• O título do projeto veio a partir da
reclamação dos alunos cansados de
muito copiar textos da lousa, aquele
objeto verde...
Nossos estudantes
sabem utilizar
algumas ferramentas
que ainda não estão
no cotidiano da sala
de aula – algumas
delas perm...
Nossos métodos são
tão ultrapassados,
que se configuram
como uma imposição
quase violenta

• Os conteúdos presentes no
cur...
THAUMADZEI
N
• Uma das principais angústias do professor, hoje, está em
entender o motivo de os estudantes não se interess...
• O site é, na verdade, um blog
desenvolvido de forma gratuita na
internet.
• Seu conteúdo é alimentado no
decorrer das au...
• O grupo no Facebook é um
espaço para interação entre
professor e estudantes.
• Cada novo post no blog é
colado na página...
HABILIDADES
O projeto contribui para o desenvolvimento de
habilidades já presentes no currículo e outras
relacionadas exat...
HABILIDADES
Entender a internet como uma
ferramenta de ensinoaprendizagem;
Pesquisar em sites de busca,
hospedagem de im...
Postagens dos estudantes no grupo da
rede social podem ser pontuadas com
notas de participação, assim como sua
interação ...
Trabalho de um
aluno do terceiro ano
www.lousanuncamais.wordpres
s.com
Lousa nunca mais
Lousa nunca mais
Lousa nunca mais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lousa nunca mais

391 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
391
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lousa nunca mais

  1. 1. • O título do projeto veio a partir da reclamação dos alunos cansados de muito copiar textos da lousa, aquele objeto verde, anacrônico, no sense, algo que sobrou de uma época que não existe mais. • Daí o espanto de alguns ao descobrir o significado da palavra aluno, do latim alumnus, sem luz. • Os estudantes de hoje não aceitam mais serem chamados de sem luz. Não existe mais aquela velha percepção de que o professor é o que sabe e o aluno o que não sabe. Eles acreditam saber muitas coisas, algumas mais que seus professores.
  2. 2. Nossos estudantes sabem utilizar algumas ferramentas que ainda não estão no cotidiano da sala de aula – algumas delas permanecem, inclusive, proibidas.
  3. 3. Nossos métodos são tão ultrapassados, que se configuram como uma imposição quase violenta • Os conteúdos presentes no currículo são fruto do acúmulo cultural da humanidade e podem ser apresentados como novidade aos estudantes. • Quem nunca sentiu aquele frio na barriga por estar aprendendo algo novo, que ainda não conhecia? • No entanto, o método precisa dialogar com a realidade objetiva dos que se dispõem a aprender.
  4. 4. THAUMADZEI N • Uma das principais angústias do professor, hoje, está em entender o motivo de os estudantes não se interessarem pela escola, pelos conteúdos apresentados, tendo uma relação de quase indiferença para com o seu trabalho. • Causar o espanto ou o encanto (aquela atitude fundamental que deve ter quem quer aprender) não é algo fácil num mundo que trás meios muito mais encantadores que o giz e a lousa. • As ferramentas são importantes no processo de ensino e aprendizagem! • Incorporar as “novas” tecnologias na sala de aula pode ajudar a tornar a aula atraente e prender a atenção dos estudantes. • Evidentemente que não serão as novas tecnologias responsáveis em resolver todos os problemas da escola publica, no entanto, podem nos ajudar a dinamizar o curso.
  5. 5. • O site é, na verdade, um blog desenvolvido de forma gratuita na internet. • Seu conteúdo é alimentado no decorrer das aulas, durante sua preparação. • Cada novo tema a ser debatido em sala de aula, gera um novo post no blog Lousa Nunca Mais. • Geralmente os posts do blog trazem textos com uma linguagem mais atraente que a do livro didático, com muitas imagens, links para outros sites, vídeos e músicas.
  6. 6. • O grupo no Facebook é um espaço para interação entre professor e estudantes. • Cada novo post no blog é colado na página da rede social para que os alunos acessem, leiam e comentem. • A página é aberta para que os estudantes possam postar algo que pensem ser relacionado às aulas de filosofia.
  7. 7. HABILIDADES O projeto contribui para o desenvolvimento de habilidades já presentes no currículo e outras relacionadas exatamente à utilização de “novas” tecnologias:  Desenvolver o pensamento autônomo e questionador;  Reconhecer a importância do uso de diferentes linguagens para elaborar o pensamento e a expressão em processos reflexivos;  Identificar características de argumentação em diferentes gêneros textuais;  Relacionar informações, representadas de diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em diferentes situações, para construir argumentação consistente;  Articular conhecimentos filosóficos e diferentes conteúdos e modos discursivos nas ciências naturais e humanas, nas artes e em outras produções
  8. 8. HABILIDADES Entender a internet como uma ferramenta de ensinoaprendizagem; Pesquisar em sites de busca, hospedagem de imagens ou videos e socializar o conteúdo utilizando redes sociais; Produzir conteúdo educativo para a internet (programas de rádio, vídeo ou apresentações de Power Point); Transformar equipamentos tecnológicos (como laptops e smartphones) em instrumentos de ensino-aprendizagem;
  9. 9. Postagens dos estudantes no grupo da rede social podem ser pontuadas com notas de participação, assim como sua interação nas postagens do blog ou de outros colegas. Trocar o tradicional trabalho impresso por uma postagem no grupo também pode ser eficiente. Elaboração de vídeos ou programas de rádio tendo como tema conteúdos curriculares discutidos em sala de aula podem ser novas formas de avaliação.
  10. 10. Trabalho de um aluno do terceiro ano
  11. 11. www.lousanuncamais.wordpres s.com

×