NÚMERO 27 caderno um junho 2015
Festa de Poesia e da Música
2
Jsnome 27
Equipa responsável
Alexandra Cabral
Miguel Teixeira
Coordenação
Alexandra Cabral
jornalsemnome@gmail.com
Assoc...
3
Palestras/ concursos
Capitãs de Abril
Inserido no Mês da Leitura e a propósito das Comemo-
rações do 25 de Abril contámo...
4
Contra a corrupção
Tive conhecimento do concurso “Imagens Contra a Corrupção” pela professora bibliotecária Rosa Duarte....
5
Luz + bocage
O ano de 2015 foi consagrado pela UNESCO como Ano Internacional da LUZ. Associando-se às co-
memorações, a ...
6
concursos
As “Olimpíadas Portuguesas de Geologia” são concursos anuais que visam a resolução de questões teó-
ricas e pr...
7
eventos
Feira Vocacional Inspiring Futur
Tratou-se de uma iniciativa do Grupo de Trabalho das Bibliotecas Escolares de S...
8
Visitas
Free pass to the future
On February 11th, we and our 10th
I classmates as well as our German and English teacher...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jsnome27

310 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Serviços
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
310
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jsnome27

  1. 1. NÚMERO 27 caderno um junho 2015 Festa de Poesia e da Música
  2. 2. 2 Jsnome 27 Equipa responsável Alexandra Cabral Miguel Teixeira Coordenação Alexandra Cabral jornalsemnome@gmail.com Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária du Bocage http://apesbocage.blogspot.pt/ https://sites.google.com/site/apesbocage/ Novo email da associação Alice Fonseca Ana Cruz Ana Madeira Ana Rita Marçal Ana Figueiredo António Vasconcelos Bárbara Parreira Carla Ramalho Casa da Poesia Catarina Grabulho Carolina Contreiras Carolina Lopes Conservatório Regional de Setúbal Francisco Ferreira Grupo de Artes Helena Tojo Inês Carvalho Isilda Silva Joana Fontes João Miguel Nobre João Pedro Soares Mafalda Claro Margarida Monteiro Maria Inês Ferreira Maria Inês Neves Maria João Mano Maria José Miguel Mariana Guerreiro Mariana Vinhas Matilde Pinho Matilde Saraiva Miguel Anjos Miguel Boullosa Miguel Teixeira Pedro Ceia Rosa Duarte Sofia Passeira Rosa Duarte Sara Carvalho Susana Capela Susana Roque Tiago Cadete 8ºA 8ºD 9ºF 12º 10º I 12º E Já em junho, fazemos, como de costume, o historial de alguns dos acontecimentos mais significativos da vida da escola. Neste caderno um, começamos por mos- trar uma imagem da Festa da Poesia e da Música, em que participaram a Biblioteca, o Conservatório Regional de Setúbal, a Casa da Poesia e, principalmente, os nossos alu- nos. Nesta ocasião foram entregues diver- sos prémios, entre eles os dos concursos de fotografia e de poesia, que são assunto do nosso caderno dois. Aqui falamos também no projeto Luz + Bocage, que estamos a desenvolver até ao final do ano de 2015 e que será objeto de algumas das nossas próximas edições. Também em 2015/ 2016 no associaremos às comemorações dos 250 de Bocage, poe- ta que temos vindo, aliás, a estudar e divul- gar. No caderno três, apresentamos textos dos alunos de 12º ano, do professor Miguel Tei- xeira, que, à luz de um texto de Fialho de Almeida, têm vindo a refletir sobre a morte do rei D. Carlos. O caderno quatro divulga a Semana das Artes, que movimentou e arejou a escola, com a criatividade própria dos nossos artis- tas plásticos. Dentro em breve, publicaremos ainda um testemunho do Dia Aberto, que este ano ocorreu a 5 de junho. Até breve. Participantes:
  3. 3. 3 Palestras/ concursos Capitãs de Abril Inserido no Mês da Leitura e a propósito das Comemo- rações do 25 de Abril contámos com a presença, no dia vinte e três de abril, de Ana Sofia Fonseca, antiga aluna da nossa escola que veio falar-nos do seu percurso académico e profissional e apresentar o livro Capitãs de Abril. Já com vários livros publicados, a jornalista da SIC, apre- sentando o livro, contou-nos como foi a revolução dos cra- vos no feminino com os seus heróis revelados na intimidade da família. A apresentação da autora foi feita pela sua antiga professo- ra, Alexandra Godinho, tendo a sessão contado com a parti- cipação de professores da escola e de três turmas de hu- manidades do ensino secundário. A finalizar a sessão alunas leram excertos da obra. O livro encontra-se disponível na nossa biblioteca. Realizaram-se duas palestras : Setúbal e a I Guerra Mundial , pelo Dr. Diogo Ferreira e A I Guerra Mundial e a literatura, pelo Dr. João Ribeiro. Os nossos alunos do 7º ano participaram no concurso Spelling Bee. Parabéns à vencedora, Sofia Marçal.
  4. 4. 4 Contra a corrupção Tive conhecimento do concurso “Imagens Contra a Corrupção” pela professora bibliotecária Rosa Duarte. Resolvi propor este desafio à turma de Artes Visuais do 12ºE, que correspondeu da melhor forma, com entusi- asmo e dedicação. O vídeo foi produzido na disciplina de Oficina de Multimédia B. Ficámos bastante surpreendidos pelo facto de termos vencido o concurso. Tínhamos como objetivo apenas participar. Foi uma experiência muito interessante e gratificante para todos nós. Parabéns aos meus alunos e especialmente ao grupo vencedor, pela maneira como encararam este desafio. O mérito é todo deles. Este vídeo é curto e contém uma mensagem muito forte e direta. Espero que esta mensagem chegue ao mai- or número possível de cidadãos. Miguel Boullosa “Como cidadão, diz não há corrupção” Começo por agradecer ao Conselho de Prevenção da Corrupção, assim como a todas as outras instituições que nos apoiaram e nos deram esta excelente oportunidade de refletirmos e nos tornarmos conscientes perante o fenómeno da corrupção, que continua, infelizmente, bem presente na nossa sociedade. Gostaria igualmente de agradecer o reconhecimento pelo nosso trabalho. Uma vez que somos alunos finalis- tas do secundário, este prémio acaba por nos dar determinação e motivação para acabar este ano letivo da me- lhor forma. Temos de ter presente que esta iniciativa vai muito para além de uma mera atividade de prevenção de práticas de corrupção. Após fazermos uma pesquisa de informações sobre este tema deparamo-nos com números cho- cantes, entre eles um estudo da ONU que nos diz que o dinheiro que é roubado por meio da corrupção a cada ano é suficiente para alimentar 80 vezes todas as pessoas que passam fome no mundo. Pegámos nesses da- dos e juntamos várias sugestões e ideias. Partimos da origem do latim da palavra corrupção, corruptus, que sig- nifica “quebrar em pedaços”. Assim, fomos buscar o maior meio que existe na base da corrupção, que é o di- nheiro e dividimo-lo igualmente por todos os sectores da nossa sociedade que em todo o mundo contribuem para o crescimento da corrupção, nos diferentes sectores da sociedade. No final do nosso vídeo aparece uma última mão que, infelizmente, nunca consegue alcançar o que falta da nota dividida. E agora pergunto-vos, por- quê continuar com a corrupção? Porquê deixar que a corrupção continue? Porquê deixarmos centenas de pes- soas, que todos os dias passam fome e que vivem em extrema pobreza, cada vez pior? A turma do 12º E e o professor Miguel Boullosa com o Presidente do Tribunal de Contas, o Ministro da Educação, o Presidente da Inatel, entidade patrocinadora do prémio, e membros do Júri , no Tribunal de Contas CONCURSO IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃOCONCURSO IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO 1º prémio nacional1º prémio nacional A turma do 12º E, orientada pelo professor Miguel Boullosa, produziu o filme “Como cidadão diz não à cor- rupção” , que venceu o concurso nacional de vídeo “Imagens contra a corrupção”, na categoria de ensino secun- dário, organizado pelo Tribunal de Contas. A equipa vencedora é constituída pelos alunos Sofia Torres Gonçalves Fiteiro Passeira, Catarina Sousa Martins Santos Lopes, Luana Rodrigues Barbosa e Mariana Hilário Ferreira. Veja em: http://ensina.rtp.pt/atualidade/concurso-escolas-contra-a-corrupcao/#sthash.2DZictJE.WymDRqSY.dpuf
  5. 5. 5 Luz + bocage O ano de 2015 foi consagrado pela UNESCO como Ano Internacional da LUZ. Associando-se às co- memorações, a Escola Secundária du Bocage desafiou a comunidade educativa no sentido de promover um conjunto de atividades subordinadas ao tema. O programa de atividades foi organizado em colaboração com o Centro de Estudos em Inovação , Tecnologia e Políticas de desenvolvimento, IN+, do Instituto Superior Técnico de Lisboa. Toda a temática em torno da LUZ será trabalhada, quer no âmbito das ciências físicas, quer nas hu- manidades e, ainda, nas artes, pois a LUZ está presente em toda a atividade humana. Bocage, patrono da escola, que fez a ponte entre o Neoclassicismo e o Romantismo e cujos 250 anos se comemoram a partir de setembro de 2015, será também assinalado através de algumas iniciativas e associado ao Ano Internacional da LUZ. No âmbito das comemorações está a ser desenvolvido um sitio da internet com as atividades | proje- tos já identificados do Programa " + luz com Bocage". Para conhecer o nosso projeto - CLIQUE AQUI: http://www.maisluzbocage.com/ Para saber mais sobre o Ana Internacional de Luz: International Year of Light Ano Internacional da Luz 2015 " AIL2015" Queremos deixar evidente que é necessário, na verdade, estimular entre os jovens, certos valores de ética e cidadania que parecem, ter perdido o seu brilho ao longo do tempo… É necessário envolver a comunidade esco- lar na formação de jovens como cidadãos… É mais do que necessário, darem-nos o poder da palavra para con- seguirmos consolidar a democracia, assim como aprender a ser cidadãos de pleno direito. É nosso dever não ficarmos indiferentes ao que nos rodeia. José saramago disse: - «Estamos a destruir o planeta, o nosso planeta, e o egoísmo de cada geração não se preocupa em perguntar como é que vão viver os que virão depois. A única coisa que importa é o triunfo do agora. É a isto a que eu chamo de “cegueira da razão”.» Assim, lanço o apelo a todos as pessoas presentes nesta sala para que lutem por uma sociedade mais justa, na certeza de que essa atitude servirá de exemplo aos vossos filhos, aos vossos netos, e a nós, aos jovens em ge- ral. Sofia Passeira Imagens da aula aberta sobre Bocage, proferida pelo professor António Vilhena à turma de Literatura Portuguesa e a toda a comunidade escolar. Luz + Bocage
  6. 6. 6 concursos As “Olimpíadas Portuguesas de Geologia” são concursos anuais que visam a resolução de questões teó- ricas e problemas práticos de Geologia, dirigidos aos estudantes de 11.º ano do ensino secundário portu- guês e organizados pela Sociedade Geológica de Portugal (SGP). A Escola Secundária du Bocage associou-se a esta iniciativa, através do interesse de um docente em fun- cionar como elo de ligação à organização, constituindo Professor Responsável, desempenhando diversas funções previstas no regulamento das Olimpíadas Portuguesas de Geologia. Alguns alunos das turmas do 11.º B e 11.º C, que voluntariamente participaram, realizaram no dia 30 de janeiro, na Escola Secundária du Bocage, a prova da FASE ESCOLAR, com o apuramento dos três alunos “Olímpicos”. A prova da Fase Escolar teve lugar em 142 escolas, tendo nelas participado um total de 2.498 alunos do 11º ano. A prova da FASE REGIONAL realizou-se no dia 21 de março, participando 359 alunos de todo o país para apuramento dos 25 alunos que iriam disputar a Fase Final, Nacional. Os alunos “olímpicos” Carolina Esteves, Graça São Pedro e Guilherme Luís, da nossa escola, realizaram a sua prova na Escola Secundária Fernando Lopes Graça, Parede. Dos cinco apurados da Região Lisboa e Vale do Tejo, ficou incluída a CAROLINA PONTE OLIVEIRA ES- TEVES do 11.º ano, turma B, que continuou em prova para a Fase Final. A FASE FINAL NACIONAL decorreu no Centro Ciência Viva de Estremoz nos dias 23 (prova teórica) e 24 de maio (prova prática). As provas foram conduzidas e classificadas pelos elementos da Comissão Nacional para as Olimpíadas da Geologia e Júri de Especialistas (Universidade de Évora, FCT-Universidade Nova de Lisboa e Faculdade de Ciências de Lisboa). A CAROLINA PONTE OLIVEIRA ESTEVES foi a primeira classificada e, juntamente com os 2.º e 3.º clas- sificados, irão representar Portugal na 9th International Earth Science Olympiad, a realizar de 13 a 20 de setembro de 2015, em Poços de Caldas, Minas Gerais, no Brasil. Aos alunos das turmas do 11.º B e 11.º C que aderiram a esta iniciativa os votos dos maiores sucessos no seu percurso escolar. À CAROLINA PONTE OLIVEIRA ESTEVES que se deparou com novos desafios e com a oportunidade de aprofundar os seus conhecimentos de Geologia, as felicitações pelo excelente desempenho e o maior su- cesso para a etapa seguinte. A Professora Responsável, Isilda Silva La Chanson en Scène 1º lugar na fase regional do concurso “La chanson en scène” . Parabéns à professora Ana Paula Candeias e aos seus alunos de Francês.
  7. 7. 7 eventos Feira Vocacional Inspiring Futur Tratou-se de uma iniciativa do Grupo de Trabalho das Bibliotecas Escolares de Setúbal, com o apoio da Câmara Municipal, Biblioteca Municipal e Coordenador Interconcelhio das Bibliotecas Escolares. Contou com a participação de todas as escolas da cidade, com alunos de todos os níveis de ensino, do pré-escolar ao secundário. O percurso, que se iniciou no Largo José Afonso, percorreu a AVª Luisa Todi e ruas da baixa, tendo termi- nado nos Paços do Concelho, na Praça de Bocage. Ao longo da marcha, ocorreram paragens com animação de leitura pelos alunos das escolas. A nossa escola participou com alunos das turmas A e E do 8º ano, alunos do 10ºI e do 11º B. No Largo da Misericórdia, a nossa paragem de leitura, os nossos alunos deram voz à escola, com canto e poesia. Mais uma vez, os alunos mostraram-se à altura da iniciativa, com a sua voz e entusiasmo. Na praça de Bocage, local onde terminou a marcha, professores leram à edilidade um Manifesto da Leitu- ra e alunos deram também voz ao seu manifesto. A encerrar, a Srª Presidente da Câmara dirigiu-se aos presentes tendo tecido os maiores elogios a esta ini- ciativa. A Biblioteca agradece a participação e envolvimento dos alunos e dos professores. Rosa Duarte Uma baía a ler Os nossos alunos de 12º ano apreciaram a oportunidade de participar no evento “Inspiring Future”, no qual foram elucidados sobre possibilidades de prosseguimento de estu- dos, tendo contactado com elementos de instituições de ensino superior e obtido esclareci- mentos que os ajudarão nas opções de futuro que se aproximam.
  8. 8. 8 Visitas Free pass to the future On February 11th, we and our 10th I classmates as well as our German and English teachers went on a school trip to the School of Arts and Humanities and to the Universidade Nova in Lisbon. This was our first visit to a real university and we really loved it! Our first stop was at the Universidade Nova de Lisboa where we saw a presentation about the University and the programmes they offer, which in our opinion, are amazing. Another aspect that caught our attention was the fact that they have the Erasmus Programme although we were informed that it has limited vacan- cies and its financial sponsorship has decreased. Then we had the pleasure to meet a great university teacher that showed us how computer-assisted translation works and some of us could actually try the voice recognition software, which is the state-of-the-art technology regarding this type of translation. This teacher was such an inspiration and a good person! We really appreciated the pieces of advice he gave us about our future career and the way he interacted with us. After that we went to the Gulbenkian Garden and we had lunch. It was really fun! After lunch we went to the School of Arts and Humanities which is located at the University Campus. As it was an open day, university teachers and also some students presented their programmes. All the environ- ment of the university campus was a huge inspiration to all high school students and we really enjoyed its facilities. From our point of view this day was like a free pass to see what the future could be like if we work hard and focus on what is important. We still have doubts about the future, a lot of them, and it is scary to think about how close the future is. Sometimes we would like to make time pass slower but at the same time we are so excited and looking forward to it. And although we haven’t decided which path to follow yet, we now know that the future depends on what we do in the present. Ana Cruz and Joana Fontes Fahrt nach Conimbriga Wir fahren mit dem Bus nach Conimbriga. Teresa singt im Bus. Sie singt sehr gut. Die Schüler und Schülerinen sehen die Stadt. Die Stadt ist sehr alt. Wir besuchen ein Museum. Das Museum ist schön und interressant. Es ist nicht sehr groβ. Die Zurückfahrt ist lang. Fahrt nach Lisabon Die Schüler und Schülerinnen in Klasse 10 I fahren mit dem Bus nach Lissabon. Sie besuchen die Universität. Sie ken- nen nicht die Kurse, deshalb fahren sie dort. Sie essen und trinken gesund im Gulbenkian Park. Sie fahren um 5 Uhr zurück. Sie finden den Besuch sehr interessant und wichtig für die Schüler Na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

×