SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Metodologia da Assistência da
Enfermagem
JOÃO PESSOA
2015
Prof.ª Déa
Silva
4° Período
Manhã
FACULDADE DE ENFERMAGEM NOVA ESPERANÇA

É uma forma de validar a
observação, utilizando além de
instrumentos específicos. É
importante também utilizar os
sentidos do tato, olfato, audição,
visão para determinar
quantidade, ritmo, freqüência,
entre outras características do
que é mensurado.
Indivíduo
A Enfermagem utiliza-se desse instrumento
para coletar informações de três clientes
específicos:
Família
Comunidade

O que é uma comunidade?
OBJETIVOS SUBJETIVOS

PROCESSO DE ENFERMAGEM
 O processo de
enfermagem,é desenvolvido
em cinco fases: o
levantamento de dados
 ( histórico de enfermagem),
o diagnóstico de
enfermagem, o
planejamento da assistência,
a implementação da
assistência e a avaliação.

Instrumentos básicos do
cuidar:
 a observação
 a comunicação
 a criatividade
 o trabalho em equipe
 o planejamento
 a avaliação
 o método científico
 a destreza manual

Inspeção
Ausculta
Palpação
Processos Fundamentais
Seminario MENSURAÇÃO ( SAE)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Etapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de EnfermagemEtapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de EnfermagemPaulo Aragão
 
Comunicação terapêutica em saúde mental
Comunicação terapêutica em saúde mentalComunicação terapêutica em saúde mental
Comunicação terapêutica em saúde mentalFrancisco Santos
 
A enfermagem na visão do cliente internado
A enfermagem na visão do cliente internadoA enfermagem na visão do cliente internado
A enfermagem na visão do cliente internadojcdn10
 
Filosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagemFilosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagemTiago SantAna
 
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeTrabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeSusana Cardoso
 
Comunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoaisComunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoaisCarlos Vaz
 
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogoViviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogoAnais III Simpie
 
Relacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e pacienteRelacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e pacienteviviansantos2012
 
Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...
Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...
Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...http://bvsalud.org/
 
Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...
Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...
Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...http://bvsalud.org/
 

Mais procurados (20)

Etapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de EnfermagemEtapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de Enfermagem
 
Comunicação terapêutica em saúde mental
Comunicação terapêutica em saúde mentalComunicação terapêutica em saúde mental
Comunicação terapêutica em saúde mental
 
A enfermagem na visão do cliente internado
A enfermagem na visão do cliente internadoA enfermagem na visão do cliente internado
A enfermagem na visão do cliente internado
 
Artigo ec i
Artigo ec iArtigo ec i
Artigo ec i
 
Aula dia 13 09
Aula dia 13 09Aula dia 13 09
Aula dia 13 09
 
Teorias de enfermagem
Teorias de enfermagemTeorias de enfermagem
Teorias de enfermagem
 
Jose_Clemente_Aconselhamento
Jose_Clemente_AconselhamentoJose_Clemente_Aconselhamento
Jose_Clemente_Aconselhamento
 
Filosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagemFilosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagem
 
Relacao terapeutica
Relacao terapeuticaRelacao terapeutica
Relacao terapeutica
 
Diagnósti do josé otávio
   Diagnósti do josé otávio   Diagnósti do josé otávio
Diagnósti do josé otávio
 
Teorias de enfermagem
Teorias de enfermagemTeorias de enfermagem
Teorias de enfermagem
 
Joana_Entrevista_motivacional
Joana_Entrevista_motivacionalJoana_Entrevista_motivacional
Joana_Entrevista_motivacional
 
Peplau
 Peplau Peplau
Peplau
 
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeTrabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
 
Comunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoaisComunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoais
 
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogoViviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
 
Relacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e pacienteRelacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e paciente
 
Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...
Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...
Qualificando o cuidado às tentativas de suicídio no hospital: desafios e poss...
 
Avaliacao clinica aula 1
Avaliacao clinica aula 1Avaliacao clinica aula 1
Avaliacao clinica aula 1
 
Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...
Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...
Reabilitação hospitalar: proposta metodológica de trocas de saberes e qualifi...
 

Semelhante a Seminario MENSURAÇÃO ( SAE)

diagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdf
diagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdfdiagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdf
diagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdfVictorSamuel64
 
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)resenfe2013
 
Aprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/Doente
Aprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/DoenteAprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/Doente
Aprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/DoenteProqualis
 
Importância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físicoImportância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físicoGuilherme Barbosa
 
S 002 – Management Of Nurse Training.ppt
S 002 – Management Of Nurse Training.pptS 002 – Management Of Nurse Training.ppt
S 002 – Management Of Nurse Training.pptBruceCosta4
 
TEORIAS DE ENF.pptx
TEORIAS DE ENF.pptxTEORIAS DE ENF.pptx
TEORIAS DE ENF.pptxMilena Ramos
 
Apostila de processo de enfermagem
Apostila de processo de enfermagemApostila de processo de enfermagem
Apostila de processo de enfermagemSimone Abud
 
Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...
Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...
Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...Abilio Cardoso Teixeira
 
aula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdf
aula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdfaula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdf
aula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdfDouglasVincius11
 
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaAULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaHiEster2
 
AngéLica Sanchez Aga Multidisciplinar Aula VersãO Do Editor 16 02 2008
AngéLica Sanchez   Aga Multidisciplinar   Aula   VersãO Do Editor   16 02 2008AngéLica Sanchez   Aga Multidisciplinar   Aula   VersãO Do Editor   16 02 2008
AngéLica Sanchez Aga Multidisciplinar Aula VersãO Do Editor 16 02 2008Carloscardinale
 
1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx
1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx
1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptxSocorro Carneiro
 
aulaprocessodeenfermagem.pdf
aulaprocessodeenfermagem.pdfaulaprocessodeenfermagem.pdf
aulaprocessodeenfermagem.pdfJuniorVeloso10
 

Semelhante a Seminario MENSURAÇÃO ( SAE) (20)

diagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdf
diagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdfdiagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdf
diagnsticosdeenfermagem-150430070654-conversion-gate02 (2).pdf
 
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
 
SAE 1.pptx
SAE 1.pptxSAE 1.pptx
SAE 1.pptx
 
Aprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/Doente
Aprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/DoenteAprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/Doente
Aprofundar o conhecimento em Segurança do Paciente/Doente
 
Importância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físicoImportância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físico
 
S 002 – Management Of Nurse Training.ppt
S 002 – Management Of Nurse Training.pptS 002 – Management Of Nurse Training.ppt
S 002 – Management Of Nurse Training.ppt
 
SAE - CIPE.pdf
SAE - CIPE.pdfSAE - CIPE.pdf
SAE - CIPE.pdf
 
Protocolos: da evidência à prática
Protocolos: da evidência à práticaProtocolos: da evidência à prática
Protocolos: da evidência à prática
 
TEORIAS DE ENF.pptx
TEORIAS DE ENF.pptxTEORIAS DE ENF.pptx
TEORIAS DE ENF.pptx
 
Sae
SaeSae
Sae
 
Sae
SaeSae
Sae
 
Apostila de processo de enfermagem
Apostila de processo de enfermagemApostila de processo de enfermagem
Apostila de processo de enfermagem
 
Sae pronto unic
Sae pronto unicSae pronto unic
Sae pronto unic
 
Apresentação1.ppt
Apresentação1.pptApresentação1.ppt
Apresentação1.ppt
 
Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...
Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...
Prática Baseada na evidência. Que impacto na praxis dos cuidados de enfermage...
 
aula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdf
aula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdfaula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdf
aula-1-tipos-metodologicos-de-estudos_2.pdf
 
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaAULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
 
AngéLica Sanchez Aga Multidisciplinar Aula VersãO Do Editor 16 02 2008
AngéLica Sanchez   Aga Multidisciplinar   Aula   VersãO Do Editor   16 02 2008AngéLica Sanchez   Aga Multidisciplinar   Aula   VersãO Do Editor   16 02 2008
AngéLica Sanchez Aga Multidisciplinar Aula VersãO Do Editor 16 02 2008
 
1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx
1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx
1a Aula- A enfermagem como profissão,_Cnceitos SAE e PE.pptx
 
aulaprocessodeenfermagem.pdf
aulaprocessodeenfermagem.pdfaulaprocessodeenfermagem.pdf
aulaprocessodeenfermagem.pdf
 

Mais de Elyda Santos

Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01
Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01
Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01Elyda Santos
 
Apresentação biofísica da radioatividade
Apresentação biofísica da  radioatividadeApresentação biofísica da  radioatividade
Apresentação biofísica da radioatividadeElyda Santos
 
SEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOS
SEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOSSEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOS
SEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOSElyda Santos
 
SEMINÁRIO DE PSICOLOGIA
SEMINÁRIO DE PSICOLOGIASEMINÁRIO DE PSICOLOGIA
SEMINÁRIO DE PSICOLOGIAElyda Santos
 
Trabalho de farmacologia biguanidas
Trabalho de farmacologia  biguanidas Trabalho de farmacologia  biguanidas
Trabalho de farmacologia biguanidas Elyda Santos
 
CONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXO
CONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXOCONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXO
CONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXOElyda Santos
 
NUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERAL
NUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERALNUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERAL
NUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERALElyda Santos
 

Mais de Elyda Santos (7)

Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01
Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01
Biofisicaradioterapia 1-140323085058-phpapp01
 
Apresentação biofísica da radioatividade
Apresentação biofísica da  radioatividadeApresentação biofísica da  radioatividade
Apresentação biofísica da radioatividade
 
SEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOS
SEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOSSEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOS
SEMINÁRIO SOBRE COLETA DE DADOS
 
SEMINÁRIO DE PSICOLOGIA
SEMINÁRIO DE PSICOLOGIASEMINÁRIO DE PSICOLOGIA
SEMINÁRIO DE PSICOLOGIA
 
Trabalho de farmacologia biguanidas
Trabalho de farmacologia  biguanidas Trabalho de farmacologia  biguanidas
Trabalho de farmacologia biguanidas
 
CONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXO
CONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXOCONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXO
CONTROLE E FORMAS DE TRATAMENTO DO LIXO
 
NUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERAL
NUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERALNUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERAL
NUTRIÇÃO PARENTERAL E NUTRIÇÃO ENTERAL
 

Último

Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?Rosalina Simão Nunes
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasillucasp132400
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxLírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxfabiolalopesmartins1
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptxthaisamaral9365923
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxLírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
 

Seminario MENSURAÇÃO ( SAE)