Diabetes melitos

131 visualizações

Publicada em

Aula da Pós-graduação

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
131
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diabetes melitos

  1. 1.  Síndrome causada pela deficiência relativa ou absoluta de insulina.  Resultante de alteração da função secretora pancreática ou de resistência à ação da insulina nos tecidos-alvo.  A não absorção da glicose pelas células, ocasiona sua elevação na corrente sanguínea
  2. 2.  Atinge 7,6% dos adultos nas capitais brasileiras  Estima-se que em 2025 atingirá 5,4% da população mundial
  3. 3.  Tipo 1 Insulino-dependente Deficiência quase absoluta da liberação de insulina Doença auto-imune Corresponde a 5 – 10% dos diabéticos
  4. 4.  Tipo 2 Alterações na secreção de insulina ou sensibilidade dos tecidos-alvo 90% dos diabéticos
  5. 5.  Liberação da insulina
  6. 6.  Liberação da insulina
  7. 7.  Utilização da insulina e glicose
  8. 8.  Glicogênio hepático  Glicólise  Síntese de triglicérides  Captação de aminoácidos – proteína  Transporte de Ca e K para interior das células – usado em hipercalemia
  9. 9.  Tipo 1 Auto-imune: Anticorpos anti células beta Hiperglicemia – diurese osmótica - glicosúria Sede e fome Formação de corpos cetônicos
  10. 10.  Tipo 2 Fatores de risco: Obesidade, fumo, > 35 anos, hipertensão, sedentarismo Ocorre uma resistência a insulina, a longo prazo uma redução na sua liberação
  11. 11.  Formação de corpos cetônicos – acidose metabólica  Nefropatia  Retinopatia  Neuropatia  Amputação de membros  Glicosilação das proteínas
  12. 12.  Clínico: Polidipsia Poliúria Polifagia Emagrecimento Desidratação Ou Assintomático
  13. 13.  Laboratorial: OMS Glicose plasmática jejum - > 126mg/dl Glicemia > 200mg/dl a qualquer hora do dia na presença de sintomas clássicos Glicemia >200mg/dl 2 horas após 75mg de glicose oral
  14. 14. 10 30 50 70 90 110 130 150 170 190 0 30 60 120 180 diabético pré-diabético normal
  15. 15.  Hemoglobina glicada 4 – 6,5% em jejum
  16. 16.  Alteração nos hábitos de vida Exercícios Eliminação tabagismo e álcool  Dieta
  17. 17.  Tipo 1 Insulinas Liberação rápida – Regular, lispro, aspartato (1-4 horas) Liberação Intermediária – NPH (6-12 horas) Liberação Lenta – Zinco (PZI) (8-24 horas)
  18. 18.  Tipo 2 Insulinas (se necessário) Hipoglicemiantes orais
  19. 19.  Hipoglicemiantes Tolbutamida Clorpropramida Glibenclamida Glimepirida liberação de insulina (bloq. Canal de K)
  20. 20. Metformina captação de glicose pelos músculos e adipócitos Aumenta expressão do glut 4
  21. 21.  Os objetivos consistem em prevenir a hiper ou hipoglicemia  Durante ou após cirurgias – glicemias entre 125 – 200 mg/dl  Após a cirurgias mantém o soro glicosilado e monitoriza a glicemia para 200 mg/dl, aplicando, se necessário, insulina de ação rápida subcutânea
  22. 22.  Filme e casos clínicos

×