O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Linhas de Cuidado nas Redes
de Atenção à Saúde

Luís Fernando Pracchia
Assessor Técnico SMS-SP
Introdução
Os princípios doutrinários do SUS são:
• Universalidade.
• Equidade.
• Integralidade.

Os princípios que regem ...
Introdução
A organização da atenção e da gestão do SUS ainda hoje
se caracteriza por intensa fragmentação de serviços, de
...
Introdução
O cuidado de usuários deve se dar de forma integral. Essa
atenção integral só é possível se o cuidado for organ...
Rede de Atenção à Saúde
Estratégia para superar a fragmentação da atenção e da
gestão nas regiões de saúde e aperfeiçoar o...
Rede de Atenção à Saúde
As RAS constituem‐se em arranjos organizativos formados
por ações e serviços de saúde, com diferen...
Rede de Atenção à Saúde

(MENDES, 2011)
Rede de Atenção à Saúde
Atributos da RAS:
•

Atenção básica estruturada como primeiro ponto de atenção e principal
porta d...
Linha de Cuidado
As linhas de cuidado expressam os fluxos assistenciais

que devem ser garantidos ao usuário, no sentido d...
Linhas de Cuidado
As Linhas de Cuidado desenham o itinerário
terapêutico dos usuários na rede.

As Linhas de Cuidado forne...
Linhas de Cuidado
As Linhas de Cuidado funcionam como instrumento de
trabalho em duas áreas de atuação dos profissionais
e...
Linhas de Cuidado
Na gestão, as linhas de cuidado podem orientar os
gestores públicos a planejar, programar e avaliar:
• A...
Linhas de Cuidado
Na assistência, as Linhas de Cuidado servem de guia ou
roteiro para orientar o profissional e o trabalha...
Linha de Cuidado - Câncer
Nível de
Atenção

Ações em
Saúde
Promoção
Prevenção
Rastreamento

Atenção
Básica

Diagnóstico
Pr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Linhas de Cuidado nas Redes de Atenção à Saúde

Apresentação realizada no Seminário de Desenvolvimento Geral e Organizacional (SDGO), sobre Linhas de Cuidado, em outubro de 2013, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Por Luiz Fernando Pracchia, assessor técnico do Gabinete da SMS na área de Oncologia.

  • Entre para ver os comentários

Linhas de Cuidado nas Redes de Atenção à Saúde

  1. 1. Linhas de Cuidado nas Redes de Atenção à Saúde Luís Fernando Pracchia Assessor Técnico SMS-SP
  2. 2. Introdução Os princípios doutrinários do SUS são: • Universalidade. • Equidade. • Integralidade. Os princípios que regem a organização do SUS são: • Regionalização e hierarquização. • Resolubilidade. • Descentralização. • Participação da comunidade.
  3. 3. Introdução A organização da atenção e da gestão do SUS ainda hoje se caracteriza por intensa fragmentação de serviços, de programas, de ações e de práticas clínicas, existindo incoerência entre a oferta de serviços e as necessidades de atenção. (MENDES, 2011)
  4. 4. Introdução O cuidado de usuários deve se dar de forma integral. Essa atenção integral só é possível se o cuidado for organizado em rede. Cada serviço deve ser repensado como um componente fundamental da integralidade do cuidado, como uma estação no circuito que cada indivíduo percorre para obter a integralidade de que necessita. (MALTA; MERHY, 2010)
  5. 5. Rede de Atenção à Saúde Estratégia para superar a fragmentação da atenção e da gestão nas regiões de saúde e aperfeiçoar o funcionamento político‐institucional do SUS, com vistas a assegurar ao usuário o conjunto de ações e serviços que necessita com efetividade e eficiência. Portaria nº 4.279, de 30 de dezembro de 2010
  6. 6. Rede de Atenção à Saúde As RAS constituem‐se em arranjos organizativos formados por ações e serviços de saúde, com diferentes configurações tecnológicas e missões assistenciais, articulados de forma complementar e com base territorial.
  7. 7. Rede de Atenção à Saúde (MENDES, 2011)
  8. 8. Rede de Atenção à Saúde Atributos da RAS: • Atenção básica estruturada como primeiro ponto de atenção e principal porta de entrada do sistema, constituída de equipe multidisciplinar que cobre toda a população, integrando, coordenando o cuidado e atendendo às suas necessidades de saúde. • Acesso Regulado aos outros Níveis de Atenção. • Linhas de Cuidado Estruturadas.
  9. 9. Linha de Cuidado As linhas de cuidado expressam os fluxos assistenciais que devem ser garantidos ao usuário, no sentido de atender às suas necessidades de saúde. As linhas definem as ações e os serviços que devem ser desenvolvidos nos diferentes pontos de atenção de uma rede (nível primário, secundário e terciário) e nos sistemas de apoio.
  10. 10. Linhas de Cuidado As Linhas de Cuidado desenham o itinerário terapêutico dos usuários na rede. As Linhas de Cuidado fornecem uma referência para prever um conjunto mínimo de atividades e procedimentos necessários e estimar seus custos.
  11. 11. Linhas de Cuidado As Linhas de Cuidado funcionam como instrumento de trabalho em duas áreas de atuação dos profissionais e trabalhadores em saúde: • Gestão • Assistência
  12. 12. Linhas de Cuidado Na gestão, as linhas de cuidado podem orientar os gestores públicos a planejar, programar e avaliar: • As modalidades de atendimento que o sistema de saúde precisa oferecer à população. • Os procedimentos necessários (exames, tratamentos, etc) para prevenir e detectar precocemente os agravos à saúde. • Quantos e quais tipos de serviços assistenciais os sistemas de saúde locais devem oferecer para o controle dos diferentes agravos à saúde.
  13. 13. Linhas de Cuidado Na assistência, as Linhas de Cuidado servem de guia ou roteiro para orientar o profissional e o trabalhador em saúde sobre os procedimentos mais efetivos para o controle da doença em questão, guardando coerência com o tipo de serviço de saúde em que trabalha.
  14. 14. Linha de Cuidado - Câncer Nível de Atenção Ações em Saúde Promoção Prevenção Rastreamento Atenção Básica Diagnóstico Precoce Suporte Cuidados Paliativos Atenção Especializada de Média Complexidade Diagnóstico Histológico do câncer Tratamento do Câncer Cuidados Paliativos Tratamento Atenção Especializada Cuidados de Alta Paliativos Complexidade Ações e Procedimentos Específicos - Estímulo para Alimentação Adequada - Estímulo para Atividade Física - Tratamento do Tabagismo - Tratamento da Obesidade - Rastreamento do Câncer de Mama - Rastreamento do Câncer de Colo Uterino Diagnóstico Precoce Presuntivo dos Cânceres de Pele, Cólon e Reto, Cavidade oral, Próstata e Estômago, por meio de história clínica e exame físico, complementados por exames/procedimentos. Manutenção do cuidado integral multiprofissional de outros agravos pré-existentes de saúde, durante o tratamento oncológico no CACON. - Consultas individuais e com os cuidadores. Visitas domiciliares. - Procedimentos de baixa complexidade. - Dispensação de medicamentos não-excepcionais para controle da dor. Diagnóstico histológico, por meio de broncoscopia, endoscopia digestiva alta, mediastinoscopia, pleuroscopia, retossigmoidoscopia, colonoscopia, endoscopia urológica, laringoscopia, colposcopia, laparoscopia, histeroscopia, entre outros. - Retirada cirúrgica da lesão precursora do câncer do colo do útero (Exérese da Zona de Transformação ou Cirurgia de Alta Frequência). Controle de intercorrências Cirurgia em Oncologia / Quimioterapia / Radioterapia - Radioterapia anti-hemorrágica e antiálgica - Dispensação de medicamentos para controle da dor, classificados como excepcionais.

×