SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
MECÂNICA DOS SOLOS
*Amostragem: coleta de amostras
deformadas e indeformadas e
representatividade das mesmas.
A caracterização de um solo depende da
qualidade da amostra e do procedimento dos
ensaios,tanto para a amostragem quanto para
os ensaios existem normas técnicas que regem
o assunto e que devem ser obedecidas.
Para cada um dos tipos de amostras
representativas o procedimento na
amostragem será diferente.
Representatividade mede o grau no qual as
amostras coletadas refletem as condições de uma
área em particular. Por exemplo, uma amostra de
solo coletada no ponto de maior contaminação de
uma determinada área (hot spot) não representa as
condições de toda a área, mas apenas fornece uma
limitada indicação da magnitude do problema. A
distribuição e localização dos pontos de
amostragem devem ser adequadas para fornecer a
representatividade planejada.
DEFORMADAS
INDEFORMADAS
*
*
É uma amostra de solo retirada com a
destruição ou modificação apreciavel de
suas caracteristicas in situ ; tambem
chamada de amostra amolgada quando
ocorre a fragmentação do material
amostrado.
ASPECTO
• Amostra de solo desagregado
REPRESENTATIVIDADE
• Textura
• Constituição Mineral
*
*
Onde pode ser utilizada?
 Na identificação táctil-visual;
 Na preparação dos corpos de provas para ensaios
de permeabilidade, compressibilidade e
resistência ao cisalahamento;
 No ensaio de compactação;
 Nos ensaios de classificação;
o Granolumetria
o Limites de consistência
o Massa especifica dos sólidos
*
Amostragem
_Até 1,0 m abaixo da superficíe do terreno utiliza-se pás,
enxadas, picaretas e outras mais apropriadas a cada caso.
_Quanto maior a profundidade maio a necessidade de utilizar
ferramentas especiais trados ou um amostrador de parede
grossa.
*
*
*
*
*
OBS
Toda e qualquer matéria, orgânica ou não, estranha ao
solo deverá ser excluída da amostra. Se esta operação
for difícil de ser realizada no campo deve-se informar
sobre a existência dessa matéria, para que no
laboratório sejam tomadas as providências necessárias.
*
É uma amostra de solo retirada sem ou com pequena
modificação de suas características in situ com o uso
de equipamentos e técnicas apropriadas, ou seja,
amostra indeformada é aquela em que o solo se
apresenta o mas possivel de sua estrutura natural.
*
ASPECTO
• geralmente de forma cúbica ou cilíndrica
REPRESENTATIVIDADE
• estrutura e teor de umidade do solo (na data de sua
retirada) –além da textura e composição mineral
*
Utilização
Determinar características do solo “in situ”:
 Os índices físicos,
 O coeficiente de permeabilidade,
 Os parâmetros de compressibilidade,
 Os parâmetros de resistência ao cisalhamento
*
Amostragem
Pode ser obtida de diversas maneiras dependendo de
sua cota da amostragem, da densidade do solo, da
posição do lençol freático.
 Para solos moles abaixo do nível d’água deve-se utilizar
amostrador de parede fina
 Para solos acima do nível d’água e mais densos deve-se
abrir um poço até a cota de interesse e retirar um bloco de
solo usando uma caixa metálica ou de madeira como fôrma
e com dimensões apropriadas ao tipo e número de ensaios
a realizar.
*
*
*
*
*
OBS
Os cuidados a serem tomados com essas
amostras devem ser maiores do que aqueles
com uma amostra deformada,desde a
abertura do poço até sua utilização em
laboratório.Estes cuidados com a amostra
permitem a manutenção do teor de umidade
e da estrutura do solo “in situ”.
*
Utilizadas para coleta de amostras indeformadas em solos de baixa
consistência.
A técnica utilizada compreende na perfuração mecanizada por meio de
trados vazados “hollow auger” e posterior cravação do amostrador por
meio de penetrômetro hidráulico. Dessa forma, é possível a obtenção de
amostras com qualidade superior a profundidades superiores a 25 metros.
As amostras podem ser coletadas nos diâmetros de 3 a 6 polegadas.
*
Como forma alternativa de coletas, podem ser utilizados amostradores de
pistão estacionário. Esta técnica é recomendada quando não é possível a
amostragem adequada com amostradores Shelby tradicionais.
Nestes amostradores, um pistão estacionário interno gera vácuo no
momento da amostragem, garantindo maior probabilidade de amostragem
total do solo prospectado.
FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIA-FTC
DISCIPLINA: MECÂNICA DOS SOLOS
PROFESSOR:ANTONIO CARLOS TOTTI JUNIOR
CURSO:ENGENHARIA CIVIL 5° SEMESTRE
ALUNOS:
DIANA SANTANA DE FARIAS
GABRIEL AMARAL ARAGÃO
HOZANAR CARDOSO
JANINNE NOGUEIRA DE SOUZA
JOÃO MAURICIO NETO
LOURENCO CAIRO DOS SANTOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)
Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)
Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)Samuel Nolasco
 
Fot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdf
Fot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdfFot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdf
Fot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdfMarcelo de Lima Beloni
 
Ensaio do limite de liquidez e plasticidade
Ensaio do limite de liquidez e plasticidadeEnsaio do limite de liquidez e plasticidade
Ensaio do limite de liquidez e plasticidadeErick Silva
 
Mecânica das Rochas
Mecânica das RochasMecânica das Rochas
Mecânica das RochasThiago Meira
 
Classificação granulométrica do solo
Classificação granulométrica do soloClassificação granulométrica do solo
Classificação granulométrica do soloMariani Cancellier
 
Ensaios de densidade e massa especifica
Ensaios de densidade e massa especificaEnsaios de densidade e massa especifica
Ensaios de densidade e massa especificaEzequiel Borges
 
Mecanica do solo. slide
Mecanica do solo. slideMecanica do solo. slide
Mecanica do solo. slideengenhar
 
Ensaio triaxial
Ensaio triaxialEnsaio triaxial
Ensaio triaxialnelsonpoer
 
Propriedade das particulas sólidas dos solos apresentação
Propriedade das particulas sólidas dos solos   apresentaçãoPropriedade das particulas sólidas dos solos   apresentação
Propriedade das particulas sólidas dos solos apresentaçãoengenhar
 
Aula 12 resistência não drenada
Aula 12  resistência não drenadaAula 12  resistência não drenada
Aula 12 resistência não drenadaJhones Jhow
 
Ensaio de cisalhamento direto
Ensaio de cisalhamento diretoEnsaio de cisalhamento direto
Ensaio de cisalhamento diretoEzequiel Borges
 
Aula classificação dos solos
Aula classificação dos solosAula classificação dos solos
Aula classificação dos soloskarolpoa
 
Ensaio de limite de liquidez e plasticidade
Ensaio de limite de liquidez e plasticidadeEnsaio de limite de liquidez e plasticidade
Ensaio de limite de liquidez e plasticidadeEzequiel Borges
 

Mais procurados (20)

Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)
Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)
Sistema unificado-de-classificacao-dos-solos (s.u.c.s)
 
Fot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdf
Fot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdfFot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdf
Fot 2873lista exeucicios_mec_solos_i_ufv_paut_01_pdf
 
Ensaio do limite de liquidez e plasticidade
Ensaio do limite de liquidez e plasticidadeEnsaio do limite de liquidez e plasticidade
Ensaio do limite de liquidez e plasticidade
 
Mecânica das Rochas
Mecânica das RochasMecânica das Rochas
Mecânica das Rochas
 
Classificação granulométrica do solo
Classificação granulométrica do soloClassificação granulométrica do solo
Classificação granulométrica do solo
 
Ensaios de densidade e massa especifica
Ensaios de densidade e massa especificaEnsaios de densidade e massa especifica
Ensaios de densidade e massa especifica
 
0003 slides
0003 slides0003 slides
0003 slides
 
Mecanica do solo. slide
Mecanica do solo. slideMecanica do solo. slide
Mecanica do solo. slide
 
Ensaios de campo
Ensaios de campoEnsaios de campo
Ensaios de campo
 
Ensaio triaxial
Ensaio triaxialEnsaio triaxial
Ensaio triaxial
 
Propriedade das particulas sólidas dos solos apresentação
Propriedade das particulas sólidas dos solos   apresentaçãoPropriedade das particulas sólidas dos solos   apresentação
Propriedade das particulas sólidas dos solos apresentação
 
Aula 12 resistência não drenada
Aula 12  resistência não drenadaAula 12  resistência não drenada
Aula 12 resistência não drenada
 
Ensaio de cisalhamento direto
Ensaio de cisalhamento diretoEnsaio de cisalhamento direto
Ensaio de cisalhamento direto
 
Compactacao
CompactacaoCompactacao
Compactacao
 
10 tensoes no-solo
10  tensoes no-solo10  tensoes no-solo
10 tensoes no-solo
 
Aula classificação dos solos
Aula classificação dos solosAula classificação dos solos
Aula classificação dos solos
 
Ensaio de granulometria
Ensaio de granulometriaEnsaio de granulometria
Ensaio de granulometria
 
Fundamentos de pavimentação
Fundamentos de pavimentaçãoFundamentos de pavimentação
Fundamentos de pavimentação
 
14 resistencia ao cisalhamento
14  resistencia ao cisalhamento14  resistencia ao cisalhamento
14 resistencia ao cisalhamento
 
Ensaio de limite de liquidez e plasticidade
Ensaio de limite de liquidez e plasticidadeEnsaio de limite de liquidez e plasticidade
Ensaio de limite de liquidez e plasticidade
 

Destaque

Coleta e amostragem de solo.
Coleta e amostragem de solo.Coleta e amostragem de solo.
Coleta e amostragem de solo.Leandro Araujo
 
Apresentação sondagem spt
Apresentação sondagem sptApresentação sondagem spt
Apresentação sondagem sptilmar147
 
Apostila de Mecânica dos Solos
Apostila de Mecânica dos SolosApostila de Mecânica dos Solos
Apostila de Mecânica dos SolosBruno Castilho
 
Apresentação mecânica dos solos
Apresentação mecânica dos solosApresentação mecânica dos solos
Apresentação mecânica dos solosengenhar
 
02 compactação dos solos
02 compactação dos solos02 compactação dos solos
02 compactação dos solosthiagolf7
 
Amostragem de Solo
Amostragem de SoloAmostragem de Solo
Amostragem de SoloJaque A.
 
Nbr 6484 solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaio
Nbr 6484   solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaioNbr 6484   solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaio
Nbr 6484 solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaioChrystian Santos
 
MECÂNICA DOS SOLOS
MECÂNICA DOS SOLOSMECÂNICA DOS SOLOS
MECÂNICA DOS SOLOSamalecastro
 
Trabalho de mecânica dos solos propriedade das particulas sólidas dos solos
Trabalho de mecânica dos solos   propriedade das particulas sólidas dos solosTrabalho de mecânica dos solos   propriedade das particulas sólidas dos solos
Trabalho de mecânica dos solos propriedade das particulas sólidas dos solosengenhar
 
Agua nos solos
Agua nos solosAgua nos solos
Agua nos soloskarolpoa
 
Monitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em grade
Monitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em gradeMonitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em grade
Monitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em gradevittacura
 
Aula 01 unip_-resumo Mec Solos
Aula 01 unip_-resumo Mec SolosAula 01 unip_-resumo Mec Solos
Aula 01 unip_-resumo Mec SolosGilson Lima
 
Livro amostragem de solo para análise química
Livro   amostragem de solo para análise químicaLivro   amostragem de solo para análise química
Livro amostragem de solo para análise químicaLeticia Foratto
 
Propriedades das particulas sólidas
Propriedades das particulas sólidasPropriedades das particulas sólidas
Propriedades das particulas sólidasengenhar
 

Destaque (20)

Coleta e amostragem de solo.
Coleta e amostragem de solo.Coleta e amostragem de solo.
Coleta e amostragem de solo.
 
Nbr 6457
Nbr 6457Nbr 6457
Nbr 6457
 
Apresentação sondagem spt
Apresentação sondagem sptApresentação sondagem spt
Apresentação sondagem spt
 
Sondagem
SondagemSondagem
Sondagem
 
Apostila de Mecânica dos Solos
Apostila de Mecânica dos SolosApostila de Mecânica dos Solos
Apostila de Mecânica dos Solos
 
Amostragem de solo
Amostragem de soloAmostragem de solo
Amostragem de solo
 
Apresentação mecânica dos solos
Apresentação mecânica dos solosApresentação mecânica dos solos
Apresentação mecânica dos solos
 
02 compactação dos solos
02 compactação dos solos02 compactação dos solos
02 compactação dos solos
 
Amostragem de Solo
Amostragem de SoloAmostragem de Solo
Amostragem de Solo
 
Nbr 6484 solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaio
Nbr 6484   solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaioNbr 6484   solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaio
Nbr 6484 solo - sondagens de simples reconhecimento com spt - metodo de ensaio
 
MECÂNICA DOS SOLOS
MECÂNICA DOS SOLOSMECÂNICA DOS SOLOS
MECÂNICA DOS SOLOS
 
Col.agro 10 coleta de amostra de solo
Col.agro 10 coleta de amostra de soloCol.agro 10 coleta de amostra de solo
Col.agro 10 coleta de amostra de solo
 
Mec solo ms
Mec solo msMec solo ms
Mec solo ms
 
Trabalho de mecânica dos solos propriedade das particulas sólidas dos solos
Trabalho de mecânica dos solos   propriedade das particulas sólidas dos solosTrabalho de mecânica dos solos   propriedade das particulas sólidas dos solos
Trabalho de mecânica dos solos propriedade das particulas sólidas dos solos
 
Agua nos solos
Agua nos solosAgua nos solos
Agua nos solos
 
Mecânica dos solos
Mecânica dos solosMecânica dos solos
Mecânica dos solos
 
Monitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em grade
Monitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em gradeMonitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em grade
Monitoramento de fertilidade do solo com a técnica de amostragem em grade
 
Aula 01 unip_-resumo Mec Solos
Aula 01 unip_-resumo Mec SolosAula 01 unip_-resumo Mec Solos
Aula 01 unip_-resumo Mec Solos
 
Livro amostragem de solo para análise química
Livro   amostragem de solo para análise químicaLivro   amostragem de solo para análise química
Livro amostragem de solo para análise química
 
Propriedades das particulas sólidas
Propriedades das particulas sólidasPropriedades das particulas sólidas
Propriedades das particulas sólidas
 

Semelhante a Mecanica dos solos novo

Ensaios e tipos de sondagens.pdf
Ensaios e tipos de sondagens.pdfEnsaios e tipos de sondagens.pdf
Ensaios e tipos de sondagens.pdfJeanMarques37
 
AULA 3 - ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdf
AULA 3 -  ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdfAULA 3 -  ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdf
AULA 3 - ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdfDesireAlvesdeOliveir
 
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)Andrea Silva
 
Aula 2 - Investigação do subsolo.pdf
Aula 2 - Investigação do subsolo.pdfAula 2 - Investigação do subsolo.pdf
Aula 2 - Investigação do subsolo.pdfWendell Soares
 
FUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptx
FUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptxFUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptx
FUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptxAnaMachado812307
 
Metodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de Nspt
Metodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de NsptMetodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de Nspt
Metodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de NsptEdgar Pereira Filho
 
aula_sondagem.ppt
aula_sondagem.pptaula_sondagem.ppt
aula_sondagem.pptengkelson1
 
Trabalho determinaçao testura e extrutura solos
Trabalho determinaçao testura e extrutura solosTrabalho determinaçao testura e extrutura solos
Trabalho determinaçao testura e extrutura solosEvangela Gielow
 
3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométricakarolpoa
 

Semelhante a Mecanica dos solos novo (20)

Ensaios e tipos de sondagens.pdf
Ensaios e tipos de sondagens.pdfEnsaios e tipos de sondagens.pdf
Ensaios e tipos de sondagens.pdf
 
Coleta e preparo de amostras
Coleta e preparo de amostrasColeta e preparo de amostras
Coleta e preparo de amostras
 
AULA 3 - ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdf
AULA 3 -  ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdfAULA 3 -  ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdf
AULA 3 - ANÁLISE GRANULOMÉTRICA (1).pdf
 
P2 2 granulometria.doc
P2 2 granulometria.docP2 2 granulometria.doc
P2 2 granulometria.doc
 
Sumidouros
SumidourosSumidouros
Sumidouros
 
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
 
Geologia aula 07
Geologia aula 07Geologia aula 07
Geologia aula 07
 
Aula 2 - Investigação do subsolo.pdf
Aula 2 - Investigação do subsolo.pdfAula 2 - Investigação do subsolo.pdf
Aula 2 - Investigação do subsolo.pdf
 
Manual trado caneco
Manual trado canecoManual trado caneco
Manual trado caneco
 
Manual trado holandês
Manual trado holandêsManual trado holandês
Manual trado holandês
 
FUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptx
FUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptxFUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptx
FUNDAÇÕES - TEORIA E PRÁTICA - PRIMEIRO MODULO.pptx
 
Metodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de Nspt
Metodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de NsptMetodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de Nspt
Metodologia executiva das Sondagens a Percussão SPT e Correlaões de Nspt
 
Sondagem a percussão
Sondagem a percussãoSondagem a percussão
Sondagem a percussão
 
Fundações
FundaçõesFundações
Fundações
 
análise granulométrica
análise granulométricaanálise granulométrica
análise granulométrica
 
aula_sondagem.ppt
aula_sondagem.pptaula_sondagem.ppt
aula_sondagem.ppt
 
Trabalho determinaçao testura e extrutura solos
Trabalho determinaçao testura e extrutura solosTrabalho determinaçao testura e extrutura solos
Trabalho determinaçao testura e extrutura solos
 
3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica
 
Café. análise química do solo
Café. análise química do soloCafé. análise química do solo
Café. análise química do solo
 
Nbr 8036
Nbr 8036Nbr 8036
Nbr 8036
 

Mais de engenhar

Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionárioengenhar
 
Trabalho particulas solidas do solo
Trabalho particulas solidas do soloTrabalho particulas solidas do solo
Trabalho particulas solidas do soloengenhar
 
Trabalho mecanica dos solos i
Trabalho mecanica dos solos iTrabalho mecanica dos solos i
Trabalho mecanica dos solos iengenhar
 
Questoes solo
Questoes soloQuestoes solo
Questoes soloengenhar
 
Questões mecânica dos solos i
Questões mecânica dos solos iQuestões mecânica dos solos i
Questões mecânica dos solos iengenhar
 
Propriedade das partic._solidas
Propriedade das partic._solidasPropriedade das partic._solidas
Propriedade das partic._solidasengenhar
 
Trabalho de mec. dos solos i
Trabalho de mec. dos solos iTrabalho de mec. dos solos i
Trabalho de mec. dos solos iengenhar
 

Mais de engenhar (7)

Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionário
 
Trabalho particulas solidas do solo
Trabalho particulas solidas do soloTrabalho particulas solidas do solo
Trabalho particulas solidas do solo
 
Trabalho mecanica dos solos i
Trabalho mecanica dos solos iTrabalho mecanica dos solos i
Trabalho mecanica dos solos i
 
Questoes solo
Questoes soloQuestoes solo
Questoes solo
 
Questões mecânica dos solos i
Questões mecânica dos solos iQuestões mecânica dos solos i
Questões mecânica dos solos i
 
Propriedade das partic._solidas
Propriedade das partic._solidasPropriedade das partic._solidas
Propriedade das partic._solidas
 
Trabalho de mec. dos solos i
Trabalho de mec. dos solos iTrabalho de mec. dos solos i
Trabalho de mec. dos solos i
 

Mecanica dos solos novo

  • 2. *Amostragem: coleta de amostras deformadas e indeformadas e representatividade das mesmas.
  • 3. A caracterização de um solo depende da qualidade da amostra e do procedimento dos ensaios,tanto para a amostragem quanto para os ensaios existem normas técnicas que regem o assunto e que devem ser obedecidas. Para cada um dos tipos de amostras representativas o procedimento na amostragem será diferente.
  • 4. Representatividade mede o grau no qual as amostras coletadas refletem as condições de uma área em particular. Por exemplo, uma amostra de solo coletada no ponto de maior contaminação de uma determinada área (hot spot) não representa as condições de toda a área, mas apenas fornece uma limitada indicação da magnitude do problema. A distribuição e localização dos pontos de amostragem devem ser adequadas para fornecer a representatividade planejada.
  • 6. * É uma amostra de solo retirada com a destruição ou modificação apreciavel de suas caracteristicas in situ ; tambem chamada de amostra amolgada quando ocorre a fragmentação do material amostrado.
  • 7. ASPECTO • Amostra de solo desagregado REPRESENTATIVIDADE • Textura • Constituição Mineral *
  • 8. * Onde pode ser utilizada?  Na identificação táctil-visual;  Na preparação dos corpos de provas para ensaios de permeabilidade, compressibilidade e resistência ao cisalahamento;  No ensaio de compactação;  Nos ensaios de classificação; o Granolumetria o Limites de consistência o Massa especifica dos sólidos
  • 9. * Amostragem _Até 1,0 m abaixo da superficíe do terreno utiliza-se pás, enxadas, picaretas e outras mais apropriadas a cada caso. _Quanto maior a profundidade maio a necessidade de utilizar ferramentas especiais trados ou um amostrador de parede grossa.
  • 10. *
  • 11. *
  • 12. *
  • 13. *
  • 14. * OBS Toda e qualquer matéria, orgânica ou não, estranha ao solo deverá ser excluída da amostra. Se esta operação for difícil de ser realizada no campo deve-se informar sobre a existência dessa matéria, para que no laboratório sejam tomadas as providências necessárias.
  • 15. * É uma amostra de solo retirada sem ou com pequena modificação de suas características in situ com o uso de equipamentos e técnicas apropriadas, ou seja, amostra indeformada é aquela em que o solo se apresenta o mas possivel de sua estrutura natural.
  • 16. * ASPECTO • geralmente de forma cúbica ou cilíndrica REPRESENTATIVIDADE • estrutura e teor de umidade do solo (na data de sua retirada) –além da textura e composição mineral
  • 17. * Utilização Determinar características do solo “in situ”:  Os índices físicos,  O coeficiente de permeabilidade,  Os parâmetros de compressibilidade,  Os parâmetros de resistência ao cisalhamento
  • 18. * Amostragem Pode ser obtida de diversas maneiras dependendo de sua cota da amostragem, da densidade do solo, da posição do lençol freático.  Para solos moles abaixo do nível d’água deve-se utilizar amostrador de parede fina  Para solos acima do nível d’água e mais densos deve-se abrir um poço até a cota de interesse e retirar um bloco de solo usando uma caixa metálica ou de madeira como fôrma e com dimensões apropriadas ao tipo e número de ensaios a realizar.
  • 19. *
  • 20. *
  • 21. *
  • 22. *
  • 23. * OBS Os cuidados a serem tomados com essas amostras devem ser maiores do que aqueles com uma amostra deformada,desde a abertura do poço até sua utilização em laboratório.Estes cuidados com a amostra permitem a manutenção do teor de umidade e da estrutura do solo “in situ”.
  • 24. * Utilizadas para coleta de amostras indeformadas em solos de baixa consistência. A técnica utilizada compreende na perfuração mecanizada por meio de trados vazados “hollow auger” e posterior cravação do amostrador por meio de penetrômetro hidráulico. Dessa forma, é possível a obtenção de amostras com qualidade superior a profundidades superiores a 25 metros. As amostras podem ser coletadas nos diâmetros de 3 a 6 polegadas.
  • 25. * Como forma alternativa de coletas, podem ser utilizados amostradores de pistão estacionário. Esta técnica é recomendada quando não é possível a amostragem adequada com amostradores Shelby tradicionais. Nestes amostradores, um pistão estacionário interno gera vácuo no momento da amostragem, garantindo maior probabilidade de amostragem total do solo prospectado.
  • 26. FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIA-FTC DISCIPLINA: MECÂNICA DOS SOLOS PROFESSOR:ANTONIO CARLOS TOTTI JUNIOR CURSO:ENGENHARIA CIVIL 5° SEMESTRE ALUNOS: DIANA SANTANA DE FARIAS GABRIEL AMARAL ARAGÃO HOZANAR CARDOSO JANINNE NOGUEIRA DE SOUZA JOÃO MAURICIO NETO LOURENCO CAIRO DOS SANTOS