SlideShare uma empresa Scribd logo

Lição 7 - A salvação pela graça

Faça o download do slide em PowerPoint www.ebdemfoco.com

1 de 55
Baixar para ler offline
A Salvação pela Graça
www.ebdemfoco.comErberson R. Pinheiro dos Santos
Lição 7
Pois assim como por uma só ofensa veio ajuízo sobre
todos os homens para condenação, assim também por
um só ato de justiça veio a graça sobre todos os
homens para justificação de vida." (Rm 5.18)"
Texto Áureo
A nossa salvação é fruto único e exclusivo
da graça de Deus.
"
Verdade prática
6 - Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu
tempo pelos ímpios.
7 - Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá
ser que pelo bom alguém ouse morrer.
8 - Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo
morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
(Romanos 5.6-10,15,17,18,20; 11.6)
9 - Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu
sangue, seremos por ele salvos da ira.
10 - Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com
Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já
reconciliados, seremos salvos pela sua vida.
15 - Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa. Porque, se
pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de
Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo,
abundou sobre muitos.
17 Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse,
muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom
da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.
18 Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos
os homens para condenação, assim também por um só ato de
justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de
vida.
20 Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o
pecado abundou, superabundou a graça.
Romanos 11:6
6 Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a
graça já não é graça.
Introdução
www.ebdemfoco.com
A Lei no Antigo Testamento tem a função de
instruir e ensinar ao povo o que Deus estabeleceu
aos israelitas a fim de eles terem um convívio
próspero, pacífico e harmonioso na terra de Canaã.
Os mandamentos contêm preceitos indispensáveis
De moral De ética De vida religiosa
Sem os quais o povo viveria num caos.
Entretanto, na impossibilidade de os seres humanos
cumprirem plenamente a Lei para tornarem-se justos, Deus
nos outorgou a sua maravilhosa graça.
Lei e Graça
I
www.ebdemfoco.com
1. O propósito da Lei
Bem como o propósito
concreto de preservar o
povo de Israel do
pecado.
A Lei tem o propósito espiritual de
mostrar quão terrível é o pecado.
"pela lei vem o conhecimento do
pecado." (Rm 3.20)
A Lei também revelou a
necessidade de obter a salvação
pela graça.
Pois era impossível cumprir
plenamente a Lei de Deus no
Antigo Testamento.
Porque qualquer que guardar
toda a lei, e tropeçar em um
só ponto, tornou-se culpado
de todos. Tiago 2.10
Cumprir os 613
mandamentos
da Lei?
Esse é o caminho traçado pelo Altíssimo para nós no processo de
santificação efetivado pelo Espírito Santo (Jo 14.15; Jo 16.8-10).
Sob o ponto de vista dos aspectos morais da Lei, há princípios
que continuam vigorando até os dias atuais.
Representam nossas obrigações éticas
Para com Deus Para com o próximo
Nesse sentido, a própria lei moral de Deus é uma expressão de
sua graça.
E assim a lei é santa, e o mandamento santo,
justo e bom. Romanos 7.12
2. A Lei nos conduziu a Cristo
A Lei foi uma espécie de guia
para encontrarmos a Cristo por
meio da graça.
De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a
Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Gálatas 3:24
Ela nos convence, pela impossibilidade
de ser cumprida, de que não podemos
alcançar a salvação sem Cristo. "uma pessoa que
conduz uma criança"
impossibilitando o ser humano
de alcançar a salvação.
Quando o homem tenta
alcançar a justiça pela lei. Ela
se torna depreciativa.
Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem
de vós, é dom de Deus. Efésios 2.8
que só é possível mediante o evangelho da graça de Deus
Serei salvo
pela lei.
3. A graça revela que a Lei
é imperfeita.
Paulo constata a superioridade
do Espírito em relação à Lei
Que por isso,
morremos para a
Lei.
Mas, se sois guiados
pelo Espírito, não estais
debaixo da lei. Gl 5.18
Porque eu, pela lei, estou morto para
a lei, para viver para Deus. Gl 2.19
Morto
para a
lei
O escritor aos Hebreus revela
que a Lei é imperfeita.
João afirma que foi Cristo quem
trouxe a graça e a verdade.
Mas agora alcançou ele ministério
tanto mais excelente, quanto é
mediador de uma melhor aliança que
está confirmada em melhores
promessas. Porque, se aquela
primeira fora irrepreensível, nunca se
teria buscado lugar para a segunda.
Hb 8.6-7
Porque a lei foi dada por
Moisés; a graça e a verdade
vieram por Jesus Cristo. Jo 1.17
Logo, segundo as Escrituras, só existe a Lei por causa do
pecado e para apontá-lo.
"Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum!
Mas eu não conheci o pecado senão pela lei" (Rm 7.7).
O favor
imerecido de
Deus
II
www.ebdemfoco.com
1. Superabundante graça.
Onde abundou o pecado, que foi exposto
pela Lei, superabundou a graça de Deus
(Rm 5.20).
Há pecador, por pior que seja,
que não possa ser alcançado
pela graça divina?
Por meio da compreensão dessa maravilhosa
graça, o apóstolo João escreveu:
"se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai,
Jesus Cristo, o Justo" (1Jo 2.1).
2. Fé e graça
A graça opera mediante a fé no
sacrifício vicário de Cristo Jesus.
Ambas, fé e graça, atuam
juntamente na obra de salvação.
O presente imerecido de
Deus.
a contrapartida humana
à obra de Cristo.
Nesse sentido, não é a fé que opera a salvação.
Mas a graça de Deus Que atua mediante a fé do crente
no Filho de Deus.
Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem
as obras da lei. Rm 3.28
3. A graça não é salvo
conduto para pecar
A graça jamais pode ser vista como um
salvo conduto para a prática do pecado.
Porque vós, irmãos, fostes
chamados à liberdade. Não useis
então da liberdade para dar ocasião
à carne, mas servi-vos uns aos
outros pelo amor. Gl 5. 13
Pelo contrário, a graça de Deus
nos convoca à obediência ao
doador da graça.
Quando se ama fazemos de
tudo para agradar a pessoa
amada.
O amor de Cristo nos
"constrange" (2 Co 5.14).
A ninguém devais coisa alguma, a
não ser o amor com que vos ameis
uns aos outros; porque quem ama
aos outros cumpriu a lei. Rm 13.8
A fazer algo que agrade ao Pai
(1Ts 4.1).
Quem é alcançado pela
graça compreende o
quanto somos devedores
a Deus e aos irmãos.
Os que estão sob a liberdade da graça vivem a santidade
que reflete a beleza de Cristo no homem interior.
Onde este se revela vivo
para Deus.
Mas morto para o
pecado (Rm 6.11,13).
Morto
para o
pecado
O escândalo da
graça
III
www.ebdemfoco.com
1. Seria a graça injusta?
Justiça divinaJustiça humana
Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é
escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
1 Co 1.23
Para muitos, a graça é considerada escândalo.
Pelo fato de não haver merecimento por parte do recebedor
O apóstolo enfatiza a
impossibilidade de a graça e
a lei "andarem juntas.”
porquanto pelas obras da lei
nenhuma carne será justificada
(Gl 2.16);
Logo, pela lei é impossível o
pecador se salvar
Vinde a mim, todos os que estais
cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei
de mim, que sou manso e humilde de
coração; e encontrareis descanso para as
vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu
fardo é leve. Mt 11.28-30
2. A divina graça
incompreendida.
Nos dias do apóstolo Paulo, muitos não compreenderam seus
ensinamentos sobre a graça de Deus.
Ao longo da história da Igreja, dois extremos estiveram presentes
acerca da compreensão da graça:
Liberdade total para
pecar (Rm 6.1,2);
A impossibilidade de receber tão
valioso presente (Gl 5.4,5).
Leva a pessoa à libertinagem.
De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor
aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da
aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da
graça? Hebreus 10:29
Liberdade total para
pecar (Rm 6.1,2);
O primeiro extremo
Maior do que
para quem
quebrava a lei.
O primeiro extremo
A impossibilidade de receber tão
valioso presente (Gl 5.4,5).
Ideia de que para ser salvo por Deus é preciso
dar algo em troca.
Tal atitude pode levar o crente ao
orgulho espiritual.
E gerar toda sorte de
comportamentos hipócritas.
3. Se deixar presentear
pela graça.
Humanamente é impossível ao crente, alcançado pela
graça, retribuir a Deus tão grande salvação.
Se fosse
possível, já não
seria graça
Tiraria de Deus
a autoria divina
da salvação
Em nosso relacionamento com
Ele, quem tem mérito é seu
Filho, Jesus Cristo (Fp 2.9-11).
Assim, os que compreendem
o favor inefável de Deus,
mediante sua graça, devem
deixar-se presentear por ela.
Quem compreende o que
significa ser justificado por Deus
se permite
permite "embalar nos braços de
amor e de perdão"
Conclusão
Na lição desta semana, estudamos a relação
da Graça e a Lei; vimos que a graça é favor
imerecido; e compreendemos que ela chega
a ser um escândalo para os que não creem.
Portanto, estamos cônscios de que o que nos
salva é a graça de Deus mediante a fé
somente (Ef 2.8). E o livre-arbítrio? É
possível perder a salvação? São assuntos que
veremos nas próximas lições.
Para os filhos de Deus, cônscios
do valor da graça do Pai, tudo é
presente, tudo é dádiva, tudo é
favor imerecido! Portanto, deixe-
se presentear pela graça de Deus!
• Qual é o propósito da Lei?
A Lei tem o propósito espiritual de mostrar quão terrível é o pecado - "pela lei vem
o conhecimento do pecado" (Rm 3.20) - bem como o propósito concreto de
preservar o povo de Israel do pecado.
• Por que a graça de Deus é superior à Lei?
Porque ela revela que a Lei é imperfeita. O escritor aos Hebreus revela que a
Leié imperfeita (Hb 8.6,7,13) e o apóstolo João afirma que foi Cristo quem trouxe a
graça e a verdade (Jo 1.17).
• Qual é a relação entre Fé e Graça?
A graça opera mediante a fé no sacrifício vicário de Cristo Jesus. Ambas, fé e graça,
atuam juntamente na obra de salvação: a graça, o presente imerecido de Deus; a fé,
a contrapartida humana à obra de Cristo. Nesse sentido, não é a féque opera a
salvação, mas a graça de Deus que atua mediante a fé do crente no Filho de Deus.
• É possível afirmar que a graça é injusta?
Se comparada com a humana, a justiça divina é imensamente
perdoadora. Logo, sob a ótica humana, a graça se torna injusta.
• Qual deve ser nossa atitude diante da graça de Deus?
Os que compreendem o favor inefável de Deus, mediante sua graça,
devem deixar-se presentear por ela.
Bibliografia recomendada
Baixe em Power Point
Slide em PowerPoint Slide em PDF
Você pode editar
Tem animações
É interativo
O slide em PowerPoint é muito melhor.
www.ebdemfoco.com
Cursos do EBD em Foco
Fique por dentro do conteúdo da Escola
Bíblica Dominical. Acesse o site
www.ebdemfoco.com

Recomendados

Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasÉder Tomé
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoErberson Pinheiro
 
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus CristoLição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus CristoÉder Tomé
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoÉder Tomé
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoJosue Lima
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãJoanilson França Garcia
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusÉder Tomé
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósÉder Tomé
 
A realidade do inferno.
A realidade do inferno.A realidade do inferno.
A realidade do inferno.Antonio Filho
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneMárcio Martins
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesusMoisés Sampaio
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaMoisés Sampaio
 
Carta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossensesCarta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossensesUEPB
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Márcio Martins
 
Maturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaMaturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaDM Zeca
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoErberson Pinheiro
 
Estudo 16 oração e jejum
Estudo 16   oração e jejumEstudo 16   oração e jejum
Estudo 16 oração e jejumJaed Gomes
 
Cristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus Rocha
Cristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus RochaCristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus Rocha
Cristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus RochaMatheus Rocha
 
Lição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na Verdade
Lição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na VerdadeLição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na Verdade
Lição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na VerdadeÉder Tomé
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoMárcio Martins
 
Esperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusEsperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusMárcio Martins
 

Mais procurados (20)

Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
A realidade do inferno.
A realidade do inferno.A realidade do inferno.
A realidade do inferno.
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
Carta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossensesCarta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossenses
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Maturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaMaturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZeca
 
Doutrina do homem
Doutrina do homemDoutrina do homem
Doutrina do homem
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
 
Estudo 16 oração e jejum
Estudo 16   oração e jejumEstudo 16   oração e jejum
Estudo 16 oração e jejum
 
Cristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus Rocha
Cristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus RochaCristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus Rocha
Cristologia - Natureza humana de Cristo - Matheus Rocha
 
Convidados a despertar
Convidados a despertarConvidados a despertar
Convidados a despertar
 
Lição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na Verdade
Lição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na VerdadeLição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na Verdade
Lição 1 - As Cartas de Pedro: Vivendo em Esperança e Firmados na Verdade
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
 
Esperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusEsperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesus
 

Destaque

Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasErberson Pinheiro
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoErberson Pinheiro
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãErberson Pinheiro
 
LBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrio
LBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrioLBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrio
LBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrioNatalino das Neves Neves
 
Lição 08 - Salvação e Livre-Arbítrio
Lição 08 - Salvação e Livre-ArbítrioLição 08 - Salvação e Livre-Arbítrio
Lição 08 - Salvação e Livre-ArbítrioÉder Tomé
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusErberson Pinheiro
 
Lição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da RedençãoLição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da RedençãoErberson Pinheiro
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasNatalino das Neves Neves
 
Lição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certo
Lição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certoLição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certo
Lição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certoErberson Pinheiro
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féErberson Pinheiro
 
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebdRevista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebdHamilton Souza
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICAErberson Pinheiro
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoErberson Pinheiro
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouErberson Pinheiro
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusErberson Pinheiro
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaErberson Pinheiro
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaErberson Pinheiro
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoErberson Pinheiro
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzErberson Pinheiro
 

Destaque (20)

Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
 
LBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrio
LBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrioLBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrio
LBA LIÇÃO 8 - Salvação e livre-arbítrio
 
Lição 08 - Salvação e Livre-Arbítrio
Lição 08 - Salvação e Livre-ArbítrioLição 08 - Salvação e Livre-Arbítrio
Lição 08 - Salvação e Livre-Arbítrio
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
 
Lição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da RedençãoLição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da Redenção
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
 
Lição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagraçãoLição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagração
 
Lição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certo
Lição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certoLição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certo
Lição 9 - Hulda, a mulher que estava no lugar certo
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
 
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebdRevista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
 

Semelhante a Lição 7 - A salvação pela graça

A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.Márcio Martins
 
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaLição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaÉder Tomé
 
Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2fogotv
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016Pr. Andre Luiz
 
lição 5 - A maravilhosa graça
lição 5 - A maravilhosa graçalição 5 - A maravilhosa graça
lição 5 - A maravilhosa graçaErberson Pinheiro
 
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016  TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 Elias Farias
 
Lição 5 - A Maravilhosa Graça
Lição 5 -  A Maravilhosa GraçaLição 5 -  A Maravilhosa Graça
Lição 5 - A Maravilhosa GraçaAndrew Guimarães
 
Os apóstolos e a lei_1122014_GGR
Os apóstolos e a lei_1122014_GGROs apóstolos e a lei_1122014_GGR
Os apóstolos e a lei_1122014_GGRGerson G. Ramos
 
Lição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus Cristo
Lição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus CristoLição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus Cristo
Lição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus CristoAndrew Guimarães
 
A palavra de justiça
A palavra de justiçaA palavra de justiça
A palavra de justiçaSilvio Dutra
 
O AMOR DE CRISTO POR SEU POVO
O AMOR DE CRISTO POR SEU POVOO AMOR DE CRISTO POR SEU POVO
O AMOR DE CRISTO POR SEU POVOEnerliz
 
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lição 07 - A graça Divina.pptx
Lição 07 - A graça Divina.pptxLição 07 - A graça Divina.pptx
Lição 07 - A graça Divina.pptxJoel Silva
 
Cristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGRCristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGRGerson G. Ramos
 
Confissão de fé presb
Confissão de fé presbConfissão de fé presb
Confissão de fé presbJonatas Mendes
 

Semelhante a Lição 7 - A salvação pela graça (20)

A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
 
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaLição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela Graça
 
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graçaLBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
 
Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo - Lição 03 - 2º Trimestre de 2016
 
Salvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGRSalvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGR
 
lição 5 - A maravilhosa graça
lição 5 - A maravilhosa graçalição 5 - A maravilhosa graça
lição 5 - A maravilhosa graça
 
A Maravilhosa Graça
A Maravilhosa GraçaA Maravilhosa Graça
A Maravilhosa Graça
 
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016  TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 
Lição 5 - A Maravilhosa Graça
Lição 5 -  A Maravilhosa GraçaLição 5 -  A Maravilhosa Graça
Lição 5 - A Maravilhosa Graça
 
Os apóstolos e a lei_1122014_GGR
Os apóstolos e a lei_1122014_GGROs apóstolos e a lei_1122014_GGR
Os apóstolos e a lei_1122014_GGR
 
Lição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus Cristo
Lição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus CristoLição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus Cristo
Lição 3 - Justificação, Somente Pela Fé Em Jesus Cristo
 
A palavra de justiça
A palavra de justiçaA palavra de justiça
A palavra de justiça
 
O AMOR DE CRISTO POR SEU POVO
O AMOR DE CRISTO POR SEU POVOO AMOR DE CRISTO POR SEU POVO
O AMOR DE CRISTO POR SEU POVO
 
04.pptx
04.pptx04.pptx
04.pptx
 
Somos a justiça de deus
Somos a justiça de deusSomos a justiça de deus
Somos a justiça de deus
 
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 lição 7 A vida segundo o Espírito.
 
Lição 07 - A graça Divina.pptx
Lição 07 - A graça Divina.pptxLição 07 - A graça Divina.pptx
Lição 07 - A graça Divina.pptx
 
Cristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGRCristo, o fim da lei_722014_GGR
Cristo, o fim da lei_722014_GGR
 
Confissão de fé presb
Confissão de fé presbConfissão de fé presb
Confissão de fé presb
 

Mais de Erberson Pinheiro

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoErberson Pinheiro
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteErberson Pinheiro
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoErberson Pinheiro
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialErberson Pinheiro
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoErberson Pinheiro
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorErberson Pinheiro
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusErberson Pinheiro
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoErberson Pinheiro
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroErberson Pinheiro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IIErberson Pinheiro
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iErberson Pinheiro
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasErberson Pinheiro
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoErberson Pinheiro
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoErberson Pinheiro
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoErberson Pinheiro
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoErberson Pinheiro
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaErberson Pinheiro
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Erberson Pinheiro
 

Mais de Erberson Pinheiro (20)

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosas
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismo
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
 

Último

Ho'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração OriginalHo'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração OriginalNilson Almeida
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaOração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaNilson Almeida
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioNilson Almeida
 
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oraçãoRevista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oraçãoLindiomar Rios
 
Oração De São Jorge
Oração De São JorgeOração De São Jorge
Oração De São JorgeNilson Almeida
 
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Joary Jossué Carlesso
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoNilson Almeida
 
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxCelso Napoleon
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Nilson Almeida
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...Denise Aguiar
 
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoOrações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoNilson Almeida
 
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosOrações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosNilson Almeida
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxCelso Napoleon
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraNilson Almeida
 
Coletânea De Orações Cristãs
Coletânea De Orações CristãsColetânea De Orações Cristãs
Coletânea De Orações CristãsNilson Almeida
 
Oração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel ArcanjoOração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel ArcanjoNilson Almeida
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoNilson Almeida
 
Oração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às CriançasOração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às CriançasNilson Almeida
 

Último (20)

Prece De Caritas
Prece De CaritasPrece De Caritas
Prece De Caritas
 
Ho'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração OriginalHo'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração Original
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaOração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São Patrício
 
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oraçãoRevista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oração
 
Oração De São Jorge
Oração De São JorgeOração De São Jorge
Oração De São Jorge
 
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
 
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra
 
Oração Pelos Filhos
Oração Pelos FilhosOração Pelos Filhos
Oração Pelos Filhos
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
 
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoOrações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
 
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosOrações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa Senhora
 
Coletânea De Orações Cristãs
Coletânea De Orações CristãsColetânea De Orações Cristãs
Coletânea De Orações Cristãs
 
Oração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel ArcanjoOração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel Arcanjo
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
 
Oração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às CriançasOração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às Crianças
 

Lição 7 - A salvação pela graça

  • 1. A Salvação pela Graça www.ebdemfoco.comErberson R. Pinheiro dos Santos Lição 7
  • 2. Pois assim como por uma só ofensa veio ajuízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida." (Rm 5.18)" Texto Áureo
  • 3. A nossa salvação é fruto único e exclusivo da graça de Deus. " Verdade prática
  • 4. 6 - Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. 7 - Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. 8 - Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE (Romanos 5.6-10,15,17,18,20; 11.6)
  • 5. 9 - Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. 10 - Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. 15 - Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa. Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos.
  • 6. 17 Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. 18 Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida. 20 Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça.
  • 7. Romanos 11:6 6 Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça.
  • 9. A Lei no Antigo Testamento tem a função de instruir e ensinar ao povo o que Deus estabeleceu aos israelitas a fim de eles terem um convívio próspero, pacífico e harmonioso na terra de Canaã.
  • 10. Os mandamentos contêm preceitos indispensáveis De moral De ética De vida religiosa Sem os quais o povo viveria num caos.
  • 11. Entretanto, na impossibilidade de os seres humanos cumprirem plenamente a Lei para tornarem-se justos, Deus nos outorgou a sua maravilhosa graça.
  • 13. 1. O propósito da Lei
  • 14. Bem como o propósito concreto de preservar o povo de Israel do pecado. A Lei tem o propósito espiritual de mostrar quão terrível é o pecado. "pela lei vem o conhecimento do pecado." (Rm 3.20)
  • 15. A Lei também revelou a necessidade de obter a salvação pela graça. Pois era impossível cumprir plenamente a Lei de Deus no Antigo Testamento. Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos. Tiago 2.10 Cumprir os 613 mandamentos da Lei?
  • 16. Esse é o caminho traçado pelo Altíssimo para nós no processo de santificação efetivado pelo Espírito Santo (Jo 14.15; Jo 16.8-10). Sob o ponto de vista dos aspectos morais da Lei, há princípios que continuam vigorando até os dias atuais. Representam nossas obrigações éticas Para com Deus Para com o próximo
  • 17. Nesse sentido, a própria lei moral de Deus é uma expressão de sua graça. E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom. Romanos 7.12
  • 18. 2. A Lei nos conduziu a Cristo
  • 19. A Lei foi uma espécie de guia para encontrarmos a Cristo por meio da graça. De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Gálatas 3:24 Ela nos convence, pela impossibilidade de ser cumprida, de que não podemos alcançar a salvação sem Cristo. "uma pessoa que conduz uma criança"
  • 20. impossibilitando o ser humano de alcançar a salvação. Quando o homem tenta alcançar a justiça pela lei. Ela se torna depreciativa. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Efésios 2.8 que só é possível mediante o evangelho da graça de Deus Serei salvo pela lei.
  • 21. 3. A graça revela que a Lei é imperfeita.
  • 22. Paulo constata a superioridade do Espírito em relação à Lei Que por isso, morremos para a Lei. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Gl 5.18 Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus. Gl 2.19 Morto para a lei
  • 23. O escritor aos Hebreus revela que a Lei é imperfeita. João afirma que foi Cristo quem trouxe a graça e a verdade. Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de uma melhor aliança que está confirmada em melhores promessas. Porque, se aquela primeira fora irrepreensível, nunca se teria buscado lugar para a segunda. Hb 8.6-7 Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. Jo 1.17
  • 24. Logo, segundo as Escrituras, só existe a Lei por causa do pecado e para apontá-lo. "Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não conheci o pecado senão pela lei" (Rm 7.7).
  • 27. Onde abundou o pecado, que foi exposto pela Lei, superabundou a graça de Deus (Rm 5.20). Há pecador, por pior que seja, que não possa ser alcançado pela graça divina?
  • 28. Por meio da compreensão dessa maravilhosa graça, o apóstolo João escreveu: "se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo" (1Jo 2.1).
  • 29. 2. Fé e graça
  • 30. A graça opera mediante a fé no sacrifício vicário de Cristo Jesus. Ambas, fé e graça, atuam juntamente na obra de salvação. O presente imerecido de Deus. a contrapartida humana à obra de Cristo.
  • 31. Nesse sentido, não é a fé que opera a salvação. Mas a graça de Deus Que atua mediante a fé do crente no Filho de Deus. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei. Rm 3.28
  • 32. 3. A graça não é salvo conduto para pecar
  • 33. A graça jamais pode ser vista como um salvo conduto para a prática do pecado. Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Gl 5. 13 Pelo contrário, a graça de Deus nos convoca à obediência ao doador da graça. Quando se ama fazemos de tudo para agradar a pessoa amada.
  • 34. O amor de Cristo nos "constrange" (2 Co 5.14). A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Rm 13.8 A fazer algo que agrade ao Pai (1Ts 4.1). Quem é alcançado pela graça compreende o quanto somos devedores a Deus e aos irmãos.
  • 35. Os que estão sob a liberdade da graça vivem a santidade que reflete a beleza de Cristo no homem interior. Onde este se revela vivo para Deus. Mas morto para o pecado (Rm 6.11,13). Morto para o pecado
  • 37. 1. Seria a graça injusta?
  • 38. Justiça divinaJustiça humana Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. 1 Co 1.23 Para muitos, a graça é considerada escândalo.
  • 39. Pelo fato de não haver merecimento por parte do recebedor O apóstolo enfatiza a impossibilidade de a graça e a lei "andarem juntas.” porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada (Gl 2.16); Logo, pela lei é impossível o pecador se salvar
  • 40. Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. Mt 11.28-30
  • 41. 2. A divina graça incompreendida.
  • 42. Nos dias do apóstolo Paulo, muitos não compreenderam seus ensinamentos sobre a graça de Deus. Ao longo da história da Igreja, dois extremos estiveram presentes acerca da compreensão da graça: Liberdade total para pecar (Rm 6.1,2); A impossibilidade de receber tão valioso presente (Gl 5.4,5).
  • 43. Leva a pessoa à libertinagem. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Hebreus 10:29 Liberdade total para pecar (Rm 6.1,2); O primeiro extremo Maior do que para quem quebrava a lei.
  • 44. O primeiro extremo A impossibilidade de receber tão valioso presente (Gl 5.4,5). Ideia de que para ser salvo por Deus é preciso dar algo em troca. Tal atitude pode levar o crente ao orgulho espiritual. E gerar toda sorte de comportamentos hipócritas.
  • 45. 3. Se deixar presentear pela graça.
  • 46. Humanamente é impossível ao crente, alcançado pela graça, retribuir a Deus tão grande salvação. Se fosse possível, já não seria graça Tiraria de Deus a autoria divina da salvação Em nosso relacionamento com Ele, quem tem mérito é seu Filho, Jesus Cristo (Fp 2.9-11).
  • 47. Assim, os que compreendem o favor inefável de Deus, mediante sua graça, devem deixar-se presentear por ela. Quem compreende o que significa ser justificado por Deus se permite permite "embalar nos braços de amor e de perdão"
  • 48. Conclusão Na lição desta semana, estudamos a relação da Graça e a Lei; vimos que a graça é favor imerecido; e compreendemos que ela chega a ser um escândalo para os que não creem. Portanto, estamos cônscios de que o que nos salva é a graça de Deus mediante a fé somente (Ef 2.8). E o livre-arbítrio? É possível perder a salvação? São assuntos que veremos nas próximas lições.
  • 49. Para os filhos de Deus, cônscios do valor da graça do Pai, tudo é presente, tudo é dádiva, tudo é favor imerecido! Portanto, deixe- se presentear pela graça de Deus!
  • 50. • Qual é o propósito da Lei? A Lei tem o propósito espiritual de mostrar quão terrível é o pecado - "pela lei vem o conhecimento do pecado" (Rm 3.20) - bem como o propósito concreto de preservar o povo de Israel do pecado. • Por que a graça de Deus é superior à Lei? Porque ela revela que a Lei é imperfeita. O escritor aos Hebreus revela que a Leié imperfeita (Hb 8.6,7,13) e o apóstolo João afirma que foi Cristo quem trouxe a graça e a verdade (Jo 1.17). • Qual é a relação entre Fé e Graça? A graça opera mediante a fé no sacrifício vicário de Cristo Jesus. Ambas, fé e graça, atuam juntamente na obra de salvação: a graça, o presente imerecido de Deus; a fé, a contrapartida humana à obra de Cristo. Nesse sentido, não é a féque opera a salvação, mas a graça de Deus que atua mediante a fé do crente no Filho de Deus.
  • 51. • É possível afirmar que a graça é injusta? Se comparada com a humana, a justiça divina é imensamente perdoadora. Logo, sob a ótica humana, a graça se torna injusta. • Qual deve ser nossa atitude diante da graça de Deus? Os que compreendem o favor inefável de Deus, mediante sua graça, devem deixar-se presentear por ela.
  • 53. Baixe em Power Point Slide em PowerPoint Slide em PDF Você pode editar Tem animações É interativo O slide em PowerPoint é muito melhor. www.ebdemfoco.com
  • 54. Cursos do EBD em Foco
  • 55. Fique por dentro do conteúdo da Escola Bíblica Dominical. Acesse o site www.ebdemfoco.com