CARE - Programa para gestantes

2.177 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

CARE - Programa para gestantes

  1. 2. <ul><li>Gestantes e Mães: </li></ul><ul><li>Na gestação, acontece uma seqüência de mudanças no corpo da mulher, seu útero está em constante crescimento, formando um abdômen protuso. Todas essas modificações causam uma lordose exagerada, fazendo com que ela sobrecarregue os músculos lombares e posteriores da coxa, gerando um processo doloroso, aumento do peso corporal, aumento da pressão e de peso sobre a musculatura do assoalho pélvico, podendo gerar incontinência urinaria e prolapso genital, e compressões nervosas, como síndrome do túnel do carpo. </li></ul><ul><li>A lombalgia na gestação ocorre em pelo menos 50% das gestantes, e pode apresentar-se de três formas: dor na coluna lombar, dor no quadril e dor combinada. </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Os benefícios da atividade física na gestante: </li></ul><ul><li>- Auxílio no retorno venoso, prevenindo o aparecimento de varizes de membros inferiores e a melhora nas condições de irrigação da placenta; </li></ul><ul><li>- Redução e prevenção das lombalgias e adaptação de nova postura física, refletindo-se em maior habilidade para a gestante no trabalho diário; </li></ul><ul><li>- Nas dores nas mãos e membros inferiores, terá o efeito de minimizá-las, por promover menor retenção de líquidos no tecido conectivo; </li></ul><ul><li>- Em gestantes que apresentam diabetes gestacional, pode contribuir para manter os níveis glicêmicos normais; </li></ul>
  3. 4. <ul><li>- Contribui para que a gestante torne-se mais autoconfiante e satisfeita com a aparência, eleve a autoestima e apresente maior satisfação nas atividades de vida diária; </li></ul><ul><li>- Diminui as dores do parto, contribuindo para que as gestantes fisicamente ativas tolerem melhor o trabalho de parto; </li></ul><ul><li>- Amplia a consciência corporal, possibilita melhor harmonia interior e sensibilidade; </li></ul><ul><li>- Melhora as condições cardiorespiratórias, componentes importantes para uma gravidez confortável e para um trabalho de parto ideal; </li></ul><ul><li>- Melhor condicionamento, ajuda a reduzir o cansaço que grande parte das gestantes sente. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>2.2. O Feto e a Atividade Física na gestante: </li></ul><ul><li>Fetos expostos a musica com relaxamento materno apresentam uma diminuição do choro quando submetidos ao estimulo musical após o nascimento, pode-se dizer também que o feto é capaz de ouvir, mover-se, sentir frio, calor, dor e odores desde o primeiro trimestre de gestação. Desta forma percebemos a importância da comunicação mãe-feto. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>2.3. A Criança e o cuidado materno: </li></ul><ul><li>O ser humano nasce desamparado, tanto fisicamente quanto do ponto de vista psicológico, cuidar de um bebe não se limita apenas a preocupações de alimentação e higiene: a maternidade exige dirigir palavras a criança, pois é no campo da linguagem que ela tem que ser acolhida. </li></ul><ul><li>O apego afetivo mãe-filho é um vinculo recíproco que se forma nos primeiros 3 anos. A proximidade, o contato físico e a voz são os veículos por meio dos quais se alimentam o sentido de segurança e o bem-estar psicológico da criança, indispensáveis para que a criança se sinta valorizado por aqueles que o cuidam. Quanto mais seguro o apego com o cuidador maiores as chances de a criança futuramente suportar as inevitáveis separações. </li></ul><ul><li>“ Quando olho, sou visto; logo existo” </li></ul><ul><li>D.W.Winnicott </li></ul>
  6. 7. <ul><li>2.4. Mulheres e a Maturidade: </li></ul><ul><li>O processo de envelhecimento é acompanhado por alteração na composição corporal, caracterizada pelo aumento no peso e na massa gordurosa, além de diminuição da massa muscular. O sedentarismo e a diminuição do gasto energético do metabolismo, associados ao aumento na ingestão alimentar, contribuem para o ganho de peso com a idade e  está associado ao aumento dos riscos de doenças e mortalidade. </li></ul><ul><li>O exercício físico regular não interfere na função hormonal, se constituindo num importante instrumento para ganho de densidade mineral óssea, capaz de fazer a prevenção da osteoporose, estilo de vida mais ativo fisicamente e menor incidência de fraturas, diminuindo assim a mortalidade e morbidade pós-menopáusica. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>3. Objetivos do MÉTODO CARE: </li></ul><ul><li>- Promover uma melhor qualidade de vida para a mulher; </li></ul><ul><li>- Melhorar o condicionamento cardiorrespiratório, força muscular, composição corporal e flexibilidade da mulher; </li></ul><ul><li>- Melhorar a percepção corporal da mulher; </li></ul><ul><li>- Melhorar a disposição, a sensação de bem-estar e a auto-estima da mulher; </li></ul><ul><li>- Diminuir a ansiedade, o estresse e o risco de depressão; </li></ul><ul><li>- Diminuir o risco de diabetes; </li></ul>
  8. 9. <ul><li>- Diminuir o ganho de peso e adiposidade em gestantes; </li></ul><ul><li>- Diminuir o inchaço nas pernas; </li></ul><ul><li>- Diminuir o risco de parto prematuro; </li></ul><ul><li>- Diminuir as complicações obstétricas; </li></ul><ul><li>- Manter a interação mãe-filho durante a atividade física; </li></ul><ul><li>- Incentivar o cuidado materno; </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Dra Erica Macedo </li></ul><ul><li>Fisioterapeuta </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>51 93656172 </li></ul>

×