Apresentação Pomares Urbanos

432 visualizações

Publicada em

Projeto "Pomares Urbanos" para o plantio de árvores frutíferas nativas nas praças de São José dos Campos.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
432
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Pomares Urbanos

  1. 1. Pomares Urbanos - SJC Eric Sousa
  2. 2. OBJETIVO O projeto consiste na elaboração de um plano de trabalho para a conscientização sobre as árvores frutíferas nativas da região de São José dos Campos, e implantação de pomares urbanos distribuídos pelas praças no perímetro urbano da cidade, resgatando a cultura ambiental do município.
  3. 3. São José dos Campos -População de 681.036 habitantes (estimativa IBGE 2014); -98% da população vivendo na área urbana; -63% do município é área de proteção ambiental (SFX/Zona Norte/Rio Paraíba do Sul); -Alto índice de focos de poluição atmosférica (refinaria, indústrias, rodovias e aeroporto) -A poluição sonora é um grande problema. -Baixa conscientização da população sobre os benefícios da arborização urbana e sobre mitigação da poluição atmosférica; -Baixo conhecimento da população sobre flora nativa da região; -Pouco iteração ambiental dos moradores urbanos, quando considerado o potencial da cidade; -Programas da SMA (Hortas Urbanas, Museu da Flora Nativa, Arborização Urbana, Refloresta, Revitalização das Nascentes).
  4. 4. Parques e Praças São José dos Campos
  5. 5. Parques e Praças São José dos Campos -Total de 247 praças em SJC. -Algumas praças perderam a função social de centro de convivência (bem de uso comum = de todos, para todos); -Pouco uso por parte dos moradores; -Grande número de árvores exóticas (forasteiras/invasoras), prejudicando a fauna como ficus, eucalipto, pinheiro e leucena; -“Grandes diferenças das praças destinadas a população residente em áreas mais nobres da cidade em relação às praças das áreas mais populosas e periféricas, as condições de uso e manutenção desses espaços podem caracterizar a segregação socioespacial na cidade”. -Programa “Nossa Praça”
  6. 6. Projetos PMSJC Nossa Praça: Parceria de iniciativa pública e privada que permite qualquer pessoa ou empresa assumir a responsabilidade de urbanizar e manter as praças públicas do município; Arborização Urbana: Coordena o plantio, poda e supressão de árvores do município; Museu da Flora Nativa: Criação de bosques na cidade com árvores nativas (com alguns bosques já implantados no Urbanova, Altos do Rio Doce, Embraer e Rio Paranagaba); Hortas Urbanas: Estimula a produção de alimentos em hortas domésticas adaptadas para casas e apartamentos; Revitalização das Nascentes: Programa de revitalização de 33 nascentes degradadas em áreas urbanas do município.
  7. 7. Árvores Frutíferas Nativas da Região da Mata Atlântica (SP)
  8. 8. METODOLOGIA Principal Agente: Prefeitura Municipal (Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Planejamento Urbano); Colaboradores: ONGs, Associação de moradores, escolas e comunidade em geral; Custos: Incorporação no programa de “Arborização Urbana” ou “Nossa Praça” (?)
  9. 9. Planejamento das ações:  Estudo e mapeamento das praças (247) de SJC para verificar o potencial de implantação dos pomares e árvores nativas já existentes;  Seleção das espécies para o desenvolvimento do programa, e análise das condições necessárias para os seus plantios;  Definição das etapas e cronograma de implantação do projeto ;  Estruturação para a produção de mudas nativas;  Elaboração de placas de identificação padronizadas com as informações;
  10. 10. Execução: Início do plantio de muda nas áreas definidas e identificação das mudas já existentes; Criação da página colaborativa sobre as espécies frutíferas nativas da região; Divulgação do programa e conscientização dos moradores através do site/jornal da prefeitura, mídia local, palestras nas escolas; Manutenção e Acompanhamento: Monitoramento do desenvolvimento das mudas; Realização de eventos com a temática de frutas nativas, como concursos e festivais entre as regiões da cidade, com doces e sucos
  11. 11. Placa de Identificação: Propagandas?
  12. 12. Página Colaborativa: Acesso online e rápido também através dos códigos QR; Informações detalhadas sobre a árvore, histórico, modo de plantio (explicando como aproveitar as sementes); Informações detalhadas sobre o fruto: como comer, partes aproveitáveis; Troca de receitas e dicas entre os usuários (fórum). Concursos e Festivais: Festa da Jussara (Ubatuba); Competição gastronômica entre representantes dos bairros da cidade com receitas feitas com os frutos do programa e divulgação das vencedoras;
  13. 13. Praça das Árvores – Jardim Copacabana 4.400 m² Exemplo de Implantação
  14. 14. Praça das Árvores – Jardim Copacabana 1.265 m² Exemplo de Implantação
  15. 15. Meses   Etapas 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 A X X X B X X X C X X D X X E X X X X X X X F X X X X X X X G X X X X X X X Etapas do Processo: A – Levantamento das praças do município, seleção das espécies participantes e viabilidade de produção do projeto; B - Planejamento das ações, estipulando prazos, etapas e metas para o plantio de mudas; C – Produção de mudas; D - Busca de órgãos que apoiem a inciativa, como o comércio do bairro, escolas, grupos escoteiros, e ONGs que trabalhem com o meio ambiente; E - Plantio e identificação das mudas e árvores existentes (projeto piloto?) F – Lançamento da página do projeto; G - Conscientização da comunidade do bairro através de panfletos, palestra e educação ambiental e divulgação; H - Manutenção e acompanhamento do desenvolvimento das mudas e avaliação do projeto. Cronograma
  16. 16. • Conscientização da população sobre a importância e benefícios da arborização urbana e resgate da cultura ambiental; • Melhora da qualidade de vida nos bairros e do uso de praças urbanas; • Criação de um modelo de projeto e disseminação para outras regiões do país. Considerações Finais

×