SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 64
Os Parisienses sob a Ocupação   Fotos a cores de André Zucca – 1940-44 64 slides – 26 fotos a cores únicas no mundo Tempo de leitura:  20 a 30 minutos Avanço manual – sem som
Os Parisienses sob a Ocupação   Fotos a cores de André Zucca – 1940-44 Exposição na Biblioteca Histórica da Cidade de Paris,  entre Abril e Julho de  2008
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Plano ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Uma exposição polémica… ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Biblioteca Histórica da Cidade de Paris Mas o director da Biblioteca de Paris,  Jean Derens , recusou o encerramento, dizendo que “isso representaria uma forma de censura, impedindo as pessoas de apreciarem estas obras excepcionais” e assim formarem a sua própria opinião.
Cartaz da exposição, posteriormente mandado retirar O “maire”  Bertrand Delano ë , presidente do município, finalmente decidiu que a exposição prosseguiria, mas incluindo 20 painéis com explicações redigidas pelo historiador  Jean-Pierre Azéma . E para dar uma satisfação aos protestatários mandou retirar da vista do público todos os cartazes relativos ao evento. Delano ë Azéma
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],Laval Pétain
Só para quem não se lembra: ,[object Object]
Só para quem não se lembra: ,[object Object],[object Object]
Só para quem não se lembra: ,[object Object]
Só para quem não se lembra: ,[object Object]
Só para quem não se lembra: ,[object Object]
Só para quem não se lembra: ,[object Object]
Só para quem não se lembra: De Inglaterra, o general De Gaulle apelou ao combate e comandou a Resistência
Só para quem não se lembra: ,[object Object],Soldados alemães  chez  Maxim’s
Só para quem não se lembra: ,[object Object]
Só para quem não se lembra: ,[object Object],1944
Só para quem não se lembra: ,[object Object],Esta é já uma foto de André Zucca,  com o seu incomparável poder de síntese
As fotos a cor  de André Zucca
 
Vamos dar uma volta à exposição, que compreende 270 fotos, praticamente as únicas a cores que existem sobre este período histórico Comecemos então por ver esta…
Rua de Rivoli, sem data (sede do Alto Comando alemão em Paris)
Parada quotidiana nos  Champs Elysées
O militar alemão tem ordem para ser “ korrect ”
Indicações de trânsito em alemão e vendedor ambulante
Mercado de Les Halles, 1942
“Bouchers”
Rue de Belleville, 1944
 
Cinema Lux Bastille e estação de metro de Bastille
Apanhando sol
 
Jardin du Luxembourg, 1942 Este menino, hoje homem idoso, reconheceu-se ao ver a exposição e disse que as imagens lhe  pareciam enganadoras. Não deixam ver  a angústia em que vivia, por seus pais andarem escondidos: pertenciam à Resistência e estavam condenados à morte.
Jardim do Luxemburgo, Maio de 1942
Nas margens do Sena
Nas margens do Sena
Praça da Concórdia
Bairro do Marais, Rue des Rosiers
Bairro do Marais, Rue des Rosiers Estrela amarela obrigatória: judeu.
Senhora judia na rua
Ponte de Tournelle, 19 de Abril de 1944: Um morador em Noisy-le-Sec foge com os pertences após o bombardeamento aliado
Moda sob a ocupação
Uma tarde nas corridas de Longchamp, cerca de 1940
Perto de “ L’Étoile ”, ir e vir de bicicleta
“ Vélo-taxi ”: transporte público com tracção a pedal
Teatro e cinema
Sobre o autor:  quem era André Zucca ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Zucca trabalhou para a Signal até 1944,  ano em que os alemães foram expulsos  de França. Esteve preso então. Um ano depois, o seu dossier era arquivado mas ele  arriscava-se a ser colocado sob  “ indignidade nacional”, uma categoria  criada na Libertação.  Decidiu então sair de Paris e foi viver em Dreux com outro nome. Morreu em 1973.
U m ano depois, em 1974, a Paris Match descobria  as suas fotos a cores do Paris ocupado.   A Biblioteca Histórica de Paris interessou-se por esta vasta obra e dispôs-se a adquiri-la.
No seu espólio, a Biblioteca  encontrou milhares de fotos a preto e branco, geralmente tiradas pela sua Rolleiflex em 6x6
Fotos de reportagem   tiradas para a revista Paris Match em 1940,  provavelmente como repórter de guerra
Fotos de reportagem Por detrás das fotos escrevia uma legenda, por  vezes irónica ou simpática para com os sujeitos. “ Estas boas almas não estão, como pode parecer, a fazer bicha à porta da funerária. Sucede que a polícia não permite filas junto às lojas de alimentação, assim eles adoptam este estratagema”.
Fotos de reportagem:  exposições de propaganda governamental sobre os judeus e sobre o comunismo
Fotos de reportagem Mas a legenda podia ser  facciosa e  oportunista: “ todos os quiosques de jornais das ruas principais proclamam a sua confiança  na  Signal”.
A revista Signal difundia-se  Fora da Alemanha, em muitos  países ocupados e neutros. Era claramente um Instrumento do Reich alemão, ao serviço da agência nazi denominada Propaganda Staffel. Lembro-me bem dela aqui em Portugal, em casa de gente conhecida nossa de Vila Real.
Zucca foi requisitado como correspondente da Signal e para ela fez a preto e branco várias reportagens sobre temas ligados com a participação da França no esforço de guerra alemão. Por iniciativa própria começou a trabalhar na  reportagem sobre Paris, para a qual obteve autorizações e múltiplas facilidades, bem como a película Agfacolor, caríssima e estritamente reservada. A câmara foi a sua Leica de 35 mm. Mas esta reportagem nunca chegaria a ser publicada.
Diapositivos em côr André Zucca deixou centenas de diapositivos em Agfacolor, quase todos sobre a cidade  de Paris. Sendo uma película de baixa sensibilidade, apenas 16 ASA, obrigava a uma iluminação abundante e quase só servia para fotos ao ar livre.  O estado desse material era muito precário e carecia de intervenção pronta. Os diapositivos  foram assim corrigidos, retocados e digitalizados.
Recuperação dos diapositivos em côr Original Correcção em Photoshop Último retoque
Reflexão final… ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Os direitos destas obras pertencem aos herdeiros de André Zucca,  à Bibliothèque Historique de la Ville de Paris, e a Roger Violet/SP.  O catálogo da Exposição foi editado pela Gallimard e Paris Bibliothèques. Se não esgotou ainda, não deve faltar muito…   Há um vídeo de 2 minutos sobre a exposição e sua polémica: consultar em http://vpod.tv/France24podcasting/475716
Então gostaram?  Se sim (ou se não), digam qualquer coisa ! Há mais… [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (17)

Leni Riefenstahl
Leni RiefenstahlLeni Riefenstahl
Leni Riefenstahl
 
Cinema de portugal
Cinema de portugalCinema de portugal
Cinema de portugal
 
Alain Resnais
Alain ResnaisAlain Resnais
Alain Resnais
 
Picasso
PicassoPicasso
Picasso
 
Tristan tzara dadaísmo - movimento artístico
Tristan tzara   dadaísmo - movimento artísticoTristan tzara   dadaísmo - movimento artístico
Tristan tzara dadaísmo - movimento artístico
 
Fotografia i capa e bresson
Fotografia i   capa e bressonFotografia i   capa e bresson
Fotografia i capa e bresson
 
Hans arp
Hans arpHans arp
Hans arp
 
Fotojornalismo
FotojornalismoFotojornalismo
Fotojornalismo
 
Powerpoint Santa Rita Pintor
Powerpoint Santa Rita PintorPowerpoint Santa Rita Pintor
Powerpoint Santa Rita Pintor
 
Dadaísmo fundo
Dadaísmo fundoDadaísmo fundo
Dadaísmo fundo
 
Contabilidade1
Contabilidade1Contabilidade1
Contabilidade1
 
Robert doisneu
Robert doisneuRobert doisneu
Robert doisneu
 
Catia ribeiro
Catia ribeiroCatia ribeiro
Catia ribeiro
 
1 fauvismo
1 fauvismo1 fauvismo
1 fauvismo
 
História da arte II: Realismo
História da arte II: RealismoHistória da arte II: Realismo
História da arte II: Realismo
 
Robert doisneau
Robert doisneauRobert doisneau
Robert doisneau
 
História do cinema brasileiro - apostila
História do cinema brasileiro -  apostilaHistória do cinema brasileiro -  apostila
História do cinema brasileiro - apostila
 

Semelhante a Paris Sob Nazismo

Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
Michele Pó
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
tiafo17
 
Cinema ana martins8c
Cinema ana martins8cCinema ana martins8c
Cinema ana martins8c
navegananet
 
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
elisabhp
 
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène AtgetTrabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
Luis Filipe Vargas
 
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène AtgetTrabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
Luis Filipe Vargas
 
António dacosta
António dacostaAntónio dacosta
António dacosta
MariaBeaF
 

Semelhante a Paris Sob Nazismo (20)

Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
 
Folheto final
Folheto finalFolheto final
Folheto final
 
ANÁLISE DO FILME OS INCOMPREENDIDOS DE FRANÇOIS TRUFFAUT PARA O VESTIBULAR UE...
ANÁLISE DO FILME OS INCOMPREENDIDOS DE FRANÇOIS TRUFFAUT PARA O VESTIBULAR UE...ANÁLISE DO FILME OS INCOMPREENDIDOS DE FRANÇOIS TRUFFAUT PARA O VESTIBULAR UE...
ANÁLISE DO FILME OS INCOMPREENDIDOS DE FRANÇOIS TRUFFAUT PARA O VESTIBULAR UE...
 
Dadaísmo
 Dadaísmo Dadaísmo
Dadaísmo
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
 
Cinema ana martins8c
Cinema ana martins8cCinema ana martins8c
Cinema ana martins8c
 
Vanguardas Europeias convertido
Vanguardas Europeias convertidoVanguardas Europeias convertido
Vanguardas Europeias convertido
 
Catia ribeiro
Catia ribeiroCatia ribeiro
Catia ribeiro
 
Arte XX
Arte XXArte XX
Arte XX
 
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
 
História de charles chaplin
História de charles chaplinHistória de charles chaplin
História de charles chaplin
 
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène AtgetTrabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
 
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène AtgetTrabalho Fotógrafo Eugène Atget
Trabalho Fotógrafo Eugène Atget
 
O pós guerra e o cinema expressionista alemão
O pós guerra e o cinema expressionista alemão O pós guerra e o cinema expressionista alemão
O pós guerra e o cinema expressionista alemão
 
António dacosta
António dacostaAntónio dacosta
António dacosta
 
Encontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJ
Encontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJEncontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJ
Encontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJ
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas Europeias Vanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
 
Charles Chaplin vida e obras
Charles Chaplin vida e obrasCharles Chaplin vida e obras
Charles Chaplin vida e obras
 
Trabalho de historia (2)
Trabalho de historia (2)Trabalho de historia (2)
Trabalho de historia (2)
 

Mais de GZ-Israel

Jordi Pujol i els jueus primeres pagines
Jordi Pujol i els jueus primeres paginesJordi Pujol i els jueus primeres pagines
Jordi Pujol i els jueus primeres pagines
GZ-Israel
 
Tui xudeu 2011
 Tui xudeu 2011 Tui xudeu 2011
Tui xudeu 2011
GZ-Israel
 
Sehudat Shabat en Atlantico diario
Sehudat Shabat en Atlantico diarioSehudat Shabat en Atlantico diario
Sehudat Shabat en Atlantico diario
GZ-Israel
 
Shabat Monforte La Voz de Galicia 2
Shabat Monforte La Voz de Galicia 2Shabat Monforte La Voz de Galicia 2
Shabat Monforte La Voz de Galicia 2
GZ-Israel
 
Boicot israel. xornal de galicia . 18.04
Boicot israel. xornal de galicia . 18.04Boicot israel. xornal de galicia . 18.04
Boicot israel. xornal de galicia . 18.04
GZ-Israel
 

Mais de GZ-Israel (20)

Declaración institucional día holocausto 2012
Declaración institucional día holocausto 2012Declaración institucional día holocausto 2012
Declaración institucional día holocausto 2012
 
No matarás al que lleve tu sangre
No matarás al que lleve tu sangreNo matarás al que lleve tu sangre
No matarás al que lleve tu sangre
 
Que representa Israel para min
Que representa Israel para minQue representa Israel para min
Que representa Israel para min
 
Islamismo e democracia. Entrevista con Sefafín Fanjul
Islamismo e democracia. Entrevista con Sefafín FanjulIslamismo e democracia. Entrevista con Sefafín Fanjul
Islamismo e democracia. Entrevista con Sefafín Fanjul
 
Viena xudia
Viena xudiaViena xudia
Viena xudia
 
La cuestion nacional . Dov Ber Borojov
La cuestion nacional . Dov Ber BorojovLa cuestion nacional . Dov Ber Borojov
La cuestion nacional . Dov Ber Borojov
 
Pin AGAI
Pin AGAIPin AGAI
Pin AGAI
 
Seica o basilisco é animal de compaña
Seica o basilisco é animal de compañaSeica o basilisco é animal de compaña
Seica o basilisco é animal de compaña
 
Jordi Pujol i els jueus primeres pagines
Jordi Pujol i els jueus primeres paginesJordi Pujol i els jueus primeres pagines
Jordi Pujol i els jueus primeres pagines
 
Vida - Atlantico diario . 11.09.2011.01
Vida - Atlantico diario . 11.09.2011.01Vida - Atlantico diario . 11.09.2011.01
Vida - Atlantico diario . 11.09.2011.01
 
Francis Papiernik na revista O Noso País
Francis Papiernik na revista O Noso PaísFrancis Papiernik na revista O Noso País
Francis Papiernik na revista O Noso País
 
Tui xudeu 2011
 Tui xudeu 2011 Tui xudeu 2011
Tui xudeu 2011
 
Sehudat Shabat en Atlantico diario
Sehudat Shabat en Atlantico diarioSehudat Shabat en Atlantico diario
Sehudat Shabat en Atlantico diario
 
Destino Israel. Por Pablo Veiga
Destino Israel. Por Pablo Veiga   Destino Israel. Por Pablo Veiga
Destino Israel. Por Pablo Veiga
 
Shabat Monforte La Voz de Galicia 2
Shabat Monforte La Voz de Galicia 2Shabat Monforte La Voz de Galicia 2
Shabat Monforte La Voz de Galicia 2
 
Shabat Monforte Voz de Galicia
Shabat Monforte Voz de GaliciaShabat Monforte Voz de Galicia
Shabat Monforte Voz de Galicia
 
Shabat monforte el progreso
Shabat monforte el progresoShabat monforte el progreso
Shabat monforte el progreso
 
Boicot a China, Irán, Siria, Corea...
Boicot a China, Irán, Siria, Corea...Boicot a China, Irán, Siria, Corea...
Boicot a China, Irán, Siria, Corea...
 
Aurora . 21.04.2011
Aurora . 21.04.2011Aurora . 21.04.2011
Aurora . 21.04.2011
 
Boicot israel. xornal de galicia . 18.04
Boicot israel. xornal de galicia . 18.04Boicot israel. xornal de galicia . 18.04
Boicot israel. xornal de galicia . 18.04
 

Paris Sob Nazismo

  • 1. Os Parisienses sob a Ocupação Fotos a cores de André Zucca – 1940-44 64 slides – 26 fotos a cores únicas no mundo Tempo de leitura: 20 a 30 minutos Avanço manual – sem som
  • 2. Os Parisienses sob a Ocupação Fotos a cores de André Zucca – 1940-44 Exposição na Biblioteca Histórica da Cidade de Paris, entre Abril e Julho de 2008
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. Biblioteca Histórica da Cidade de Paris Mas o director da Biblioteca de Paris, Jean Derens , recusou o encerramento, dizendo que “isso representaria uma forma de censura, impedindo as pessoas de apreciarem estas obras excepcionais” e assim formarem a sua própria opinião.
  • 7. Cartaz da exposição, posteriormente mandado retirar O “maire” Bertrand Delano ë , presidente do município, finalmente decidiu que a exposição prosseguiria, mas incluindo 20 painéis com explicações redigidas pelo historiador Jean-Pierre Azéma . E para dar uma satisfação aos protestatários mandou retirar da vista do público todos os cartazes relativos ao evento. Delano ë Azéma
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Só para quem não se lembra: De Inglaterra, o general De Gaulle apelou ao combate e comandou a Resistência
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. As fotos a cor de André Zucca
  • 23.  
  • 24. Vamos dar uma volta à exposição, que compreende 270 fotos, praticamente as únicas a cores que existem sobre este período histórico Comecemos então por ver esta…
  • 25. Rua de Rivoli, sem data (sede do Alto Comando alemão em Paris)
  • 26. Parada quotidiana nos Champs Elysées
  • 27. O militar alemão tem ordem para ser “ korrect ”
  • 28. Indicações de trânsito em alemão e vendedor ambulante
  • 29. Mercado de Les Halles, 1942
  • 32.  
  • 33. Cinema Lux Bastille e estação de metro de Bastille
  • 35.  
  • 36. Jardin du Luxembourg, 1942 Este menino, hoje homem idoso, reconheceu-se ao ver a exposição e disse que as imagens lhe pareciam enganadoras. Não deixam ver a angústia em que vivia, por seus pais andarem escondidos: pertenciam à Resistência e estavam condenados à morte.
  • 37. Jardim do Luxemburgo, Maio de 1942
  • 41. Bairro do Marais, Rue des Rosiers
  • 42. Bairro do Marais, Rue des Rosiers Estrela amarela obrigatória: judeu.
  • 44. Ponte de Tournelle, 19 de Abril de 1944: Um morador em Noisy-le-Sec foge com os pertences após o bombardeamento aliado
  • 45. Moda sob a ocupação
  • 46. Uma tarde nas corridas de Longchamp, cerca de 1940
  • 47. Perto de “ L’Étoile ”, ir e vir de bicicleta
  • 48. “ Vélo-taxi ”: transporte público com tracção a pedal
  • 50.
  • 51. Zucca trabalhou para a Signal até 1944, ano em que os alemães foram expulsos de França. Esteve preso então. Um ano depois, o seu dossier era arquivado mas ele arriscava-se a ser colocado sob “ indignidade nacional”, uma categoria criada na Libertação. Decidiu então sair de Paris e foi viver em Dreux com outro nome. Morreu em 1973.
  • 52. U m ano depois, em 1974, a Paris Match descobria as suas fotos a cores do Paris ocupado. A Biblioteca Histórica de Paris interessou-se por esta vasta obra e dispôs-se a adquiri-la.
  • 53. No seu espólio, a Biblioteca encontrou milhares de fotos a preto e branco, geralmente tiradas pela sua Rolleiflex em 6x6
  • 54. Fotos de reportagem tiradas para a revista Paris Match em 1940, provavelmente como repórter de guerra
  • 55. Fotos de reportagem Por detrás das fotos escrevia uma legenda, por vezes irónica ou simpática para com os sujeitos. “ Estas boas almas não estão, como pode parecer, a fazer bicha à porta da funerária. Sucede que a polícia não permite filas junto às lojas de alimentação, assim eles adoptam este estratagema”.
  • 56. Fotos de reportagem: exposições de propaganda governamental sobre os judeus e sobre o comunismo
  • 57. Fotos de reportagem Mas a legenda podia ser facciosa e oportunista: “ todos os quiosques de jornais das ruas principais proclamam a sua confiança na Signal”.
  • 58. A revista Signal difundia-se Fora da Alemanha, em muitos países ocupados e neutros. Era claramente um Instrumento do Reich alemão, ao serviço da agência nazi denominada Propaganda Staffel. Lembro-me bem dela aqui em Portugal, em casa de gente conhecida nossa de Vila Real.
  • 59. Zucca foi requisitado como correspondente da Signal e para ela fez a preto e branco várias reportagens sobre temas ligados com a participação da França no esforço de guerra alemão. Por iniciativa própria começou a trabalhar na reportagem sobre Paris, para a qual obteve autorizações e múltiplas facilidades, bem como a película Agfacolor, caríssima e estritamente reservada. A câmara foi a sua Leica de 35 mm. Mas esta reportagem nunca chegaria a ser publicada.
  • 60. Diapositivos em côr André Zucca deixou centenas de diapositivos em Agfacolor, quase todos sobre a cidade de Paris. Sendo uma película de baixa sensibilidade, apenas 16 ASA, obrigava a uma iluminação abundante e quase só servia para fotos ao ar livre. O estado desse material era muito precário e carecia de intervenção pronta. Os diapositivos foram assim corrigidos, retocados e digitalizados.
  • 61. Recuperação dos diapositivos em côr Original Correcção em Photoshop Último retoque
  • 62.
  • 63. Os direitos destas obras pertencem aos herdeiros de André Zucca, à Bibliothèque Historique de la Ville de Paris, e a Roger Violet/SP. O catálogo da Exposição foi editado pela Gallimard e Paris Bibliothèques. Se não esgotou ainda, não deve faltar muito… Há um vídeo de 2 minutos sobre a exposição e sua polémica: consultar em http://vpod.tv/France24podcasting/475716
  • 64. Então gostaram? Se sim (ou se não), digam qualquer coisa ! Há mais… [email_address]