O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 24 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora (20)

Anúncio

Mais de Escoladocs (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora

  1. 1. A Pré-História desenvolveu-se ao longo de milhões de anos: desde o aparecimento dos antepassados do Homem – os hominídeos – até à invenção da escrita. Os historiadores dividem este período em duas épocas: o eo
  2. 2. Os mais antigos hominídeos surgiram há mais de 4 milhões de anos no Leste e Sul do Continente Africano.
  3. 3. Tudo começou quando, em resultado de alterações climáticas, a paisagem se alterou: -A floresta deu lugar à savana (formação vegetal de ervas mais ou menos altas e com poucos arbustos) Os nossos antepassados assumiram, a pouco e pouco, a bipedia e o verticalismo do corpo.
  4. 4. Há certca de 150 mil anos, a evolução física e mental dos hominídeos culminou no Homo Sapiens, o Homem actual. Este processo de evolução que conduziu ao homem moderno,chama-se Hominização.
  5. 5. No ínicio, os hominídeos alimentavam-se essencialmente do que a Natureza lhe dava: frutas, insectos, raízes. Por isso, era recolectores. Depois, com o crescimento das comunidades, os membros do grupo passaram a dedicar-se com frequência à caça.
  6. 6. A caça era uma actividade muito importante para a sobrevivência dos hominídeos. Graças a ela obtinham carne (para a alimentação) peles (para roupas e tendas) e ossos e chifres (para instrumentos ou ferramentas). Por outro lado, a caça era também uma forma de estreitar relações entre a comunidade. No Paleolítico praticava-se, portanto, uma economia de recolecção.
  7. 7. O Homem, no Paleolítico tinha uma vida semi-nómada, quer dizer, deslocava-se de acampamento para acampamento em busca de comida, mas permanecendo bastante tempo num mesmo território. As suas cabanas e tendas era feitas de ramos de árvores, peloes e ossos de animais.
  8. 8. A sobrevivência dos hominídeos dependeu, muito, do fabrico de instrumentos: alguns eram simples, como os seixos rolados e os bifaces; outros eram já mais trabalhados, como os raspadores, pontas e machados. Os materiais usados aos instrumentos eram em pedra, osso e chifre.
  9. 9. Outra importante descoberta dos hominídeos foi o fogo. O domínio desta fonte de energia revela bem a sua capacidade criadora.
  10. 10. A produção do fogo alterou profundamente os hábitos do homem primitivo, pois veio permitir-lhe:  aquecer-se e cozinhar os alimentos;  defender-se melhor dos restante predadores;  aperfeiçoar instrumentos e técnicas de caça;  iluminar as cavernas;  promover a vida em grupo;  desenvolver a linguagem.
  11. 11. O Homo Sapiens Sapiens deixou- nos expressivas formas de arte. De entre elas destacam-se dois géneros artísticos: aarte rupestre ou parietal e a arte móvel.
  12. 12. A arte rupestre data do Paleolítico Superior e abrange trabalhos artísticos sob a forma de pintura ou de gravura. Nas paredes das cavernas e em rochas ao ar livre, o Homo Sapiens Sapiens pintava e/ou gravava essencialmente os animais que o rodeavam, cenas de caça, algumas figuras humanas (ainda que raras) e sinais.
  13. 13. O Homem do Paleolítico foi também escultor. Fazia pequenas estatuetas em osso, marfim ou pedra e de animais e de pequenas figurinhas de mulher – as Vénus.
  14. 14. Desconhece-se a finalidade destas manifestações. Alguns historiadores referem que o faziam com intenções mágicas.
  15. 15. O Homem primitivo acreditava, muito possivelmente, na vida para além da morte. Com efeito, faziam cerimónias de culto aos mortos, pintando-lhe os corpos e enterrando-os com adornos e restos de comida.
  16. 16. Entre 12 000 a.C. e 10 000 a.C. Terra passou por grandes mudanças climáticas. Então, deram-se importantes mudanças na vida das populações. Ao novo período da história do Homem que, então, se iniciou deu-se o nome de Neolítico.
  17. 17. As alterações mais profundas no modo de vida do Homem ocorreram no Próximo Oriente, numa região conhecida por Crescente Fértil. Aí, em vales férteis e baixos planaltos, pequenas comunidades passaram a produzir recursos para a sua subsistência: •cultivaram cereais; •domesticaram animais. Então, o Homem deixou de ser recolector e passou a ser produtor. produtor
  18. 18. O desenvolvimento da agricultura está ligado a novos instrumentos (agora, de pedra polida), como a enxada, foice e mó. Logo de seguida, surgem outras importantes inovações técnicas – a cestaria, a cerâmica e a tecelagem.
  19. 19. A prática da agricultura obrigou à sedentarização do Homem. Surgem então os primeiros aldeamentos.
  20. 20. A diversidade de tarefas nas aldeias – agricultura, pecuária, cestaria, tecelagem, cermâmica – levou à divisão e especialização do trabalho. Então, surgiram as primeiras formas de diferenciação social. Os guerreiros e os sacerdotes passaram a distinguir-se entre os demais habitantes.
  21. 21. No Neolítico, o Homem criou novas formas de culto e de arte. Fez pequenas esculturas femininas, que representam a deusa-mãe, símbolo de fertilidade da terra e da mulher. Construiu, também grandes monumentos em pedra - os monumentos megalíticos, ligados ao culto dos mortos e ao culto da Natureza.
  22. 22. De entre os monumentos megalíticos podem distinguir-se: Alinhamento de menires Menir Cromeleque Dólmen ou Anta
  23. 23. Nos inícios do 4.º milénio, o Neolítico chega ao fim. Então, nos vales férteis dos grandes rios do Próximo Oriente, uma série de progressos altera a vida das sociedades agrícolas: a invenção da escrita e do cálculo, a descoberta da metalurgia, a fundação das cidades. Era o início de um longo período da história da humanidade, a chamada Idade Antiga ou Antiguidade. Era o tempo das primeiras grandes civilizações.

×