SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Baixar para ler offline
Um programa de pesquisa da Economist Intelligence Unit
Perspectivas
de CEOs
Como o RH pode ter um papel
maior no estímulo ao crescimento
Patrocinado por e
© The Economist Intelligence Unit Limited 20121
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Sobre este relatório 2
Introdução 3
1 RH e estratégia organizacional 4
Influência estratégica do RH: a realidade atual 6
2 O CEO e o gerente de RH: a relação pessoal 8
Gerenciamento da equipe executiva 9
Grandes empresas e conversas apressadas 10
Conclusão: práticas recomendadas para gerentes de RH 11
Apêndice: resultados da pesquisa 13
Conteúdo
1
2
3
4
5
© The Economist Intelligence Unit Limited 20122
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Sobre este
relatório
Perspectivas de CEOs: Como o RH pode ter um papel
maior no estímulo ao crescimento é um relatório da
Economist Intelligence Unit, patrocinado pela IBM
e pela Oracle. Ele investiga se o setor de RH está
modelando uma relação próxima e forte com o CEO.
Também explora a natureza dessas relações de
trabalho, como elas foram afetadas pela crise
econômica e como variam em diversos setores
e regiões.
A Economist Intelligence Unit é a única
responsável pelo conteúdo deste relatório.
As conclusões não refletem necessariamente
as do patrocinador.
O documento se baseia em duas fontes principais
para suas pesquisas e conclusões:
l	 Uma pesquisa global, conduzida em maio
de 2012, com 235 executivos do nível de diretoria.
Desses, 57% são CEOs. Os entrevistados vêm da
América do Norte (47%), Europa Ocidental (40%),
Europa Oriental (8%) e do Oriente Médio (4%); no
total, 38 países estão representados. Uma ampla
variedade de setores também está representada,
incluindo serviços financeiros (15%),
atendimento médico, farmácia e biotecnologia
(12%), serviços profissionais (12%), manufatura
(10%) e TI e tecnologia (8%). Metade dos
participantes é composta por empresas de grande
porte, com mais de US$ 500 milhões em receita
anual; a outra metade é composta por empresas
de pequeno e médio porte.
l	 Uma série de entrevistas detalhadas com
executivos sêniores de grandes empresas
e outros especialistas, listados abaixo.
Lucy Dimes
CEO da Alcatel-Lucent no Reino Unido
e na Irlanda
Philippe Gas
CEO, Euro Disney
Dinesh Paliwal
CEO, Harman International
Zoe Yujnovich
CEO, Iron Ore of Canada
Paul Sparrow
Professor, Diretor do Centro de RH dirigido ao
desempenho, Universidade de Lancaster
Richard Beatty
Professor de gerenciamento de recursos humanos,
Universidade Rutgers
Gostaríamos de agradecer a todos os entrevistados
e participantes da pesquisa pelo tempo
e informações fornecidos.
O relatório foi editado por Gilda Stahl.
© The Economist Intelligence Unit Limited 20123
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Duas tendências dominantes estão potencialmente
remodelando a função do setor de RH no mundo
corporativo. A primeira está relacionada ao rápido
crescimento da economia de conhecimentos. Nesse
ambiente, uma força de trabalho comprometida,
apropriadamente qualificada e acionada de modo
prudente é essencial para desenvolver novos
produtos e superar a concorrência.
Em segundo lugar, muitas funções
administrativas que antes eram gerenciadas por
departamentos de RH, como folhas de pagamentos
e pensões, agora são desempenhadas por terceiros.
De fato, a pesquisa revela que mais de dois terços
das empresas terceirizam uma parte de suas
funções de RH.1
Portanto, uma oportunidade foi apresentada
ao setor de RH. Livres de algumas de suas antigas
responsabilidades, os profissionais de RH têm
a chance de transformar o papel que exercem,
explorando sua imagem de especialistas em
pessoas para se colocarem no centro do debate
sobre a direção estratégica de uma empresa.
Uma pesquisa ampla conduzida pela
Economist Intelligence Unit, patrocinada
pela Oracle e pela IBM, confirmou que aqueles
que estão no topo do mundo corporativo
(os diretores-presidentes) estão muito
preocupados com o possível impacto negativo
de determinados problemas de pessoal, se eles
não forem gerenciados adequadamente. Uma
proporção significativa dos CEOs entrevistados
acredita na capacidade de seu gerente de RH
de ajudar a empresa a superar esses desafios.
No entanto, embora acredite-se que o setor de
RH desempenha bem suas funções dentro dos
seus próprios parâmetros, algumas dúvidas
permanecem sobre seu entendimento comercial
da empresa em um âmbito mais amplo. Isso
sinaliza que, aos olhos do CEO, os gerentes de RH
não concluíram sua transição de administradores
para parceiros estratégicos.
Os gerentes de RH, no entanto, podem já ter
uma plataforma a partir da qual se inserir na
esfera estratégica. Frequentemente, eles são
indispensáveis para o CEO como um conselheiro e,
se essa atmosfera de disposição e confiança puder
ser incentivada, poderá culminar em um maior
envolvimento estratégico para o setor de RH.
Introdução
1. Chartered Institute of
Personnel and Development
(2009) “HR Outsourcing and the
HR Function”, p.7.
© The Economist Intelligence Unit Limited 20124
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Os CEOs se preocupam com o risco de que os
desafios da força de trabalho possam afetar os
resultados de sua empresa em um futuro próximo,
se soluções adequadas não forem encontradas.
Por exemplo, mais da metade dos participantes
da pesquisa diz que a “insuficiência de talentos
na organização como um todo” pode prejudicar
sua empresa no âmbito financeiro nos próximos
12 meses. Uma quantidade significativa de CEOs
também se preocupa com a “insuficiência de
talentos de liderança”, com a “falta de alinhamento
de objetivos individuais e de negócios” e o
“baixo nível de satisfação dos funcionários”.
O RH, como componente da estratégia
corporativa, claramente é um tema de negócios
importante para os CEOs. “Para mim, os recursos
humanos são elementos essenciais da empresa”,
diz Philippe Gas, CEO da Euro Disney. “Temos quase
15.000 funcionários que precisam fazer o máximo
possível para que a experiência dos visitantes dos
nossos parques temáticos seja única e especial.
Sua motivação é absolutamente vital para o nosso
sucesso. Eles precisam se sentir energizados
e entender como seus esforços se enquadram
na estratégia geral da empresa.”
RH e estratégia organizacional
1
56
43
41 38
29
29
9
Q
❛❛
Para mim, os
recursos humanos
são elementos
essenciais
da empresa.
❜❜
Philippe Gas, CEO, Euro Disney
© The Economist Intelligence Unit Limited 20125
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
A necessidade de o RH demonstrar a capacidade
de sua equipe pode ser particularmente forte
no momento atual, em face às dificuldades
econômicas que grande parte do mundo ocidental
atravessa. “As fraquezas operacionais podem ser
mascaradas em um período de prosperidade”, diz
Lucy Dimes, CEO das operações da Alcatel-Lucent
no Reino Unido e na Irlanda, uma empresa global
de equipamentos de telecomunicação.
“No entanto, quando o ambiente é difícil,
é necessário aproveitar ao máximo o potencial
das pessoas para manter o progresso da empresa.”
Acrescentando ainda mais pressão ao atual
ambiente difícil, frequentemente as empresas
precisam produzir mais com menos pessoas.
Pesquisas recentes da Economist Intelligence
Unit constataram que mais de um terço das empresas
reduziu sua força de trabalho nos últimos três anos.
❛❛
As fraquezas
organizacionais
podem ser
mascaradas em
um período de
prosperidade. No
entanto, quando
o ambiente é
difícil, é necessário
aproveitar
ao máximo
o potencial das
pessoas para
manter o progresso
da empresa.
❜❜
Lucy Dimes, CEO das
operações da Alcatel-Lucent
no Reino Unido e na Irlanda
© The Economist Intelligence Unit Limited 20126
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Embora seja clara a necessidade de o RH ajudar
no âmbito pessoal, vital dentro da estratégia
corporativa, somente uma escassa maioria dos
CEOs acredita que o gerente de RH desempenha
um papel importante no planejamento estratégico.
No entanto, uma proporção significativamente
mais alta (70%) dos CEOs quer que o gerente
do RH desempenhe um papel mais importante.
“Os líderes sabem que precisam entender como
as pessoas podem ajudar a organização a ter
sucesso e que o gerente de RH pode realmente
ajudar a proporcionar esse entendimento”,
diz Richard Beatty, professor de gerenciamento
de recursos humanos da Universidade Rutgers.
“Todas as empresas têm o mesmo acesso a recursos
naturais e tecnologia. Ter grandes talentos que
sejam melhores que os da concorrência é um fator
diferencial crucial no mundo atual.”
Por que há uma diferença tão substancial
entre a realidade atual do envolvimento do RH
e o cenário ideal sugerido pelos CEOs? Como não
há sinal de que os gerentes de RH estejam se
contendo (de acordo com a pesquisa, mais de
dois terços querem desempenhar um papel mais
Influência estratégica do RH:
a realidade atual2
55
Ele desempenha
um papel
importante
21Nada
envolvido
70
Ele desempenhe
um papel
importante
16Nada
envolvido
Q
❛❛
Todas as empresas
têm o mesmo
acesso a recursos
naturais e
tecnologia; contar
com grandes
talentos que
sejam melhores
que os da
concorrência é o
fator diferencial.
❜❜
Richard Beatty,
Professor de gerenciamento
de recursos humanos da
Universidade Rutgers
© The Economist Intelligence Unit Limited 20127
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
importante, dizem os CEOs), ou há uma certa
ambivalência por parte do RH ou seus colegas
executivos sêniores podem estar negando a eles
acesso a debates importantes sobre a estratégia
da empresa.
Talvez os gerentes de RH não estejam sendo
incluídos no planejamento estratégico porque
há dúvidas sobre se eles têm a amplitude de
conhecimentos de negócios necessária para
participar de modo produtivo. Uma proporção
significativa dos entrevistados acredita que seus
gerentes de RH se preocupam demasiadamente com
uma agenda de RH limitada. Do total, 41% acreditam
que seus gerentes de RH estão “demasiadamente
concentrados em processos e regras” e 37% dizem
que eles “não entendem a empresa o suficiente”.
“A maioria dos CEOs acha irritante quando os
gerentes de RH veem a estratégia corporativa
somente através da lente de sua especialidade”,
diz o Professor Paul Sparrow, Diretor do Centro
de RH dirigido ao desempenho da Universidade
de Lancaster. “Concentrar-se demais em pequenos
detalhes, ser muito negativo ou alertar de que
o calendário de planejamento é muito apertado
os tornará impopulares. Eles precisam manter um
equilíbrio entre os detalhes de seu conhecimento
de RH e uma abordagem mais ampla e comercial.”
Em segundo lugar, seu desempenho em áreas
que vão além do setor de RH com frequência não
impressiona. Enquanto mais de dois terços dos
CEOs pensam que o gerente de RH está fazendo
um bom trabalho dentro de sua área específica,
somente uma minoria acredita que ele está
atingindo um nível semelhante de desempenho
em questões estratégicas, como “planejamento
de sucessão”, e apenas um pouco mais da metade
diz o mesmo sobre o “desenvolvimento de talentos
importantes”.
67
67
65
58 57 53
50
42
34
Q
© The Economist Intelligence Unit Limited 20128
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
A pesquisa revela que os CEOs são consideravelmente
mais propensos a acreditar que sua relação com seu
gerente de RH é próxima e de confiança (e valorizam
muito essa relação) do que a acreditar que o gerente
de RH está desempenhando um papel importante
na estratégia. Essa discrepância é mais evidente
em empresas maiores. Em empresas com mais
de 5.000 funcionários, 75% dos CEOs dizem que
sua relação com o gerente de RH é próxima e de
confiança e 76% dizem que ela é uma de suas
relações mais valiosas. No entanto, somente
53% dizem que o gerente de RH já desempenha
um papel importante no planejamento estratégico.
O gerente de RH está claramente provando ser
útil para o CEO de maneiras não relacionadas
à estratégia corporativa. A maneira exata em que
isso vem ocorrendo começou a ficar aparente
durante nossas entrevistas individuais com CEOs de
grandes empresas e com especialistas acadêmicos.
Isso provém da noção de que o gerente de RH tem
uma grande inteligência emocional, possui um
discernimento desenvolvido sobre as pessoas
e é um bom comunicador.
De acordo com o professor Sparrow, o gerente
de RH frequentemente atua como um ouvinte
e um conselheiro valioso para o CEO. “A relação
funciona melhor quando o gerente de RH se torna
um conselheiro informal, oferecendo comentários
práticos sobre as ideias do CEO”, diz. “Os CEOs
tendem a ser criativos e cheios de ideias, mas às
vezes eles precisam de alguém que os ajude a ver a
realidade.”
Essa avaliação pode ser empregada não apenas
para refinar e melhorar as ideias dos CEOs, mas
também para aperfeiçoar seu desempenho geral.
Simon Henry, CFO da Shell, diz que cabe a ele e ao
gerente de RH de sua organização fazer críticas
construtivas ao CEO. “Uma de nossas tarefas é fazer
comentários ao próprio CEO sobre como seu estilo
de liderança afeta o Comitê Executivo”, diz. “Ambos
temos o dever de dizer a verdade a ele.”
Esses comentários são particularmente
importantes devido ao receio de muitos
funcionários em criticar diretamente aqueles que
estão acima deles na hierarquia. O gerente de RH
pode, portanto, obter informações mais precisas
sobre o que a organização como um todo pensa
sobre o CEO. “É possível que as pessoas não queiram
me dizer o que eu poderia fazer melhor”, diz Dimes,
da Alcatel-Lucent. “O gerente de RH recebe uma
resposta diferente da minha. Ele também tem
contato direto com mais pessoas em toda
a organização do que eu, e eles podem dizer
a ele de que maneira eu posso melhorar.”
O CEO de uma grande organização é alvo
de constantes análises detalhadas da mídia,
investidores e funcionários. Além disso, espera-se
que ele sempre represente a imagem da organização.
Essas exigências implicam uma pressão pessoal
considerável. O CEO pode querer ter alguém próximo
no ambiente de trabalho com quem ele possa relaxar,
ainda que seja por um breve período. Essa função de
orientador executivo informal é frequentemente
desempenhada pelo gerente de RH.
“Dentro da sala de reuniões, é difícil para
o CEO dizer que ele não sabe ou que tem dúvidas
a respeito de uma estratégia”, diz o professor
Sparrow. “Fora da reunião, ele pode falar
honestamente sobre problemas que precisa
superar para fazer melhor o seu trabalho.”
O CEO e o gerente de RH:
a relação pessoal3
❛❛
Os CEOs tendem
a ser criativos
e cheios de ideias,
mas às vezes
precisam de
alguém que
os ajude a ver
a realidade.
❜❜
Paul Sparrow,
Diretor do Centro de RH
dirigido ao desempenho da
Universidade de Lancaster
© The Economist Intelligence Unit Limited 20129
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Uma proporção significativa dos CEOs
frequentemente fala sobre o desempenho e o
desenvolvimento executivo com seu gerente de RH.
Isso parece ocorrer particularmente entre as maiores
empresas que participaram da nossa pesquisa
(as que têm receita anual de mais de US$ 10 bilhões;
veja a barra lateral na próxima página).
Parece que o CEO frequentemente confia ao
gerente de RH a tarefa de garantir que todos os
indivíduos da equipe sênior de gerenciamento
trabalhem com eficiência e que a química da equipe
também funcione bem. “Precisamos do gerente
de RH na mesa do Comitê Executivo”, diz Zoe
Yujnovich, CEO da Iron Ore of Canada. “A equipe
de gerenciamento sênior define o tom para toda
a organização; o gerente de RH cuida para que
a equipe seja atualizada periodicamente com
novos funcionários e que as relações interpessoais
continuem a funcionar apropriadamente, apesar das
fortes discussões necessárias que devemos ter sobre
a estratégia da empresa.”
Dinesh Paliwal, CEO da Harman International,
uma empresa global de tecnologia de áudio
e componentes eletrônicos automotivos sediada
em Connecticut, revela que seu gerente de RH pode
atuar como uma ponte vital entre o CEO e o Comitê
Executivo. “Ele não apenas precisa alinhar
pessoas com experiências distintas, diferentes
nacionalidades e frequentemente com
personalidades muito diferentes, mas também
pode esclarecer minhas ideias para os que não
as entenderam completamente e, talvez, de uma
maneira muito sensível, informar-me quando um
membro do Comitê Executivo tiver um problema
pessoal que esteja afetando temporariamente
o trabalho dele.”
O gerente de RH pode não só ser responsável pelo
recrutamento para a equipe, como também atuar
como solucionador de problemas ou colaborador,
removendo indivíduos com baixo desempenho ou
recalcitrantes, prevenindo o mau funcionamento
da equipe. Richard Beatty da Universidade Rutgers
acredita que muitos CEOs veem o gerente de RH
como um colega leal que facilitará as coisas para
ele. “Muitos gerentes de RH podem ser ótimos
estrategistas, mas muitos outros são populares
com o CEO simplesmente porque estabeleceram uma
relacão de amizade com ele”, diz. “Frequentemente,
são parceiros de longo prazo, livram o CEO de
problemas quando ele ou ela deixa alguém chateado
e afastam pessoas problemáticas da organização
com o máximo de discrição.”
Gerenciamento da equipe executiva
4
❛❛
Precisamos do
gerente de RH na
mesa do Comitê
Executivo.
❜❜
Zoe Yujnovich, CEO,
Iron Ore of Canada
© The Economist Intelligence Unit Limited 201210
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Quando se trata da função do gerente de RH,
há diferenças significativas entre empresas muito
grandes e as de menor porte. Entre as maiores
empresas pesquisadas pela Economist Intelligence
Unit em maio de 2012 (com receita anual de mais
de US$ 10 bilhões), as discussões entre o CEO
e o gerente de RH giram muito mais em torno de
preocupações executivas do que em organizações
menores. Setenta e dois por cento dos CEOs
das maiores empresas dizem que discutem
“frequentemente” temas de desempenho
e desenvolvimento executivo com o gerente de RH,
em comparação com 34% de todas as demais
empresas. Metade dos entrevistados das maiores
empresas diz que fala “frequentemente” sobre
sucessão executiva, consideravelmente mais que
os 14% de todas as demais empresas. Quando
o tema é remuneração executiva, essas
porcentagens são de 39% e 18%, respectivamente.
Os CEOs das maiores empresas também falam
sobre satisfação do cliente, diversidade e
remuneração geral de funcionários com o gerente
de RH com mais frequência do que seus colegas de
empresas menores, embora a diferença no nível
de frequência não seja tão grande quanto para as
preocupações executivas.
Essas discussões frequentes ocorrem apesar
do fato de 39% dos CEOs dessas empresas maiores
gastarem menos de cinco horas por mês com seu
gerente de RH, individualmente ou em grupo,
e outros 22% gastarem menos de dez horas
com eles.
Grandes empresas e conversas apressadas
72
34
39
18
Q
© The Economist Intelligence Unit Limited 201211
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Os CEOs estão claramente preocupados com o impacto
das questões de RH no desempenho da empresa. Eles
também querem que o gerente de RH desempenhe
um papel mais estratégico no gerenciamento dessas
questões. No momento, entretanto, preocupações
sobre o conhecimento comercial e alguns aspectos
do seu desempenho estão impedindo que mais
gerentes de RH exerçam essa influência estratégica.
Talvez fosse melhor que os gerentes de RH
aumentassem sua influência, e também a de todo
o setor de RH, monstrando-se continuamente úteis
para o CEO das maneiras descritas acima. Essa
é certamente a natureza humana: se o CEO confiar
no gerente de RH de maneira consistente para
determinados assuntos importantes e eles
concordarem um com o outro, a probabilidade
de ogerente de RH ser convidado para participar
de outras áreas como um procedimento normal
será maior.
“Se a relação entre esses dois indivíduos for
boa, os CEOs tenderão a dar ao setor de RH mais
liberdade, sem muita interferência. Além disso,
haverá menos avaliações negativas do setor
de RH em geral”, diz o professor Sparrow.
No entanto, essa relação não será criada do dia para
a noite. O CEO e o gerente de RH precisam se esforçar
para que essa relação funcione. “Não é possível
esperar que ela aconteça automaticamente”, diz
Paliwal, da Harman. “Como CEO, você precisa se abrir,
ser honesto sobre suas próprias fraquezas e mostrar
ao gerente de RH que ele nunca deve ter medo de
dizer o que pensa. Assim como ocorre com qualquer
ótima parceria, uma relação precisa de coragem,
comunicação e verdade, como em um casamento.”
Os gerentes de RH, por sua vez, podem ampliar
sua influência das seguintes maneiras:
l	 Desenvolvendo uma relação pessoal.
Os gerentes de RH podem demonstrar seu valor
atuando como um conselheiro para as ideias do
CEO, fazendo comentários sobre o desempenho
do CEO e, em geral, tornando-se um confidente
e orientador executivo informal.
l	 Garantindo que a equipe executiva sênior
trabalhe de modo eficiente como uma
unidade. O CEO frequentemente confia ao
gerente de RH a tarefa de garantir que todos
os indivíduos da equipe de gerenciamento
sênior trabalhem com eficiência e que
a química da equipe também funcione bem.
Se essa tarefa for bem executada, o gerente
de RH se tornará ainda mais indispensável
para o CEO.
l	 Impressionando os colegas com sugestões
sobre como a organização pode estar
preparada para implementar sua estratégia.
O gerente de RH precisa exibir uma compreensão
comercial mais ampla dos negócios, derrubando
assim a imagem de que seus conhecimentos são
restritos e estão limitados aos elementos de RH.
Conclusão: práticas recomendadas
para gerentes de RH5
❛❛
Como CEO, você
precisa se abrir, ser
honesto sobre suas
próprias fraquezas
e mostrar ao
gerente de RH
que ele nunca deve
ter medo de dizer
o que pensa;
a relação precisa
de coragem,
comunicação
e verdade,
assim como
um casamento.
❜❜
Dinesh Paliwal, CEO,
Harman International
© The Economist Intelligence Unit Limited 201212
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
l	 Arquitetando sua inclusão no Conselho de
Diretores ou no Comitê Executivo. É assim que
o gerente de RH desenvolve relações e ganha
relevância. No mínimo, solicite mais tempo
juntos para ter a oportunidade de explorar
temas de nível mais alto.
l	 Colocando o foco nos tópicos certos. O gerente
de RH precisa se concentrar nas questões que
realmente importam para o CEO e CFO, aquelas
que eles temem que possam prejudicar
financeiramente a empresa. Demonstrar
formas criativas e proativas para resolver
esses problemas demonstrará claramente
o valor do gerente de RH.
l	 Tomando a iniciativa. Nossa pesquisa
revelou que tanto o CEO quanto o CFO querem
que o gerente de RH seja um parceiro no
desenvolvimento da estratégia para lidar com
a equipe. Os gerentes de recursos humanos não
devem crer que são excluídos deliberadamente,
eles precisam tomar a iniciativa para serem
incluídos.
Ao seguir essas diretrizes, o RH poderá
continuar a aumentar seu impacto nas
organizações modernas. “Nem sempre foi fácil
mostrar o valor do RH”, diz Gas da Euro Disney,
que desempenhou funções sêniores de RH por
vários anos, uma trajetória altamente incomum
até o principal cargo de uma organização. “No
entanto, há um aumento gradual da consciência
de que o RH precisa ser mais do que apenas
uma função de suporte. As empresas estão se
conscientizando de forma lenta, porém certeira,
sobre a importância das pessoas e da função
que o RH pode desempenhar na estratégia.”
© The Economist Intelligence Unit Limited 201213
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Apêndice:
resultados
da pesquisa
As porcentagens podem não totalizar 100% devido ao arredondamento de valores ou à habilidade
dada aos entrevistados de escolher várias respostas.
57
43
CEO/Presidente/Diretor administrativo
(ou equivalente)
CFO/Diretor financeiro
(ou equivalente)
Estados Unidos
Reino Unido
Canadá
Itália
Espanha
Alemanha
França, Polônia, Rússia, Emirados Árabes Unidos,
Bélgica, Dinamarca, Suíça
Bulgária, República Tcheca, Irlanda, Portugal, Áustria, Hungria,
Holanda, Noruega, Arábia Saudita, Eslováquia, Suécia
Em que país você está?
(% de entrevistados)
América do Norte
Europa Ocidental
Europa Oriental
Oriente Médio
Em que região você está?
(% de entrevistados)
Membro do Comitê Executivo
Nenhuma
Membro do Conselho de Diretores
Ambas
Que posição o gerente de RH (ou CHRO) ocupa
em sua organização?
(% de entrevistados)
© The Economist Intelligence Unit Limited 201214
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Menos de 1 ano
De 1 a 2 anos
De 3 a 5 anos
De 6 a 10 anos
De 11 a 15 anos
De 16 a 20 anos
Mais de 20 anos
Não sei
Há quanto tempo o gerente de RH está na função?
(% de entrevistados)
0
De 1 a 5 horas
De 6 a 10 horas
De 11 a 20 horas
De 21 a 30 horas
De 31 a 40 horas
Mais de 40 horas
Em um mês comum, quanto tempo você gasta em reuniões
com o gerente de RH da sua organização (sejam elas reuniões
exclusivas ou em grupo)?
(% de entrevistados)
Frequentemente Às vezes Raramente Nunca
Desempenho e desenvolvimento executivo
Sucessão executiva
Remuneração executiva
Satisfação dos funcionários
Remuneração geral de funcionários
Processos/sistemas de RH
Diversidade
Estratégia corporativa
Decisões de terceirização global
Custos de RH
O que é discutido durante as reuniões mencionadas na pergunta anterior?
(% de entrevistados)
Agree Disagree Don’t know
Agree Disagree Don’t know
1 – Próxima e de confiança
2
3
4
5 – Distante e sem confiança
Como você descreveria sua relação com
o gerente de RH?
Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Próxima
e de confiança e 5 = Distante e sem confiança.
(% de entrevistados)
1 – Entre minhas relações profissionais valiosas
2
3
4
5 – Nenhum valor
Qual valor você atribui à sua relação com
o gerente de RH?
Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Entre minhas
relações profissionais valiosas e 5 = Nenhum valor.
(% de entrevistados)
© The Economist Intelligence Unit Limited 201215
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Quantidade insuficiente de talentos na organização como um todo
Quantidade insuficiente de talentos de liderança
Falta de alinhamento de objetivos individuais e empresariais
Baixa satisfação dos funcionários
Decisões insatisfatórias relacionadas à terceirização global
Custos de RH
Baixo nível de diversidade
Nenhuma das anteriores
Em sua opinião, quais das seguintes condições podem prejudicar financeiramente sua organização nos próximos 12 meses?
Selecione todas as opções aplicáveis.
(% de entrevistados)
1 Excelente 2 3 4 5 Insatisfatório Não sei/N/A
Identificar e recrutar talentos importantes
Desenvolver talentos importantes
Planejamento de sucessão
Avaliar o desempenho dos funcionários
Liderar o setor de RH
Compreender as necessidades de RH da empresa
Gerenciar os custos de benefícios e compensação
Decisões de terceirização global
Criar uma cultura organizacional que valorize um desempenho excelente
Como você classificaria o gerente de RH da sua organização nas áreas abaixo?
Classifique cada um em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Excelente e 5 = Insatisfatório.
(% de entrevistados)
© The Economist Intelligence Unit Limited 201216
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
1 – Desempenhe um papel importante
2
3
4
5 – Nada envolvido
Qual é o grau de envolvimento que você quer que o gerente de
RH tenha no planejamento estratégico?
Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Desempenhe
um papel importante e 5 = Nada envolvido.
(% de entrevistados)
Ele se concentra demais em processos e regras (não é uma pessoa capaz de avaliar todo o contexto)
Ele não entende a empresa o suficiente
Ele não tem o mesmo potencial que os demais executivos do nível da diretoria
Ele se comporta como um assessor independente e provedor de serviços e não como um membro totalmente comprometido da equipe de gerenciamento
Outros
Nenhuma das anteriores: o gerente de RH já desempenha um papel importante no planejamento estratégico
Quais são os obstáculos, se houver algum, para que o gerente de RH tenha um papel maior no planejamento estratégico?
Selecione todas as opções aplicáveis.
(% de entrevistados)
Sim, concordamos plenamente
Sim, concordamos de modo geral
Não, geralmente discordamos
Não, discordamos plenamente
Não sei
Você e o gerente de RH concordam com a estratégia de RH da organização (por exemplo, o que priorizar, como implementar
a estratégia, como gerenciar custos)?
(% de entrevistados)
1 – Ele desempenha um papel importante
2
3
4
5 – Nada envolvido
Qual é o grau de envolvimento do gerente de RH
no planejamento estratégico em sua organização?
Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Ele desempenha
um papel importante e 5 = Nada envolvido.
(% de entrevistados)
1 – Ele quer desempenhar um papel importante
2
3
4
5 – Nada envolvido
Qual é o grau de envolvimento que o gerente de RH quer ter no
planejamento estratégico, em sua opinião?
Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Ele quer
desempenhar um papel importante e 5 = Nada envolvido.
(% de entrevistados)
© The Economist Intelligence Unit Limited 201217
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Implementação da estratégia de RH
Gerenciamento dos custos da estratégia de RH
Desenvolvimento da estratégia de RH
Outros
Nenhuma das anteriores: não temos harmonia em nenhuma área
Em qual área você trabalha de modo mais harmonioso com o gerente de RH?
(% de entrevistados)
Gerenciamento dos custos da estratégia de RH
Desenvolvimento da estratégia de RH
Implementação da estratégia de RH
Outros
Nenhuma das anteriores: não discordamos em nenhuma área
Em qual área você discorda mais do gerente de RH?
(% de entrevistados)
Pesquisas de satisfação de funcionários
Taxas de retenção
Custos de remuneração em comparação com as referências do setor
Custos de benefícios
Diversidade da força de trabalho
Tempo que os principais cargos permanecem sem preencher
Custos jurídicos e de cumprimento de regras
Número de candidatos por posição aberta
Classificações externas dos principais empregadores
Outros
Nenhuma das anteriores: não usamos nenhuma métrica de RH
Quais das métricas a seguir, se aplicáveis, sua organização usa para avaliar o valor do setor de RH?
Selecione todas as opções aplicáveis.
(% de entrevistados)
© The Economist Intelligence Unit Limited 201218
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Pesquisas de satisfação de funcionários
Taxas de retenção
Custos de remuneração em comparação com as referências do setor
Custos de benefícios
Tempo que os principais cargos permanecem sem preencher
Classificações externas dos principais empregadores
Diversidade da força de trabalho
Número de candidatos por posição aberta
Custos jurídicos e de cumprimento de regras
Outros
Nenhuma das anteriores: não preciso de nenhuma métrica de avaliação do RH
Quais das seguintes avaliações do valor do setor de RH são as mais úteis para você?
Selecione todas as opções aplicáveis.
(% de entrevistados)
Indisponibilidade de dados
Falta de iniciativa do RH
Sistemas de TI inadequados
Falta de iniciativa da diretoria
Sobrecarga de dados: incapacidade de extrair significados dos dados disponíveis
Dados fora de prazo
Financiamento inadequado
Outros
Nenhuma das anteriores: não há obstáculos
Quais são os obstáculos, se houver algum, à avaliação do valor do setor de RH em sua organização?
Selecione todas as opções aplicáveis.
(% de entrevistados)
© The Economist Intelligence Unit Limited 201219
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Serviços financeiros
Assistência médica, farmácia e biotecnologia
Serviços profissionais
Manufatura
TI e tecnologia
Bens de consumo
Energia e recursos naturais
Entretenimento, mídia e editorial
Construção e mercado imobiliário
Varejo
Governo/Setor público
Transportes, viagens e turismo
Automotivo
Logística e distribuição
Aeroespacial/Defesa
Agricultura e agronegócios
Educação
Telecomunicações
Produtos químicos
Qual é o seu principal setor de atuação?
(% de entrevistados)
59
15
12
6
8
Menos de 1.500
1.501-5.000
5.001-20.000
20.001-50.000
Mais de 50.000
© The Economist Intelligence Unit Limited 201220
Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento
Embora tenhamos feito todo o possível para verificar a precisão
dessas informações, nem a The Economist Intelligence Unit Ltd.
nem o patrocinador deste relatório podem aceitar qualquer
responsabilidade pela confiabilidade de qualquer pessoa neste
estudo ou de quaisquer informações, opiniões ou conclusões
estabelecidas no relatório.
Capa:Shutterstock
Londres
26 Red Lion Square
Londres
WC1R 4HQ
Reino Unido
Tel: (44.20) 7576 8000
Fax: (44.20) 7576 8476
E-mail: london@eiu.com
Nova York
750 Third Avenue
5th Floor
Nova York, NY 10017
Estados Unidos
Tel: (1.212) 554 0600
Fax: (1.212) 586 0248
E-mail: newyork@eiu.com
Hong Kong
6001, Central Plaza
18 Harbour Road
Wanchai
Hong Kong
Tel: (852) 2585 3888
Fax: (852) 2802 7638
E-mail: hongkong@eiu.com
Genebra
Boulevard des
Tranchées 16
1206 Genebra
Suíça
Tel: (41) 22 566 2470
Fax: (41) 22 346 93 47
E-mail: geneva@eiu.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...
ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...
ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...LinkedIn
 
Apresentação institucional do CEOlab
Apresentação institucional do CEOlabApresentação institucional do CEOlab
Apresentação institucional do CEOlabRaquel Abrantes
 
Palestra rh inpg unitau_01nov2014
Palestra rh inpg unitau_01nov2014Palestra rh inpg unitau_01nov2014
Palestra rh inpg unitau_01nov2014Paulo Moraes
 
A importância do T&D na Retenção de Talentos
A importância do T&D na Retenção de TalentosA importância do T&D na Retenção de Talentos
A importância do T&D na Retenção de TalentosClaudemir Oribe
 
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosNovos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosclaudiamendes
 
Palestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-Rio
Palestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-RioPalestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-Rio
Palestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-RioErick Vils
 
CEOlab Institucional 2016
CEOlab Institucional 2016CEOlab Institucional 2016
CEOlab Institucional 2016CEOlab
 
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaUm engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaLowrrayny Franchesca
 
20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performance20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performancesuelen matta
 
A proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientes
A proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientesA proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientes
A proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientesCEOlab
 
Novas abordagens em consultoria RH
Novas abordagens em consultoria RHNovas abordagens em consultoria RH
Novas abordagens em consultoria RHBig Experience
 
Site amory serviços-planejamento est ok
Site amory serviços-planejamento est okSite amory serviços-planejamento est ok
Site amory serviços-planejamento est okAmory Serviços Ltda.
 

Mais procurados (19)

ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...
ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...
ConnectIn São Paulo: Insights sobre o Futuro da Atração de Talentos | Apresen...
 
Apresentação institucional do CEOlab
Apresentação institucional do CEOlabApresentação institucional do CEOlab
Apresentação institucional do CEOlab
 
Palestra rh inpg unitau_01nov2014
Palestra rh inpg unitau_01nov2014Palestra rh inpg unitau_01nov2014
Palestra rh inpg unitau_01nov2014
 
Zona de incompetência
Zona de incompetênciaZona de incompetência
Zona de incompetência
 
A importância do T&D na Retenção de Talentos
A importância do T&D na Retenção de TalentosA importância do T&D na Retenção de Talentos
A importância do T&D na Retenção de Talentos
 
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosNovos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
 
Metodologia ROI
Metodologia ROI Metodologia ROI
Metodologia ROI
 
Evolução do RH nas organizações.
Evolução do RH nas organizações.Evolução do RH nas organizações.
Evolução do RH nas organizações.
 
Palestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-Rio
Palestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-RioPalestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-Rio
Palestra Leyla Nascimento (ABRH-Rio) na ABF-Rio
 
Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro
Gestão da Inovação no Contexto BrasileiroGestão da Inovação no Contexto Brasileiro
Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro
 
CEOlab Institucional 2016
CEOlab Institucional 2016CEOlab Institucional 2016
CEOlab Institucional 2016
 
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaUm engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
 
Retenção de talentos
Retenção de talentosRetenção de talentos
Retenção de talentos
 
FDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de PessoasFDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de Pessoas
 
20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performance20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performance
 
A proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientes
A proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientesA proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientes
A proposta de criação de valor do CEOlab alavanca desempenho de clientes
 
Novas abordagens em consultoria RH
Novas abordagens em consultoria RHNovas abordagens em consultoria RH
Novas abordagens em consultoria RH
 
Site amory serviços-planejamento est ok
Site amory serviços-planejamento est okSite amory serviços-planejamento est ok
Site amory serviços-planejamento est ok
 
Portfolio ab consultores
Portfolio ab consultoresPortfolio ab consultores
Portfolio ab consultores
 

Destaque

Apostila de sql oracle (pt br)
Apostila de sql   oracle (pt br)Apostila de sql   oracle (pt br)
Apostila de sql oracle (pt br)Sandro Freitas
 
Lisboa Pombalina
Lisboa PombalinaLisboa Pombalina
Lisboa Pombalinagueste568b3
 
Regulamento Concurso de qualidade 2010
Regulamento Concurso de qualidade 2010Regulamento Concurso de qualidade 2010
Regulamento Concurso de qualidade 2010nataliafernandes
 
Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013
Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013
Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013SPC Brasil
 
Creación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore Group
Creación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore GroupCreación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore Group
Creación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore Groupjudadd
 
Indicadores Mercado Digital - 2015
Indicadores Mercado Digital - 2015Indicadores Mercado Digital - 2015
Indicadores Mercado Digital - 2015Rafael Comin
 
43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior
43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior
43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino SuperiorSPC Brasil
 
Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?
Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?
Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?Sociedad Yoruba Mexico
 
Taller de induccion secundaria 9 dd49f
Taller de induccion secundaria 9 dd49fTaller de induccion secundaria 9 dd49f
Taller de induccion secundaria 9 dd49fIsela Guerrero Pacheco
 
Vii material huaral viernes 26 de junio 2015
Vii material huaral  viernes 26 de junio 2015Vii material huaral  viernes 26 de junio 2015
Vii material huaral viernes 26 de junio 2015Isela Guerrero Pacheco
 
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)SAN JOSE OBRERO
 
Eleição da Comissão Política do PSD Cartaxo
Eleição da Comissão Política do PSD CartaxoEleição da Comissão Política do PSD Cartaxo
Eleição da Comissão Política do PSD CartaxoPsd Cartaxo
 
PresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio La Franquicia Dentro Del Sector Hotelero
PresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio   La Franquicia Dentro Del Sector HoteleroPresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio   La Franquicia Dentro Del Sector Hotelero
PresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio La Franquicia Dentro Del Sector HoteleroLester Grace
 

Destaque (20)

CEO - Corporate Executive Offices
CEO - Corporate Executive OfficesCEO - Corporate Executive Offices
CEO - Corporate Executive Offices
 
Apostila de sql oracle (pt br)
Apostila de sql   oracle (pt br)Apostila de sql   oracle (pt br)
Apostila de sql oracle (pt br)
 
Lisboa Pombalina
Lisboa PombalinaLisboa Pombalina
Lisboa Pombalina
 
1a 3 - eq 1 - filtraçao
1a 3 - eq 1 - filtraçao1a 3 - eq 1 - filtraçao
1a 3 - eq 1 - filtraçao
 
Regulamento Concurso de qualidade 2010
Regulamento Concurso de qualidade 2010Regulamento Concurso de qualidade 2010
Regulamento Concurso de qualidade 2010
 
Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013
Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013
Apresentacao de pesquisa do comportamento consumo 2013
 
Creación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore Group
Creación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore GroupCreación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore Group
Creación de una orden de venta con el acuerdo The Rushmore Group
 
Indicadores Mercado Digital - 2015
Indicadores Mercado Digital - 2015Indicadores Mercado Digital - 2015
Indicadores Mercado Digital - 2015
 
Unit4 b
Unit4 bUnit4 b
Unit4 b
 
43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior
43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior
43,5% das dívidas no setor de Educação são do Ensino Superior
 
Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?
Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?
Los Animales en la Adivinación de Ifá: ¿Tan solo Fábulas?
 
Taller de induccion secundaria 9 dd49f
Taller de induccion secundaria 9 dd49fTaller de induccion secundaria 9 dd49f
Taller de induccion secundaria 9 dd49f
 
Vii material huaral viernes 26 de junio 2015
Vii material huaral  viernes 26 de junio 2015Vii material huaral  viernes 26 de junio 2015
Vii material huaral viernes 26 de junio 2015
 
Suiza
SuizaSuiza
Suiza
 
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
 
Eleição da Comissão Política do PSD Cartaxo
Eleição da Comissão Política do PSD CartaxoEleição da Comissão Política do PSD Cartaxo
Eleição da Comissão Política do PSD Cartaxo
 
word
wordword
word
 
PresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio La Franquicia Dentro Del Sector Hotelero
PresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio   La Franquicia Dentro Del Sector HoteleroPresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio   La Franquicia Dentro Del Sector Hotelero
PresentacióN Nuevas LíNeas De Negocio La Franquicia Dentro Del Sector Hotelero
 
E-Mail Marketing
E-Mail MarketingE-Mail Marketing
E-Mail Marketing
 
Administrandooseudinheiro 131118124151-phpapp01
Administrandooseudinheiro 131118124151-phpapp01Administrandooseudinheiro 131118124151-phpapp01
Administrandooseudinheiro 131118124151-phpapp01
 

Semelhante a Ceo perspectives how_hr_can_take_on_a_bigger_role_in_driving_growth_brazilian_portuguese

O papel estratégico de rh cópia (nx power-lite)
O papel estratégico de rh   cópia (nx power-lite)O papel estratégico de rh   cópia (nx power-lite)
O papel estratégico de rh cópia (nx power-lite)Daniel de Carvalho Luz
 
Trabalho de Sobre Os Processos de RH
Trabalho de Sobre Os Processos de RHTrabalho de Sobre Os Processos de RH
Trabalho de Sobre Os Processos de RHOrlando Tandala
 
50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO
50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO
50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTOTatiane Souza
 
Michael Page - Barômetro Global de RH 2013
Michael Page - Barômetro Global de RH 2013Michael Page - Barômetro Global de RH 2013
Michael Page - Barômetro Global de RH 2013Raquel Kroich
 
16 ri estudo_ibri_deloitte
16 ri estudo_ibri_deloitte16 ri estudo_ibri_deloitte
16 ri estudo_ibri_deloitteceiestudos
 
Robert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOs
Robert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOsRobert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOs
Robert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOsRobert Half Brasil
 
Desafios do crescimento Ernst & Young
Desafios do crescimento   Ernst & YoungDesafios do crescimento   Ernst & Young
Desafios do crescimento Ernst & YoungJornal do Commercio
 
Relatório global portugal
Relatório global portugalRelatório global portugal
Relatório global portugaljoanabarrosmp
 
O que sera exigido do CEO do futuro?
O que sera exigido do CEO do futuro?O que sera exigido do CEO do futuro?
O que sera exigido do CEO do futuro?Valter Faria
 
Desafios e Soluções de RH
Desafios e Soluções de RHDesafios e Soluções de RH
Desafios e Soluções de RHadouradosilva
 
Liderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaLiderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaDavid Campos
 
Liderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaLiderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaDavi Montenegro
 
Capitalizando na Complexidade
Capitalizando na ComplexidadeCapitalizando na Complexidade
Capitalizando na ComplexidadeSandro Servino
 
Barómetro Global de RH
Barómetro Global de RHBarómetro Global de RH
Barómetro Global de RHjoanabarrosmp
 

Semelhante a Ceo perspectives how_hr_can_take_on_a_bigger_role_in_driving_growth_brazilian_portuguese (20)

RX do RH
RX do RHRX do RH
RX do RH
 
Revista Melhor: programa RH Triple A FDC
Revista Melhor: programa RH Triple A FDCRevista Melhor: programa RH Triple A FDC
Revista Melhor: programa RH Triple A FDC
 
O papel estratégico de rh cópia (nx power-lite)
O papel estratégico de rh   cópia (nx power-lite)O papel estratégico de rh   cópia (nx power-lite)
O papel estratégico de rh cópia (nx power-lite)
 
Trabalho de Sobre Os Processos de RH
Trabalho de Sobre Os Processos de RHTrabalho de Sobre Os Processos de RH
Trabalho de Sobre Os Processos de RH
 
50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO
50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO
50 INDICADORES PARA VOCÊ INVESTIR EM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO
 
Michael Page - Barômetro Global de RH 2013
Michael Page - Barômetro Global de RH 2013Michael Page - Barômetro Global de RH 2013
Michael Page - Barômetro Global de RH 2013
 
I Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimento
I Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimentoI Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimento
I Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimento
 
16 ri estudo_ibri_deloitte
16 ri estudo_ibri_deloitte16 ri estudo_ibri_deloitte
16 ri estudo_ibri_deloitte
 
Robert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOs
Robert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOsRobert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOs
Robert Half White Paper - O RH dos sonhos dos CEOs
 
Desenvolvimento de liderança amcham
Desenvolvimento de liderança   amchamDesenvolvimento de liderança   amcham
Desenvolvimento de liderança amcham
 
Desafios do crescimento Ernst & Young
Desafios do crescimento   Ernst & YoungDesafios do crescimento   Ernst & Young
Desafios do crescimento Ernst & Young
 
Origem e evolução de recursos humanos
Origem e evolução de recursos humanosOrigem e evolução de recursos humanos
Origem e evolução de recursos humanos
 
Relatório global portugal
Relatório global portugalRelatório global portugal
Relatório global portugal
 
O que sera exigido do CEO do futuro?
O que sera exigido do CEO do futuro?O que sera exigido do CEO do futuro?
O que sera exigido do CEO do futuro?
 
Desafios e Soluções de RH
Desafios e Soluções de RHDesafios e Soluções de RH
Desafios e Soluções de RH
 
Liderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaLiderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectada
 
Liderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaLiderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectada
 
Capitalizando na Complexidade
Capitalizando na ComplexidadeCapitalizando na Complexidade
Capitalizando na Complexidade
 
Sumário executivo
Sumário executivoSumário executivo
Sumário executivo
 
Barómetro Global de RH
Barómetro Global de RHBarómetro Global de RH
Barómetro Global de RH
 

Ceo perspectives how_hr_can_take_on_a_bigger_role_in_driving_growth_brazilian_portuguese

  • 1. Um programa de pesquisa da Economist Intelligence Unit Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Patrocinado por e
  • 2. © The Economist Intelligence Unit Limited 20121 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Sobre este relatório 2 Introdução 3 1 RH e estratégia organizacional 4 Influência estratégica do RH: a realidade atual 6 2 O CEO e o gerente de RH: a relação pessoal 8 Gerenciamento da equipe executiva 9 Grandes empresas e conversas apressadas 10 Conclusão: práticas recomendadas para gerentes de RH 11 Apêndice: resultados da pesquisa 13 Conteúdo 1 2 3 4 5
  • 3. © The Economist Intelligence Unit Limited 20122 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Sobre este relatório Perspectivas de CEOs: Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento é um relatório da Economist Intelligence Unit, patrocinado pela IBM e pela Oracle. Ele investiga se o setor de RH está modelando uma relação próxima e forte com o CEO. Também explora a natureza dessas relações de trabalho, como elas foram afetadas pela crise econômica e como variam em diversos setores e regiões. A Economist Intelligence Unit é a única responsável pelo conteúdo deste relatório. As conclusões não refletem necessariamente as do patrocinador. O documento se baseia em duas fontes principais para suas pesquisas e conclusões: l Uma pesquisa global, conduzida em maio de 2012, com 235 executivos do nível de diretoria. Desses, 57% são CEOs. Os entrevistados vêm da América do Norte (47%), Europa Ocidental (40%), Europa Oriental (8%) e do Oriente Médio (4%); no total, 38 países estão representados. Uma ampla variedade de setores também está representada, incluindo serviços financeiros (15%), atendimento médico, farmácia e biotecnologia (12%), serviços profissionais (12%), manufatura (10%) e TI e tecnologia (8%). Metade dos participantes é composta por empresas de grande porte, com mais de US$ 500 milhões em receita anual; a outra metade é composta por empresas de pequeno e médio porte. l Uma série de entrevistas detalhadas com executivos sêniores de grandes empresas e outros especialistas, listados abaixo. Lucy Dimes CEO da Alcatel-Lucent no Reino Unido e na Irlanda Philippe Gas CEO, Euro Disney Dinesh Paliwal CEO, Harman International Zoe Yujnovich CEO, Iron Ore of Canada Paul Sparrow Professor, Diretor do Centro de RH dirigido ao desempenho, Universidade de Lancaster Richard Beatty Professor de gerenciamento de recursos humanos, Universidade Rutgers Gostaríamos de agradecer a todos os entrevistados e participantes da pesquisa pelo tempo e informações fornecidos. O relatório foi editado por Gilda Stahl.
  • 4. © The Economist Intelligence Unit Limited 20123 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Duas tendências dominantes estão potencialmente remodelando a função do setor de RH no mundo corporativo. A primeira está relacionada ao rápido crescimento da economia de conhecimentos. Nesse ambiente, uma força de trabalho comprometida, apropriadamente qualificada e acionada de modo prudente é essencial para desenvolver novos produtos e superar a concorrência. Em segundo lugar, muitas funções administrativas que antes eram gerenciadas por departamentos de RH, como folhas de pagamentos e pensões, agora são desempenhadas por terceiros. De fato, a pesquisa revela que mais de dois terços das empresas terceirizam uma parte de suas funções de RH.1 Portanto, uma oportunidade foi apresentada ao setor de RH. Livres de algumas de suas antigas responsabilidades, os profissionais de RH têm a chance de transformar o papel que exercem, explorando sua imagem de especialistas em pessoas para se colocarem no centro do debate sobre a direção estratégica de uma empresa. Uma pesquisa ampla conduzida pela Economist Intelligence Unit, patrocinada pela Oracle e pela IBM, confirmou que aqueles que estão no topo do mundo corporativo (os diretores-presidentes) estão muito preocupados com o possível impacto negativo de determinados problemas de pessoal, se eles não forem gerenciados adequadamente. Uma proporção significativa dos CEOs entrevistados acredita na capacidade de seu gerente de RH de ajudar a empresa a superar esses desafios. No entanto, embora acredite-se que o setor de RH desempenha bem suas funções dentro dos seus próprios parâmetros, algumas dúvidas permanecem sobre seu entendimento comercial da empresa em um âmbito mais amplo. Isso sinaliza que, aos olhos do CEO, os gerentes de RH não concluíram sua transição de administradores para parceiros estratégicos. Os gerentes de RH, no entanto, podem já ter uma plataforma a partir da qual se inserir na esfera estratégica. Frequentemente, eles são indispensáveis para o CEO como um conselheiro e, se essa atmosfera de disposição e confiança puder ser incentivada, poderá culminar em um maior envolvimento estratégico para o setor de RH. Introdução 1. Chartered Institute of Personnel and Development (2009) “HR Outsourcing and the HR Function”, p.7.
  • 5. © The Economist Intelligence Unit Limited 20124 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Os CEOs se preocupam com o risco de que os desafios da força de trabalho possam afetar os resultados de sua empresa em um futuro próximo, se soluções adequadas não forem encontradas. Por exemplo, mais da metade dos participantes da pesquisa diz que a “insuficiência de talentos na organização como um todo” pode prejudicar sua empresa no âmbito financeiro nos próximos 12 meses. Uma quantidade significativa de CEOs também se preocupa com a “insuficiência de talentos de liderança”, com a “falta de alinhamento de objetivos individuais e de negócios” e o “baixo nível de satisfação dos funcionários”. O RH, como componente da estratégia corporativa, claramente é um tema de negócios importante para os CEOs. “Para mim, os recursos humanos são elementos essenciais da empresa”, diz Philippe Gas, CEO da Euro Disney. “Temos quase 15.000 funcionários que precisam fazer o máximo possível para que a experiência dos visitantes dos nossos parques temáticos seja única e especial. Sua motivação é absolutamente vital para o nosso sucesso. Eles precisam se sentir energizados e entender como seus esforços se enquadram na estratégia geral da empresa.” RH e estratégia organizacional 1 56 43 41 38 29 29 9 Q ❛❛ Para mim, os recursos humanos são elementos essenciais da empresa. ❜❜ Philippe Gas, CEO, Euro Disney
  • 6. © The Economist Intelligence Unit Limited 20125 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento A necessidade de o RH demonstrar a capacidade de sua equipe pode ser particularmente forte no momento atual, em face às dificuldades econômicas que grande parte do mundo ocidental atravessa. “As fraquezas operacionais podem ser mascaradas em um período de prosperidade”, diz Lucy Dimes, CEO das operações da Alcatel-Lucent no Reino Unido e na Irlanda, uma empresa global de equipamentos de telecomunicação. “No entanto, quando o ambiente é difícil, é necessário aproveitar ao máximo o potencial das pessoas para manter o progresso da empresa.” Acrescentando ainda mais pressão ao atual ambiente difícil, frequentemente as empresas precisam produzir mais com menos pessoas. Pesquisas recentes da Economist Intelligence Unit constataram que mais de um terço das empresas reduziu sua força de trabalho nos últimos três anos. ❛❛ As fraquezas organizacionais podem ser mascaradas em um período de prosperidade. No entanto, quando o ambiente é difícil, é necessário aproveitar ao máximo o potencial das pessoas para manter o progresso da empresa. ❜❜ Lucy Dimes, CEO das operações da Alcatel-Lucent no Reino Unido e na Irlanda
  • 7. © The Economist Intelligence Unit Limited 20126 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Embora seja clara a necessidade de o RH ajudar no âmbito pessoal, vital dentro da estratégia corporativa, somente uma escassa maioria dos CEOs acredita que o gerente de RH desempenha um papel importante no planejamento estratégico. No entanto, uma proporção significativamente mais alta (70%) dos CEOs quer que o gerente do RH desempenhe um papel mais importante. “Os líderes sabem que precisam entender como as pessoas podem ajudar a organização a ter sucesso e que o gerente de RH pode realmente ajudar a proporcionar esse entendimento”, diz Richard Beatty, professor de gerenciamento de recursos humanos da Universidade Rutgers. “Todas as empresas têm o mesmo acesso a recursos naturais e tecnologia. Ter grandes talentos que sejam melhores que os da concorrência é um fator diferencial crucial no mundo atual.” Por que há uma diferença tão substancial entre a realidade atual do envolvimento do RH e o cenário ideal sugerido pelos CEOs? Como não há sinal de que os gerentes de RH estejam se contendo (de acordo com a pesquisa, mais de dois terços querem desempenhar um papel mais Influência estratégica do RH: a realidade atual2 55 Ele desempenha um papel importante 21Nada envolvido 70 Ele desempenhe um papel importante 16Nada envolvido Q ❛❛ Todas as empresas têm o mesmo acesso a recursos naturais e tecnologia; contar com grandes talentos que sejam melhores que os da concorrência é o fator diferencial. ❜❜ Richard Beatty, Professor de gerenciamento de recursos humanos da Universidade Rutgers
  • 8. © The Economist Intelligence Unit Limited 20127 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento importante, dizem os CEOs), ou há uma certa ambivalência por parte do RH ou seus colegas executivos sêniores podem estar negando a eles acesso a debates importantes sobre a estratégia da empresa. Talvez os gerentes de RH não estejam sendo incluídos no planejamento estratégico porque há dúvidas sobre se eles têm a amplitude de conhecimentos de negócios necessária para participar de modo produtivo. Uma proporção significativa dos entrevistados acredita que seus gerentes de RH se preocupam demasiadamente com uma agenda de RH limitada. Do total, 41% acreditam que seus gerentes de RH estão “demasiadamente concentrados em processos e regras” e 37% dizem que eles “não entendem a empresa o suficiente”. “A maioria dos CEOs acha irritante quando os gerentes de RH veem a estratégia corporativa somente através da lente de sua especialidade”, diz o Professor Paul Sparrow, Diretor do Centro de RH dirigido ao desempenho da Universidade de Lancaster. “Concentrar-se demais em pequenos detalhes, ser muito negativo ou alertar de que o calendário de planejamento é muito apertado os tornará impopulares. Eles precisam manter um equilíbrio entre os detalhes de seu conhecimento de RH e uma abordagem mais ampla e comercial.” Em segundo lugar, seu desempenho em áreas que vão além do setor de RH com frequência não impressiona. Enquanto mais de dois terços dos CEOs pensam que o gerente de RH está fazendo um bom trabalho dentro de sua área específica, somente uma minoria acredita que ele está atingindo um nível semelhante de desempenho em questões estratégicas, como “planejamento de sucessão”, e apenas um pouco mais da metade diz o mesmo sobre o “desenvolvimento de talentos importantes”. 67 67 65 58 57 53 50 42 34 Q
  • 9. © The Economist Intelligence Unit Limited 20128 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento A pesquisa revela que os CEOs são consideravelmente mais propensos a acreditar que sua relação com seu gerente de RH é próxima e de confiança (e valorizam muito essa relação) do que a acreditar que o gerente de RH está desempenhando um papel importante na estratégia. Essa discrepância é mais evidente em empresas maiores. Em empresas com mais de 5.000 funcionários, 75% dos CEOs dizem que sua relação com o gerente de RH é próxima e de confiança e 76% dizem que ela é uma de suas relações mais valiosas. No entanto, somente 53% dizem que o gerente de RH já desempenha um papel importante no planejamento estratégico. O gerente de RH está claramente provando ser útil para o CEO de maneiras não relacionadas à estratégia corporativa. A maneira exata em que isso vem ocorrendo começou a ficar aparente durante nossas entrevistas individuais com CEOs de grandes empresas e com especialistas acadêmicos. Isso provém da noção de que o gerente de RH tem uma grande inteligência emocional, possui um discernimento desenvolvido sobre as pessoas e é um bom comunicador. De acordo com o professor Sparrow, o gerente de RH frequentemente atua como um ouvinte e um conselheiro valioso para o CEO. “A relação funciona melhor quando o gerente de RH se torna um conselheiro informal, oferecendo comentários práticos sobre as ideias do CEO”, diz. “Os CEOs tendem a ser criativos e cheios de ideias, mas às vezes eles precisam de alguém que os ajude a ver a realidade.” Essa avaliação pode ser empregada não apenas para refinar e melhorar as ideias dos CEOs, mas também para aperfeiçoar seu desempenho geral. Simon Henry, CFO da Shell, diz que cabe a ele e ao gerente de RH de sua organização fazer críticas construtivas ao CEO. “Uma de nossas tarefas é fazer comentários ao próprio CEO sobre como seu estilo de liderança afeta o Comitê Executivo”, diz. “Ambos temos o dever de dizer a verdade a ele.” Esses comentários são particularmente importantes devido ao receio de muitos funcionários em criticar diretamente aqueles que estão acima deles na hierarquia. O gerente de RH pode, portanto, obter informações mais precisas sobre o que a organização como um todo pensa sobre o CEO. “É possível que as pessoas não queiram me dizer o que eu poderia fazer melhor”, diz Dimes, da Alcatel-Lucent. “O gerente de RH recebe uma resposta diferente da minha. Ele também tem contato direto com mais pessoas em toda a organização do que eu, e eles podem dizer a ele de que maneira eu posso melhorar.” O CEO de uma grande organização é alvo de constantes análises detalhadas da mídia, investidores e funcionários. Além disso, espera-se que ele sempre represente a imagem da organização. Essas exigências implicam uma pressão pessoal considerável. O CEO pode querer ter alguém próximo no ambiente de trabalho com quem ele possa relaxar, ainda que seja por um breve período. Essa função de orientador executivo informal é frequentemente desempenhada pelo gerente de RH. “Dentro da sala de reuniões, é difícil para o CEO dizer que ele não sabe ou que tem dúvidas a respeito de uma estratégia”, diz o professor Sparrow. “Fora da reunião, ele pode falar honestamente sobre problemas que precisa superar para fazer melhor o seu trabalho.” O CEO e o gerente de RH: a relação pessoal3 ❛❛ Os CEOs tendem a ser criativos e cheios de ideias, mas às vezes precisam de alguém que os ajude a ver a realidade. ❜❜ Paul Sparrow, Diretor do Centro de RH dirigido ao desempenho da Universidade de Lancaster
  • 10. © The Economist Intelligence Unit Limited 20129 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Uma proporção significativa dos CEOs frequentemente fala sobre o desempenho e o desenvolvimento executivo com seu gerente de RH. Isso parece ocorrer particularmente entre as maiores empresas que participaram da nossa pesquisa (as que têm receita anual de mais de US$ 10 bilhões; veja a barra lateral na próxima página). Parece que o CEO frequentemente confia ao gerente de RH a tarefa de garantir que todos os indivíduos da equipe sênior de gerenciamento trabalhem com eficiência e que a química da equipe também funcione bem. “Precisamos do gerente de RH na mesa do Comitê Executivo”, diz Zoe Yujnovich, CEO da Iron Ore of Canada. “A equipe de gerenciamento sênior define o tom para toda a organização; o gerente de RH cuida para que a equipe seja atualizada periodicamente com novos funcionários e que as relações interpessoais continuem a funcionar apropriadamente, apesar das fortes discussões necessárias que devemos ter sobre a estratégia da empresa.” Dinesh Paliwal, CEO da Harman International, uma empresa global de tecnologia de áudio e componentes eletrônicos automotivos sediada em Connecticut, revela que seu gerente de RH pode atuar como uma ponte vital entre o CEO e o Comitê Executivo. “Ele não apenas precisa alinhar pessoas com experiências distintas, diferentes nacionalidades e frequentemente com personalidades muito diferentes, mas também pode esclarecer minhas ideias para os que não as entenderam completamente e, talvez, de uma maneira muito sensível, informar-me quando um membro do Comitê Executivo tiver um problema pessoal que esteja afetando temporariamente o trabalho dele.” O gerente de RH pode não só ser responsável pelo recrutamento para a equipe, como também atuar como solucionador de problemas ou colaborador, removendo indivíduos com baixo desempenho ou recalcitrantes, prevenindo o mau funcionamento da equipe. Richard Beatty da Universidade Rutgers acredita que muitos CEOs veem o gerente de RH como um colega leal que facilitará as coisas para ele. “Muitos gerentes de RH podem ser ótimos estrategistas, mas muitos outros são populares com o CEO simplesmente porque estabeleceram uma relacão de amizade com ele”, diz. “Frequentemente, são parceiros de longo prazo, livram o CEO de problemas quando ele ou ela deixa alguém chateado e afastam pessoas problemáticas da organização com o máximo de discrição.” Gerenciamento da equipe executiva 4 ❛❛ Precisamos do gerente de RH na mesa do Comitê Executivo. ❜❜ Zoe Yujnovich, CEO, Iron Ore of Canada
  • 11. © The Economist Intelligence Unit Limited 201210 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Quando se trata da função do gerente de RH, há diferenças significativas entre empresas muito grandes e as de menor porte. Entre as maiores empresas pesquisadas pela Economist Intelligence Unit em maio de 2012 (com receita anual de mais de US$ 10 bilhões), as discussões entre o CEO e o gerente de RH giram muito mais em torno de preocupações executivas do que em organizações menores. Setenta e dois por cento dos CEOs das maiores empresas dizem que discutem “frequentemente” temas de desempenho e desenvolvimento executivo com o gerente de RH, em comparação com 34% de todas as demais empresas. Metade dos entrevistados das maiores empresas diz que fala “frequentemente” sobre sucessão executiva, consideravelmente mais que os 14% de todas as demais empresas. Quando o tema é remuneração executiva, essas porcentagens são de 39% e 18%, respectivamente. Os CEOs das maiores empresas também falam sobre satisfação do cliente, diversidade e remuneração geral de funcionários com o gerente de RH com mais frequência do que seus colegas de empresas menores, embora a diferença no nível de frequência não seja tão grande quanto para as preocupações executivas. Essas discussões frequentes ocorrem apesar do fato de 39% dos CEOs dessas empresas maiores gastarem menos de cinco horas por mês com seu gerente de RH, individualmente ou em grupo, e outros 22% gastarem menos de dez horas com eles. Grandes empresas e conversas apressadas 72 34 39 18 Q
  • 12. © The Economist Intelligence Unit Limited 201211 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Os CEOs estão claramente preocupados com o impacto das questões de RH no desempenho da empresa. Eles também querem que o gerente de RH desempenhe um papel mais estratégico no gerenciamento dessas questões. No momento, entretanto, preocupações sobre o conhecimento comercial e alguns aspectos do seu desempenho estão impedindo que mais gerentes de RH exerçam essa influência estratégica. Talvez fosse melhor que os gerentes de RH aumentassem sua influência, e também a de todo o setor de RH, monstrando-se continuamente úteis para o CEO das maneiras descritas acima. Essa é certamente a natureza humana: se o CEO confiar no gerente de RH de maneira consistente para determinados assuntos importantes e eles concordarem um com o outro, a probabilidade de ogerente de RH ser convidado para participar de outras áreas como um procedimento normal será maior. “Se a relação entre esses dois indivíduos for boa, os CEOs tenderão a dar ao setor de RH mais liberdade, sem muita interferência. Além disso, haverá menos avaliações negativas do setor de RH em geral”, diz o professor Sparrow. No entanto, essa relação não será criada do dia para a noite. O CEO e o gerente de RH precisam se esforçar para que essa relação funcione. “Não é possível esperar que ela aconteça automaticamente”, diz Paliwal, da Harman. “Como CEO, você precisa se abrir, ser honesto sobre suas próprias fraquezas e mostrar ao gerente de RH que ele nunca deve ter medo de dizer o que pensa. Assim como ocorre com qualquer ótima parceria, uma relação precisa de coragem, comunicação e verdade, como em um casamento.” Os gerentes de RH, por sua vez, podem ampliar sua influência das seguintes maneiras: l Desenvolvendo uma relação pessoal. Os gerentes de RH podem demonstrar seu valor atuando como um conselheiro para as ideias do CEO, fazendo comentários sobre o desempenho do CEO e, em geral, tornando-se um confidente e orientador executivo informal. l Garantindo que a equipe executiva sênior trabalhe de modo eficiente como uma unidade. O CEO frequentemente confia ao gerente de RH a tarefa de garantir que todos os indivíduos da equipe de gerenciamento sênior trabalhem com eficiência e que a química da equipe também funcione bem. Se essa tarefa for bem executada, o gerente de RH se tornará ainda mais indispensável para o CEO. l Impressionando os colegas com sugestões sobre como a organização pode estar preparada para implementar sua estratégia. O gerente de RH precisa exibir uma compreensão comercial mais ampla dos negócios, derrubando assim a imagem de que seus conhecimentos são restritos e estão limitados aos elementos de RH. Conclusão: práticas recomendadas para gerentes de RH5 ❛❛ Como CEO, você precisa se abrir, ser honesto sobre suas próprias fraquezas e mostrar ao gerente de RH que ele nunca deve ter medo de dizer o que pensa; a relação precisa de coragem, comunicação e verdade, assim como um casamento. ❜❜ Dinesh Paliwal, CEO, Harman International
  • 13. © The Economist Intelligence Unit Limited 201212 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento l Arquitetando sua inclusão no Conselho de Diretores ou no Comitê Executivo. É assim que o gerente de RH desenvolve relações e ganha relevância. No mínimo, solicite mais tempo juntos para ter a oportunidade de explorar temas de nível mais alto. l Colocando o foco nos tópicos certos. O gerente de RH precisa se concentrar nas questões que realmente importam para o CEO e CFO, aquelas que eles temem que possam prejudicar financeiramente a empresa. Demonstrar formas criativas e proativas para resolver esses problemas demonstrará claramente o valor do gerente de RH. l Tomando a iniciativa. Nossa pesquisa revelou que tanto o CEO quanto o CFO querem que o gerente de RH seja um parceiro no desenvolvimento da estratégia para lidar com a equipe. Os gerentes de recursos humanos não devem crer que são excluídos deliberadamente, eles precisam tomar a iniciativa para serem incluídos. Ao seguir essas diretrizes, o RH poderá continuar a aumentar seu impacto nas organizações modernas. “Nem sempre foi fácil mostrar o valor do RH”, diz Gas da Euro Disney, que desempenhou funções sêniores de RH por vários anos, uma trajetória altamente incomum até o principal cargo de uma organização. “No entanto, há um aumento gradual da consciência de que o RH precisa ser mais do que apenas uma função de suporte. As empresas estão se conscientizando de forma lenta, porém certeira, sobre a importância das pessoas e da função que o RH pode desempenhar na estratégia.”
  • 14. © The Economist Intelligence Unit Limited 201213 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Apêndice: resultados da pesquisa As porcentagens podem não totalizar 100% devido ao arredondamento de valores ou à habilidade dada aos entrevistados de escolher várias respostas. 57 43 CEO/Presidente/Diretor administrativo (ou equivalente) CFO/Diretor financeiro (ou equivalente) Estados Unidos Reino Unido Canadá Itália Espanha Alemanha França, Polônia, Rússia, Emirados Árabes Unidos, Bélgica, Dinamarca, Suíça Bulgária, República Tcheca, Irlanda, Portugal, Áustria, Hungria, Holanda, Noruega, Arábia Saudita, Eslováquia, Suécia Em que país você está? (% de entrevistados) América do Norte Europa Ocidental Europa Oriental Oriente Médio Em que região você está? (% de entrevistados) Membro do Comitê Executivo Nenhuma Membro do Conselho de Diretores Ambas Que posição o gerente de RH (ou CHRO) ocupa em sua organização? (% de entrevistados)
  • 15. © The Economist Intelligence Unit Limited 201214 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Menos de 1 ano De 1 a 2 anos De 3 a 5 anos De 6 a 10 anos De 11 a 15 anos De 16 a 20 anos Mais de 20 anos Não sei Há quanto tempo o gerente de RH está na função? (% de entrevistados) 0 De 1 a 5 horas De 6 a 10 horas De 11 a 20 horas De 21 a 30 horas De 31 a 40 horas Mais de 40 horas Em um mês comum, quanto tempo você gasta em reuniões com o gerente de RH da sua organização (sejam elas reuniões exclusivas ou em grupo)? (% de entrevistados) Frequentemente Às vezes Raramente Nunca Desempenho e desenvolvimento executivo Sucessão executiva Remuneração executiva Satisfação dos funcionários Remuneração geral de funcionários Processos/sistemas de RH Diversidade Estratégia corporativa Decisões de terceirização global Custos de RH O que é discutido durante as reuniões mencionadas na pergunta anterior? (% de entrevistados) Agree Disagree Don’t know Agree Disagree Don’t know 1 – Próxima e de confiança 2 3 4 5 – Distante e sem confiança Como você descreveria sua relação com o gerente de RH? Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Próxima e de confiança e 5 = Distante e sem confiança. (% de entrevistados) 1 – Entre minhas relações profissionais valiosas 2 3 4 5 – Nenhum valor Qual valor você atribui à sua relação com o gerente de RH? Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Entre minhas relações profissionais valiosas e 5 = Nenhum valor. (% de entrevistados)
  • 16. © The Economist Intelligence Unit Limited 201215 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Quantidade insuficiente de talentos na organização como um todo Quantidade insuficiente de talentos de liderança Falta de alinhamento de objetivos individuais e empresariais Baixa satisfação dos funcionários Decisões insatisfatórias relacionadas à terceirização global Custos de RH Baixo nível de diversidade Nenhuma das anteriores Em sua opinião, quais das seguintes condições podem prejudicar financeiramente sua organização nos próximos 12 meses? Selecione todas as opções aplicáveis. (% de entrevistados) 1 Excelente 2 3 4 5 Insatisfatório Não sei/N/A Identificar e recrutar talentos importantes Desenvolver talentos importantes Planejamento de sucessão Avaliar o desempenho dos funcionários Liderar o setor de RH Compreender as necessidades de RH da empresa Gerenciar os custos de benefícios e compensação Decisões de terceirização global Criar uma cultura organizacional que valorize um desempenho excelente Como você classificaria o gerente de RH da sua organização nas áreas abaixo? Classifique cada um em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Excelente e 5 = Insatisfatório. (% de entrevistados)
  • 17. © The Economist Intelligence Unit Limited 201216 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento 1 – Desempenhe um papel importante 2 3 4 5 – Nada envolvido Qual é o grau de envolvimento que você quer que o gerente de RH tenha no planejamento estratégico? Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Desempenhe um papel importante e 5 = Nada envolvido. (% de entrevistados) Ele se concentra demais em processos e regras (não é uma pessoa capaz de avaliar todo o contexto) Ele não entende a empresa o suficiente Ele não tem o mesmo potencial que os demais executivos do nível da diretoria Ele se comporta como um assessor independente e provedor de serviços e não como um membro totalmente comprometido da equipe de gerenciamento Outros Nenhuma das anteriores: o gerente de RH já desempenha um papel importante no planejamento estratégico Quais são os obstáculos, se houver algum, para que o gerente de RH tenha um papel maior no planejamento estratégico? Selecione todas as opções aplicáveis. (% de entrevistados) Sim, concordamos plenamente Sim, concordamos de modo geral Não, geralmente discordamos Não, discordamos plenamente Não sei Você e o gerente de RH concordam com a estratégia de RH da organização (por exemplo, o que priorizar, como implementar a estratégia, como gerenciar custos)? (% de entrevistados) 1 – Ele desempenha um papel importante 2 3 4 5 – Nada envolvido Qual é o grau de envolvimento do gerente de RH no planejamento estratégico em sua organização? Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Ele desempenha um papel importante e 5 = Nada envolvido. (% de entrevistados) 1 – Ele quer desempenhar um papel importante 2 3 4 5 – Nada envolvido Qual é o grau de envolvimento que o gerente de RH quer ter no planejamento estratégico, em sua opinião? Classifique em uma escala de 1 a 5, em que 1 = Ele quer desempenhar um papel importante e 5 = Nada envolvido. (% de entrevistados)
  • 18. © The Economist Intelligence Unit Limited 201217 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Implementação da estratégia de RH Gerenciamento dos custos da estratégia de RH Desenvolvimento da estratégia de RH Outros Nenhuma das anteriores: não temos harmonia em nenhuma área Em qual área você trabalha de modo mais harmonioso com o gerente de RH? (% de entrevistados) Gerenciamento dos custos da estratégia de RH Desenvolvimento da estratégia de RH Implementação da estratégia de RH Outros Nenhuma das anteriores: não discordamos em nenhuma área Em qual área você discorda mais do gerente de RH? (% de entrevistados) Pesquisas de satisfação de funcionários Taxas de retenção Custos de remuneração em comparação com as referências do setor Custos de benefícios Diversidade da força de trabalho Tempo que os principais cargos permanecem sem preencher Custos jurídicos e de cumprimento de regras Número de candidatos por posição aberta Classificações externas dos principais empregadores Outros Nenhuma das anteriores: não usamos nenhuma métrica de RH Quais das métricas a seguir, se aplicáveis, sua organização usa para avaliar o valor do setor de RH? Selecione todas as opções aplicáveis. (% de entrevistados)
  • 19. © The Economist Intelligence Unit Limited 201218 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Pesquisas de satisfação de funcionários Taxas de retenção Custos de remuneração em comparação com as referências do setor Custos de benefícios Tempo que os principais cargos permanecem sem preencher Classificações externas dos principais empregadores Diversidade da força de trabalho Número de candidatos por posição aberta Custos jurídicos e de cumprimento de regras Outros Nenhuma das anteriores: não preciso de nenhuma métrica de avaliação do RH Quais das seguintes avaliações do valor do setor de RH são as mais úteis para você? Selecione todas as opções aplicáveis. (% de entrevistados) Indisponibilidade de dados Falta de iniciativa do RH Sistemas de TI inadequados Falta de iniciativa da diretoria Sobrecarga de dados: incapacidade de extrair significados dos dados disponíveis Dados fora de prazo Financiamento inadequado Outros Nenhuma das anteriores: não há obstáculos Quais são os obstáculos, se houver algum, à avaliação do valor do setor de RH em sua organização? Selecione todas as opções aplicáveis. (% de entrevistados)
  • 20. © The Economist Intelligence Unit Limited 201219 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Serviços financeiros Assistência médica, farmácia e biotecnologia Serviços profissionais Manufatura TI e tecnologia Bens de consumo Energia e recursos naturais Entretenimento, mídia e editorial Construção e mercado imobiliário Varejo Governo/Setor público Transportes, viagens e turismo Automotivo Logística e distribuição Aeroespacial/Defesa Agricultura e agronegócios Educação Telecomunicações Produtos químicos Qual é o seu principal setor de atuação? (% de entrevistados) 59 15 12 6 8 Menos de 1.500 1.501-5.000 5.001-20.000 20.001-50.000 Mais de 50.000
  • 21. © The Economist Intelligence Unit Limited 201220 Perspectivas de CEOs Como o RH pode ter um papel maior no estímulo ao crescimento Embora tenhamos feito todo o possível para verificar a precisão dessas informações, nem a The Economist Intelligence Unit Ltd. nem o patrocinador deste relatório podem aceitar qualquer responsabilidade pela confiabilidade de qualquer pessoa neste estudo ou de quaisquer informações, opiniões ou conclusões estabelecidas no relatório. Capa:Shutterstock
  • 22. Londres 26 Red Lion Square Londres WC1R 4HQ Reino Unido Tel: (44.20) 7576 8000 Fax: (44.20) 7576 8476 E-mail: london@eiu.com Nova York 750 Third Avenue 5th Floor Nova York, NY 10017 Estados Unidos Tel: (1.212) 554 0600 Fax: (1.212) 586 0248 E-mail: newyork@eiu.com Hong Kong 6001, Central Plaza 18 Harbour Road Wanchai Hong Kong Tel: (852) 2585 3888 Fax: (852) 2802 7638 E-mail: hongkong@eiu.com Genebra Boulevard des Tranchées 16 1206 Genebra Suíça Tel: (41) 22 566 2470 Fax: (41) 22 346 93 47 E-mail: geneva@eiu.com