Comandos linux

302 visualizações

Publicada em

Comandos básicos linux e criação de vpn simples

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comandos linux

  1. 1. Comandos Linux Autor: Erivan Cledson
  2. 2. Os comandos deste manual foram todos executados no Debian versões anteriores da atual. Lista de comandos: Comando para entrar no usuário raiz do sistema: su – mais a senha do usuário raiz. Comando Cal exibiu o calendário do ano atual e o mês. Comando cal 2013 exibi o calendário do ano 2013. Comando > redireciona o arquivo para dentro de outro arquivo. Comando cat, exibi o arquivo. Comando tac exibi o arquivo ao contrario.
  3. 3. Comando clear limpa a tela. Comando seq 10 cria 10 linhas. Comando cd é utilizado para voltar a um diretório anterior ou para entrar em um diretório existente. Comando ls é utilizado para exibir arquivos que estão em um determinado diretório. Comando ls –l lista o detalhamento do arquivo. Comando ls –lh detalha o arquivo em bits. Comando para mostrar arquivos escondidos ls -a. Comando para criar um diretório ou varios mkdir.
  4. 4. Comando para criar diretórios com subdiretórios mkdir -p. Comando para apagar toda a pasta com subdiretórios rm -fr. (deleta tudo de uma vez melhor que rm –r) Comando para apagar arquivos ou diretórios rm –r. (deletar um de cada vez) O que é bash? È o interpretador de comando do linux. Comando pwd mostra o diretório onde estou. Comando para ir para o diretório do usuário padrão cd ~. Comando para ir para o ponto máximo do sistema cd /.
  5. 5. Comando para sair do usuário administrador exit. Comando history exibiu o histórico de comando que foram digitados. O que é o shel? É o de todos os interpretadores de comandos. Comando Ctrl + c volta para o normal o prompt de comando. Comando mv mover um determinado arquivo ou diretório para um lugar que deseja. Comando para fazer a leitura do arquivo file.
  6. 6. Comando para buscar o arquivo find /nomedodiretório/ -name “nome do arquivo”.pdf (extensão do arquivo). Comando para exibir as linhas do arquivo tail: Comando para exibir as ultima linhas do arquivo tail – numero nome do arquivo. Ex: tail -5 teste (exibi as 5 ultimas linhas do arquivo de nome teste) Comando para exibir as primeiras linhas do arquivo head. Ex: head -3 teste (exibi as 3 primeiras linhas do arquivo)
  7. 7. Comando top visualiza todos os processos que estão em execução. Comando para criar uma copia do arquivo podendo alterar sua extensão cp. Comando para mover um arquivo para o diretório onde o usuário se encontra mv e . ( mv = para mover o arquivo e o . (ponto) significa o local aonde o usuário se encontra). Comando para acessar o manual do grep man grep.
  8. 8. Pesquisa pelo o grep: Grep cache_dir /etc/squid3/squid.conf Cache_dir = procure esse arquivo. Squid.conf = dentro desse. Comando para listar tudo que tenha número igual a 100 ou outro que o usuário desejar. Obs: Defina o caminho do arquivo desejado e da maneira que deseja que seja a busca. Comando para procurar um arquivo dentro de um determinado diretório e mostrar o total de linhas que o arquivo contém. Obs: Comando | (painto) serve para unir mais de um comando. Comandos para o editor de texto vim.tiny. Comando para criar um arquivo de texto. Vim.tiny “nome do arquivo” Ex: vim.tiny teste Para iniciar teclar dentro do arquivo digite a tecla i. Comando para apagar as linhas do arquivo dd. (antes de utilizar dd tecle esc só assim o comando irá realmente funcionar).
  9. 9. Comando para copiar yy 10 (quantidade de linha a baixo que dever ser copiada). Comando para copiar p 10 (quantidade de linha a baixo que dever ser colada). Letra o (minúsculo) insere uma alinha a baixo do cursor. (antes de executar o comando clique em esc). Letra O (maiúscula) insere uma linha a cima. (antes de executar o comando clique em esc). Comando :wq! Gravar e sair do arquivo. (antes de executar o comando clique em esc). Comando :q! sair do arquivo. (antes de executar o comando clique em esc). Comando :w gravar. (antes de executar o comando clique em esc). O que é swap? É a área de troca da memoria. O que é XDM? X Desktop Manager. O que é GDM? É o programa que coloca a senha. O que é software livre? Sistema de código fonte aberto que não pode ser vendido. Comando para visualizar a placa de rede dmesg | grep eth.
  10. 10. Comando para visualizar o diretório mais importante “diretório de processos” ls /proc. Comando para saber a versão do Linux uname –a O que é uma distribuição? É uma customização do Linux. Pacotes: RPM => Red Hat, Suse e Fedora. DEBIAN => Debian e Ubuntu. Squeeze é o code nome da versão que está instalado. Comando para conectar e manter a lista atualizada apt-get update. Comando para buscar um arquivo para baixar apt-get searche “nome do arquivo”. Comando que acompanham o apt-get: Install – instalar
  11. 11. Search – Pesquisar, localizar, verificar. Sho – mostra os arquivos e descrição do pacote. Comando para desligar o sistema operacional determinando um tempo em minutos shutdown –h 2 (obs: o número 2 representa dois minutos). Criando usuário: Comando para criar usuário com o seu home e o shell useradd –m –s /bin/bash usuario. -m => home -s => shell Comando para criar a senha do usuário passwd usuário. Comando para visualizar o usuário id usuário. Comando para apagar usuário, userdel “usuário”. Comando para alterar o login: usermod – l costa cledson (vai alterar o usuário cledson que já foi criado renomeando para costa). Comando para mostrar os usuários logados no sistema who. Comando para criação de grupos para usuários groupadd “nome_do_grupo”. Ex: groupadd erivan Comando para adicionar um usuário ao grupo.
  12. 12. Ex: adduser erivan informática Tipos de grupos: Grupo primário, representado pela letra – g. Grupo secundário, representado pela a letra – G. Comando para visualizar raiz dos processos init. Comando identificador de processos ps e para visualizar a lista de processos mais detalhada ps -u. Comando para visualizar a árvore de processo pstree. Comando para visualizar os processos com atualizações em segundo top. Utilizando o comando top, você utilizar o comando kill -9 “mais o número do processo”, que ele mata o processo. Ex: kill -9 2712 (mata o processo 2712). O comando pkill para o processo pelo o nome do processo. Comando para ver a partição em que estou df –h. Comando para ler portas usb: ls usb. Sourcer list => É o arquivo que contém o endereço dos servidores da sua distribuição Vpn é um programa que cria um tunel na internet aonde envia informações, de forma segura essa comunicação é bastante utilizada em empresas.
  13. 13. Como instalar e configurar uma vpn simples: Primeiro temos que instalar o OpenVPN, tanto no cliente quanto no servidor: # apt-get install openvpn Depois de instalado, vamos criar a chave de segurança simétrica onde o arquivo será gerado no diretório /etc/openvpn: # cd /etc/openvpn # openvpn --genkey --secret chave Para verificar se foi criada: # ls Depois de criada, temos que enviar a chave para o cliente: Exemplificando, suponha que o IP seja: 22.10.5.21 # scp chave root@22.10.5.0:/etc/openvpn Com a chave presente nas duas máquinas, temos que criar os arquivos de configuração que serão utilizados pelo OpenVPN: • Exemplo no servidor: etc/openvpn/servidor.conf • Exemplo no cliente: etc/openvpn/cliente.conf Os arquivos têm que ser criados dentro de etc/openvpn, os nomes podem ser diferentes na hora de criar o arquivo e devem conter a extensão ".conf": # vim.tiny servidor.conf O arquivo etc/openvpn/servidor.conf, no servidor, vai ficar com o seguinte conteúdo: dev tun Ifconfig 1.1.1.1 1.1.1.2 // endereços usados pelas interfaces virtuais da VPN secret chave // arquivo da chave Depois vem o arquivo /etc/openvpn/cliente.conf. # vim.tiny cliente.conf
  14. 14. dev tun remote 22.10.5.20 ifconfig 1.1.1.2 1.1.1.1 // primeiro vem o IP da máquina secret // arquivo da chave Agora reinicie o serviço no servidor e no cliente: # service openvpn restart

×