O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Problemas Ambientais

32.961 visualizações

Publicada em

Problemas Ambientais

  1. 1. PROBLEMAS AMBIENTAIS ÁREA DE INTEGRAÇÃO FEV 10 EMÍLIA CABRAL
  2. 2. Poluição atmosférica <ul><li>As alterações climáticas, das quais o aquecimento global é a mais evidente, são provocadas, em última análise, pelo aumento da POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA – alteração da atmosfera através da introdução de substâncias que se misturam com os componentes naturais do ar . </li></ul>
  3. 4. Destruição da camada de ozono
  4. 5. Efeito de estufa
  5. 6. SUBIDA DO NÍVEL DO MAR Em consequência da expansão térmica dos oceanos e da fusão dos glaciares registar-se-á uma submersão das áreas litorais de baixa altitude ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS Alterações na temperatura e na pluviosidade levarão à deslocação das zonas climáticas em direcção aos Pólos AQUECIMENTO GLOBAL A Terra aquecerá 0,3ºC por década, produzindo um aumento de 2 a 4ºC durante um século CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO DE ESTUFA INCÊNDIOS Com o aumento da temperatura, registar-se-ão fogos de grandes dimensões ALTERAÇÃO DOS ECOSSISTEMAS A flora e a fauna podem desaparecer de vastas zonas da Terra AUMENTO DA DESERTIFICAÇÃO Avanço dos desertos destruindo áreas de produção agrícola FUSÃO DE GLACIARES E GELOS A subida da temperatura provocará nas regiões polares e nas altas montanhas a fusão parcial ou total dos glaciares MUDANÇAS NAS PRODUÇÕES AGRÍCOLAS A produção de alimentos diminuirá perto do Equador e dos Trópicos, aumentando nas áreas subpolares
  6. 7. Chuvas ácidas
  7. 8. Smog Neblina ou nevoeiro típico da áreas urbano-industriais, formado por partículas de pequenas dimensões que se encontram em suspensão no ar.
  8. 9. Desflorestação Distribuição da cobertura vegetal
  9. 10. <ul><li>No entanto, esta cobertura tem vindo a diminuir significativamente, devido ao processo de DESFLORESTAÇÃO – diminuição das áreas de floresta . </li></ul><ul><li>Este processo resulta de: </li></ul><ul><li>Abate das árvores </li></ul><ul><li>Incêndios </li></ul><ul><li>Acção das chuvas ácidas </li></ul>
  10. 11. Desflorestação Taxa de desflorestação anual por país
  11. 12. Consequências da Desflorestação
  12. 13. Degradação dos solos Causas Humanas <ul><li>Desflorestação: o solo fica desprotegido, favorecendo o processo de erosão </li></ul><ul><li>Espansão urbana: a construção é reponsável pelo desaparecimento de bons solos agrícolas </li></ul><ul><li>Agricultura intensiva: leva ao esgotamento dos solos </li></ul>
  13. 14. Degradação dos solos Causas Naturais <ul><li>Chuvas ácidas </li></ul><ul><li>Secas </li></ul><ul><li>DESERTIFICAÇÃO – processo de degradação da terra arável, da vegetação e da fauna </li></ul>
  14. 15. Produção de resíduos <ul><li>A produção de resíduos tem vindo a aumentar significativamente, quer em quantidade, quer em diversidade, devido a: </li></ul><ul><li>Aumento da população </li></ul><ul><li>Crescimento económico e incremento do poder de compra </li></ul><ul><li>Aparecimento de novos materiais </li></ul>
  15. 16. Tipos de resíduos <ul><li>URBANOS (RSU): objectos ou substâncias provenientes das habitações, como restos alimentares, vidros, embalagens, papel, … </li></ul><ul><li>INDUSTRIAIS: gerados pelos processos produtivos na indústria e nas actividades de produção de electricidade, água e gás, como óleos, substâncias residuais, escórias, … </li></ul><ul><li>HOSPITALARES: resultam das actividades desenvolvidas nas unidades de saúde, como seringas, medicamentos, restos orgânicos,… . Alguns destes resíduos são considerados perigosos. </li></ul><ul><li>AGRÍCOLAS: provenientes das explorações agrícolas, pecuárias ou similares, como restos de plantas, adubos, … </li></ul>
  16. 17. Riscos dos resíduos <ul><li>O armazenamento e destruição dos resíduos é um problema de difícil resolução principalmente em relação aos resíduos perigosos. </li></ul><ul><li>O seu armazenamento provoca riscos ambientais (poluição dos solos, da água e até atmosférica) mas a sua destruição também apresenta, em regra consequência negativas para a atmosfera. </li></ul>
  17. 18. Perda de biodiversidade
  18. 19. Causas da perda de biodiversidade <ul><li>Desflorestação </li></ul><ul><li>Poluição atmosférica </li></ul><ul><li>Poluição das águas </li></ul><ul><li>Degradação dos solos </li></ul><ul><li>Desertificação </li></ul><ul><li>Exploração excessiva de algumas espécies </li></ul>
  19. 20. Poluição das águas interiores <ul><li>A água é um bem cada vez mais escasso porque: </li></ul><ul><li>Há uma diminuição do volume das águas superficiais devido à desertificação </li></ul><ul><li>A poluição tem tornado imprópria a água superficial e as reservas aquíferas </li></ul><ul><li>O consumo abusivo de água tem provocado a descida do nível dos aquíferos e a redução do volume das reservas superficiais </li></ul>Distribuição global da água
  20. 21. Causas da poluição das águas interiores <ul><li>Indústria: principal fonte de poluição das águas, quer através da libertação de substâncias poluentes, quer através da sua utilização para diversas tarefas: arrefecimento de máquinas, lavagens, … </li></ul><ul><li>Agro-pecuária: polui através lançamento de substâncias químicas para as águas superficiais, infiltração dos químicos para as toalhas freáticas e lançamento de restos orgânicos para as águas superficiais. </li></ul><ul><li>Actividades domésticas: lançamento de substâncias poluentes utilizados nas tarefas domésticas </li></ul>
  21. 22. Causas da poluição oceânica <ul><li>Litoralização: a pressão urbanística no litoral é causadora do aumento da poluição oceânica, através de fontes domésticas, industriais e agrícolas </li></ul><ul><li>Derramamento de crude: provocado por acidentes ou por descargas e lavagem de tanques em alto-mar </li></ul><ul><li>Deposição de resíduos tóxicos </li></ul>

×