COMENTÁRIOS – ENEM 2015
CÓDIGOS E LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS
DISCIPLINA - ESPANHOL
DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES
Assuntos Q...
DISCIPLINA - INGLÊS
DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES
Assuntos Quantidade de
questões
Percentuais
COMPREENSÃO 3 60%
VOCABULÁRIO 1 ...
HIBRIDISMO TEXTUAL 1 2,5%
SINCRETISMO LINGUÍSTICO 1 2,5%
CONCRETISMO 1 2,5%
NÍVEIS DE LINGUAGEM 1 2,5%
REALISMO/NATURALISM...
Equipe de Professores:
Ana José, Jorge Alves e Nestor Accioly
DISCIPLINA – REDAÇÃO
Comentários:
O Enem acertou ao trazer u...
MATEMÁTICA E SUAS
TECNOLOGIAS
DISCIPLINA MATEMÁTICA
DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES
Assuntos Quantidade de
questões
Percentuais
...
Assuntos distribuídos por questão – Prova Rosa
Questão Assuntos Nível de dificuldade da questão
F - fácil / M - médio / D ...
139. Razão e Proporção (Matemática) F
140. Geometria Espacial (Matemática) F
141. Função Quadrática (Matemática) M
142. Pr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comentários enem 2015 2º dia

421 visualizações

Publicada em

Comentário ENEM 2015 - 2º dia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
421
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comentários enem 2015 2º dia

  1. 1. COMENTÁRIOS – ENEM 2015 CÓDIGOS E LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA - ESPANHOL DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES Assuntos Quantidade de questões Percentuais INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 5 100% Total 5 100% Comentários: A avaliação de espanhol do ENEM deste ano não traz novidades e segue o mesmo estilo dos anos anteriores, exigindo essencialmente a interpretação textual de acordo com as habilidades descritas na matriz de referência do exame. Em relação ao nível de dificuldade da avaliação, classificamos como difíceis às questões do texto sobre o as legendas de falas em espanhol em filmes americanos e a campanha sobre a violência contra a mulher, as demais questões apresentam nível mediano de dificuldade. Destacamos a questão sobre a propaganda acerca da ocupação indevida das vagas de estacionamento reservadas aos portadores de deficiência. Trata-se de uma pergunta que exige o conhecimento de vocabulário especifico de língua espanhola e que faz uma critica a cultura do desrespeito social. A questão sobre o poema “Caña” é um exemplo de um modelo que se repete na avaliação de língua espanhola do ENEM que não exige do candidato o conhecimento específico do idioma. Neste caso pode-se chegar com certa facilidade à resposta por meio da língua portuguesa e do conhecimento geral das relações socioeconômicas relativas à exploração da cana de açúcar nos países colonizados. Portanto, é um tipo de questão que não valoriza o aprendizado da língua espanhola ao longo do Ensino Médio. Equipe de Professores: Ricardo Almeda
  2. 2. DISCIPLINA - INGLÊS DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES Assuntos Quantidade de questões Percentuais COMPREENSÃO 3 60% VOCABULÁRIO 1 20% INTERPRETAÇÃO 1 20% TOTAL 5 100% Comentários: A prova de Língua Estrangeira (Inglês) do ENEM elaborada com base em textos diversos, mais uma vez, priorizou o uso de vocábulos e expressões relacionadas aos termos abordados. A prova exigiu, dessa forma, uma maior atenção e concentração na resolução das questões. O nível da prova foi relativamente fácil. Os textos da prova apresentaram temas bastante variados. A prova explorou dois textos, uma tirinha, uma citação e um poema. Destaque para o texto cuja reportagem apresentava a consequência do uso de novas tecnologias, relativamente longo, foi o texto que mais exigiu dos alunos. Destacamos como ponto positivo - o vocabulário foi acessível ao entendimento das questões e variedade linguística abordada. Como ponto negativo – a ausência da estrutura gramatical contextualizada e a simplicidade excessiva. Questão destaque – questão 92 (prova rosa), nesta questão, a palavra “season” apresenta duas conotações distintas: Season – estação do ano (no caso “outono”) Season – como temporada (no caso “futebol”) Equipe de Professores: Rejane Ferraz e Rodrigo Sitaro DISCIPLINA – LÍNGUA PORTUGUESA DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES Assuntos Quantidade de questões Percentuais INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 8 20% ARTE CONTEMPORÂNEA 5 12,5% LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL 1 2,5% DIACRONISMO LINGUÍSTICO 1 2,5% ESCRITA E ORALIDADE 1 2,5% FORMAÇÃO DE PALAVRAS 1 2,5% VARIEDADE LINGUÍSTICA 2 5% GÊNEROS TEXTUAIS 6 15% FUNÇÕES DA LINGUAGEM 1 2,5%
  3. 3. HIBRIDISMO TEXTUAL 1 2,5% SINCRETISMO LINGUÍSTICO 1 2,5% CONCRETISMO 1 2,5% NÍVEIS DE LINGUAGEM 1 2,5% REALISMO/NATURALISMO 1 2,5% RECURSOS GRAMATICAIS 1 2,5% LINGUAGEM CORPORAL 1 2,5% RECURSOS LINGUÍSTICOS 1 2,5% MODERNISMO 1 2,5% LITERATURA CONTEMPORÂNEA 4 10% ADSTRATO ARTÍSTICO 1 2,5% TOTAL 40 100% Comentários: O Enem repete o Enem A priori, o título poderia apresentar uma visão negativa. As questões do tipo múltipla escolha já apresentam uma características viciada. Há muito, são feitas questões desse tipo. O Enem apresentou, em primeiro momento, quesitos inovadores, daí em diante, o repetir, mesmo bom, foi uma constante. Este ano, a prova não diferiu, em essência, dos anos anteriores. Vieram questões intertextuais, de interpretação, poucas de Literatura, textos verbais e não verbais e obras de arte. Percebe-se que houve um decréscimo da prova como um todo. A literatura, repetidamente, foi escassa, as tirinhas desapareceram, a inventividade não foi verificada. Deve-se observar que para cada questão houve, no mínimo, um texto. Isso, sem dúvida alguma, gerou uma prova bastante cansativa. Algumas questões, se não exigiam, requeriam um conhecimento extratexto. Excertos Literários, guiadores das questões, foram escassos (dez), incluindo letras de música, aqui consideradas literárias. Houve textos de grandes autores como Graciliano Ramos e Manoel Bandeira, apenas condutores de questões. Acredita-se que esses autores, expostos em “textos menores”, deveriam ser explorados na sua grandeza literária. A questão 110 apresentou uma visão gramatical. Bem formulada, indicou que o fundamento estrutural da língua encaminha para um entendimento interpretativo. Nota-se, também, que a Literatura contemporânea foi contemplada. Algo bom. No entanto, o abandonar os movimentos literários, como elementos fundamentais, pode merecer crítica. Houve questão de natureza pobre (117). Não que ela não exigisse algo necessário para o demonstrar conhecimento. Diz-se da pobreza apresentada. Uma questão, a de número 106, trouxe dois textos. Não seria difícil chegar à resposta adequada, mas se verifica, no texto 2, algo desarticulado. Verificou-se uma valorização à análise dos gêneros textuais. A questão de número 125 trouxe Olavo Bilac em um texto bem conhecido, pueril e com características que não o prendem, essencialmente, ao movimento de que ele foi líder. A questão 126, exploradora do surrealismo, levou o candidato a uma interpretação do desse movimento. A questão 127 trouxe um texto não linear. Letra de música, apresentou um sincretismo linguístico, provocando um trabalho maior para o processo interpretativo, embora os itens apresentados dariam condições para uma respostas adequada. Enfim, a prova estaria classificada num modelo do bom. A exiguidade do tempo não permite uma análise mais pormenorizada. Outros dizeres ainda virão.
  4. 4. Equipe de Professores: Ana José, Jorge Alves e Nestor Accioly DISCIPLINA – REDAÇÃO Comentários: O Enem acertou ao trazer um tema da atualidade. Parabéns, então, à Banca, especialmente, por colocar a questão da violência contra a mulher como tema para a redação, já a erradicação desse problema é um imperativo ético. Assim, vale ressaltar que o estudante deveria fazer uma leitura atenta dos textos de apoio e posicionar-se em relação à persistência da violência contra a mulher, interpretando os dados e argumentando sobre o fato do Brasil está entre os países com maior índice de homicídios femininos, segundo dados do mapa da violência contra a mulher. Merece destaque um dos textos de apoio. Aquele que diz “58 mulheres e 2.777 homens enquadrados na Lei Maria da Penha estavam presos no país em dezembro de 2010. Esse texto deveria ser mais explícito. O candidato que não tivesse o conhecimento extratexto poderia pensar em deslize dele. Ou seja, conhecimento, pensa-se que mulheres são apenas vítimas, mas o texto diz que 58 delas estão enquadradas na Lei que deveria ampará-las. Explicação que não veio: quando a mulher agride um homem, também estará enquadrada. A proposta temática, nesse sentido é atual, está em ebulição social, gerando, desse modo, a clareza na exposição das ideias. A competência cinco que pede a intervenção que priorize o respeito aos Direitos Humanos, acredita-se, deverá aparecer na maioria dos textos produzidos pelos candidatos. O texto que receberá a nota mil será aquele que envolver uma maior mobilização do Estado e da sociedade, ou seja, será o texto que extrapolar os textos de apoio e envolver um maior número de agentes. Equipe de Professores: Ana José e Nestor Accioly
  5. 5. MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA MATEMÁTICA DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES Assuntos Quantidade de questões Percentuais RAZÃO E PROPORÇÃO 9 20% CONJUNTOS NÚMERICOS 2 4,4% MULTIPLOS DIVISORES 2 4,4% FUNÇÕES 1 2,2% FUNÇÃO AFIM 1 2,2% FUNÇÃO QUADRÁTICA 2 4,4% FUNÇÃO EXPONENCIAL 1 2,2% FUNÇÃO LOGARÍTIMICA 1 2,2% FUNÇÃO TRIGONOMÉTRICA 1 2,2% ANALISÉ DE GRÁFICO 3 6,7% PROGRESSÃO ARITMÉTICA 1 2,2% MÉDIAS 1 2,2% ESTATÍSTICA 1 2,2% ANÁLISE COMBINATÓRIA 2 4,4% PROBABILIDADE 4 8,9% GEOMETRIA PLANA 7 15,6% GEOMETRIA ESPACIAL 5 11,1% GEOMETRIA ANALÍTICA 1 2,2% Total 45 100% Comentários: Nível da prova mediano, qualidade da prova razoável, poderia ser melhor, tempo insuficiente e poucas questões técnicas, a distribuição foi relativamente equilibrada, na prova rosa, destacamos positivamente as questões 137, 155, 160, 172 e 178, como questão de pouca qualidade destacamos a questão 164. Equipe de Professores: André Costa e Raul Duarte
  6. 6. Assuntos distribuídos por questão – Prova Rosa Questão Assuntos Nível de dificuldade da questão F - fácil / M - médio / D - difícil 91. Interpretação de texto (Espanhol) Compreensão (Inglês) M F 92. Interpretação de texto (Espanhol) Vocabulário (Inglês) M F 93. Interpretação de texto (Espanhol) Interpretação de texto (Inglês) D M 94. Interpretação de texto (Espanhol) Compreensão (Inglês) D F 95. Interpretação de texto (Espanhol) Compreensão (Inglês) M M 96. Cultura hip-hop (L Portuguesa) D 97. Interpretação de texto (não literário) (L Portuguesa) M 98. Linguagem verbal e não verbal (L Portuguesa) F 99. Interpretação de texto (L Portuguesa) F 100. Escrita e oralidade (associação/diferença) (L Portuguesa) F 101. Literatura contemporânea (L Portuguesa) D 102. Diacronismo linguístico (L Portuguesa) M 103. Interpretação para um processo metalinguístico (L Portuguesa) F 104. Poesia marginal/contextualização histórica (L Portuguesa) M 105. Literatura contemporânea/aspectos da ficção (L Portuguesa) M 106. Arte contemporânea/intencionalidade discursiva (L Portuguesa) D 107. Vanguardas artísticas/artes primitivas (L Portuguesa) D 108. Adstrato artístico (L Portuguesa) D 109. Arte contemporânea (L Portuguesa) F 110. Formação de palavras/valor semântico (L Portuguesa) M 111. Variações linguísticas/texto lítero-musical (L Portuguesa) D 112. Gêneros textuais (L Portuguesa) D 113. Gênero publicitário/linguagem verbal e não verbal (L Portuguesa) F 114. Interpretação de texto (L Portuguesa) F 115. Níveis de linguagem (L Portuguesa) M 116. Interpretação de texto (L Portuguesa) F 117. Gênero textual digital (L Portuguesa) F 118. Literatura associativa/contemporânea e barroco-árcade (L Portuguesa) D 119. Realismo/Naturalismo – interpretação (L Portuguesa) F 120. Tipologia gênero textual (L Portuguesa) F 121. Recursos gramaticais em textos publicitários (L Portuguesa) M 122. Linguagem corporal/interpretação de texto (L Portuguesa) F 123. Interpretação de texto memorialista (L Portuguesa) F 124. Análise de recursos linguísticos (L Portuguesa) F 125. Interpretação com viés histórico-literário (L Portuguesa) M 126. Vanguardas artísticas/Surrealimo (L Portuguesa) D 127. Sincretismo linguístico (L Portuguesa) M 128. Concretismo/análise de texto (L Portuguesa) D 129. Interpretação de texto (L Portuguesa) M 130. Gênero textual digital (L Portuguesa) M 131. Funções da linguagem (L Portuguesa) F 132. Gêneros textuais (L Portuguesa) F 133. Modernismo/leitura de um texto de Cecília Meireles (L Portuguesa) D 134. Variedade linguística (L Portuguesa) M 135. Hibridismo textual (L Portuguesa) M 136. Razão e Proporção (Matemática) F 137. Geometria Plana (Matemática) M 138. Múltiplos Divisores (Matemática) M
  7. 7. 139. Razão e Proporção (Matemática) F 140. Geometria Espacial (Matemática) F 141. Função Quadrática (Matemática) M 142. Probabilidade (Matemática) M 143. Função exponencial (Matemática) F 144. Análise de Gráfico (Matemática) F 145. Geometria Plana (Matemática) F 146. Analise de Gráfico (Matemática) F 147. Função Quadrática (Matemática) M 148. Funções (Matemática) F 149. Função Afim (Matemática) M 150. Razão e Proporção (Matemática) F 151. Análise de Gráfico (Matemática) F 152. Geometria Espacial (Matemática) M 153. Probabilidade (Matemática) F 154. Geometria plana (Matemática) F 155. Logaritmo (Matemática) D 156. Razão e Proporção (Matemática) F 157. Razão e Proporção (Matemática) F 158. Probabilidade (Matemática) D 159. Trigonometria (Matemática) M 160. Análise Combinatória (Matemática) M 161. Geometria Espacial (Matemática) F 162. Geometria Plana (Matemática) F 163. Progressão Aritmética (Matemática) F 164. Conjuntos Numéricos (Matemática) F 165. Razão e Proporção (Matemática) F 166. Razão e Proporção (Matemática) D 167. Estatística (Matemática) F 168. Geometria Plana (Matemática) F 169. Múltiplos Divisores (Matemática) F 170. Geometria Espacial (Matemática) F 171. Geometria Plana (Matemática) F 172. Probabilidade (Matemática) D 173. Razão e Proporção (Matemática) M 174. Análise Combinatória (Matemática) M 175. Geometria Plana (Matemática) F 176. Razão e Proporção (Matemática) F 177. Média Aritmética (Matemática) F 178. Geometria Espacial (Matemática) D 179. Geometria Analítica (Matemática) F 180. Conjuntos numéricos (Matemática) F

×