Resenha marcos

84 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
84
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha marcos

  1. 1. O texto trata das Linguagens da Língua. A língua está presente em tudo nasnossas vidas, transmitem nossos sentimentos , emoções, nos fazem ter contatos com pessoasde outros países. O mais admirável é que, com poucas dezenas de palavras, todas as pessoaspodem construir, uma infinidade de expressões que revelam aos outros o que pensam, o queimaginam e o que sentem. Apesar da frequente presença ainda sabemos pouco sobre alinguagem, principalmente na sua forma escrita. A realidade primeira da língua é a fala, tantona historia da humanidade como na vida pessoal e a escrita surgiu depois. Há diferenças entreo falado e o escrito devido as variações da língua. Os fatores que determinam essas variedadessão: a região de quem fala, nível social e escolar, da relação com a escrita, a situação da fala.A língua é viva, independentemente da forma como seja grafada. O que é preciso olhar é que,no Brasil, a gente tem sim um problema de compreensão na leitura e de redação dessa língua.Mas não por conta dos acentos ou do. Com o tempo isso vai sendo assimilado sem grandesofrimento, basta ter contato com a língua escrita. O acordo de unificação não vai nemmelhorar nem piorar o ensino do Português nas escolas, porque, nesse caso, o problema estáno ensino e na aprendizagem, e não na Língua Portuguesa.As pesquisas linguísticas têm mostrado que formas menos tradicionais estão entrando nalíngua padrão, um exemplo: Eu te amo X Eu a amo. Outra coisa perceptível são as mudançasque estão acontecendo pela intensa migração da população do campo para as cidades, ondecada vez mais estão perdendo a pronuncia rural. Acredito também que isso se deve a maioresoportunidades de estudos, chances de empregos melhores nas cidades, e condições melhoresde vida. As variedades mantêm uma relação de hierarquia, por isso quando alguém nos falaalgo, interpretamos não apenas a palavra, mas o contexto no geral. Um exemplo é quandoalguém fala “pobrema”, entendemos a palavra mas no nosso cotidiano, não estamoshabituados a falar desta maneira. Fala e escrita são atividades comunicativas e práticas sociais situadas e em ambosos casos tem-se um uso real da língua. As pesquisas sobre o ensino de gramática levam emconta que, para haver uma boa comunicação, a pessoa deve adequar a forma como se expressaà situação comunicativa em que se encontra. A questão não é exatamente aprender as regrasgramaticais, mas dominar também a língua culta de uso real, aquela de fato usada pelaspessoas mais escolarizadas.
  2. 2. A ortografia foi criada para facilitar a comunicação escrita, tendo uma formacomum para escrever cada palavra. Algumas palavras contêm mais de uma opção de letrapara um determinado som, essas palavras obedecem aos princípios da regularidade, em que oconhecimento de regras gramaticais permite saber como elas devem ser escritas, mesmo semconhecer a palavra. As pessoas estão acostumas a criticar, as pessoas e a língua, sem mesmo terconhecimento dela, fazendo parte da massa, do senso comum, tendo uma visão superficial dascoisas, as línguas variam de cada cultura de cada povo, não existe nenhuma sociedade quefala da mesma forma, a língua é um ótimo meio de comunicação, e importantíssimo paraveiculação de valores e de ideias. Mas entre uma comunidade de falantes existe varias formasde falar. Na sociedade brasileira onde se fala português, a variação da fala é grande, devido afatores como a classe social, pois muitas vezes algumas pessoas têm mais condições e acessoa educação do que outras, mas isso não significa que essas pessoas que tiveram maiorquantidade de conhecimento da língua, que falem o português mais correto ao das pessoas quenão tiveram esse mesmo tipo de conhecimento, pois apesar dessas pessoas, não seguircorretamente as normas gramaticais, que as pessoas possam considerar incorreta, pois se amensagem passada chegou corretamente ao receptor ou comunicação. Outro fator no Brasil, éa variação de língua, por conta da grande expansão territorial no Brasil, e de variedadecultual, muitas vezes dentro do mesmo estados, saindo da capital para o interior já podeperceber a variação da forma de falar. Não existe língua uniforme, o que é positivo,enriquecendo a língua falada, não aceitando o preconceito, pois o principal objetivo é secomunicar. O sistema gramatical esta em constante mudança, no decorrer dos anos. Cadaépoca, geração, classificação social, idade possui seu jeito de falar, possuindo elementosidênticos entre si, mas carregando diferentes. Como exemplos temos as redes sociais, skype,facebook, onde usamos abreviações, que acaba atrapalhando pois muitas vezes, por usarmoselas diariamente, utilizamos elas também em redações, interferindo na comunicação. Aspalavras se tornam próprias, quando o sentido se torna desejado, quando se torna familiar, nãoé do dicionário que ela é retirada pelo falante, pois essas palavras estão nos lábios de quem apronuncia. Palavras neutras, são palavras imparciais, que não são carregadas de valoresculturais de um grupo, que não pertencem a ninguém, ela sempre possui intenções. A
  3. 3. linguagem é um meio neutro que esta sempre povoada de intenções, submetê-la as própriasintenções e acentos é um processo difícil e complexo que pode durar anos para acontecer. http://geolibertaria2.blogspot.com.br/2010/07/nao-existem-linguas-uniformes.html http://rpproducaocultural.blogspot.com.br/2011/04/sobre-estratificacao-da-linguagem.html

×