatacao térmica volumetrica
Dilatacao térmica volumetricaDilatacao térmica volumetrica
Dilatacao térmica volumetricaEloir De Carli
 
Apostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoApostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoIrmão Jáder
 
Lista 12 termometria e dilata+º+úo
Lista 12 termometria e dilata+º+úoLista 12 termometria e dilata+º+úo
Lista 12 termometria e dilata+º+úorodrigoateneu
 
Recuperação paralela de química 1
Recuperação paralela de química 1Recuperação paralela de química 1
Recuperação paralela de química 1KATIA CAVALCANTI
 
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
Lista 1   2014 - propriedade dos materiaisLista 1   2014 - propriedade dos materiais
Lista 1 2014 - propriedade dos materiaisprofNICODEMOS
 
teste avaliacao_1_movimentos
teste avaliacao_1_movimentosteste avaliacao_1_movimentos
teste avaliacao_1_movimentosana freire
 
Exercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologiaExercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologiaRoberto Bagatini
 

Mais procurados (18)

Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
 
1osimulado propriedades
1osimulado propriedades1osimulado propriedades
1osimulado propriedades
 
introdução à química ensino fundamental
introdução à química ensino fundamentalintrodução à química ensino fundamental
introdução à química ensino fundamental
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
 
Dilatação Linear
Dilatação LinearDilatação Linear
Dilatação Linear
 
Ficha Atividade Prática Laboratorial
Ficha Atividade Prática LaboratorialFicha Atividade Prática Laboratorial
Ficha Atividade Prática Laboratorial
 
Dilatacao linear exercicios
Dilatacao linear exerciciosDilatacao linear exercicios
Dilatacao linear exercicios
 
Dilatação
DilataçãoDilatação
Dilatação
 
Dilatacao térmica volumetrica
Dilatacao térmica volumetricaDilatacao térmica volumetrica
Dilatacao térmica volumetrica
 
Apostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoApostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-ano
 
Lista 12 termometria e dilata+º+úo
Lista 12 termometria e dilata+º+úoLista 12 termometria e dilata+º+úo
Lista 12 termometria e dilata+º+úo
 
Recuperação paralela de química 1
Recuperação paralela de química 1Recuperação paralela de química 1
Recuperação paralela de química 1
 
Dilatação
DilataçãoDilatação
Dilatação
 
Química 8
Química 8Química 8
Química 8
 
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
Lista 1   2014 - propriedade dos materiaisLista 1   2014 - propriedade dos materiais
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
 
teste avaliacao_1_movimentos
teste avaliacao_1_movimentosteste avaliacao_1_movimentos
teste avaliacao_1_movimentos
 
Exercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologiaExercícios sobre termologia
Exercícios sobre termologia
 
Dilatacao
DilatacaoDilatacao
Dilatacao
 

Destaque (6)

Prova comentada - Química Tipo B
Prova comentada - Química Tipo BProva comentada - Química Tipo B
Prova comentada - Química Tipo B
 
Simaberto ciencnatureza
Simaberto ciencnaturezaSimaberto ciencnatureza
Simaberto ciencnatureza
 
Plano do 4° bimestre de quimica 1° ano
Plano do 4° bimestre de quimica 1° anoPlano do 4° bimestre de quimica 1° ano
Plano do 4° bimestre de quimica 1° ano
 
Avaliação bimestral dos 1º anos A e B
Avaliação bimestral dos 1º anos A e BAvaliação bimestral dos 1º anos A e B
Avaliação bimestral dos 1º anos A e B
 
Avaliação de química do 3° bimestre 1° ano - av4
Avaliação de química do 3° bimestre   1° ano - av4Avaliação de química do 3° bimestre   1° ano - av4
Avaliação de química do 3° bimestre 1° ano - av4
 
Atividade 1º ano do ensino médio átomo
Atividade 1º ano do ensino médio átomoAtividade 1º ano do ensino médio átomo
Atividade 1º ano do ensino médio átomo
 

Semelhante a Revisão de Química 1

Estados físicos da Água
Estados físicos da ÁguaEstados físicos da Água
Estados físicos da ÁguaAndrea Barreto
 
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-anoRicardo Araujo
 
Termologiatransmissaodecalordilatacao
TermologiatransmissaodecalordilatacaoTermologiatransmissaodecalordilatacao
Termologiatransmissaodecalordilatacaobrendarezende
 
Apostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoApostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoIrmão Jáder
 
Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004
Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004
Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004Paulo Cezar Rangel de Lima
 
Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004
Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004
Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004Paulo Cezar Rangel de Lima
 
36ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a3
36ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a336ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a3
36ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a3PetrusNegreiro3
 
AULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptx
AULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptxAULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptx
AULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptxRaulCsar8
 
1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano
1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano
1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° AnoO mundo da FÍSICA
 
1ª lista química - revisão geral - uno
1ª lista   química - revisão geral - uno1ª lista   química - revisão geral - uno
1ª lista química - revisão geral - unoOswaldo Stanziola
 
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_CO mundo da FÍSICA
 
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09Renata Martins
 
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09Renata Martins
 

Semelhante a Revisão de Química 1 (20)

Lista 01 alfredo
Lista 01   alfredoLista 01   alfredo
Lista 01 alfredo
 
4-quimic
4-quimic4-quimic
4-quimic
 
Mudança de fase
Mudança de faseMudança de fase
Mudança de fase
 
Estados físicos da Água
Estados físicos da ÁguaEstados físicos da Água
Estados físicos da Água
 
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
 
Termologiatransmissaodecalordilatacao
TermologiatransmissaodecalordilatacaoTermologiatransmissaodecalordilatacao
Termologiatransmissaodecalordilatacao
 
Apostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-anoApostila de-fisica-2º-ano
Apostila de-fisica-2º-ano
 
Exercícios de Termometria
Exercícios de TermometriaExercícios de Termometria
Exercícios de Termometria
 
Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004
Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004
Exercícios de Recuperação de Física Térmica - 2ª Série turma 2004
 
Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004
Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004
Exercícios de Recuperação em Física Térmica - 2ªSérie Turma 2004
 
36ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a3
36ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a336ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a3
36ba22176ab7b1a5b7bf169e693eb0a3
 
Aspectos macroscópicos da matéria
Aspectos macroscópicos da matériaAspectos macroscópicos da matéria
Aspectos macroscópicos da matéria
 
AULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptx
AULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptxAULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptx
AULA - MUDANÇAS DE ESTADO FÍSICO DAS SUBSTÂNCIAS.pptx
 
Termodinamica capitulo1
Termodinamica capitulo1Termodinamica capitulo1
Termodinamica capitulo1
 
Termodinamica
Termodinamica Termodinamica
Termodinamica
 
1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano
1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano
1° Etapa_3° Avaliação_Recuperação_2° Ano
 
1ª lista química - revisão geral - uno
1ª lista   química - revisão geral - uno1ª lista   química - revisão geral - uno
1ª lista química - revisão geral - uno
 
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
 
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
 
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
Exerc fis-qui-i-n1-2ºs-09
 

Mais de Evandro Batista (20)

Relações Ecológicas
Relações EcológicasRelações Ecológicas
Relações Ecológicas
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Bacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elasBacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elas
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
 
POLÍTICA DE ARISTÓTELES
POLÍTICA DE ARISTÓTELESPOLÍTICA DE ARISTÓTELES
POLÍTICA DE ARISTÓTELES
 
A POLÍTICA - ARISTÓTELES
A POLÍTICA - ARISTÓTELESA POLÍTICA - ARISTÓTELES
A POLÍTICA - ARISTÓTELES
 
Estrutura Geológica do Planeta
Estrutura Geológica do Planeta Estrutura Geológica do Planeta
Estrutura Geológica do Planeta
 
Modelo de Fichamento
Modelo de FichamentoModelo de Fichamento
Modelo de Fichamento
 
Bioquímica 3
Bioquímica 3 Bioquímica 3
Bioquímica 3
 
Bioquímica 2
Bioquímica 2Bioquímica 2
Bioquímica 2
 
Bioquímica 1
Bioquímica 1Bioquímica 1
Bioquímica 1
 
Membrana Plasmática
Membrana PlasmáticaMembrana Plasmática
Membrana Plasmática
 
Movimento de Rotacao e Translacao
Movimento de Rotacao e TranslacaoMovimento de Rotacao e Translacao
Movimento de Rotacao e Translacao
 
SEMANA 25
SEMANA 25SEMANA 25
SEMANA 25
 
SEMANA 24
SEMANA 24SEMANA 24
SEMANA 24
 
SEMANA 23
SEMANA 23SEMANA 23
SEMANA 23
 
SEMANA 22
SEMANA 22SEMANA 22
SEMANA 22
 
SEMANA 21
SEMANA 21SEMANA 21
SEMANA 21
 

Último

Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxPedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxleandropereira983288
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSilvana Silva
 
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptxthaisamaral9365923
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasillucasp132400
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavrasMary Alvarenga
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMVanessaCavalcante37
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 

Último (20)

Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxPedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
 
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 

Revisão de Química 1

  • 1. ALUNO (A): ________________________________________________________________________ ANO: __1º__ TURMA: _____ DATA: ____/____/ 2015_ PRODUTOR: Evandro Batista Revisão de Química 1 01. Quando se está ao nível do mar, observa-se que a água ferve a uma temperatura de 100 °C. Subindo uma montanha de 1 000 m de altitude, observa-se que: a) a água ferve numa temperatura maior, pois seu calor específico aumenta. b) a água ferve numa temperatura maior, pois a pressão atmosférica é maior. c) a água ferve numa temperatura menor, pois a pressão atmosférica é menor. d) a água ferve na mesma temperatura de 100 °C, independente da pressão atmosférica. e) a água não consegue ferver nessa altitude. 02. Duas amostras de naftalina, uma de 20,0 g (amostra A) e outra de 40,0 g (amostra B), foram colocadas em tubos de ensaio separados, para serem submetidas à fusão. Ambas as amostras foram aquecidas por uma mesma fonte de calor. No decorrer do aquecimento de cada uma delas, as temperaturas foram anotadas de 30 em 30 segundos. Um estudante, considerando tal procedimento, fez as seguintes previsões: I. A fusão da amostra A deve ocorrer a temperatura mais baixa do que a da amostra B. II. A temperatura de fusão da amostra B deve ser o dobro da temperatura de fusão da amostra A. III. A amostra A alcançará a temperatura de fusão num tempo menor que a amostra B. IV. Ambas as amostras devem entrar em fusão à mesma temperatura. É correto o que se afirma apenas em: a) I. b) II. c) III. d) II e III. e) III e IV. 03. Tudo aquilo que apresenta massa e volume é considerado matéria. O que diferencia uma matéria da outra, entre outras características, é o seu estado físico, que distingui-se na dispersão das partículas. Sabendo disso, analise as afirmações abaixo em V ou F e corrija as incorretas. ( ) I.O estado líquido possui forma e volume constantes. ( ) II.Quando a matéria está no estado líquido, quem dá seu volume é o recipiente. ( ) III.No estado gasoso, a forma e o volume da matéria está no recipiente. ( ) IV.Para passar a matéria do estado sólido para o gasoso devemos diminuir o calor e aumentar a pressão. ( ) V. Quanto menor a pressão, maior a temperatura. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________
  • 2. 04. Observe na tabela a seguir o ponto de ebulição e de fusão de algumas substâncias: * Identifique quais dessas substâncias são encontradas no estado líquido em temperatura ambiente (aproximadamente 25 ºC). a) Chumbo, metano e mercúrio; b) Ácido acético, álcool e água; c) Metano, álcool e mercúrio; d) Álcool, água e chumbo; e) Ácido acético, metano e água. 05. Uma indústria química comprou certa quantidade de plástico de um fabricante, antes de ser usado, colhe- se uma amostra e submete-se a mesma a uma série de testes para verificações. Um desses testes Consiste em colocar uma fração da amostra num equipamento e aquecê-la até o plástico derreter. Que processo de mudança de estado físico da matéria ocorreu? Explique. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 06. O diagrama de estado físico para certa substância está representado a seguir. A mudança de estado físico denominada sublimação pode ocorrer a) somente no ponto H. b) somente no ponto T. c) em pontos da curva HT. d) em pontos da curva TR. e) em pontos da curva TS.
  • 3. 07. O diagrama de fases de certa substância é representado abaixo Marque V ou F para cada afirmativa abaixo: ( ) No ponto Q é possível encontrar a substância nos três estados físicos. ( ) Na região III a substância se encontra na fase sólida. ( ) Variando a pressão e/ou a temperatura, a substância pode passar da fase sólida diretamente para agasosa. ( ) Ocorre a sublimação quando a substância passa de uma região para outra delimitada pela linha MQ. ( ) Para a substância em análise o aumento de pressão favorece a fusão e a substância diminui devolume ao se fundir. 08. (ESSA QUESTÃO NÃO ESTÁ NO NÍVEL DA PROVA, APENAS REVISÃO) Dos materiais abaixo, quais são misturas e quais são substâncias puras? Dentre as substâncias puras, quais são simples e quais são compostas? Água dos rios: _____________________________________________________________ Ferro: ____________________________________________________________________ Aço: _____________________________________________________________________ Gás carbônico: _____________________________________________________________ Salmoura: _________________________________________________________________ Refrigerante: _______________________________________________________________ Leite: _____________________________________________________________________ Metano: ___________________________________________________________________ Vinagre: ___________________________________________________________________ Ouro 18 quilates: ____________________________________________________________ Amálgama (liga de mercúrio, prata e zinco): ______________________________________ Gasolina: __________________________________________________________________ Ar atmosférico: _____________________________________________________________ Etanol anidro: ______________________________________________________________ Água destilada: _____________________________________________________________ Gás nitrogênio: ______________________________________________________________ Cobre: ____________________________________________________________________ Gás oxigênio: ______________________________________________________________ 09. Veja o esquema abaixo:
  • 4. * Entre as alternativas abaixo, indique as corretas sobre o esquema: a) Temos 5 componentes. b) É formado por 2 substâncias simples. c) Foram usados apenas 2 elementos. d) É uma mistura. e) Temos 5 substâncias simples e 2 compostas. 10. Adicionando-se excesso de água à mistura formada por sal de cozinha, areia e açúcar, obtém-se um sistema: a) homogêneo, monofásico; b) homogêneo, bifásico; c) heterogêneo, monofásico; d) heterogêneo, bifásico; e) heterogêneo, trifásico. 11. Três líquidos (água, benzeno e clorofórmio) foram colocados numa proveta, originando o seguinte aspecto: A seguir temos uma tabela com as densidades de cada líquido. Baseando-se nessas informações e em seus conhecimentos sobre densidade, relacione as substâncias A, B e C com as mencionadas na tabela. Justifique sua resposta. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________
  • 5. 12. Quais são as soluções aquosas contendo uma única substância dissolvida que podem apresentar corpo de fundo dessa substância? Explique. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 13. Considere o gráfico: * Indique a alternativa correta: a) No intervalo de temperatura de 0 ºC a 30 ºC, há diminuição da solubilidade do nitrato de potássio. b) A solubilidade do sulfato de sódio diminui a partir de 20 ºC. c) Na temperatura de 40 ºC, o nitrato de potássio é mais solúvel que o sulfato de sódio. d) Na temperatura de 60 ºC, o sulfato de sódio é mais solúvel que o nitrato de potássio. e) No intervalo de temperatura de 30 ºC a 100 ºC, há diminuição da solubilidade do sulfato de sódio. 14. As substâncias, quando puras, podem ser representadas em um gráfico de mudança de estados físicos que ocorre em função do aquecimento dessa substância 3 tempo. Um exemplo deste fenômeno é o caso da água. Esta se apresenta nos três estados (sólido, líquido e gasoso). O gráfico a seguir representa o aquecimento de uma substância pura. Sobre essa substância, escreva (V) para as afirmativas verdadeiras ou (F) para as afirmativas falsas.
  • 6. ( ) Os pontos A e C correspondem, respectivamente, às coordenadas de início da fusão e da ebulição da substância. ( ) Os pontos B e D correspondem às coordenadas de mudança de estado físico da substância. ( ) Os pontos F e E correspondem respectivamente aos pontos de fusão e ebulição da substância. ( ) Os pontos A e E correspondem à temperatura de fusão da substância. ( ) Os pontos C e F correspondem à temperatura de fusão da substância. 15. Em qual das alternativas abaixo o gráfico representa a curva de aquecimento de uma mistura azeotrópica?
  • 7. GABARITO: 01. C. Quando estamos acima do nível do mar, a pressão é reduzida, por isso as partículas ficam mais afastadas umas das outras e evaporam-se mais rápido. 02. E 03. I – Verdadeiro II – Falso: Quando a matéria está no estado líquido, quem dá sua forma é o recipiente. III – Verdadeiro. IV – Falso: Para passar a matéria do estado sólido para o gasoso devemos aumentar o calor e diminuir a pressão. V – Falso: Quanto maior a pressão, maior a temperatura. 04. B. Encontram-se no estado líquido as substâncias que apresentam ponto de fusão inferior a 25ºC e ponto de ebulição superior a 25ºC. Analisando a tabela, vemos que essas substâncias são a água, o álcool e o ácido acético. 05. O plástico, antes sólido, passa para o estado líquido com o aumento do calor. Sendo assim o correu a fusão. 06. C. Perceba que para ser sublimação a substância tem que passar direto do sólido pra o gasoso ou do gasoso para o sólido. 07. V / F / V / F / V 08. a. Água dos rios: mistura b. Ferro: substância pura simples c. Aço: mistura d. Gás carbônico: substância pura composta e. Salmoura: mistura f. Refrigerante: mistura g. Leite: mistura h. Metano: substância pura composta i. Vinagre: mistura j. Ouro 18 quilates: mistura k. Amálgama (liga de mercúrio, prata e zinco): mistura l. Gasolina: mistura m. Ar atmosférico: mistura n. Etanol anidro: substância pura composta o. Água destilada: substância pura composta p. Gás nitrogênio: substância pura simples q. Cobre: substância pura simples r. Gás oxigênio: substância pura simples 09. a / c / d / e 10. D 11. A = benzeno; B = água; C = clorofórmio. Isso se dá porque os líquidos menos densos ficam sobre os mais densos. Assim, como o benzeno é o menos denso, ele fica na superfície; e como o clorofórmio é o mais denso, ele afunda, ficando na parte inferior, deixando a água no meio.
  • 8. 12. As soluções saturadas são aquelas que atingiram a quantidade de soluto máxima possível que pode ser dissolvida em determinada quantidade de solvente a uma dada temperatura. Assim, se adicionarmos mais soluto, haverá formação de precipitado. As soluções insaturadas não possuem precipitado porque a quantidade de soluto dissolvido nelas é inferior ao coeficiente de solubilidade, o que significa que, se mais soluto for adicionado a elas, ocorrerá solubilização. Já as supersaturadas possuem uma quantidade de soluto dissolvido maior que o coeficiente de solubilidade na temperatura considerada, o que mostra que todo o soluto deve estar dissolvido e não há precipitado. Portanto teria que ser uma solução aquosa saturada. 13. a) Falsa. No intervalo de temperatura de 0 ºC a 30 ºC, a solubilidade do nitrato de potássio continua crescendo, bem como em todas as temperaturas apresentadas. b) Falsa. A solubilidade do sulfato de sódio diminui somente a partir de 30 ºC, e não de 20ºC. c) Falsa. Na temperatura de 40 ºC, a solubilidade do nitrato de potássio é igual à do sulfato de sódio. d) Falsa. Na temperatura de 60 ºC, o sulfato de sódio é menos solúvel que o nitrato de potássio. O sulfato de sódio só será mais solúvel que o nitrato de potássio no intervalo de 20º C a 40ºC. e) Verdadeira. No intervalo de temperatura de 30 ºC a 100 ºC, há diminuição da solubilidade do sulfato de sódio. 14. V F = As mudanças de fases da substância corresponde aos patamares A – B e C – D. V F = Só o ponto E corresponde à temperatura de fusão da substância. O ponto A corresponde ao tempo em que a fusão teve início. F = A temperatura de fusão da substância corresponde ao ponto E. 15. E