SlideShare uma empresa Scribd logo
Reflexão:
Martin Luther King
Erem Alfredo de Carvalho Triunfo – PE 2014
Apresentação de Filosofia 3ºD
Martin Luther King Jr. - Apresentação de trabalho
Inicio da vida e educação
Martin Luther King, Jr. nasceu em 15 de janeiro de 1929, em
Atlanta, Geórgia. Filho de Martin Luther King e de Alberta
Williams King.
Seu nome legal ao nascer era de "Michael King“, mas seu pai,
que mudou seu nome de Michael para Martin Luther, disse mais
tarde que o nome de Michael foi registrado incorretamente.
Cantou com o coro da igreja em Atlanta, no entanto, mais
tarde ele concluiu que a Bíblia tem "muitas verdades profundas
que não se pode escapar" e decidiu entrar para o seminário.
A
Dr. Martin Luther King Jr.
Martin Luther atuou como co-pastor na Igreja Batista
Ebenezer, mesma igreja em que seu pai e avô foram pastores.
Freqüentou escolas públicas segregadas na Geórgia
concluindo aos 15 anos e recebeu o diploma de bacharel em
1948 de Morehouse College. Após três anos de estudos
teológicos no Seminário Teológico Crozer, na Pensilvânia, onde
foi eleito presidente de uma classe sênior predominantemente
branca, ele foi agraciado com o BD em 1951. Com uma bolsa
venceu em Crozer, ele se matriculou em estudos de pós-
graduação na Universidade de Boston, completando sua
residência para o doutorado em 1953 e recebeu o diploma em
1955.
A
Família
Em Boston, ele conheceu e se casou com Coretta Scott, uma
jovem de intelectual raro e realizações artísticas. Dois filhos e
duas filhas nasceram dessa família.
Em 1954, Martin Luther King tornou-se pastor da Igreja
Batista da Avenida Dexter, em Montgomery, Alabama.
Membro do comitê executivo da Associação Nacional para o
Avanço das Pessoas de Cor, a organização líder de seu tipo no
país, King estava pronto, então, no início de dezembro de 1955,
a aceitar a liderança da primeira grande manifestação não-
violenta Negro da contemporaneidade, nos Estados Unidos.
A
O boicote aos ônibus
Em 1955 Rosa Parks, uma mulher negra, se negou a dar seu
lugar num ônibus para uma mulher branca e foi presa. Os líderes
negros da cidade organizaram um boicote aos ônibus de
Montgomery. King foi o co-líder.
Durou 382 dias. Em 21 de dezembro de 1956, a Suprema
Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucionais as leis que
exigem a segregação nos ônibus. Durante estes dias de boicote,
King foi preso, sua casa foi bombardeada, ele foi submetido a
abuso pessoal, mas, ao mesmo tempo, ele emergiu como um
líder negro de primeira ordem.
T
Conferência da Liderança Cristã do Sul
A CLCS deveria organizar o ativismo em torno da questão
dos direitos civis e era composto principalmente por
comunidades negras ligadas a igrejas batistas. King manteve-se
à frente da CLCS até sua morte.
King e o CLCS escolheram com grande acerto os princípios
do protesto não violento, ainda que como meio de provocar e
irritar as autoridades racistas dos locais onde se davam os
protestos
J
Líder da Paz
Ele organizou e liderou marchas a fim de conseguir o direito
ao voto, o fim da segregação, o fim das discriminações no
trabalho e outros direitos civis básicos. A maior parte destes
direitos foi, mais tarde, agregada à lei estado-unidense com a
aprovação da Lei de Direitos Civis (1964), e da Lei de Direitos
Eleitorais (1965).
Em 14 de outubro de 1964, King se tornou a pessoa mais
jovem a receber o Nobel da Paz, que lhe foi outorgado em
reconhecimento à sua nação e à sua liderança na resistência não
violenta e pelo fim do preconceito racial nos Estados Unidos.
E
Nichelle Nichols
como Tenente N. Uhura
Também deve ser destacado o impacto
que King teve nos espetáculos de
entretenimento popular. Ele conversou
com a atriz negra do seriado Star Trek
original, Nichelle Nichols, quando ela
ameaçava sair do programa. Nichelle
acreditava que o papel não estava
ajudando em nada sua carreira e que o
estúdio a tratava mal, mas King a
convenceu de que era importante para
o negro ter um representante num dos
programas mais populares da televisão.
E
O Discurso
Em 28 de agosto de 1963, o pastor e líder do movimento
contra a segregação racial nos Estados Unidos, Martin Luther
King discursou sobre seu sonho de uma América (e um mundo)
com igualdade entre negros e brancos.
O discurso foi proferido frente ao Memorial Lincoln em
Washington, durante uma marcha que reuniu cerca de 250 mil
pessoas contra as políticas racistas e pelos direitos civis dos
negros nos Estados Unidos.
E
O Discurso
Inicialmente, seria um
protesto mas, depois de
discussões com o então
presidente John F. Kennedy,
acabou se tornando quase
que uma celebração das
conquistas do movimento
negro (e do governo) - o que
irritou bastante ativistas mais
radicais e menos ingênuos.
J
"Estou feliz em me unir a vocês hoje naquela que ficará para a
história como a maior manifestação pela liberdade na história de
nossa nação.
Cem anos atrás um grande americano, em cuja sombra
simbólica nos encontramos hoje, assinou a proclamação da
emancipação [dos escravos]. Este decreto momentoso chegou
como grande farol de esperança para milhões de escravos
negros queimados nas chamas da injustiça abrasadora. Chegou
como o raiar de um dia de alegria, pondo fim à longa noite de
cativeiro.
R
Mas, cem anos mais tarde, o negro ainda não está livre. Cem
anos mais tarde, a vida do negro ainda é duramente tolhida
pelas algemas da segregação e os grilhões da discriminação.
Cem anos mais tarde, o negro habita uma ilha solitária de
pobreza, em meio ao vasto oceano de prosperidade material.
Cem anos mais tarde, o negro continua a mofar nos cantos da
sociedade americana, como exilado em sua própria terra. Então
viemos aqui hoje para dramatizar uma situação hedionda.[...]”
R
A marcha de ‘65
Com a colaboração parcial do Comitê Não Violento de
Coordenação Estudantil, King e o CLCS tentaram organizar uma
marcha desde Selma até a capital do Alabama, Montgomery.
Houveram duas tentativas de promover esta marcha, a primeira
em 7 de março e a segunda em 9 de março.
A marcha, finalmente, se completou na terceira tentativa (25
de março de 1965), com a permissão e apoio do presidente
Lyndon Johnson. Foi durante esta marcha que Stokely
Carmichael (futuro líder dos Panteras Negras) criou a expressão
"Black Power".
T
A intimidação do FBI
John Edgar Hoover considerou-o um radical e fez dele objeto
de investigação pelo Programa COINTELPRO do FBI pelo resto
de sua vida. Os agentes do FBI investigaram-no por possíveis
ligações comunistas, gravaram seus telefonemas de alegadas
relações extraconjugais e em uma ocasião, enviaram a King uma
carta anônima ameaçando-o e sugerindo que ele cometesse
suicídio. A carta foi remetida junto com copias de fitas gravadas
de conversas telefônicas de King.
D
Morte
Martin Luther King era odiado por muitos segregacionistas
do sul, o que culminou em seu assassinato no dia 4 de abril de
1968, momentos antes de uma marcha, num hotel da cidade de
Memphis.
MLK encontra-se sepultado no Centro Martin Luther King Jr.,
Atlanta, Fulton County, Geórgia nos Estados Unidos.
Em 1986 foi estabelecido um feriado nacional nos Estados
Unidos para homenagear Martin Luther King, o chamado Dia de
Martin Luther King - sempre na terceira segunda-feira do mês
de janeiro, data próxima ao aniversário de King. E efetivou-se
em 1993.
D
Martin Luther King Jr. - Apresentação de trabalho
Fontes:
 Wikipédia
 (http://pt.wikipedia.org/wiki/Mart
in_Luther_King_Jr.)
 Exame Revista Abril
 (www.exame.abril.com.br/mundo
/noticias/veja-na-integra-o-
historico-discurso-de-martin-
luther-king?page=1)
 Em geral – Google
 (www.google.com.br)
 Nobel Prize
(http://www.nobelprize.org/nobel_pr
izes/peace/laureates/1964/king-
bio.html)
Equipe:
 Erick Chiavelli
 Jayne Elizabete
 Tobias Jackson
 Deborah Alves
 Amanda Gonçalves
 Rafaela Brito
Martin Luther King Jr. - Apresentação de trabalho

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desigualdade de gênero
Desigualdade de gêneroDesigualdade de gênero
Desigualdade de gênero
Wednei Gama
 
A Pena De Morte
A Pena De MorteA Pena De Morte
A Pena De Morte
Elsa Giraldo
 
A rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livrosA rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livros
Leonor Lobo
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
Ana Barros
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Alexandra Madail
 
A Revolta da Chibata
A Revolta da ChibataA Revolta da Chibata
A Revolta da Chibata
Mari Anny Souza
 
O Nazismo
O NazismoO Nazismo
O Nazismo
Jorge Almeida
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
gracacruz
 
Capitães da Areia - JORGE AMADO
Capitães da Areia - JORGE AMADOCapitães da Areia - JORGE AMADO
Capitães da Areia - JORGE AMADO
Kaique Oliveira
 
O retrato de dorian gray maria do rosário
O retrato de dorian gray   maria do rosárioO retrato de dorian gray   maria do rosário
O retrato de dorian gray maria do rosário
fantas45
 
Loucos Anos 20
Loucos Anos 20Loucos Anos 20
Loucos Anos 20
Jorge Almeida
 
Frei Luís de Sousa, síntese
Frei Luís de Sousa, sínteseFrei Luís de Sousa, síntese
Frei Luís de Sousa, síntese
Maria Teresa Soveral
 
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às RiscasResumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
RaQuel Oliveira
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
ameliapadrao
 
Malala yousafzai é o prémio nobel da paz
Malala yousafzai é o prémio nobel da pazMalala yousafzai é o prémio nobel da paz
Malala yousafzai é o prémio nobel da paz
Espaço Emrc
 
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Claudia Ribeiro
 
Livro mia couto
Livro mia coutoLivro mia couto
Livro mia couto
Miriam Menezes
 
Pena de Morte
Pena de Morte Pena de Morte
Pena de Morte
Fernanda Clara
 
Nelson mandela
Nelson  mandelaNelson  mandela
O rapaz do pijama às riscas ricardo
O rapaz do pijama às riscas   ricardoO rapaz do pijama às riscas   ricardo
O rapaz do pijama às riscas ricardo
fantas45
 

Mais procurados (20)

Desigualdade de gênero
Desigualdade de gêneroDesigualdade de gênero
Desigualdade de gênero
 
A Pena De Morte
A Pena De MorteA Pena De Morte
A Pena De Morte
 
A rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livrosA rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livros
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
A Revolta da Chibata
A Revolta da ChibataA Revolta da Chibata
A Revolta da Chibata
 
O Nazismo
O NazismoO Nazismo
O Nazismo
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
Capitães da Areia - JORGE AMADO
Capitães da Areia - JORGE AMADOCapitães da Areia - JORGE AMADO
Capitães da Areia - JORGE AMADO
 
O retrato de dorian gray maria do rosário
O retrato de dorian gray   maria do rosárioO retrato de dorian gray   maria do rosário
O retrato de dorian gray maria do rosário
 
Loucos Anos 20
Loucos Anos 20Loucos Anos 20
Loucos Anos 20
 
Frei Luís de Sousa, síntese
Frei Luís de Sousa, sínteseFrei Luís de Sousa, síntese
Frei Luís de Sousa, síntese
 
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às RiscasResumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 
Malala yousafzai é o prémio nobel da paz
Malala yousafzai é o prémio nobel da pazMalala yousafzai é o prémio nobel da paz
Malala yousafzai é o prémio nobel da paz
 
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
 
Livro mia couto
Livro mia coutoLivro mia couto
Livro mia couto
 
Pena de Morte
Pena de Morte Pena de Morte
Pena de Morte
 
Nelson mandela
Nelson  mandelaNelson  mandela
Nelson mandela
 
O rapaz do pijama às riscas ricardo
O rapaz do pijama às riscas   ricardoO rapaz do pijama às riscas   ricardo
O rapaz do pijama às riscas ricardo
 

Semelhante a Martin Luther King Jr. - Apresentação de trabalho

Martin Luther King Jr
Martin Luther King JrMartin Luther King Jr
Martin Luther King Jr
Carla Macedo
 
Martin luther
Martin lutherMartin luther
Martin luther
AnaLuizaCampos15
 
martin luther king
martin luther kingmartin luther king
martin luther king
alanbenevides
 
Biografia martin luther king
Biografia martin luther kingBiografia martin luther king
Biografia martin luther king
Quezia Silva
 
Luther king erik
Luther king erikLuther king erik
Luther king erik
Erik Veloso
 
Direitos universais do homem
Direitos universais do homemDireitos universais do homem
Direitos universais do homem
JoanaPaiva16
 
Martin Luther King
Martin Luther King Martin Luther King
Martin Luther King
Alice Vieira
 
Martin Luther King
Martin Luther KingMartin Luther King
Martin Luther King
Mima Badan
 
Martin Luther King
Martin Luther KingMartin Luther King
Martin Luther King
EMEFEzequiel
 
Martin luther king
Martin luther king Martin luther king
Martin luther king
Óscar Jesus
 
Planejamento Martinlutherking Grupo B Powerpoint
Planejamento Martinlutherking Grupo B PowerpointPlanejamento Martinlutherking Grupo B Powerpoint
Planejamento Martinlutherking Grupo B Powerpoint
teresaloureiro
 
Linha de tempo de Martin Luther King
Linha de tempo de Martin Luther KingLinha de tempo de Martin Luther King
Linha de tempo de Martin Luther King
amandikasales
 
biografia
biografiabiografia
biografia
amandikasales
 
Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?
Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?
Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?
Matheus Augusto
 
Martin luther king
Martin luther kingMartin luther king
Martin luther king
Dan Martins
 
Martin Luther King
Martin Luther KingMartin Luther King
Martin Luther King
Aurora Teixeira
 
Luther K Ing 1
Luther K Ing 1Luther K Ing 1
Luther K Ing 1
ispo portugal
 
Abraham Lincoln
Abraham LincolnAbraham Lincoln
Abraham Lincoln
Romeu da Silveira
 
Martin luther king jr.
Martin luther king jr.Martin luther king jr.
Martin luther king jr.
Adriel Silveira
 
Trabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIER
Trabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIERTrabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIER
Trabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIER
Adriel Silveira
 

Semelhante a Martin Luther King Jr. - Apresentação de trabalho (20)

Martin Luther King Jr
Martin Luther King JrMartin Luther King Jr
Martin Luther King Jr
 
Martin luther
Martin lutherMartin luther
Martin luther
 
martin luther king
martin luther kingmartin luther king
martin luther king
 
Biografia martin luther king
Biografia martin luther kingBiografia martin luther king
Biografia martin luther king
 
Luther king erik
Luther king erikLuther king erik
Luther king erik
 
Direitos universais do homem
Direitos universais do homemDireitos universais do homem
Direitos universais do homem
 
Martin Luther King
Martin Luther King Martin Luther King
Martin Luther King
 
Martin Luther King
Martin Luther KingMartin Luther King
Martin Luther King
 
Martin Luther King
Martin Luther KingMartin Luther King
Martin Luther King
 
Martin luther king
Martin luther king Martin luther king
Martin luther king
 
Planejamento Martinlutherking Grupo B Powerpoint
Planejamento Martinlutherking Grupo B PowerpointPlanejamento Martinlutherking Grupo B Powerpoint
Planejamento Martinlutherking Grupo B Powerpoint
 
Linha de tempo de Martin Luther King
Linha de tempo de Martin Luther KingLinha de tempo de Martin Luther King
Linha de tempo de Martin Luther King
 
biografia
biografiabiografia
biografia
 
Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?
Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?
Movimento Negro: Autopreservação ou luta armada?
 
Martin luther king
Martin luther kingMartin luther king
Martin luther king
 
Martin Luther King
Martin Luther KingMartin Luther King
Martin Luther King
 
Luther K Ing 1
Luther K Ing 1Luther K Ing 1
Luther K Ing 1
 
Abraham Lincoln
Abraham LincolnAbraham Lincoln
Abraham Lincoln
 
Martin luther king jr.
Martin luther king jr.Martin luther king jr.
Martin luther king jr.
 
Trabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIER
Trabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIERTrabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIER
Trabalho sobre martin luther king jr. de ADRIEL SILVEIRA XAVIER
 

Último

Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 

Martin Luther King Jr. - Apresentação de trabalho

  • 2. Martin Luther King Erem Alfredo de Carvalho Triunfo – PE 2014 Apresentação de Filosofia 3ºD
  • 4. Inicio da vida e educação Martin Luther King, Jr. nasceu em 15 de janeiro de 1929, em Atlanta, Geórgia. Filho de Martin Luther King e de Alberta Williams King. Seu nome legal ao nascer era de "Michael King“, mas seu pai, que mudou seu nome de Michael para Martin Luther, disse mais tarde que o nome de Michael foi registrado incorretamente. Cantou com o coro da igreja em Atlanta, no entanto, mais tarde ele concluiu que a Bíblia tem "muitas verdades profundas que não se pode escapar" e decidiu entrar para o seminário. A
  • 5. Dr. Martin Luther King Jr. Martin Luther atuou como co-pastor na Igreja Batista Ebenezer, mesma igreja em que seu pai e avô foram pastores. Freqüentou escolas públicas segregadas na Geórgia concluindo aos 15 anos e recebeu o diploma de bacharel em 1948 de Morehouse College. Após três anos de estudos teológicos no Seminário Teológico Crozer, na Pensilvânia, onde foi eleito presidente de uma classe sênior predominantemente branca, ele foi agraciado com o BD em 1951. Com uma bolsa venceu em Crozer, ele se matriculou em estudos de pós- graduação na Universidade de Boston, completando sua residência para o doutorado em 1953 e recebeu o diploma em 1955. A
  • 6. Família Em Boston, ele conheceu e se casou com Coretta Scott, uma jovem de intelectual raro e realizações artísticas. Dois filhos e duas filhas nasceram dessa família. Em 1954, Martin Luther King tornou-se pastor da Igreja Batista da Avenida Dexter, em Montgomery, Alabama. Membro do comitê executivo da Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor, a organização líder de seu tipo no país, King estava pronto, então, no início de dezembro de 1955, a aceitar a liderança da primeira grande manifestação não- violenta Negro da contemporaneidade, nos Estados Unidos. A
  • 7. O boicote aos ônibus Em 1955 Rosa Parks, uma mulher negra, se negou a dar seu lugar num ônibus para uma mulher branca e foi presa. Os líderes negros da cidade organizaram um boicote aos ônibus de Montgomery. King foi o co-líder. Durou 382 dias. Em 21 de dezembro de 1956, a Suprema Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucionais as leis que exigem a segregação nos ônibus. Durante estes dias de boicote, King foi preso, sua casa foi bombardeada, ele foi submetido a abuso pessoal, mas, ao mesmo tempo, ele emergiu como um líder negro de primeira ordem. T
  • 8. Conferência da Liderança Cristã do Sul A CLCS deveria organizar o ativismo em torno da questão dos direitos civis e era composto principalmente por comunidades negras ligadas a igrejas batistas. King manteve-se à frente da CLCS até sua morte. King e o CLCS escolheram com grande acerto os princípios do protesto não violento, ainda que como meio de provocar e irritar as autoridades racistas dos locais onde se davam os protestos J
  • 9. Líder da Paz Ele organizou e liderou marchas a fim de conseguir o direito ao voto, o fim da segregação, o fim das discriminações no trabalho e outros direitos civis básicos. A maior parte destes direitos foi, mais tarde, agregada à lei estado-unidense com a aprovação da Lei de Direitos Civis (1964), e da Lei de Direitos Eleitorais (1965). Em 14 de outubro de 1964, King se tornou a pessoa mais jovem a receber o Nobel da Paz, que lhe foi outorgado em reconhecimento à sua nação e à sua liderança na resistência não violenta e pelo fim do preconceito racial nos Estados Unidos. E
  • 10. Nichelle Nichols como Tenente N. Uhura Também deve ser destacado o impacto que King teve nos espetáculos de entretenimento popular. Ele conversou com a atriz negra do seriado Star Trek original, Nichelle Nichols, quando ela ameaçava sair do programa. Nichelle acreditava que o papel não estava ajudando em nada sua carreira e que o estúdio a tratava mal, mas King a convenceu de que era importante para o negro ter um representante num dos programas mais populares da televisão. E
  • 11. O Discurso Em 28 de agosto de 1963, o pastor e líder do movimento contra a segregação racial nos Estados Unidos, Martin Luther King discursou sobre seu sonho de uma América (e um mundo) com igualdade entre negros e brancos. O discurso foi proferido frente ao Memorial Lincoln em Washington, durante uma marcha que reuniu cerca de 250 mil pessoas contra as políticas racistas e pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. E
  • 12. O Discurso Inicialmente, seria um protesto mas, depois de discussões com o então presidente John F. Kennedy, acabou se tornando quase que uma celebração das conquistas do movimento negro (e do governo) - o que irritou bastante ativistas mais radicais e menos ingênuos. J
  • 13. "Estou feliz em me unir a vocês hoje naquela que ficará para a história como a maior manifestação pela liberdade na história de nossa nação. Cem anos atrás um grande americano, em cuja sombra simbólica nos encontramos hoje, assinou a proclamação da emancipação [dos escravos]. Este decreto momentoso chegou como grande farol de esperança para milhões de escravos negros queimados nas chamas da injustiça abrasadora. Chegou como o raiar de um dia de alegria, pondo fim à longa noite de cativeiro. R
  • 14. Mas, cem anos mais tarde, o negro ainda não está livre. Cem anos mais tarde, a vida do negro ainda é duramente tolhida pelas algemas da segregação e os grilhões da discriminação. Cem anos mais tarde, o negro habita uma ilha solitária de pobreza, em meio ao vasto oceano de prosperidade material. Cem anos mais tarde, o negro continua a mofar nos cantos da sociedade americana, como exilado em sua própria terra. Então viemos aqui hoje para dramatizar uma situação hedionda.[...]” R
  • 15. A marcha de ‘65 Com a colaboração parcial do Comitê Não Violento de Coordenação Estudantil, King e o CLCS tentaram organizar uma marcha desde Selma até a capital do Alabama, Montgomery. Houveram duas tentativas de promover esta marcha, a primeira em 7 de março e a segunda em 9 de março. A marcha, finalmente, se completou na terceira tentativa (25 de março de 1965), com a permissão e apoio do presidente Lyndon Johnson. Foi durante esta marcha que Stokely Carmichael (futuro líder dos Panteras Negras) criou a expressão "Black Power". T
  • 16. A intimidação do FBI John Edgar Hoover considerou-o um radical e fez dele objeto de investigação pelo Programa COINTELPRO do FBI pelo resto de sua vida. Os agentes do FBI investigaram-no por possíveis ligações comunistas, gravaram seus telefonemas de alegadas relações extraconjugais e em uma ocasião, enviaram a King uma carta anônima ameaçando-o e sugerindo que ele cometesse suicídio. A carta foi remetida junto com copias de fitas gravadas de conversas telefônicas de King. D
  • 17. Morte Martin Luther King era odiado por muitos segregacionistas do sul, o que culminou em seu assassinato no dia 4 de abril de 1968, momentos antes de uma marcha, num hotel da cidade de Memphis. MLK encontra-se sepultado no Centro Martin Luther King Jr., Atlanta, Fulton County, Geórgia nos Estados Unidos. Em 1986 foi estabelecido um feriado nacional nos Estados Unidos para homenagear Martin Luther King, o chamado Dia de Martin Luther King - sempre na terceira segunda-feira do mês de janeiro, data próxima ao aniversário de King. E efetivou-se em 1993. D
  • 19. Fontes:  Wikipédia  (http://pt.wikipedia.org/wiki/Mart in_Luther_King_Jr.)  Exame Revista Abril  (www.exame.abril.com.br/mundo /noticias/veja-na-integra-o- historico-discurso-de-martin- luther-king?page=1)  Em geral – Google  (www.google.com.br)  Nobel Prize (http://www.nobelprize.org/nobel_pr izes/peace/laureates/1964/king- bio.html)
  • 20. Equipe:  Erick Chiavelli  Jayne Elizabete  Tobias Jackson  Deborah Alves  Amanda Gonçalves  Rafaela Brito