O Leite no
Mato Grosso do Sul
Estatísticas
2014
Estado
Produzido
(bilhões de litros)
Vacas ordenhadas
(milhões)
Média
(litros/vaca/dia)
MS 0,53 0,52 3,3...
Quantidade de leite cru, resfriado ou não, adquirido em
Mato Grosso do Sul e a posição de Mato Grosso do Sul
em relação ao...
Participação da produção de leite sul-mato-grossense
em relação à produção do Brasil
Fonte: IBGE, Pesquisa Trimestral do L...
Participação da produção de leite sul-mato-grossense em
relação à produção do Brasil
Fonte: Cepea/Esalq/USP
Produção extrativista
• Não tecnificada;
• Sem estratégia nutricional;
• Assistência técnica ineficiente;
• Rebanho de bai...
Oportunidades
• Clima e solos favoráveis a produção de forragens;
• Produção de grãos;
• Proximidade com o mercado consumi...
Indústria
• 49 laticínios;
• Todos com ociosidade;
• Terenos;
• Capacidade x Captação
• Captação ineficiente;
• Gestão ine...
• Conselho paritário;
• Capacidade de pagamento;
• Não regula mercado;
• Indústria x produtor.
ATER
• Programa do governo (anterior);
• Ações desalinhadas;
• Decisões políticas;
• Pouco conhecimento técnico;
• Diferen...
Mais Leite
• 744 produtores atendidos em 21 municípios em 2015;
• Metodologia SENAR Central – Meritocracia - Cursos de FPR...
Muito Obrigado!
Rodney Guadagnin Santos
rodney@senarms.org.br
(67) 3320 6945 – 9225 2048
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O leite no Mato Grosso do Sul - FAMASUL

508 visualizações

Publicada em

Visita da FAMASUL à Viçosa. Apresentação sobre o cenário do Leito no estado do MS

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O leite no Mato Grosso do Sul - FAMASUL

  1. 1. O Leite no Mato Grosso do Sul
  2. 2. Estatísticas 2014 Estado Produzido (bilhões de litros) Vacas ordenhadas (milhões) Média (litros/vaca/dia) MS 0,53 0,52 3,35 MG 9,37 5,81 5,29 PR 4,53 1,72 8,64 2014 Estado Produzido (bilhões de litros) Captado (bilhões de litros) Relação (captado/produzido) MS 0,53 0,21 39,6% MG 9,37 6,59 70,3% PR 4,53 2,97 65,6% Diferença entre duas pesquisas do IBGE, que pode indicar informalidade. O ano de 2014 foi projetado de acordo com a média das diferenças. Fonte: IBGE • IBGE • Pesquisa Pecuária Municipal • Pesquisa Trimestral do Leite • 24 mil produtores (2006) • 63% dos produtores produzem menos que 100 litros por dia
  3. 3. Quantidade de leite cru, resfriado ou não, adquirido em Mato Grosso do Sul e a posição de Mato Grosso do Sul em relação aos outros estados Fonte: IBGE, PesquisaTrimestral do Leite 12 13 12 13 13 15 15 15 15 0 2 4 6 8 10 12 14 160 50 100 150 200 250 300 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Thousands Produção de leite MS Posição
  4. 4. Participação da produção de leite sul-mato-grossense em relação à produção do Brasil Fonte: IBGE, Pesquisa Trimestral do Leite
  5. 5. Participação da produção de leite sul-mato-grossense em relação à produção do Brasil Fonte: Cepea/Esalq/USP
  6. 6. Produção extrativista • Não tecnificada; • Sem estratégia nutricional; • Assistência técnica ineficiente; • Rebanho de baixa especialização; • Vaca de leite, bezerro de corte • Sem gestão; • Baixa produção/propriedade; • Baixa qualidade; • Produtor sem a cultura do leite. Nova Zelândia 200 Lt/km DPA-Nestlé Brasil 60 Lt/km Mato Grosso do Sul (2 dias) - 25,9 Lt/km (2-3) - 35,5 Lt/km (2-3-4) - 38,5 Lt/km
  7. 7. Oportunidades • Clima e solos favoráveis a produção de forragens; • Produção de grãos; • Proximidade com o mercado consumidor; • Relevo.
  8. 8. Indústria • 49 laticínios; • Todos com ociosidade; • Terenos; • Capacidade x Captação • Captação ineficiente; • Gestão ineficiente; • Mix de produto pequeno; • Baixa qualidade do leite = produto. Produção mensal ajustada Fonte: IBGE – Pesquisa trimestral do Leite e pesquisa municipal
  9. 9. • Conselho paritário; • Capacidade de pagamento; • Não regula mercado; • Indústria x produtor.
  10. 10. ATER • Programa do governo (anterior); • Ações desalinhadas; • Decisões políticas; • Pouco conhecimento técnico; • Diferentes interesses; • Pouca efetividade.
  11. 11. Mais Leite • 744 produtores atendidos em 21 municípios em 2015; • Metodologia SENAR Central – Meritocracia - Cursos de FPR; • Visitas mensais de 4 horas; • 12 produtores/turma e 3 turmas/técnico; • Veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas; • Capacitação constante; • 3 supervisores.
  12. 12. Muito Obrigado! Rodney Guadagnin Santos rodney@senarms.org.br (67) 3320 6945 – 9225 2048

×