AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE Organização  estrutural e funcional. Parte III
Os  domínios  seleccionados representam as áreas nucleares em  que se deverá processar o trabalho e que têm sido identific...
AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE Os dados podem ser recolhidos em  fontes diversas : •  documentos já existentes e que regulam a acti...
QUAL A BE/CRE COM MAIOR QUALIDADE?
UMA BIBLIOTECA ESCOLAR EFICAZ ...  É acessível à comunidade escolar total, no local ou remotamente  É rentável, porque um ...
 
Gerir horários /materiais/serviços/etc... Todos os elementos têm de se conjugar de forma a promover a eficácia e a qualida...
Mas COMO? num mar de resistências,  escassez de meios  e falta de verbas...
AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE C. Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade C.1 Apoio a Actividades Livr...
 
AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE DOMÍNIO D. Gestão da BE D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados...
http://www.youtube.com/user/bibliobeiriz <ul><li>Definir REGIMENTO e REGULAMENTO: </li></ul><ul><li>Carta de Direitos e De...
AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE DOMÍNIO D. Gestão da BE D.1.2. Valorização da BE pelos órgãos de gestão e de decisão pedagógica O Co...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Workshop parte III

333 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop parte III

  1. 1. AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE Organização estrutural e funcional. Parte III
  2. 2. Os domínios seleccionados representam as áreas nucleares em que se deverá processar o trabalho e que têm sido identificados como elementos determinantes e com um impacto positivo no ensino e na aprendizagem. A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular A.1 Articulação curricular da BE com as estruturas pedagógicas e os docentes A.2. Desenvolvimento da literacia da informação B. Leitura e Literacias C. Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade C.1. Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular C.2. Projectos e parcerias D. Gestão da Biblioteca Escolar D.1. Articulação da BE com a Escola/ Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços D.3. Gestão da colecção Os domínios
  3. 3. AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE Os dados podem ser recolhidos em fontes diversas : • documentos já existentes e que regulam a actividade da escola (PEE, PCT, etc.) ou da BE (Plano de Actividades, regulamento, etc.); • registos diversos (actas de reuniões, relatos de actividades, etc.); • materiais produzidos pela BE ou em colaboração (planos de trabalho, planificações para sessões na BE, documentos de apoio ao trabalho na BE, material de promoção, etc.); • estatísticas produzidas pelo sistema da BE (requisições, etc.); • trabalhos realizados pelos alunos (no âmbito de actividades da BE, em trabalho colaborativo, etc.); • instrumentos especificamente construídos para recolher informação no âmbito da avaliação da BE (registos de observação, questionários,entrevistas, etc.).
  4. 4. QUAL A BE/CRE COM MAIOR QUALIDADE?
  5. 5. UMA BIBLIOTECA ESCOLAR EFICAZ ... É acessível à comunidade escolar total, no local ou remotamente É rentável, porque um livro é usado por muitos Oferece horários flexíveis e acesso atempado à colecção por todos os alunos Oferece uma ampla gama de materiais de referência, ficção e não-ficção Aborda um amplo leque de níveis de leitura Minimiza a perda de custo através de sistemas de monitoramento eficaz Apoia a aprender a ler e ler para aprender com os informativos e texto imaginativo e literatura Adiciona novos recursos ao longo do ano lectivo para manter colecções dinâmicas Cria um sentimento de posse que é compartilhado por toda a comunidade escolar Roscello, Frances e Patricia Webster (2002). Características da Biblioteca Escolar Media Programas e Coleções Classroom: Talking Points. Albany, NY: Instituto de Ensino Médio, Secundário e Educação Continuada, Estado de Nova York Departamento de Educação.
  6. 7. Gerir horários /materiais/serviços/etc... Todos os elementos têm de se conjugar de forma a promover a eficácia e a qualidade da BE/CRE. Num mundo indeterminado... Às vezes, até cinzento por falta de condições ...
  7. 8. Mas COMO? num mar de resistências, escassez de meios e falta de verbas...
  8. 9. AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE C. Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade C.1 Apoio a Actividades Livres, Extra-Curriculares e de Enriquecimento Curricular A BE fomenta fortemente a aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos pelos alunos, proporcionando um horário de funcionamento contínuo e alargado e a abertura nos períodos de interrupção lectiva. A BE dinamiza um amplo conjunto de actividades livres, de carácter lúdico e cultural, que correspondem aos interesses e necessidades dos alunos. A BE promove a utilização autónoma e voluntária da biblioteca como espaço de lazer e livre fruição dos recursos, praticando um horário contínuo e alargado e a abertura nos períodos de interrupção lectiva. A BE estimula e apoia fortemente a iniciativa e intervenção livre dos alunos. A BE está implicada nas Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC), conciliando-as com a utilização livre da BE.
  9. 11. AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE DOMÍNIO D. Gestão da BE D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE D.1.1. Integração da BE na Escola/Agrupamento   A escola/agrupamento inclui a BE na formulação e desenvolvimento da sua visão/ missão, princípios e objectivos estratégicos e operacionais. O/a professor/a coordenador/a participa no Conselho Pedagógico e nos restantes órgãos de planificação/ decisão pedagógica. São desencadeadas acções comvista à partilha, discussão e aprovação da missão e objectivos da BE em Conselho deDocentes/Departamentos, Conselho Pedagógico e Assembleia de Escola. O Regulamento Interno da Escola contempla os seguintes aspectos: - Missão e objectivos da BE; - Organização funcional do espaço; - Organização e gestão dos recursos de informação; - Gestão dos recursos humanos afectos à BE; - Serviços prestados à comunidade escolar no âmbito do Projecto Educativo; - Regimento do funcionamento da BE O Plano de desenvolvimento da BE acompanha, em termos de acção estratégica o Projecto Educativo da escola/agrupamento. O plano anual de actividades da biblioteca escolar relaciona-se em termos de objectivos operacionais com o plano anual de actividades da escola, colocando a BE ao seu serviço. A BE partilha objectivos estratégicos e operacionais e recursos, nomeadamente recursos documentais, com as restantes bibliotecas/ escolas do Agrupamento. A BE adequa os seus objectivos, recursos e actividades ao currículo nacional, ao projecto curricular de escola e aos projectos curriculares das turmas. A BE é encarada como recurso fundamental no desenvolvimento do gosto pela leitura, na aquisição das literacias fundamentais, na progressão nas aprendizagens e no sucesso escolar.
  10. 12. http://www.youtube.com/user/bibliobeiriz <ul><li>Definir REGIMENTO e REGULAMENTO: </li></ul><ul><li>Carta de Direitos e Deveres dos utilizadores </li></ul>vídeo <ul><li>Elaboração de outros Documentos organizativos essenciais: </li></ul><ul><li>- Programa cultural </li></ul><ul><li>- Plano Anual de Actividades da BE/CRE </li></ul><ul><li>- Plano de Acção </li></ul><ul><li>- Política de Desenvolvimento </li></ul><ul><li>- Política da Gestão do Fundo documental </li></ul><ul><li>- Manual de Procedimentos </li></ul>DOMÍNIO D. Gestão da BE
  11. 13. AUTO-AVALIAÇÃO BE/CRE DOMÍNIO D. Gestão da BE D.1.2. Valorização da BE pelos órgãos de gestão e de decisão pedagógica O Conselho Executivo apoia a BE e envolve-se na procura de soluções promotoras do seu funcionamento. O Conselho Executivo põe em prática uma política de afectação de recursos humanos adequada às necessidades de funcionamento da BE. Os órgãos de gestão estabelecem estratégias visando a articulação entre a BE, os vários departamentos e os órgãos de planificação. A BE está contemplada nos projectos e actividades educativas e curriculares da escola/ agrupamento. A BE dispõe de uma verba anual para o seu funcionamento, para a renovação de equipamentos e para a actualização da colecção. D.1.3. Resposta da BE às necessidades da escola e dos utilizadores.   A BE funciona num horário contínuo e alargado que possibilita o acesso dos utilizadores no horário lectivo e acompanha as necessidades de ocupação em horário extra lectivo. Os recursos e serviços da BE respondem às metas e estratégias definidas no Projecto Educativo e curricular da escola/ agrupamento. A BE cria condições e é usada como recurso e como local de lazer e de trabalho pelos utilizadores. A BE apoia os utilizadores no acesso aos equipamentos. A BE apoia localmente a leitura, a investigação e a pesquisa/ uso da informação. A BE alarga os seus objectivos e actividades às restantes escolas do agrupamento, nomeadamente às escolas do 1º Ciclo. A BE assume-se como pólo de fomento e de difusão cultural na escola/ agrupamento.   D.1.4. Avaliação da BE.     A BE implementa um sistema de avaliação contínuo.   São criados instrumentos de recolha de informação, que são implementados de forma sistemática.   A informação recolhida é analisada, originando acções ao nível da gestão e do funcionamento da BE.   Os resultados da avaliação são divulgados junto do Conselho Executivo, junto dos órgãos de decisão pedagógica e da restante comunidade, com o objectivo de promover e valorizar as maisvalias da BE e de alertar para os pontos fracos do seu funcionamento.   Os resultados de cada avaliação originam, quando necessário, a redefinição de estratégias e novas planificações.   São realizadas actividades de Benchmarking.  

×