SlideShare uma empresa Scribd logo
Outsourcing em TIC 1 Eduardo Mayer Fagundes Engenheiro eletricista, especialista em telecomunicações, mestre em Ciência da Computação. Extensão universitária em DardenSchoolof Business na Universidade da Virginia (US). Professor de cursos de graduação e pós-graduação. Trabalhou em vários projetos de consolidação de datacenters. Liderou o projeto de infra-estrutura de TI e telecomunicações da fábrica da Ford em Camaçari-Bahia. Gerente de sistemas de gestão de engenharia, compras e manufatura da Ford Brasil. Gerente de sistemas da Volvo Car, Jaguar e LandRover no Brasil. CIO do grupo de energia e telecomunicações AES no Brasil, onde consolidou as áreas de TI de sete empresas e trabalhou no projeto global de SAP. Desenvolveu projetos de TI nos Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Alemanha e Índia para a Ford, Volkswagen e AES Corporation. Atualmente, trabalha em projetos de transferência de conhecimento e colaboração pela Internet.
Mito A organização interna de TI não pode competir com empresas de outsourcing Erros de concepção: O outsourcing automaticamente melhora a qualidade do serviço e custo.  A organização de TI interna não pode competir com os provedores de serviços.  Organização de TI conhece seus concorrentes.  A organização TI conhece seus pontos fortes e fracos.  2 Copyright(c)2010 por Eduardo Mayer Fagundes
Crenças nas empresas Tudo deve ser terceirizado, pois os provedores de serviços são sempre melhores, mais acessíveis e mais rápidos. Terceirização é uma sangria de dinheiro. Tudo deve ser mantido internamente para ser diretamente controlado. 3 Copyright(c)2010 por Eduardo Mayer Fagundes
Outsourcing para reduzir custos É um erro considerar o outsourcing exclusivamente para reduzir custos. Se o motivo é custo, significa que a organização de TI não tem controle de seus gastos e não possui maturidade para gerenciar a demanda e impor uma arquitetura e governança. Nessa situação, existe uma percepção de redução no curto prazo, mas um aumento de custos no médio e longo prazo. 4
O outsourcing é uma opção estratégica Terceirizar serviços considerados “commodity” traz a vantagem na escalabilidade e menor variabilidade na qualidade do serviço. A forma de saber se o outsourcing é competitivo para a empresa é ter critérios estratégicos para a tomada de decisão. Os critérios devem incluir uma avaliação dos custos de serviços internos e a qualidade competitiva. Infelizmente, a maioria das organizações de TI não conhece seus custos para poder compará-los com o mercado. 5
Algumas Opções de Outsourcing Data Center Gerenciamento da Rede Help-desk Web e hospedagem de aplicações Desktop outsourcing Storage outsourcing WAN e LAN outsourcing Segurança da informação Impressão ERP/Aplicações 6
efagundes.com 7 O site efagundes.com reúne profissionais e empresas associadas para a prestação de serviço especializado em TI e telecomunicações. O site é mantido por Eduardo Mayer Fagundes, profissional com larga experiência em TI e telecomunicações. Sua rede de associados permite a formação de consórcios de empresas para oferecer serviços de alta qualidade cada uma dentro de sua especialização, garantindo ao cliente o melhor serviço a custos competitivos.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Outsourcing

Gestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TIGestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TI
Eliseu Castelo
 
Gestão de Serviços de TIC
Gestão de Serviços de TICGestão de Serviços de TIC
Gestão de Serviços de TIC
Eduardo Fagundes
 
Mtis consultoria - Apresentação Institucional
Mtis consultoria - Apresentação InstitucionalMtis consultoria - Apresentação Institucional
Mtis consultoria - Apresentação Institucional
Edson Marinho
 
Tecnologia da Informação - noções básicas
Tecnologia da Informação - noções básicasTecnologia da Informação - noções básicas
Tecnologia da Informação - noções básicas
Caroline Ricci
 
Business Risk Perspectives on Information Systems Outsourcing
Business Risk Perspectives on Information Systems OutsourcingBusiness Risk Perspectives on Information Systems Outsourcing
Business Risk Perspectives on Information Systems Outsourcing
JOSUE DIAS
 
ppt-institucional-widescreen
ppt-institucional-widescreenppt-institucional-widescreen
ppt-institucional-widescreen
Rodrigo Martinho Palo
 
ApresentaçãO Carralero Bi
ApresentaçãO Carralero BiApresentaçãO Carralero Bi
ApresentaçãO Carralero Bi
Andre Carralero
 
Digital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdf
Digital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdfDigital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdf
Digital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdf
Paulo Santana
 
Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015
Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015
Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015
Gustavo Henrique Andrade
 
governanc3a7a-de-ti.pptx
governanc3a7a-de-ti.pptxgovernanc3a7a-de-ti.pptx
governanc3a7a-de-ti.pptx
ValbertoSilva5
 
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...
tdc-globalcode
 
Aula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TIAula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TI
Filipo Mór
 
E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010
 E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010 E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010
E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010
E-Consulting Corp.
 
E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010
 E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010 E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010
E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010
DOM Strategy Partners
 
Currículo online
Currículo onlineCurrículo online
Currículo online
Eliel Genilhu
 
Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01
shirlaine
 
Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01
shirlaine
 
Suporte a Infraestrutura para Varejo
Suporte a Infraestrutura para VarejoSuporte a Infraestrutura para Varejo
Suporte a Infraestrutura para Varejo
RedWhiteSolutions1
 
Governança de TI.pptx
Governança de TI.pptxGovernança de TI.pptx
Governança de TI.pptx
ssusera0a510
 
Apresentação comercial
Apresentação comercialApresentação comercial
Apresentação comercial
ArinsBruno
 

Semelhante a Outsourcing (20)

Gestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TIGestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TI
 
Gestão de Serviços de TIC
Gestão de Serviços de TICGestão de Serviços de TIC
Gestão de Serviços de TIC
 
Mtis consultoria - Apresentação Institucional
Mtis consultoria - Apresentação InstitucionalMtis consultoria - Apresentação Institucional
Mtis consultoria - Apresentação Institucional
 
Tecnologia da Informação - noções básicas
Tecnologia da Informação - noções básicasTecnologia da Informação - noções básicas
Tecnologia da Informação - noções básicas
 
Business Risk Perspectives on Information Systems Outsourcing
Business Risk Perspectives on Information Systems OutsourcingBusiness Risk Perspectives on Information Systems Outsourcing
Business Risk Perspectives on Information Systems Outsourcing
 
ppt-institucional-widescreen
ppt-institucional-widescreenppt-institucional-widescreen
ppt-institucional-widescreen
 
ApresentaçãO Carralero Bi
ApresentaçãO Carralero BiApresentaçãO Carralero Bi
ApresentaçãO Carralero Bi
 
Digital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdf
Digital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdfDigital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdf
Digital Decisioning Platforms, Q4 2020.pdf
 
Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015
Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015
Apresentação da CTIA Consultores Associados - Maio de 2015
 
governanc3a7a-de-ti.pptx
governanc3a7a-de-ti.pptxgovernanc3a7a-de-ti.pptx
governanc3a7a-de-ti.pptx
 
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - EA + IA: como dar maturidade às ...
 
Aula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TIAula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TI
 
E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010
 E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010 E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010
E-Book B2B E-Consulting Corp. 2010
 
E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010
 E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010 E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010
E-Book B2B e Cadeias Digitalmente Integradas DOM Strategy Partners 2010
 
Currículo online
Currículo onlineCurrículo online
Currículo online
 
Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01
 
Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01Trab Ti Rev01
Trab Ti Rev01
 
Suporte a Infraestrutura para Varejo
Suporte a Infraestrutura para VarejoSuporte a Infraestrutura para Varejo
Suporte a Infraestrutura para Varejo
 
Governança de TI.pptx
Governança de TI.pptxGovernança de TI.pptx
Governança de TI.pptx
 
Apresentação comercial
Apresentação comercialApresentação comercial
Apresentação comercial
 

Mais de Eduardo Fagundes

Uma nova organização para Big Data
Uma nova organização para Big DataUma nova organização para Big Data
Uma nova organização para Big Data
Eduardo Fagundes
 
Criatividade e Inovação nos Negócios
Criatividade e Inovação nos NegóciosCriatividade e Inovação nos Negócios
Criatividade e Inovação nos Negócios
Eduardo Fagundes
 
Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1
Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1
Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1
Eduardo Fagundes
 
Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1
Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1
Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1
Eduardo Fagundes
 
Matriz de produtos-mercados de Ansoff
Matriz de produtos-mercados de AnsoffMatriz de produtos-mercados de Ansoff
Matriz de produtos-mercados de Ansoff
Eduardo Fagundes
 
Estratégia do Oceano Azul
Estratégia do Oceano AzulEstratégia do Oceano Azul
Estratégia do Oceano Azul
Eduardo Fagundes
 
Matriz BCG
Matriz BCGMatriz BCG
Matriz BCG
Eduardo Fagundes
 
Análise SWOT
Análise SWOTAnálise SWOT
Análise SWOT
Eduardo Fagundes
 
Gestão da Estratégia (BSC)
Gestão da Estratégia (BSC)Gestão da Estratégia (BSC)
Gestão da Estratégia (BSC)
Eduardo Fagundes
 
Análise Competitiva as Cinco Forças de Michael Porter
Análise Competitiva as Cinco Forças de Michael PorterAnálise Competitiva as Cinco Forças de Michael Porter
Análise Competitiva as Cinco Forças de Michael Porter
Eduardo Fagundes
 
Processo para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações DisruptivasProcesso para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações Disruptivas
Eduardo Fagundes
 
Benchmarking
BenchmarkingBenchmarking
Benchmarking
Eduardo Fagundes
 
A Quinta Disciplina de Peter Senge
A Quinta Disciplina de Peter SengeA Quinta Disciplina de Peter Senge
A Quinta Disciplina de Peter Senge
Eduardo Fagundes
 
Fases da mudança de Kotter
Fases da mudança de KotterFases da mudança de Kotter
Fases da mudança de Kotter
Eduardo Fagundes
 
Modelo 7S da McKinsey
Modelo 7S da McKinseyModelo 7S da McKinsey
Modelo 7S da McKinsey
Eduardo Fagundes
 
Pensamento produtivo
Pensamento produtivoPensamento produtivo
Pensamento produtivo
Eduardo Fagundes
 
Organizações que aprendem
Organizações que aprendemOrganizações que aprendem
Organizações que aprendem
Eduardo Fagundes
 
Liderança motivacional
Liderança motivacionalLiderança motivacional
Liderança motivacional
Eduardo Fagundes
 
Benefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação abertaBenefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação aberta
Eduardo Fagundes
 
Estratégia good to great
Estratégia good to greatEstratégia good to great
Estratégia good to great
Eduardo Fagundes
 

Mais de Eduardo Fagundes (20)

Uma nova organização para Big Data
Uma nova organização para Big DataUma nova organização para Big Data
Uma nova organização para Big Data
 
Criatividade e Inovação nos Negócios
Criatividade e Inovação nos NegóciosCriatividade e Inovação nos Negócios
Criatividade e Inovação nos Negócios
 
Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1
Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1
Projeto sustentabilidade-e-energia-renovavel-para-datacenters-v1
 
Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1
Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1
Grupo de-estudo-cursos-de-posgraduacao-de-tic-v1
 
Matriz de produtos-mercados de Ansoff
Matriz de produtos-mercados de AnsoffMatriz de produtos-mercados de Ansoff
Matriz de produtos-mercados de Ansoff
 
Estratégia do Oceano Azul
Estratégia do Oceano AzulEstratégia do Oceano Azul
Estratégia do Oceano Azul
 
Matriz BCG
Matriz BCGMatriz BCG
Matriz BCG
 
Análise SWOT
Análise SWOTAnálise SWOT
Análise SWOT
 
Gestão da Estratégia (BSC)
Gestão da Estratégia (BSC)Gestão da Estratégia (BSC)
Gestão da Estratégia (BSC)
 
Análise Competitiva as Cinco Forças de Michael Porter
Análise Competitiva as Cinco Forças de Michael PorterAnálise Competitiva as Cinco Forças de Michael Porter
Análise Competitiva as Cinco Forças de Michael Porter
 
Processo para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações DisruptivasProcesso para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações Disruptivas
 
Benchmarking
BenchmarkingBenchmarking
Benchmarking
 
A Quinta Disciplina de Peter Senge
A Quinta Disciplina de Peter SengeA Quinta Disciplina de Peter Senge
A Quinta Disciplina de Peter Senge
 
Fases da mudança de Kotter
Fases da mudança de KotterFases da mudança de Kotter
Fases da mudança de Kotter
 
Modelo 7S da McKinsey
Modelo 7S da McKinseyModelo 7S da McKinsey
Modelo 7S da McKinsey
 
Pensamento produtivo
Pensamento produtivoPensamento produtivo
Pensamento produtivo
 
Organizações que aprendem
Organizações que aprendemOrganizações que aprendem
Organizações que aprendem
 
Liderança motivacional
Liderança motivacionalLiderança motivacional
Liderança motivacional
 
Benefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação abertaBenefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação aberta
 
Estratégia good to great
Estratégia good to greatEstratégia good to great
Estratégia good to great
 

Último

Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 

Último (7)

Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 

Outsourcing

  • 1. Outsourcing em TIC 1 Eduardo Mayer Fagundes Engenheiro eletricista, especialista em telecomunicações, mestre em Ciência da Computação. Extensão universitária em DardenSchoolof Business na Universidade da Virginia (US). Professor de cursos de graduação e pós-graduação. Trabalhou em vários projetos de consolidação de datacenters. Liderou o projeto de infra-estrutura de TI e telecomunicações da fábrica da Ford em Camaçari-Bahia. Gerente de sistemas de gestão de engenharia, compras e manufatura da Ford Brasil. Gerente de sistemas da Volvo Car, Jaguar e LandRover no Brasil. CIO do grupo de energia e telecomunicações AES no Brasil, onde consolidou as áreas de TI de sete empresas e trabalhou no projeto global de SAP. Desenvolveu projetos de TI nos Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Alemanha e Índia para a Ford, Volkswagen e AES Corporation. Atualmente, trabalha em projetos de transferência de conhecimento e colaboração pela Internet.
  • 2. Mito A organização interna de TI não pode competir com empresas de outsourcing Erros de concepção: O outsourcing automaticamente melhora a qualidade do serviço e custo. A organização de TI interna não pode competir com os provedores de serviços. Organização de TI conhece seus concorrentes. A organização TI conhece seus pontos fortes e fracos. 2 Copyright(c)2010 por Eduardo Mayer Fagundes
  • 3. Crenças nas empresas Tudo deve ser terceirizado, pois os provedores de serviços são sempre melhores, mais acessíveis e mais rápidos. Terceirização é uma sangria de dinheiro. Tudo deve ser mantido internamente para ser diretamente controlado. 3 Copyright(c)2010 por Eduardo Mayer Fagundes
  • 4. Outsourcing para reduzir custos É um erro considerar o outsourcing exclusivamente para reduzir custos. Se o motivo é custo, significa que a organização de TI não tem controle de seus gastos e não possui maturidade para gerenciar a demanda e impor uma arquitetura e governança. Nessa situação, existe uma percepção de redução no curto prazo, mas um aumento de custos no médio e longo prazo. 4
  • 5. O outsourcing é uma opção estratégica Terceirizar serviços considerados “commodity” traz a vantagem na escalabilidade e menor variabilidade na qualidade do serviço. A forma de saber se o outsourcing é competitivo para a empresa é ter critérios estratégicos para a tomada de decisão. Os critérios devem incluir uma avaliação dos custos de serviços internos e a qualidade competitiva. Infelizmente, a maioria das organizações de TI não conhece seus custos para poder compará-los com o mercado. 5
  • 6. Algumas Opções de Outsourcing Data Center Gerenciamento da Rede Help-desk Web e hospedagem de aplicações Desktop outsourcing Storage outsourcing WAN e LAN outsourcing Segurança da informação Impressão ERP/Aplicações 6
  • 7. efagundes.com 7 O site efagundes.com reúne profissionais e empresas associadas para a prestação de serviço especializado em TI e telecomunicações. O site é mantido por Eduardo Mayer Fagundes, profissional com larga experiência em TI e telecomunicações. Sua rede de associados permite a formação de consórcios de empresas para oferecer serviços de alta qualidade cada uma dentro de sua especialização, garantindo ao cliente o melhor serviço a custos competitivos.