SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
Baixar para ler offline
PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA
       PRIMEIROS SOCORROS


 ROGÉRIO B. TESSLER
  NOVEMBRO - 2012
QUEM NÃO TEM MEDO ?
QUEM JÁ NÃO PASSOU POR
         ISSO ?
ACIDENTES NA INFÂNCIA

                MÁS NOTÍCIAS

   FATOS E NÚMEROS

   FATORES DE RISCO E EXPOSIÇÃO

   ACIDENTES MAIS FREQUENTES NA INFÂNCIA



                  BOAS NOTÍCIAS

   ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO – FUNCIONA ? O QUE FUNCIONA ?

   NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
ACIDENTES NA INFÂNCIA - FATOS



 PRIMEIRA CAUSA DE MORTE NA INFÂNCIA

 ESTADOS UNIDOS 20.000 MORTES E 600.000 INTERNAÇÕES / AN

 EPIDEMIA MUNDIAL (AUMENTO DE 20% ATÉ 2015 )

 2 EM CADA 15 CRIANCAS - ATENDIMENTO MÉDICO / ANO

 EXIGE ATENÇÃO DOS PAIS / EDUCADORES
ACIDENTES NA INFÂNCIA - FATOS



 PROGRAMAS DE PREVENÇÃO – FUNCIONAM MUITO BEM

 CONCIENTIZAÇÃO E EDUCAÇÃO CONTINUADA (PEDIATRA)

 PROMOÇÃO DE DISCUSSÕES LOCAIS E EFEITO
  MULTIPLICADOR

 INTERVENÇÕES E MUDANÇAS DE HÁBITO SÃO
  NECESSÁRIAS

 ACIDENTES PODEM SER PREVENIDOS EM
  90%
ACIDENTES NA INFÂNCIA – POR QUE?

 FALTA DE NOÇÃO DO PERIGO

 CURIOSIDADE / INEXPERIÊNCIA

 CONTROLE MOTOR EM DESENVOLVIMENTO

 FALTA DE PREOCUPAÇÃO COM O PRÓPRIO CORPO

 IMITAR OS MAIS VELHOS (EXEMPLOS)
ACIDENTES NA INFÂNCIA – PREVENÇÃO
                EXPOSIÇÃO AO RISCO




 IDADE (PICO DE INCIDÊNCIA 1-4 ANOS)

 MENINOS (2 VEZES MAIS CHANCE)

 POBREZA (5 VEZES MAIS CHANCE)

 PERSONALIDADE - MITO OU VERDADE?

 EXPOSIÇÃO - FUNDAMENTAL
QUEDAS
ACIDENTAIS
QUEDAS ACIDENTAIS


 3 MILHÕES DE ATENDIMENTOS HOSPITALARES/ANO (VERÃO)

 80% - CASA (BANHEIRO    COZINHA    ESCADAS)

 20% (PARQUES E ESCOLA) – PREVENÇÃO ADEQUADA

 < 1.5 M (MÓVEIS E PRÓPRIA ALTURA – INOFENSIVO)

 > 5 M (ESCADAS, JANELAS, SACADAS – TRAUMAS SEVEROS)

 JANELAS, ANDADORES, MÓVEIS
QUEDAS ACIDENTAIS - JANELAS




 REDES DE PROTEÇÃO – QUEDA DA HOSPITALIZACÃO 95%

 EVITAR MÓVEIS PERTO DE JANELAS

 MANTER AS JANELAS FECHADAS DURANTE AS BRINCADEIRAS

 NÃO CONFIAR NA REDEDE PROTEÇÃO

 SUPERVISÃO CONSTANTE DE ADULTOS

 PROGRAMAS DE PREVENÇÃO - REDUÇÃO EM 50% DAS QUEDAS
QUEDAS ACIDENTAIS - ANDADORES



 OBJETO POPULAR (60% NA INGLATERRA)

 2.000 CASOS/ANO (ESCADAS)

 BANIDO EM VÁRIOS PAÍSES

 EDUCAÇÃO CONTINUADA – QUEDA DE 30%

 SUBSTITUIÇÃO POR BRINQUEDOS FIXOS

 QUEDA DO CARRINHO – FALTA DO SINTO
QUEDAS ACIDENTAIS - MÓVEIS


 QUEDA DO TROCADOR, BERÇO, CADEIRA DE ALIMENTAÇÃO

 POUCO GRAVE QUANDO < 1 M

 USO CONSTANTE DO SINTO DE SEGURANÇA

 BERÇO ADEQUADO PARA IDADE (GRADES E ESTRADO)

 BEBÊ CONFORTO NO CHÃO - SEMPRE

 BELICHES PARA MAIORES DE 6 ANOS

 BANHEIRO – PISO ADERENTE (SUPERVISÃO NÃO FUNCIONA)
QUEDAS PLAYGROUND /
PARQUES
QUEDA EM PLAYGROUND /
 PARQUES


 PICO 5 – 9 ANOS ( 150.000/ANO)

 70% ESCOLAS E CRECHES

 BALANÇOS, EQUIPAMENTOS DE ESCALADA, ESCORREGADORES

 RISCO AUMENTA COM ALTURAS > 2 METROS E PISOS
  INADEQUADOS

 PREVENÇÃO (SOLO, ALTURA, INSPECÃO, SUPERVISÃO DE ADULTOS)

 LASCAS DE MADEIRA, AREIA, PEDRINHAS, BORRACHA, GRAMA
  (TANQUES)

 SKATES E PATINS < 5 ANOS (NÃO RECOMENDADO)
ACIDENTE NA CAMA ELÁSTICA



 RISCO DESPROPORCINAL AO PRAZER

 100.000 /ANO – 5.000 HOSPITALIZAÇÕES

 80% - MAIS DE 1 PESSOA NO BRINQUEDO

 ACIDENTE NO “COLCHÃO”

 REDES E PROTEÇÕES NÃO SÃO EFETIVAS

 AAP – NÃO APROVA ESSA PRÁTICA
  RECREACIONAL
QUEDAS
BICICLETA
QUEDA DE BICICLETA



 PICO 5 – 14 ANOS (VERÃO E A NOITE)

 270.000/ANO (6% MORTALIDADE)

 80% MENINOS FAZENDO “ARTE”

 <1 ANO – NÃO RECOMENDÁVEL

 CADEIRINHAS ADEQUADAS – MUITO IMPORTANTE

 TRICICLO > 3 ANOS   BICICLETA COM RODINHAS > 5 ANOS
QUEDA DE BICICLETA



   PREVINE 55.000 ACIDENTES / ANO

   1/3 – USO INCORRETO

   NATURAL RESISTÊNCIA DAS CRIANCAS

   IMPORTÂNCIA DO USO PELO ADULTO

   NECESSIDADE DE LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA

   SUBSTITUIÇÃO POR UM NOVO APÓS UMA QUEDA
QUEDA DE BICICLETA




 PROTEÇÃO PARA MÃOS E PÉS

 ENCOSTO ALTO – PROTEÇÃO DO PESCOÇO

 CINTO NO PEITO E CINTURA

 USO CONCOMITANTE DO CAPACETE

 CADEIRAS CERTIFICADAS
QUEDAS – PRIMEIROS SOCORROS

 ATENÇÃO REDOBRADA AO PESCOÇO NO MOMENTO DO
  TRANSPORTE

 SAGRAMENTO – APLICAR PRESSÃO SOBRE O FERIMENTO
  (TOALHA)

 FERIMENTO PENETRANTE – NÃO TENTAR REMOVER

 IMOBILIZAÇÃO DE FRATURAS – REDUZ A DOR
ASFIXIA – CORPO
ESTRANHO ESTRANHO
ASFIXIA – CORPO ESTRANHO




 < 2 ANOS – MAIOR CAUSA DE MORTE

 PRESENÇA DE CRIANCAS MAIS VELHAS E INGESTÃO DE AMENDOIM -
  RISCO

 MOEDAS, PIPOCAS, PASSAS, BALAS, TAMPAS DE CANETAS, BRINQUEDOS

 < 4 ANO – ATENÇÃO PARA INGESTÃO DE ALIMENTOS PEQUENOS

 ALIMENTAÇÃO SUPERVISIONADA (SENTADO, QUIETO, NADA DE
  BRINCADEIRAS)

 PAIS, BABÁS E PROFESSORES DEVEM CONHECER AS MANOBRAS DE
  HEIMLICH
ASFIXIA – CORPO ESTRANHO


 MANOBRAS DE
 HEIMLICH
ASFIXIA NO LACTENTE




 SÍNDROME DA MORTE SÚBITA NA INFÂNCIA

 PRIMEIRA CAUSA DE MORTE < 1 ANO

 CAUSA INDETERMINADA – ASSOCIAÇÃO COM FATORES DE RISCO

 RISCO AUMENTADO – POSIÇÃO AO DORMIR

 CAMPANHAS DE ESCLARECIMENTO (QUEDA DE 50%)
ASFIXIA NO LACTENTE


 EVITAR POSIÇÃO PRONA E DE LADO

 COLÇHÃO DURO E NADA DE COBERTORES, BRINQUEDOS E TRAVESSEIROS
  SOLTOS

 QUARTOS EXCESSIVAMENTE QUENTES E FUMANTES NA CASA

 DORMIR NA MESMA CAMA VERSUS DORMIR NO MESMO QUARTO (PAIS)

 USO DE CHUPETA – RECOMENDADO AAP
QUEIMADURA
QUEIMADURAS



 O FOGO EXERCE GRANDE ATRAÇÃO NA CRIANÇA

 MILHARES DE OCORRÊNCIAS (500 MORTES/ANO)

 300 ATENDIMENTOS / DIA – RISCO NAS POPULAÇÕES MAIS POBRES

 MAIORIA EM CASA E METADE NA COZINHA – LÍQUIDOS QUENTES

   SUCESSO DAS CAMPANHAS DE PREVENÇÃO (40-50%)

 DESENCORAJAR FÓSFOROS E FOGOS DE ARTIFÍCIO
QUEIMADURAS



 COZINHA (CABOS DE PANELA, PORTA DO FORNO, AFASTAR CRIANÇAS)

 BANHEIRO (ÁGUA FRIA ANTES DA QUENTE, DORSO DA MÃO)

 ELETRICIDADE (ESTUFAS E AQUECEDORES, PROTETORES DE TOMADAS)

 PROIBIÇÃO DO ÁLCOOL LÍQUIDO - LEGISLAÇÃO

 COZINHA, ÁLCOOL , FERRO DE PASSAR E TOALHA DE MESA
QUEIMADURAS – PRIMEIROS
SOCORROS


 APÓS O ACIDENTE – ÁGUA FRIA IMEDIATAMENTE

 USO DE ANALGÉSICOS O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL

 NÃO UTILIZAR NADA NA LESÃO (PASTA DE DENTE, POMADA)

 BOLHAS - QUEIMADURA QUE NECESSITA ATENDIMENTO MÉDICO
QUASE
AFOGAMENTO
QUASE AFOGAMENTO



 500.000 MORTES / ANO (MUNDO) – NÚMERO TOTAL ?

 90% NOS PAISES POBRES E EM DESENVOLVIMENTO

 PICO 1-5 ANOS NO VERÃO E REGIÕES QUENTES (MENINOS)

 PISCINAS – MAIORIA EM CASA (ATENÇÃO PARA RALOS E DRENOS)

 LACTENTES E CRIANÇAS PEQUENAS (BALDES, PRIVADA)

 BANHEIROS E TAMPAS FECHADAS
QUASE AFOGAMENTO



 FATOR DE RISCO (NÀO SABER NADAR OU SUPERESTIMAR SUAS
  HABILIDADES, SUPERVISÃO INADEQUADA, DISTÚRBIOS
  COMPORTAMENTAIS)

 PREVENÇÃO – PROTEÇAO COM CERCAS DE 1.5M – REDUÇAO DE 90%

 CRIANÇA DEVE SER ENCORAJADA A APRENDER A NADAR

 USO DE DISPOSITIVOS DE FLUTUAÇÃO CERTIFICADOS

 SUPERVISÃO RIGOROSA PERTO DA ÁGUA

 PAIS DEVEM TER NOÇÕES SOBRE SUPORTE BÁSICO DE VIDA
QUASE AFOGAMENTO – PRIMEIROS
SOCORROS




 RETIRAR O INDIVÍDUO IMEDIATAMENTE DA ÁGUA

 ATENÇÃO A POSSÍVEIS TRAUMAS ASSOCIADOS

 MANTER A CRIANÇA AQUECIDA - SECAR

 AVALIAR A NECESSIDADE DE REANIMAÇÀO CÁRDIO-PULMONAR

 RELAÇÃO MASSAGEM CARDÍACA / RESPIRAÇÃO (30:2)
QUASE AFOGAMENTO




 DISPOSITIVO DE
FLUTUAÇÃO

    COLETE SALVA VIDAS

           SEMPRE !!!!!
INTOXICAÇÃO
ACIDENTAL ESTRANHO
INTOXICAÇÃO ACIDENTAL


 2.5 MILHÕES DE NOTIFICAÇÕES / CIT

 70.000/ANO ATENDIMENTOS HOSPITALARES (70% < 5 ANOS)

 60% INGESTÃO DE MEDICAMENTOS E 90% EM CASA (PICO 16-23h)

 HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS, MEDICAMENTOS, PRODUTOS DE
  LIMPEZA

 ATENÇÃO AO ARMAZENAMENTO ADEQUADO (TRANCADO)

 TRATAR O MEDICAMENTO COMO MEDICAMENTO

 EMBALAGENS “ANTI-CRIANÇAS” – FUNCIONAM BEM (PROVADO)
INTOXICAÇÃO – PRIMEIROS
   SOCORROS


 A GRANDE MAIORIA DOS ACIDENTES PODE E DEVE SER TRATADO EM CASA

 APÓS A INGESTÃO TODOS OS DADOS DISPONÍVEIS DEVEM SER
  COLETADOS



CENTRO DE INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS
 HU/UFSC


                         08006435252
ACIDENTE
AUTOMOBILÍSTICO
ACIDENTE AUTOMOBILÍSTICOS



 MAIOR CAUSA DE MORTE > 1 ANO (ATROPELAMENTOS E COLISÕES)

 200.000 ACIDENTES COM VÍTIMAS /ANO (15% MORTALIDADE)

 QUEDA DA MORTALIDADE – USO DA “CADEIRINHA” ( 400 VIDAS
  SALVAS/ANO)

 REDUZ EM ATÉ 70% TRAUMAS GRAVES E MORTE

 ESTIMULAR A PERMANÊNCIA NA CADEIRA – MÁXIMO POSSÍVEL (40-50 KG)

 “OLHANDO “ PARA A TRASEIRA DO VEÍCULO ATÉ 2 ANOS

 8 EM CADA 10 CADEIRAS ESTÃO INSTALADAS
  INCORRETAMENTE
ACIDENTE AUTOMOBILISTICOS


 POSIÇÃO INCORRETA NO BANCO TRASEIRO

 NÃO ADEQUADAMENTE ANCORADO NO BANCO TRASEIRO

 ALÇAS DE PROTEÇÃO NÃO ADEQUADAMENTE FIXADAS

 ÂNGULO ADEQUADO PARA O BEBÊ CONFORTO

 LER O MANUAL !!!!!!!!!!!
RESUMINDO EM POUCOS
    PALAVRAS


   PROTEÇÃO DE JANELAS E ESCADAS - TELAS (QUEDAS)

   USO DE CAPACETE E SUPERVISÃO NO PARQUE

   PROIBIÇÃO DE AMENDOIM E ALIMENTOS SEMELHANTES ( ATÉ 4 ANOS)

   ELIMINAR O ÁLCCOL LÍQUIDO E PROIBIR A CRIANÇA NA COZINHA (FOGÃO / FERRO)

   PROTEÇÃO DE PISCINAS (CERCAS ADEQUADAS)

   MANTER COSMÉTICOS, MEDICAMENTOS, PRODUTOS DE LIMPEZA LONGE DAS
    CRIANÇAS

   USO ADEQUADO DA CADEIRINHA NO CARRO
O QUE A GENTE QUER DA VIDA?




GABRIEL B. TESSLER – MATERNAL II B (PROFESSORAS NINA E
FRAN)
INFORMAÇÕES




http://www.safekids.org   http://www.criancasegura.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Primeiros Socorros - Emergências Pediátricas e Geriátricas
Primeiros Socorros - Emergências Pediátricas e GeriátricasPrimeiros Socorros - Emergências Pediátricas e Geriátricas
Primeiros Socorros - Emergências Pediátricas e GeriátricasWelisson Porto
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosAna Hollanders
 
Tdah slide
Tdah   slideTdah   slide
Tdah slideUNIME
 
Primerios socorros
Primerios socorrosPrimerios socorros
Primerios socorrosclinicansl
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Eduardo Gomes da Silva
 
Folheto: prevenção de acidentes na infância
Folheto: prevenção de acidentes na infânciaFolheto: prevenção de acidentes na infância
Folheto: prevenção de acidentes na infânciagisa_legal
 
Crises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infanciaCrises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infanciaHenrique Fiorillo
 
SAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA
SAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIASAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA
SAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIACentro Universitário Ages
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxWellingtonTeixeira24
 
Como atender o engasgo de uma criança
Como atender o engasgo de uma criançaComo atender o engasgo de uma criança
Como atender o engasgo de uma criançaCreche Segura
 
Acidentes domésticos
Acidentes domésticosAcidentes domésticos
Acidentes domésticosJosiel Leite
 
PRIMEIROS SOCORROS PROCURSO
PRIMEIROS SOCORROS PROCURSOPRIMEIROS SOCORROS PROCURSO
PRIMEIROS SOCORROS PROCURSOKaymir Freitas
 
Manobra Heimlich
Manobra HeimlichManobra Heimlich
Manobra HeimlichLF Martins
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide AutismoUNIME
 
Prevenção de acidentes na infância
Prevenção de acidentes na infânciaPrevenção de acidentes na infância
Prevenção de acidentes na infânciaRogério Barros
 

Mais procurados (20)

Curso cuidador infantil
Curso cuidador infantilCurso cuidador infantil
Curso cuidador infantil
 
Primeiros Socorros - Emergências Pediátricas e Geriátricas
Primeiros Socorros - Emergências Pediátricas e GeriátricasPrimeiros Socorros - Emergências Pediátricas e Geriátricas
Primeiros Socorros - Emergências Pediátricas e Geriátricas
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
 
Tdah slide
Tdah   slideTdah   slide
Tdah slide
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Primerios socorros
Primerios socorrosPrimerios socorros
Primerios socorros
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
 
Folheto: prevenção de acidentes na infância
Folheto: prevenção de acidentes na infânciaFolheto: prevenção de acidentes na infância
Folheto: prevenção de acidentes na infância
 
Crises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infanciaCrises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infancia
 
SAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA
SAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIASAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA
SAÚDE DA CRIANÇA E A SAÚDE DA FAMÍLIA DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
 
Como atender o engasgo de uma criança
Como atender o engasgo de uma criançaComo atender o engasgo de uma criança
Como atender o engasgo de uma criança
 
Slides sobre TDAH
Slides sobre TDAHSlides sobre TDAH
Slides sobre TDAH
 
Acidentes domésticos
Acidentes domésticosAcidentes domésticos
Acidentes domésticos
 
PRIMEIROS SOCORROS PROCURSO
PRIMEIROS SOCORROS PROCURSOPRIMEIROS SOCORROS PROCURSO
PRIMEIROS SOCORROS PROCURSO
 
Manobra Heimlich
Manobra HeimlichManobra Heimlich
Manobra Heimlich
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 
Aph
AphAph
Aph
 
Prevenção de acidentes na infância
Prevenção de acidentes na infânciaPrevenção de acidentes na infância
Prevenção de acidentes na infância
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
 

Destaque

Prevenção de acidentes na infância 1
Prevenção de acidentes na infância 1Prevenção de acidentes na infância 1
Prevenção de acidentes na infância 1blogped1
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosOberlania Alves
 
Vale a pena crescer em segurança
Vale a pena crescer em segurançaVale a pena crescer em segurança
Vale a pena crescer em segurançaAna Morais
 
Dossier 2008 2009
Dossier 2008 2009Dossier 2008 2009
Dossier 2008 2009guest82f1ca
 
Prevencao aos acidentes de transito
Prevencao aos acidentes de transitoPrevencao aos acidentes de transito
Prevencao aos acidentes de transitoRosimeire Cecato
 
Prevenção de acidentes de trânsito item 7
Prevenção de acidentes de trânsito  item 7Prevenção de acidentes de trânsito  item 7
Prevenção de acidentes de trânsito item 7' Paan
 
1239645738 acidentes
1239645738 acidentes1239645738 acidentes
1239645738 acidentesPelo Siro
 
Luta contra o trabalho infantil
Luta contra o trabalho infantilLuta contra o trabalho infantil
Luta contra o trabalho infantilleidianelopes1
 
Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2
Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2
Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2talitafm
 
Calendário 2016 Vacinação Infantil EEEP
Calendário 2016 Vacinação Infantil EEEPCalendário 2016 Vacinação Infantil EEEP
Calendário 2016 Vacinação Infantil EEEPWALFRIDO Farias Gomes
 
Mamae camelo
Mamae cameloMamae camelo
Mamae cameloFer Nanda
 
Spaço Mãe e Bebê
Spaço Mãe e BebêSpaço Mãe e Bebê
Spaço Mãe e Bebêrd12inovacao
 
1191455373 pri socorros3
1191455373 pri socorros31191455373 pri socorros3
1191455373 pri socorros3Pelo Siro
 

Destaque (20)

Prevenção de acidentes na infância 1
Prevenção de acidentes na infância 1Prevenção de acidentes na infância 1
Prevenção de acidentes na infância 1
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros Socorros
 
Vale a pena crescer em segurança
Vale a pena crescer em segurançaVale a pena crescer em segurança
Vale a pena crescer em segurança
 
Asfixiologia
AsfixiologiaAsfixiologia
Asfixiologia
 
Dossier 2008 2009
Dossier 2008 2009Dossier 2008 2009
Dossier 2008 2009
 
Prevencao aos acidentes de transito
Prevencao aos acidentes de transitoPrevencao aos acidentes de transito
Prevencao aos acidentes de transito
 
Evitando ACIDENTES na PRIMEIRA INFÂNCIA
Evitando ACIDENTES na PRIMEIRA INFÂNCIA Evitando ACIDENTES na PRIMEIRA INFÂNCIA
Evitando ACIDENTES na PRIMEIRA INFÂNCIA
 
Prevenção de acidentes de trânsito item 7
Prevenção de acidentes de trânsito  item 7Prevenção de acidentes de trânsito  item 7
Prevenção de acidentes de trânsito item 7
 
1239645738 acidentes
1239645738 acidentes1239645738 acidentes
1239645738 acidentes
 
Luta contra o trabalho infantil
Luta contra o trabalho infantilLuta contra o trabalho infantil
Luta contra o trabalho infantil
 
Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2
Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2
Musicalizacaoinfantil aulas 1 e 2
 
Giordano Bruno
Giordano BrunoGiordano Bruno
Giordano Bruno
 
Trabalho Infantil
Trabalho InfantilTrabalho Infantil
Trabalho Infantil
 
Segurança no lar
Segurança no larSegurança no lar
Segurança no lar
 
Calendário 2016 Vacinação Infantil EEEP
Calendário 2016 Vacinação Infantil EEEPCalendário 2016 Vacinação Infantil EEEP
Calendário 2016 Vacinação Infantil EEEP
 
Mamae camelo
Mamae cameloMamae camelo
Mamae camelo
 
Spaço Mãe e Bebê
Spaço Mãe e BebêSpaço Mãe e Bebê
Spaço Mãe e Bebê
 
Giordano bruno
Giordano brunoGiordano bruno
Giordano bruno
 
Vinculação
VinculaçãoVinculação
Vinculação
 
1191455373 pri socorros3
1191455373 pri socorros31191455373 pri socorros3
1191455373 pri socorros3
 

Semelhante a Giordano Bruno Escola de Pais - "Como evitar Acidentes - Noções de Prevenção e Primeiros Socorros na Primeira Infância"

Vita derm-saude-1209873603348196-8
Vita derm-saude-1209873603348196-8Vita derm-saude-1209873603348196-8
Vita derm-saude-1209873603348196-8Paula Garcia
 
Vita Derm Saude
Vita Derm   SaudeVita Derm   Saude
Vita Derm SaudeGabi Beck
 
Câncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 anoCâncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 anostefano_garzon
 
Câncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 anoCâncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 anocadu1301
 
áScaris lumbricóides
áScaris lumbricóidesáScaris lumbricóides
áScaris lumbricóidesconnect2009
 
CALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA REBANHOS DE GADO DE CORTE
CALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA  REBANHOS DE GADO DE CORTECALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA  REBANHOS DE GADO DE CORTE
CALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA REBANHOS DE GADO DE CORTEbuzzcp
 
TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"
TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"
TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"Francisco Fernandes
 
Castracao
CastracaoCastracao
Castracaokennel
 
10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_
10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_
10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_Janyedja Carvalho de Andrade
 
Síndromes diarréicas 17
Síndromes diarréicas 17Síndromes diarréicas 17
Síndromes diarréicas 17pauloalambert
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosDenilsi Gonçalves
 
O homem e os acidentes Prevenção que ocorra doenças
O homem e os acidentes Prevenção que ocorra doençasO homem e os acidentes Prevenção que ocorra doenças
O homem e os acidentes Prevenção que ocorra doençasRenatoQuadros3
 
Apresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhas
Apresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhasApresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhas
Apresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhasOxya Agro e Biociências
 
1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix
1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix
1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - PremixAgroTalento
 
AVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptx
AVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptxAVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptx
AVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptxalecsandrorachidferr
 

Semelhante a Giordano Bruno Escola de Pais - "Como evitar Acidentes - Noções de Prevenção e Primeiros Socorros na Primeira Infância" (20)

Inverno
InvernoInverno
Inverno
 
Vita derm-saude-1209873603348196-8
Vita derm-saude-1209873603348196-8Vita derm-saude-1209873603348196-8
Vita derm-saude-1209873603348196-8
 
Vita Derm Saude
Vita Derm   SaudeVita Derm   Saude
Vita Derm Saude
 
Vita derm saude
Vita derm   saudeVita derm   saude
Vita derm saude
 
Câncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 anoCâncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 ano
 
Câncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 anoCâncer de tireóide 6 ano
Câncer de tireóide 6 ano
 
áScaris lumbricóides
áScaris lumbricóidesáScaris lumbricóides
áScaris lumbricóides
 
CALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA REBANHOS DE GADO DE CORTE
CALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA  REBANHOS DE GADO DE CORTECALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA  REBANHOS DE GADO DE CORTE
CALENDÁRIO SANITÁRIO (PREVENÇÃO) PARA REBANHOS DE GADO DE CORTE
 
TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"
TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"
TEMA: "NOVOS DESAFIOS DE SAÚDE PÚBLICA: CONTROLO AMBIENTAL E DE VECTORES"
 
Castracao
CastracaoCastracao
Castracao
 
Anormalidades Vasculares Intracranianas Incidentais
Anormalidades Vasculares Intracranianas Incidentais Anormalidades Vasculares Intracranianas Incidentais
Anormalidades Vasculares Intracranianas Incidentais
 
10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_
10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_
10 doencas infecciosas.ppt-_modo_de_compatibilidade_
 
Cro.ppsx1
Cro.ppsx1Cro.ppsx1
Cro.ppsx1
 
Síndromes diarréicas 17
Síndromes diarréicas 17Síndromes diarréicas 17
Síndromes diarréicas 17
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentos
 
O homem e os acidentes Prevenção que ocorra doenças
O homem e os acidentes Prevenção que ocorra doençasO homem e os acidentes Prevenção que ocorra doenças
O homem e os acidentes Prevenção que ocorra doenças
 
1643
16431643
1643
 
Apresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhas
Apresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhasApresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhas
Apresentação Osmar Malaspina - Estado da arte da pesquisa com abelhas
 
1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix
1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix
1º BeefPoint Live Day - palestra - Amanda Prates - Premix
 
AVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptx
AVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptxAVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptx
AVALIAÇÃO NEUROLOGICA DAS PUPILAS.pptx
 

Giordano Bruno Escola de Pais - "Como evitar Acidentes - Noções de Prevenção e Primeiros Socorros na Primeira Infância"

  • 1. PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA PRIMEIROS SOCORROS ROGÉRIO B. TESSLER NOVEMBRO - 2012
  • 2. QUEM NÃO TEM MEDO ?
  • 3. QUEM JÁ NÃO PASSOU POR ISSO ?
  • 4. ACIDENTES NA INFÂNCIA MÁS NOTÍCIAS  FATOS E NÚMEROS  FATORES DE RISCO E EXPOSIÇÃO  ACIDENTES MAIS FREQUENTES NA INFÂNCIA BOAS NOTÍCIAS  ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO – FUNCIONA ? O QUE FUNCIONA ?  NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
  • 5. ACIDENTES NA INFÂNCIA - FATOS  PRIMEIRA CAUSA DE MORTE NA INFÂNCIA  ESTADOS UNIDOS 20.000 MORTES E 600.000 INTERNAÇÕES / AN  EPIDEMIA MUNDIAL (AUMENTO DE 20% ATÉ 2015 )  2 EM CADA 15 CRIANCAS - ATENDIMENTO MÉDICO / ANO  EXIGE ATENÇÃO DOS PAIS / EDUCADORES
  • 6. ACIDENTES NA INFÂNCIA - FATOS  PROGRAMAS DE PREVENÇÃO – FUNCIONAM MUITO BEM  CONCIENTIZAÇÃO E EDUCAÇÃO CONTINUADA (PEDIATRA)  PROMOÇÃO DE DISCUSSÕES LOCAIS E EFEITO MULTIPLICADOR  INTERVENÇÕES E MUDANÇAS DE HÁBITO SÃO NECESSÁRIAS  ACIDENTES PODEM SER PREVENIDOS EM 90%
  • 7. ACIDENTES NA INFÂNCIA – POR QUE?  FALTA DE NOÇÃO DO PERIGO  CURIOSIDADE / INEXPERIÊNCIA  CONTROLE MOTOR EM DESENVOLVIMENTO  FALTA DE PREOCUPAÇÃO COM O PRÓPRIO CORPO  IMITAR OS MAIS VELHOS (EXEMPLOS)
  • 8. ACIDENTES NA INFÂNCIA – PREVENÇÃO EXPOSIÇÃO AO RISCO  IDADE (PICO DE INCIDÊNCIA 1-4 ANOS)  MENINOS (2 VEZES MAIS CHANCE)  POBREZA (5 VEZES MAIS CHANCE)  PERSONALIDADE - MITO OU VERDADE?  EXPOSIÇÃO - FUNDAMENTAL
  • 10. QUEDAS ACIDENTAIS  3 MILHÕES DE ATENDIMENTOS HOSPITALARES/ANO (VERÃO)  80% - CASA (BANHEIRO COZINHA ESCADAS)  20% (PARQUES E ESCOLA) – PREVENÇÃO ADEQUADA  < 1.5 M (MÓVEIS E PRÓPRIA ALTURA – INOFENSIVO)  > 5 M (ESCADAS, JANELAS, SACADAS – TRAUMAS SEVEROS)  JANELAS, ANDADORES, MÓVEIS
  • 11. QUEDAS ACIDENTAIS - JANELAS  REDES DE PROTEÇÃO – QUEDA DA HOSPITALIZACÃO 95%  EVITAR MÓVEIS PERTO DE JANELAS  MANTER AS JANELAS FECHADAS DURANTE AS BRINCADEIRAS  NÃO CONFIAR NA REDEDE PROTEÇÃO  SUPERVISÃO CONSTANTE DE ADULTOS  PROGRAMAS DE PREVENÇÃO - REDUÇÃO EM 50% DAS QUEDAS
  • 12. QUEDAS ACIDENTAIS - ANDADORES  OBJETO POPULAR (60% NA INGLATERRA)  2.000 CASOS/ANO (ESCADAS)  BANIDO EM VÁRIOS PAÍSES  EDUCAÇÃO CONTINUADA – QUEDA DE 30%  SUBSTITUIÇÃO POR BRINQUEDOS FIXOS  QUEDA DO CARRINHO – FALTA DO SINTO
  • 13. QUEDAS ACIDENTAIS - MÓVEIS  QUEDA DO TROCADOR, BERÇO, CADEIRA DE ALIMENTAÇÃO  POUCO GRAVE QUANDO < 1 M  USO CONSTANTE DO SINTO DE SEGURANÇA  BERÇO ADEQUADO PARA IDADE (GRADES E ESTRADO)  BEBÊ CONFORTO NO CHÃO - SEMPRE  BELICHES PARA MAIORES DE 6 ANOS  BANHEIRO – PISO ADERENTE (SUPERVISÃO NÃO FUNCIONA)
  • 15. QUEDA EM PLAYGROUND / PARQUES  PICO 5 – 9 ANOS ( 150.000/ANO)  70% ESCOLAS E CRECHES  BALANÇOS, EQUIPAMENTOS DE ESCALADA, ESCORREGADORES  RISCO AUMENTA COM ALTURAS > 2 METROS E PISOS INADEQUADOS  PREVENÇÃO (SOLO, ALTURA, INSPECÃO, SUPERVISÃO DE ADULTOS)  LASCAS DE MADEIRA, AREIA, PEDRINHAS, BORRACHA, GRAMA (TANQUES)  SKATES E PATINS < 5 ANOS (NÃO RECOMENDADO)
  • 16. ACIDENTE NA CAMA ELÁSTICA  RISCO DESPROPORCINAL AO PRAZER  100.000 /ANO – 5.000 HOSPITALIZAÇÕES  80% - MAIS DE 1 PESSOA NO BRINQUEDO  ACIDENTE NO “COLCHÃO”  REDES E PROTEÇÕES NÃO SÃO EFETIVAS  AAP – NÃO APROVA ESSA PRÁTICA RECREACIONAL
  • 18. QUEDA DE BICICLETA  PICO 5 – 14 ANOS (VERÃO E A NOITE)  270.000/ANO (6% MORTALIDADE)  80% MENINOS FAZENDO “ARTE”  <1 ANO – NÃO RECOMENDÁVEL  CADEIRINHAS ADEQUADAS – MUITO IMPORTANTE  TRICICLO > 3 ANOS BICICLETA COM RODINHAS > 5 ANOS
  • 19. QUEDA DE BICICLETA  PREVINE 55.000 ACIDENTES / ANO  1/3 – USO INCORRETO  NATURAL RESISTÊNCIA DAS CRIANCAS  IMPORTÂNCIA DO USO PELO ADULTO  NECESSIDADE DE LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA  SUBSTITUIÇÃO POR UM NOVO APÓS UMA QUEDA
  • 20. QUEDA DE BICICLETA  PROTEÇÃO PARA MÃOS E PÉS  ENCOSTO ALTO – PROTEÇÃO DO PESCOÇO  CINTO NO PEITO E CINTURA  USO CONCOMITANTE DO CAPACETE  CADEIRAS CERTIFICADAS
  • 21. QUEDAS – PRIMEIROS SOCORROS  ATENÇÃO REDOBRADA AO PESCOÇO NO MOMENTO DO TRANSPORTE  SAGRAMENTO – APLICAR PRESSÃO SOBRE O FERIMENTO (TOALHA)  FERIMENTO PENETRANTE – NÃO TENTAR REMOVER  IMOBILIZAÇÃO DE FRATURAS – REDUZ A DOR
  • 23. ASFIXIA – CORPO ESTRANHO  < 2 ANOS – MAIOR CAUSA DE MORTE  PRESENÇA DE CRIANCAS MAIS VELHAS E INGESTÃO DE AMENDOIM - RISCO  MOEDAS, PIPOCAS, PASSAS, BALAS, TAMPAS DE CANETAS, BRINQUEDOS  < 4 ANO – ATENÇÃO PARA INGESTÃO DE ALIMENTOS PEQUENOS  ALIMENTAÇÃO SUPERVISIONADA (SENTADO, QUIETO, NADA DE BRINCADEIRAS)  PAIS, BABÁS E PROFESSORES DEVEM CONHECER AS MANOBRAS DE HEIMLICH
  • 24. ASFIXIA – CORPO ESTRANHO MANOBRAS DE HEIMLICH
  • 25. ASFIXIA NO LACTENTE  SÍNDROME DA MORTE SÚBITA NA INFÂNCIA  PRIMEIRA CAUSA DE MORTE < 1 ANO  CAUSA INDETERMINADA – ASSOCIAÇÃO COM FATORES DE RISCO  RISCO AUMENTADO – POSIÇÃO AO DORMIR  CAMPANHAS DE ESCLARECIMENTO (QUEDA DE 50%)
  • 26. ASFIXIA NO LACTENTE  EVITAR POSIÇÃO PRONA E DE LADO  COLÇHÃO DURO E NADA DE COBERTORES, BRINQUEDOS E TRAVESSEIROS SOLTOS  QUARTOS EXCESSIVAMENTE QUENTES E FUMANTES NA CASA  DORMIR NA MESMA CAMA VERSUS DORMIR NO MESMO QUARTO (PAIS)  USO DE CHUPETA – RECOMENDADO AAP
  • 28. QUEIMADURAS  O FOGO EXERCE GRANDE ATRAÇÃO NA CRIANÇA  MILHARES DE OCORRÊNCIAS (500 MORTES/ANO)  300 ATENDIMENTOS / DIA – RISCO NAS POPULAÇÕES MAIS POBRES  MAIORIA EM CASA E METADE NA COZINHA – LÍQUIDOS QUENTES  SUCESSO DAS CAMPANHAS DE PREVENÇÃO (40-50%)  DESENCORAJAR FÓSFOROS E FOGOS DE ARTIFÍCIO
  • 29. QUEIMADURAS  COZINHA (CABOS DE PANELA, PORTA DO FORNO, AFASTAR CRIANÇAS)  BANHEIRO (ÁGUA FRIA ANTES DA QUENTE, DORSO DA MÃO)  ELETRICIDADE (ESTUFAS E AQUECEDORES, PROTETORES DE TOMADAS)  PROIBIÇÃO DO ÁLCOOL LÍQUIDO - LEGISLAÇÃO  COZINHA, ÁLCOOL , FERRO DE PASSAR E TOALHA DE MESA
  • 30. QUEIMADURAS – PRIMEIROS SOCORROS  APÓS O ACIDENTE – ÁGUA FRIA IMEDIATAMENTE  USO DE ANALGÉSICOS O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL  NÃO UTILIZAR NADA NA LESÃO (PASTA DE DENTE, POMADA)  BOLHAS - QUEIMADURA QUE NECESSITA ATENDIMENTO MÉDICO
  • 32. QUASE AFOGAMENTO  500.000 MORTES / ANO (MUNDO) – NÚMERO TOTAL ?  90% NOS PAISES POBRES E EM DESENVOLVIMENTO  PICO 1-5 ANOS NO VERÃO E REGIÕES QUENTES (MENINOS)  PISCINAS – MAIORIA EM CASA (ATENÇÃO PARA RALOS E DRENOS)  LACTENTES E CRIANÇAS PEQUENAS (BALDES, PRIVADA)  BANHEIROS E TAMPAS FECHADAS
  • 33. QUASE AFOGAMENTO  FATOR DE RISCO (NÀO SABER NADAR OU SUPERESTIMAR SUAS HABILIDADES, SUPERVISÃO INADEQUADA, DISTÚRBIOS COMPORTAMENTAIS)  PREVENÇÃO – PROTEÇAO COM CERCAS DE 1.5M – REDUÇAO DE 90%  CRIANÇA DEVE SER ENCORAJADA A APRENDER A NADAR  USO DE DISPOSITIVOS DE FLUTUAÇÃO CERTIFICADOS  SUPERVISÃO RIGOROSA PERTO DA ÁGUA  PAIS DEVEM TER NOÇÕES SOBRE SUPORTE BÁSICO DE VIDA
  • 34. QUASE AFOGAMENTO – PRIMEIROS SOCORROS  RETIRAR O INDIVÍDUO IMEDIATAMENTE DA ÁGUA  ATENÇÃO A POSSÍVEIS TRAUMAS ASSOCIADOS  MANTER A CRIANÇA AQUECIDA - SECAR  AVALIAR A NECESSIDADE DE REANIMAÇÀO CÁRDIO-PULMONAR  RELAÇÃO MASSAGEM CARDÍACA / RESPIRAÇÃO (30:2)
  • 35. QUASE AFOGAMENTO DISPOSITIVO DE FLUTUAÇÃO COLETE SALVA VIDAS SEMPRE !!!!!
  • 37. INTOXICAÇÃO ACIDENTAL  2.5 MILHÕES DE NOTIFICAÇÕES / CIT  70.000/ANO ATENDIMENTOS HOSPITALARES (70% < 5 ANOS)  60% INGESTÃO DE MEDICAMENTOS E 90% EM CASA (PICO 16-23h)  HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS, MEDICAMENTOS, PRODUTOS DE LIMPEZA  ATENÇÃO AO ARMAZENAMENTO ADEQUADO (TRANCADO)  TRATAR O MEDICAMENTO COMO MEDICAMENTO  EMBALAGENS “ANTI-CRIANÇAS” – FUNCIONAM BEM (PROVADO)
  • 38. INTOXICAÇÃO – PRIMEIROS SOCORROS  A GRANDE MAIORIA DOS ACIDENTES PODE E DEVE SER TRATADO EM CASA  APÓS A INGESTÃO TODOS OS DADOS DISPONÍVEIS DEVEM SER COLETADOS CENTRO DE INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS HU/UFSC 08006435252
  • 40. ACIDENTE AUTOMOBILÍSTICOS  MAIOR CAUSA DE MORTE > 1 ANO (ATROPELAMENTOS E COLISÕES)  200.000 ACIDENTES COM VÍTIMAS /ANO (15% MORTALIDADE)  QUEDA DA MORTALIDADE – USO DA “CADEIRINHA” ( 400 VIDAS SALVAS/ANO)  REDUZ EM ATÉ 70% TRAUMAS GRAVES E MORTE  ESTIMULAR A PERMANÊNCIA NA CADEIRA – MÁXIMO POSSÍVEL (40-50 KG)  “OLHANDO “ PARA A TRASEIRA DO VEÍCULO ATÉ 2 ANOS  8 EM CADA 10 CADEIRAS ESTÃO INSTALADAS INCORRETAMENTE
  • 41. ACIDENTE AUTOMOBILISTICOS  POSIÇÃO INCORRETA NO BANCO TRASEIRO  NÃO ADEQUADAMENTE ANCORADO NO BANCO TRASEIRO  ALÇAS DE PROTEÇÃO NÃO ADEQUADAMENTE FIXADAS  ÂNGULO ADEQUADO PARA O BEBÊ CONFORTO  LER O MANUAL !!!!!!!!!!!
  • 42. RESUMINDO EM POUCOS PALAVRAS  PROTEÇÃO DE JANELAS E ESCADAS - TELAS (QUEDAS)  USO DE CAPACETE E SUPERVISÃO NO PARQUE  PROIBIÇÃO DE AMENDOIM E ALIMENTOS SEMELHANTES ( ATÉ 4 ANOS)  ELIMINAR O ÁLCCOL LÍQUIDO E PROIBIR A CRIANÇA NA COZINHA (FOGÃO / FERRO)  PROTEÇÃO DE PISCINAS (CERCAS ADEQUADAS)  MANTER COSMÉTICOS, MEDICAMENTOS, PRODUTOS DE LIMPEZA LONGE DAS CRIANÇAS  USO ADEQUADO DA CADEIRINHA NO CARRO
  • 43. O QUE A GENTE QUER DA VIDA? GABRIEL B. TESSLER – MATERNAL II B (PROFESSORAS NINA E FRAN)
  • 44. INFORMAÇÕES http://www.safekids.org http://www.criancasegura.org.br