A DEPRESSÃO É UMA CONDIÇÃO 
PSIQUIÁTRICA EXTREMAMENTE 
COMUM......Rang e Dale 
Caracterizada por distúrbios afetivos/ alte...
Depressão 
Segundo a OMS 
Nos próximos 20 anos a depressão ocupará o 
segundo lugar nas patologias dispendiosas e 
fatais ...
Depressão 
11% é o risco dos homens sofrerem de 
depressão enquanto nas mulheres chega a 18% 
15% dos que sofrem com a doe...
Depressão 
Existem três tipos: 
Depressão Maior 
Distimia 
Transtorno Bipolar 
O diagnóstico torna-se um grande apelo
Critérios diagnósticos para 
depressão maior e distimia 
Depressão maior 
5 ou mais sintomas presentes diariamente por 2 
...
Critérios diagnósticos para 
depressão maior e distimia 
A) Depressão na maioria do dia 
B) Diminuição de interesse ou pra...
Depressão Maior 
Atinge 6% da população 
Leve, moderada ou grave 
Maior incidência em mulheres 
Boa aceitação para psicote...
Distimia 
Atinge 4% da população 
Falta de esperança 
Vida social limitada, com baixo rendimento no 
trabalho 
Apresenta s...
Transtorno bipolar 
Atinge ambos os sexos 
Caracterizado por uma fase maníaca e outra 
depressiva 
Extrema alegria, eufori...
Grupos vulneráveis 
Adolescentes 
Idosos 
Pré-menstrual 
Menopausadas 
Pós-parto - 10% das mulheres 4 a 6 
semanas após o ...
Patologia Associadas 
Acidente vascular encefálico (AVE) 
Mal de Parkinson 
Esclerose múltipla 
Câncer
Fisiopatologia 
Teoria das Monoaminas
TERAPIA 
FARMACOLÓGICA 
Antidepressivos Tricíclicos 
Amitriptilina 
Imipramina 
Desipramina 
Nortriptilina 
Maprotilina 
A...
TERAPIA 
FARMACOLÓGICA 
Antidepressivos Atípicos 
Bupropiona 
Maprotilina 
Trazodona 
Inibidores da Recaptação de Serotoni...
Critérios para utilização 
Distinguir reação depressiva à circunstâncias 
existenciais (envelhecimento) 
Para depressão ma...
Antidepressivos Tricíclicos 
Agentes mais antigos, perdendo espaço 
Ocasionam menor aderência ao tratamento pelos 
efeitos...
Mecanismo de ação
Efeitos adversos - 
Tricíclicos 
Em não deprimidos gera sedação, confusão e 
incoordenação motora 
Efeitos anticolinérgico...
ISRS (Inibidores Seletivos da 
Recaptação de Serotonina) 
Mais novos, melhor aceitação 
Primeira linha para depressão pós-...
Efeitos Adversos - ISRS 
Agitação 
Anorexia 
Diminuição da libido 
Retardo no orgasmo e ejaculação 
Cuidado: administração...
Atenção farmacêutica 
Avaliar a prescrição 
Verificar a eficácia terapêutica: perguntas 
1 – Como você tem se sentido rece...
Transtorno bipolar 
Inicio se dá entre os 20 e 30 anos de idade 
Caracteriza-se por uma fase maníaca e 
depressiva alterna...
Fase maníaca 
Fase de humor elevado 
Alegria contagiante 
Elevação da autoestima 
Sentimento de grandiosidade 
Manifestaçõ...
Fase depressiva 
Oposto da mania 
Humor deprimido 
Sentimentos de inferioridade 
Sensação de cansaço 
Diminuição da cogniç...
Terapia 
Estabilizadores do humor 
Lítio 
Trata-se de um eletrólito com características 
semelhantes ao sódio, impede as d...
Lítio 
Estreita janela terapêutica: 0,5-1mmol/l 
Doses diárias entre 600mg a 2 g 
Monitorização periódica 
12 horas após a...
Efeitos Adversos 
Náuseas 
Tremores 
Déficit de memória 
Fadiga 
Diminuição da libido 
Sede 
Edema 
Ganho de peso
Interações 
Diuréticos tiazídicos e AINEs aumentam 
níveis séricos do lítio 
Bloqueadores neuromusculares – o lítio 
prolo...
Terapia alternativa 
Antidepressivos + neurolépticos 
Antidepressivos + antiepilépticos
Terapia antidepressiva
Terapia antidepressiva
Terapia antidepressiva
Terapia antidepressiva
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Terapia antidepressiva

691 visualizações

Publicada em

Aula

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
691
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Terapia antidepressiva

  1. 1. A DEPRESSÃO É UMA CONDIÇÃO PSIQUIÁTRICA EXTREMAMENTE COMUM......Rang e Dale Caracterizada por distúrbios afetivos/ alterações no humor
  2. 2. Depressão Segundo a OMS Nos próximos 20 anos a depressão ocupará o segundo lugar nas patologias dispendiosas e fatais 15% da população mundial atingido em pelo menos um episódio Metade desse percentual está sujeito a episódios recorrentes Mais de 400 milhões de indivíduos sofrem de depressão
  3. 3. Depressão 11% é o risco dos homens sofrerem de depressão enquanto nas mulheres chega a 18% 15% dos que sofrem com a doença tentam suicídio Falta ou excesso de sono acomete 90% dos deprimidos 37% das pessoas som a depressão apresentam problemas sexuais Estima-se que 80% dos deprimidos apresentam sintomas como ansiedade ou agitação
  4. 4. Depressão Existem três tipos: Depressão Maior Distimia Transtorno Bipolar O diagnóstico torna-se um grande apelo
  5. 5. Critérios diagnósticos para depressão maior e distimia Depressão maior 5 ou mais sintomas presentes diariamente por 2 ou mais semanas, ou, ao menos, os itens a e b Distimia Além dos itens a e b, mais 3 sintomas presentes na maioria dos dias por 2 ou mais anos.
  6. 6. Critérios diagnósticos para depressão maior e distimia A) Depressão na maioria do dia B) Diminuição de interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades C) Significativos ganho ou perda de peso ou aumento ou perda do apetite D) Insônia ou excesso de sono E) Agitação ou lentidão psicomotora F) Fadiga ou perda de energia G) Sentimento de desvalia H) Concentração metal diminuída ou indecisão i) Pensamentos recorrentes de morte, tentativa de suicídio
  7. 7. Depressão Maior Atinge 6% da população Leve, moderada ou grave Maior incidência em mulheres Boa aceitação para psicoterapia e farmacoterapia Geralmente aguda
  8. 8. Distimia Atinge 4% da população Falta de esperança Vida social limitada, com baixo rendimento no trabalho Apresenta sentimento de rejeição pelos outros Tendências para consumir drogas/álcool Baixa auto-estima
  9. 9. Transtorno bipolar Atinge ambos os sexos Caracterizado por uma fase maníaca e outra depressiva Extrema alegria, euforia se confundem com episódios de extrema depressão, tristeza
  10. 10. Grupos vulneráveis Adolescentes Idosos Pré-menstrual Menopausadas Pós-parto - 10% das mulheres 4 a 6 semanas após o parto
  11. 11. Patologia Associadas Acidente vascular encefálico (AVE) Mal de Parkinson Esclerose múltipla Câncer
  12. 12. Fisiopatologia Teoria das Monoaminas
  13. 13. TERAPIA FARMACOLÓGICA Antidepressivos Tricíclicos Amitriptilina Imipramina Desipramina Nortriptilina Maprotilina Antidepressivos Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina (ISRS) Fluoxetina Sertralina Citalopram Paroxetina
  14. 14. TERAPIA FARMACOLÓGICA Antidepressivos Atípicos Bupropiona Maprotilina Trazodona Inibidores da Recaptação de Serotonina e Noradrenalina Venlafaxina
  15. 15. Critérios para utilização Distinguir reação depressiva à circunstâncias existenciais (envelhecimento) Para depressão maior (leve e moderada) é indicado a psicoterapia por até 6 a 8 semanas, após isso sem melhoras - medicamentos
  16. 16. Antidepressivos Tricíclicos Agentes mais antigos, perdendo espaço Ocasionam menor aderência ao tratamento pelos efeitos adversos Utilizado na distimia com mesma eficácia aos ISRS O tratamento aqui deve ser iniciado em pequenas doses, já em idosos a dose inicial deve corresponder a metade de um adulto Importante: Período de latência de 2 a 3 semanas; estimular a continuação da terapia Manter o tratamento por 4 a 6 meses, depois considerar a manutenção
  17. 17. Mecanismo de ação
  18. 18. Efeitos adversos - Tricíclicos Em não deprimidos gera sedação, confusão e incoordenação motora Efeitos anticolinérgicos Hipotensão (bloqueio alfa) - arritmia Sonolência (H1) Ganho de peso Alta ligação proteína plasmática Toxicidade: delírio, convulsões, coma e depressão respiratória
  19. 19. ISRS (Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina) Mais novos, melhor aceitação Primeira linha para depressão pós-parto Para hospitalização por tentativa de suicídio, considera associar a antipsicóticos Não necessita desmami Indicado a: Depressão maior, distimia, TOC, pânico, bulimia, dor crônica.
  20. 20. Efeitos Adversos - ISRS Agitação Anorexia Diminuição da libido Retardo no orgasmo e ejaculação Cuidado: administração de triptofano – hiperteremia, rigidez muscular, alterações no estado mental D.G.I
  21. 21. Atenção farmacêutica Avaliar a prescrição Verificar a eficácia terapêutica: perguntas 1 – Como você tem se sentido recentemente? 2 – Tem sido capaz de sentir prazer com o que usualmente o agrada? 3 – Você retomou seu nivel de energia ou ainda se senti cansado? 4 – Tem dormido bem? Tem sido capaz de concentrar-se nos meios de comunicação (jornal, TV, livro, radio)?
  22. 22. Transtorno bipolar Inicio se dá entre os 20 e 30 anos de idade Caracteriza-se por uma fase maníaca e depressiva alternadamente Outros pacientes apresentam apenas a depressão e uma hipomania
  23. 23. Fase maníaca Fase de humor elevado Alegria contagiante Elevação da autoestima Sentimento de grandiosidade Manifestações delirantes de grandeza Considera-se uma pessoa especial, dotada de poderes e capacidades únicas Vigor físico Fala bastante Aumento do interesse sexual
  24. 24. Fase depressiva Oposto da mania Humor deprimido Sentimentos de inferioridade Sensação de cansaço Diminuição da cognição
  25. 25. Terapia Estabilizadores do humor Lítio Trata-se de um eletrólito com características semelhantes ao sódio, impede as descargas neuronais excedentes.
  26. 26. Lítio Estreita janela terapêutica: 0,5-1mmol/l Doses diárias entre 600mg a 2 g Monitorização periódica 12 horas após adm. Dosagem sanguínea Creatinina, T4 e TSH (6-12 meses) Não há cura – manutenção Pode haver recidivas até 1 ano
  27. 27. Efeitos Adversos Náuseas Tremores Déficit de memória Fadiga Diminuição da libido Sede Edema Ganho de peso
  28. 28. Interações Diuréticos tiazídicos e AINEs aumentam níveis séricos do lítio Bloqueadores neuromusculares – o lítio prolonga o tempo de bloquéio
  29. 29. Terapia alternativa Antidepressivos + neurolépticos Antidepressivos + antiepilépticos

×