O Cavalo Lusitano Matilde Rosa Snels de Mira Mendes Luxemburgo, 10 de Abril de 2011
<ul><li>Plano </li></ul><ul><li>0. Introdução </li></ul><ul><li>Origens e características do cavalo </li></ul><ul><li>1.1....
<ul><li>0. INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O cavalo (do latim  caballu ): mamífero da ordem dos ungulados que pertencem à esp...
<ul><li>1. ORIGENS E CARACTERÍSTICAS DO CAVALO </li></ul><ul><li>1.1.  Origens </li></ul><ul><li>- Descende de uma linha e...
<ul><li>1.2.  Características do cavalo </li></ul><ul><li>São mais de três dezenas as principais raças de cavalos hoje exi...
<ul><li>Quanto à  pelagem  há cerca de uma dúzia diferentes. Por exemplo: </li></ul><ul><li>- Negro. </li></ul><ul><li>- A...
<ul><li>2. O CAVALO LUSITANO </li></ul><ul><li>2.1.  Origens </li></ul><ul><li>Originário de Portugal existindo, sobretudo...
.0 <ul><li>2.2.  Características específicas do Lusitano </li></ul><ul><li>Em adulto pode atingir os 500 kg e uma altura d...
<ul><li>2.3.  Utilidade e prestígio do Lusitano </li></ul><ul><li>É cavalo de sela - talvez o mais antigo - há 5000 anos. ...
O Cavalo Lusitano <ul><li>Fim </li></ul><ul><li>Obrigado pela a atenção </li></ul>
<ul><li>BIBLIOGRAFIA </li></ul><ul><li>Internet: Wikipedia e outros. </li></ul><ul><li>Dicionário da Língua Portuguesa, Po...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O cavalo lusitano

2.450 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.450
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O cavalo lusitano

  1. 1. O Cavalo Lusitano Matilde Rosa Snels de Mira Mendes Luxemburgo, 10 de Abril de 2011
  2. 2. <ul><li>Plano </li></ul><ul><li>0. Introdução </li></ul><ul><li>Origens e características do cavalo </li></ul><ul><li>1.1. Origens </li></ul><ul><li>1.2. Características do cavalo </li></ul><ul><li>O cavalo Lusitano </li></ul><ul><li>2.1. Origens </li></ul><ul><li>2.2. Características específicas do Lusitano </li></ul><ul><li>2.3. Utilidade e prestígio do Lusitano </li></ul><ul><li>Bibliografia. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>0. INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O cavalo (do latim caballu ): mamífero da ordem dos ungulados que pertencem à espécie Equus ferus. </li></ul><ul><li>Muito útil para a alimentação, para o transporte para desportos e, até, para os exércitos. </li></ul><ul><li>Examinaremos, em seguida, as origens e características do cavalo em geral para, depois, descrever o que é específico ao Puro Sangue Lusitano. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>1. ORIGENS E CARACTERÍSTICAS DO CAVALO </li></ul><ul><li>1.1. Origens </li></ul><ul><li>- Descende de uma linha evolutiva com 60 milhões de anos. Pertence aos equídeos (como o burro e a zebra) com apenas um dedo funcional em cada uma das quatro patas. </li></ul><ul><li>- Inicialmente com 0,5 m de altura os cavalos são, hoje, possantes e proporcionados com 1,5 m de altura e uns 450 kg. </li></ul><ul><li>- Herbívoros, conseguiram escapar aos predadores pela velocidade na corrida, a audição aguçada, a visão quase circular e o olfacto, capaz de detectar qualquer perigo. </li></ul><ul><li>- Antes de 2000 AC passou a ser usado para transporte e o Homem acelerou artificialmente o seu processo evolutivo dando origem às múltiplas raças, tamanhos e pelagens actualmente existentes. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>1.2. Características do cavalo </li></ul><ul><li>São mais de três dezenas as principais raças de cavalos hoje existentes às quais correspondem pesos e alturas diferentes. Alguns exemplos: </li></ul><ul><li> Raça Altura (cm) Peso (kg) </li></ul><ul><li>Shetland 81–102 200–225 </li></ul><ul><li>Pônei brasileiro 100- 110 </li></ul><ul><li>Galloway 142–152 275–400 </li></ul><ul><li>Tipo Altura (cm) Peso (kg) </li></ul><ul><li>Pônei (pequeno) 102–122 225–350 </li></ul><ul><li>Pônei (grande) 132–142 250–360 </li></ul><ul><li>Lightweight hack 152–163 350–500 </li></ul><ul><li>Heavyweight hack 163–173 450–600 </li></ul><ul><li>Tração 163–183 550–800 </li></ul><ul><li>Fonte : wikipedis.org/wiki/cavalo </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Quanto à pelagem há cerca de uma dúzia diferentes. Por exemplo: </li></ul><ul><li>- Negro. </li></ul><ul><li>- Alazão: castanho-avermelhado. </li></ul><ul><li>- Tordilho: branco com manchas negras. </li></ul><ul><li>- Branco. </li></ul><ul><li>- Pintado: manchas de diversas cores. </li></ul><ul><li>- Baio: cauda e crina prateada, cor amarelada ou acastanhada. . </li></ul>
  7. 7. <ul><li>2. O CAVALO LUSITANO </li></ul><ul><li>2.1. Origens </li></ul><ul><li>Originário de Portugal existindo, sobretudo, no </li></ul><ul><li>Alentejo e Ribatejo. </li></ul><ul><li>Família do Cavalo Ibérico, tal como as raças Alter Real, Andaluz e Zapatero, o qual descende do Sorraia (com raízes no Tarpan Selvagem da Ásia) e do Árabe (Berbére do Norte de África). </li></ul>
  8. 8. .0 <ul><li>2.2. Características específicas do Lusitano </li></ul><ul><li>Em adulto pode atingir os 500 kg e uma altura de 1,60 m. </li></ul><ul><li>Pelagem mais comum nas cores: tordilho, branco, castanho, baio, alazão e preto. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>2.3. Utilidade e prestígio do Lusitano </li></ul><ul><li>É cavalo de sela - talvez o mais antigo - há 5000 anos. </li></ul><ul><li>Pela sua força, utilizado pela cavalaria militar portuguesa e pelos agricultores, enquanto cavalo de sela e de tiro ( e.g .: carroças e arados). </li></ul><ul><li>Muito procurado por criadores de todo o mundo graças às suas qualidades únicas como cavalo: </li></ul><ul><li>- de sela e de passeio , é extremamente dócil e participativo; </li></ul><ul><li>- de salto , é corajoso e tranquilo ao enfrentar obstáculos; </li></ul><ul><li>- de resistência , a sua energia não tem fim; </li></ul><ul><li>- de toureio , coragem e tranquilidade únicas dizendo-se que, sem ele, não existiria a tourada à portuguesa. </li></ul>
  10. 10. O Cavalo Lusitano <ul><li>Fim </li></ul><ul><li>Obrigado pela a atenção </li></ul>
  11. 11. <ul><li>BIBLIOGRAFIA </li></ul><ul><li>Internet: Wikipedia e outros. </li></ul><ul><li>Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora, 2009. </li></ul>

×