ANO LECTIVO 2015 / 2016
FICHA DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS 9º ANO
Nome: _____________________________________________...
3. Critica a afirmação «Singapura tem uma qualidade vida quase incomparável»,
considerando a definição de qualidade de vid...
Grupo II
Os gráficos seguintes comparam a esperança de vida à nascença e a esperança de saúde à nascença (em anos),
em dif...
3. Indica dois países em que os homens tenham uma esperança de saúde inferior à média
da União Europeia. 2pontos
4. Analis...
3-O conceito de saúde está relacionado com…
a)Bem-estar social.
b)Bem-estar mental.
c)Bem-estar físico.
d)Ausência de doen...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teste 1 9 ano negrelos versão 2

700 visualizações

Publicada em

teste de avaliação 9 ano Ciências Naturais

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
700
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teste 1 9 ano negrelos versão 2

  1. 1. ANO LECTIVO 2015 / 2016 FICHA DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS 9º ANO Nome: ___________________________________________________________________ Ano / Turma : ______ N.º: _____ Data: ___ / ____ / _______ Avaliação ____________________________ O Professor __________________ Enc. de Educação ___________________ Viver em Singapura Uma advogada portuguesa de 36 anos, a viver em Singapura há cerca de um ano, descreve a cidade-estado, num blogue de viagens, da seguinte forma: Singapura tem uma qualidade vida quase incomparável. Para quem tolere bem calor, não há muitos defeitos que se possam apontar à vida nesta cidade. Há uma série de proibições estranhas e exageradas aos olhos dos portugueses. Não poder comer, beber água ou deitar lixo fora no metro, são algumas. Em compensação, o metro está limpo, não tem de haver caixotes do lixo, pelo que não há perifo de se criarem áreas propícias a baratas ou outros animais, o que torna os riscos para a saúde muito menores. Parece algo controlador e assustador, mas a recompensa é viver numa cidade limpa, sem lixo no chão, sem poluição visual, ordenada e muito segura. A proibição de consumo e tráfico de droga é total. Embora não se veja polícia, há câmaras de vigilância por todo o lado e qualquer comportamento proibido é facilmente detetado, sendo as multas altíssimas. Há um preço a pagar por viver num país menos aberto e permissivo que Portugal, mas o benefício é viver numa cidade em que faço caminhadas a pé nos enormes parques, sozinha, sem receio, a qualquer hora do dia ou da noite. Ir de um lado ao outro da cidade com a mala aberta e nada desaparecer, poder beber água da torneira, comer tudo quanto me apeteça sem adoecer vale, para mim, muito a pena. Tenho um bom equilíbrio entre o tempo de trabalho e o tempo de lazer (embora trabalhar na Ásia em multinacionais possa implicar trabalhar à noite com frequência, devido à diferença horária em relação à Europa), ganho bem, os impostos sobre os rendimentos são baixos, o sistema educativo é bom e extremamente exigente e o sistema de saúde é caro mas bom, sou bem atendida e tenho médico a qualquer hora do dia ou da noite. Próximo de Singapura encontram-se muitos países para conhecer e explorar e, assim, atenuar a distância de Portugal e da família. Para mim, o balanço por agora é positivo e, por isso, estou a pensar continuar por cá nos próximos anos. Depois logo se verá! Adaptado de http://www.fmgomes.com/viver-em-singapura-marta-calado/(consultado em 24/03/2015) 1. No seu relato, a advogada portuguesa aponta aspetos positivos de Singapura e outros que poderão constituir desvantagens. Indica: 1.1 Três aspetos positivos. 3 pontos 1.2 Três aspetos que podem constituir desvantagens. 3 pontos (Texto Editores – à Descoberta do Corpo Humano)
  2. 2. 3. Critica a afirmação «Singapura tem uma qualidade vida quase incomparável», considerando a definição de qualidade de vida da OMS. 3 pontos 4. A qualidade de vida está diretamente relacionada com a saúde. Seleciona a opção que melhor sintetiza o conceito de saúde. 5 pontos (A) Poder viver muitos anos. (B) Ter médico assistente e acesso a meios de diagnóstico e de tratamentos gratuitos. (C) Ausência de doenças ou mal-estar físico. (D) Um estado de completo bem-estar físico, mental e social. 5. Fatores individuais, socioeconómicos, ambientais e de acesso aos serviços de saúde constituem determinantes de saúde. 5.1 Explica o que são determinantes de saúde. 3 pontos 5.2 Indica duas referências do texto que se relacionem com cada um dos determinantes de saúde seguintes: 2*4=8 5.2.1 individuais; 5.2.2 socioeconómicos; 5.2.3 ambientais; 5.2.4 acesso aos serviços de saúde. 5.2.5 Associa a cada a alínea o número da chave que melhor classifica o determinante referenciado. 8 pontos Chave: 1. Determinante individual biológico 2. Determinante individual comportamental 3. Não é um determinante individual (A) A frequência de algumas doenças varia com a raça dos indivíduos. (B) O consumo de bebidas alcoólicas aumenta o risco de doenças de fígado. (C) Fazer exercício físico em excesso pode provocar lesões articulares. (D) Uma rede de transportes pouco eficiente aumenta o stresse dos moradores das grandes cidades. (E) Trabalhar ao sol sem proteção pode provocar alterações do ADN, que originam cancro. (F) O cancro de mama é muito mais frequente nas mulheres do que nos homens. (G) Os efeitos da poluição do ar em ambiente de trabalho podem ser diminuídos com o uso de máscara. (H) A educação e a informação contribuem positivamente para a saúde das pessoas. (Texto Editores – à Descoberta do Corpo Humano)
  3. 3. Grupo II Os gráficos seguintes comparam a esperança de vida à nascença e a esperança de saúde à nascença (em anos), em diferentes países da Europa e com a média da União Europeia (28). (Texto Editores – à Descoberta do Corpo Humano) Indica dois países em que as mulheres tenham uma esperança de vida superior à média da União Europeia 1. 4*2=8pontos 2. A esperança de vida à nascença e a esperança de saúde são consideradas indicadores de saúde. 2.1 Distingue esperança de vida à nascença de esperança de saúde à nascença. 2.2 Explica a importância dos indicadores de saúde. 2.3 Indica dois outros indicadores de saúde.
  4. 4. 3. Indica dois países em que os homens tenham uma esperança de saúde inferior à média da União Europeia. 2pontos 4. Analisa a esperança de vida e a esperança de saúde das mulhes em Portugal e em Malta. 4.1 Compara os dois países relativamente a estes indicadores. 2pontos 4.2 Explica o significado da diferença encontrada. 3 pontos (Texto Editores – à Descoberta do Corpo Humano) 5. A esperança de vida e a esperança de saúde de cada país dependem de alguns determinantes de saúde. 5.1 Indica o determinante individual de saúde que influencia a esperança de vida, evidenciado nos gráficos. 2pontos 5.2 Indica um determinante de saúde que possa justificar as diferenças encontradas na esperança de saúde nos diferentes países. 2pontos 5. Classifica cada uma das seguintes afirmações como verdadeira (V) ou falsa (F). (A) A d iabetes, o cancro e as doenças cardiovasculares são doenças não transmissíveis. (B) Uma doença não transmissível é sempre congénita. (C) As doenças não transmissíveis são normalmente provocadas por agentes patogênicos biológicos. (D) O tabagismo, a alimentação e o sedentarismo são fatores de risco das principais doenças crónicas. (E) As doenças crónicas com maior prevalência em Portugal têm como fatores de risco determinantes ambientais. 2*5=10 Grupo III Seleciona a opção correta que completa corretamente as afirmações de 1 a 8 5*8=40 1-São exemplos de doenças infecciosas… a)SIDA; b)Cancro; c)Tuberculose; d)As opções a e c estão correctas. e)As opções a, b e c estão correctas. 2-Ainda não foi possível desenvolver uma vacina contra a SIDA ou a malária porque… a)A vacina não é necessária. a)A vacina seria muito cara. a)O agente infeccioso apresenta grande variabilidade. a)O agente infeccioso transmite-se pelo ar. b)As vacinas não funcionam nas doenças infecciosas.
  5. 5. 3-O conceito de saúde está relacionado com… a)Bem-estar social. b)Bem-estar mental. c)Bem-estar físico. d)Ausência de doença. e)Todas as opções anteriores. 4-Nos países mais desenvolvidos os excessos alimentares levam ao aparecimento das seguintes doenças… a)Obesidade; b)Diabetes; c)As opções a) e eb) estão correctas. d)SIDA; e)Malária. 5-A falta de higiene e de cuidados médicos pode levar a… a)Diminuição das doenças cardiovasculares. b)Aumento das doenças cardiovasculares. c)Aumento da malária e do cancro. d)Aumento das doenças infecciosas. e)Diminuição das doenças infecciosas. 6-A doença, cuja transmissão é feita através da picada de um insecto é a… a)SIDA; b)Cancro; c)Tuberculose; a)Malária; a)Todas as opções anteriores. 7-São factores determinantes da saúde… a)Stress. b)Alimentação. c)Assistência médica. d)Cuidados médicos. e)Todas as opções anteriores. 8 - Os componentes do tabaco são considerados agentes patogênicos (A) físicos. (B) químicos (C) comportamentais. (D) biológicos. FIM

×