Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho

1.330 visualizações

Publicada em

Gestão da Segurança e Saúde no
Trabalho

Publicada em: Carreiras
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
97
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho

  1. 1. Gestão da Segurança e Saúde no TTrraabbaallhhoo Angela Weber Righi
  2. 2. LEGISLAÇÃO BRASILEIRA PARA SSSSTT
  3. 3. Legislação brasileira para SST Consolidação das leis do trabalho (CLT) – editada em 01/05/1943 Título II – das normas gerais da tutela do trabalho Capítulo V – da segurança e medicina do trabalho Regulamentação e atualização – Lei 6514 de 11/12/77 – altera e dá outras providências ao Capítulo V do Título II da CLT Portaria 3214 de 02/06/1978 – Aprova as Normas Regulamentadoras
  4. 4. Legislação brasileira para SST Normas regulamentadoras NR 1: Disposições Gerais NR 2: Inspeção Prévia NR 3: Embargo ou Interdição NR 4: Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do TTrraabbaallhhoo NR 5: Comissão Interna de Prevenção de Acidentes NR 6: Equipamentos de Proteção Individual NR 7: Programas de Controle Médico e Ocupacional NR 8: Edificações NR 9: Programa de Riscos Ambientais NR 10: Regulamento Técnico de Procedimentos para Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Chapas de Mármore, Granito e outras Rochas
  5. 5. Legislação brasileira para SST Normas regulamentadoras NR 11: Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais NR 12: Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos NR 13: Caldeiras e Vasos de Pressão NR 14: Fornos NR 15: Atividades e Operações Insalubres NR 16: Atividades e Operações Perigosas NR 17: Ergonomia (+ 2 anexos: Checkouts e teleatendimento) NR 18: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção NR 19: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção NR 20: Explosivos
  6. 6. Legislação brasileira para SST Normas regulamentadoras NR 20: Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis NR 21: Trabalho a Céu Aberto NR 22: Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração NR 23: Proteção Contra Incêndios NR 24: Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho NR 25: Resíduos Industriais NR 26: Sinalização de Segurança NR 27: Registro Profissional do Técnico de Segurança do Trabalho no MTB - Revogada pela Portaria GM n.º 262, 29/05/2008 NR 28: Fiscalizações e Penalidade NR 29: Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde no Trabalho Portuário
  7. 7. Legislação brasileira para SST Normas regulamentadoras NR 30: Segurança e Saúde no Trabalho Aquaviário ( + 2 anexos: Pesca comercial e industrial e Plataformas e instalações de apoio) NR 31: Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura NR 32: Segurança e Saúde no Trabalho eemm EEssttaabbeelleecciimmeennttooss ddee SSaaúúddee NR 33: Segurança e Saúde no Trabalho em Espaços Confinados NR 34: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção e Reparação Naval NR 35: Trabalho em Altura
  8. 8. Abordagem estatutária Empresas que seguem somente as NR e legislação Qual as desvantagens dessa abordagem: Inflexibilidade regulatória – “remédio para ttooddooss ooss mmaalleess”” Medidas de controle em geral seguem o modo de pensar “obedeça…ou então…” Promoção de medidas reativas Sem relação com outros processos-chave da organização
  9. 9. Qual abordagem seguir? estatutária - processo ESTATUTÁRIA PROCESSO
  10. 10. Desenvolvimento da Abordagem de Processo US OSHA Issuance of Management Guidelines: 1989 OHSA (Occupational Health and Safety Assessment Series) anunciou pela primeira vez o Programa de Proteção Voluntária em 1982 British SSttaannddaarrtt 88880000::11999966 Primeiro padrão nacional para gestão de um sistema de SST publicado como um guia de implementação OHSAS 18001:1999 Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional – especificação
  11. 11. Desenvolvimento da Abordagem de Processo OHSAS 18001:1999 Estabelecer um Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho, para eliminar oouu mmiinniimmiizzaarr rriissccooss aaooss trabalhadores e outras partes interessadas que possam estar expostas a riscos de acidentes e doenças ocupacionais associados a suas atividades
  12. 12. Desenvolvimento da Abordagem de Processo Nesse momento, existem cerca de 50 normas semelhantes em diversos países Austrália e Nova Zelândia – AS/NZ 4801 Canáda – Z1000 CChhiinnaa –– OOHHSSMMSS EUA – ANSI/AIHA Z10 A OIT (Organização Internacional do Trabalho) publicou diretrizes para sistemas de gestão de SST ILO-OSH 2001
  13. 13. Desenvolvimento da Abordagem de Processo ILO-OSH 2001: diretrizes para implementação dos sistemas de gestão em dois níveis Nível nacional Nível organizacional Nível nacional Estrutura nacional para sistemas de SST, apoiados por leis e normas nacionais Diretrizes para tratar de condições específicas de empresas ou grupo de empresas (por ex: médias e pequenas empresas, tipo e grau de risco)
  14. 14. Desenvolvimento da Abordagem de Processo ILO-OSH 2001 Nível organizacional Encoraja a integração com outros ssiisstteemmaass ddee ggeessttããoo Cinco principais elementos: política, organização, planejamento e implantação, avaliação e ação corretiva (ciclo PDCA) Enfatiza participação dos trabalhadores e SST como responsabilidade dos gerentes de produção Certificação não é necessária
  15. 15. Desenvolvimento da Abordagem de Processo ILO-OSH 2001 – Principais elementos do SGSST
  16. 16. Desenvolvimento da Abordagem de Processo Revisão OHSAS 18001 Dezembro 2005 Revisão sistemática Necessidade de alinhamento com a ISO 14001:2004 FFeevveerreeiirroo 22000066 Primeiro Working Dratf – debate dos comentários recebidos durante a revisão sistemática Outubro 2006 Segundo Working Draft – debate dos comentários do WD1 Março 2007 Revisão dos comentários WD2 Julho 2007 Publicação da nova versão
  17. 17. Desenvolvimento da Abordagem de Processo Principais pontos de discussão na revisão A organização deve levar em conta seus vizinhos? O que é o ambiente de trabalho sobre o qual a organização é responsável pela SST? E sobre os trabalhadores que estão trabalhando oouu vviiaajjaannddoo eemm nnoommee da organização? Em que extensão o comportamento ou capacidade humana devem ser considerados? Em que extensão poderiam os trabalhadores e (sub)contratados ou partes interessadas ser consultadas em assuntos de SST?
  18. 18. OOHHSSAASS 1188000011::2200007
  19. 19. OHSAS 18001 Primeiro padrão de gestão de SST desenvolvida para atender as demandas dos usuários Não oficial. Mas de facto, um padrão internacional Aplicado ao modelo de gestão Plan-Do-Check-Act e alinhado com outros padrões internacionais Apresenta abordagem prática e sistemática para identificar perigos de SSt e reduzir impactos, promovendo uma estrutura para gerir os riscos associados Acentua o desempenho por objetivos e metas mensuráveis
  20. 20. OHSAS 18001
  21. 21. OHSAS 18001:2007
  22. 22. OHSAS 18001:2007
  23. 23. OHSAS 18001: 2007 Escopo
  24. 24. OHSAS 18001: 2007 Termos e Definições
  25. 25. OHSAS 18001: 2007 Termos e Definições
  26. 26. OHSAS 18001: 2007 Termos e Definições
  27. 27. OHSAS 18001: 2007 Termos e Definições
  28. 28. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  29. 29. Exemplo de Política A XYZ ENGENHARIA RECONHECE QUE UM MEIO AMBIENTE DE TRABALHO SEGURO E SAUDÁVEL É FUNDAMENTAL PARA O BOM DESEMPENHO DE SEUS NEGÓCIOS. PARA ALCANÇAR ESSE OBJETIVO ASSUME SEIS COMPROMISSOS: - Manter um sistema integrado de planejamento e controle, envolvendo a produção, segurança ee ssaaúúddee nnoo ttrraabbaallhhoo - Manter relação de transparência com clientes, fornecedores e colaboradores - Integrar fornecedores e colaboradores no processo de planejamento e controle - Buscar a melhoria contínua do desempenho, através do desenvolvimento tecnológico e gerencial - Capacitar funcionários de todos os níveis, tendo em vista a aprendizagem da empresa em busca da melhoria contínua - Respeitar a legislação e normas aplicáveis
  30. 30. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  31. 31. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  32. 32. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  33. 33. Exemplo Objetivos e metas
  34. 34. Exemplo Programa de Gestão de SST
  35. 35. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  36. 36. Exemplo Comunicação com partes interessadas
  37. 37. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  38. 38. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  39. 39. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  40. 40. Exemplo Auditorias internas
  41. 41. OHSAS 18001: 2007 Elementos do Sistema
  42. 42. OHSAS 18001: 2007 Integração com os negócios
  43. 43. OHSAS 18001: 2007 Implementação e certificação
  44. 44. OHSAS 18001: 2007 PRODUTO FINAL
  45. 45. OHSAS 18001: 2007 BENEFÍCIOS Assegurar aos clientes o comprometimento com uma gestão da SST demonstrável; Fortalecer a imagem da organização e sua participação no mercado; Aprimorar o controle do custo de acidentes; Reduzir acidentes que impliquem em responsabilidade cciivviill;; Obter segurança a um custo razoável; FFaacciilliittaarr a oobbtteennççããoo ddee lliicceennççaass e aauuttoorriizzaaççõõeess; EEssttiimmuullaarr o ddeesseennvvoollvviimmeennttoo e ccoommppaarrttiillhhaarr ssoolluuççõõeess ddee pprreevveennççããoo ddee aacciiddeenntteess e ddooeennççaass ooccuuppaacciioonnaaiiss; MMeellhhoorraarr aass rreellaaççõõeess eennttrree iinnddúússttrriiaa e ggoovveerrnnoo.
  46. 46. Principais benefícios obtidos com a utilização OHSAS 18001 Produtividade……………………………. 42,5% Redução de custos………………………... 28.3% Retenção de talentos……………………….7,1% Moral ddooss eemmpprreeggaaddooss…………………………………………..55,,88%% Incentivos para melhorar a SST promovem: Força de trabalho capaz Desempenho dos negócios Redução dos custos (Fonte: pesquisa feita com gestores pela BSI Management Systems 2007)
  47. 47. OHSAS 18001:2007 observações práticas A norma não estabelece requisitos absolutos para o desempenho da SST, além do comprometimento, expresso na política, de atender a legislação e regulamentos aplicáveis, e o comprometimento com a melhoria contínua A norma também não estabelece COMO fazer, apenas diz QUAIS são os requisitos básicos
  48. 48. Grupos do trabalho do CDM Realização e entrega em aula Desenvolver 5 práticas (o “como” fazer?) para implementação da norma em cada categoria: Política Planejamento Exercício de acompanhamento 4 Implementação e operação Verificação Análise crítica pela administração Para uma empresa do setor calçadista sede no RS atua somente no mercado local 300 funcionários portifólio de 100 modelos de calçados

×