Elton J. Mello
            Gerente Técnico
          DMAE – Porto Alegre
                 Brasil


                       ...
Desenvolvimento de metodologia
       para o programa de manutenções
      preventiva e preditiva do parque de
           ...
O DMAE
 • Criado em 15 de dezembro de 1961
       • Captação, tratamento e distribuição de água para
         100% da popu...
Introdução
    • Gestão do parque de hidrômetros
         • Índice de hidrometração
         • Manutenção preventiva
    •...
Objetivos
    • Ferramenta de gestão
         • Base de dados comercial
         • Região da cidade, categoria do usuário,...
O estado da arte

    • A realidade da micromedição da
      água em Porto Alegre



    • Consumo micromedido por
      e...
O estado da arte - DMAE
   Tabela 1 - Quantidade de ramais ativos e faturamento por faixa de consumo
        Faixas de    ...
O estado da arte - Brasil
    Tabela 2 - Consumo mensal por economia no Brasil
        AG001 - População total
           ...
Metodologia
    • A base de dados
         • Grupo
         • Categoria
         • Economia
         • Capacidade do medid...
Parâmetros da manutenção
     Tabela 4 - Pré-dimensionamento de hidrômetros

                                             ...
Consumo por economia
         Tabela 5 - Consumos médios por economia [m³/mês/eco] em Porto Alegre/RS
         Competência...
Tipos de manutenção
           Reduzir ou evitar a falha ou a queda no
               desempenho de um hidrômetro
    • Ma...
O parâmetro de desempenho

    • Tempo de instalação
    • Volume totalizado
    • Consumo por economia
         • Indicad...
Aplicação prática do indicador
          13,43                                                                            ...
Aplicação prática do indicador
                               12,81                              12,83                    ...
Programando a manutenção
    • Exclusões
         • Ramais com dívidas (> 3 meses) ou sob
           pendência jurídica
  ...
Programando a manutenção
    • Preventiva
         • Tempo de instalação
         • Volume (consumo) totalizado
         •...
Programando a preditiva
                Tabela 6 - Cálculo do consumo por economia médio de um segmento
                  ...
Próxima etapa
        • Implantação do novo Sistema de
          Gestão do Parque de Hidrômetros
             •Manutenção ...
Resultados esperados
         • Otimização dos recursos investidos na
           manutenção preventiva do parque
         ...
Conclusões
         • Base para a manutenção centrada na
           confiabilidade
              • Desgaste progressivo, f...
Obrigado
              pela atenção!

            Contatos:
http://medindoagua.blogspot.com/
  http://twitter.com/medindoa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma base para a manutenção centrada na confiabilidade dos hidrômetros

1.272 visualizações

Publicada em

Desenvolvimento de metodologia para o programa de manutenções preventiva e preditiva do parque de hidrômetros do DMAE - Porto Alegre/Brasil

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Uma base para a manutenção centrada na confiabilidade dos hidrômetros

  1. 1. Elton J. Mello Gerente Técnico DMAE – Porto Alegre Brasil 19 a 21 de outubre de 2009 Hotel Transamérica São Paulo 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL BRASIL
  2. 2. Desenvolvimento de metodologia para o programa de manutenções preventiva e preditiva do parque de hidrômetros do DMAE - Porto Alegre/Brasil Autores: Elton J. Mello* e Maturino Rabello Jr. 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  3. 3. O DMAE • Criado em 15 de dezembro de 1961 • Captação, tratamento e distribuição de água para 100% da população de Porto Alegre-RS, Brasil • Coleta (85%) e tratamento (27%→77%) do esgoto sanitário • Os números da água (Fonte: SIGDMAE – Julho/09) • Extensão da rede distribuidora de água: 3.767.759,93 km • Nº de ligações: 273.984 / Economias: 593.792 • Índice de Hidrometração [IN009]: 97,14% • Índice de Perdas na Distribuição [IN049]:30,0% • ETAs: 7 / EBABs: 8 / EBATs: 92 • Reservatórios: 99 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  4. 4. Introdução • Gestão do parque de hidrômetros • Índice de hidrometração • Manutenção preventiva • Modelo de gestão • Empresas estaduais: Sabesp e Copasa • Serviços municipais: Sanasa • Realidade brasileira • 48,5% dos municípios: 99-100% I.H. • Confiabilidade dos medidores x tempo de instalação 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  5. 5. Objetivos • Ferramenta de gestão • Base de dados comercial • Região da cidade, categoria do usuário, faixa de consumo micromedido, capacidade, classe e tipo do medidor • Indicador de desempenho • Programa de manutenções preventiva e preditiva 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  6. 6. O estado da arte • A realidade da micromedição da água em Porto Alegre • Consumo micromedido por economia no Brasil 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  7. 7. O estado da arte - DMAE Tabela 1 - Quantidade de ramais ativos e faturamento por faixa de consumo Faixas de Qtde % dos % Acum. Nº Consumo % do % Acum. • A realidade da micromedição da água Consumo do Ramal Ramais Ramais Ramais Economia Lido [m³] Faturamento Faturamento Sem Consumo Porto Alegre em 23.404 9,07% 9,07% 24.874 - 1,18% 1,18% De 0 a 4 m³ 33.115 12,83% 21,89% 35.022 86.541 1,95% 3,13% De 5 a 10 m³ 63.906 24,76% 46,65% 68.280 481.518 4,77% 7,90% De 11 a 15 m³ 44.440 17,21% 63,86% 48.939 571.148 5,39% 13,29% 251.728 De 16 a 20 m³ 29.082 11,27% 75,13% 33.509 517.729 5,05% 18,34% De 21 a 30 m³ 27.692 10,73% 85,86% 35.259 682.922 7,13% 25,47% De 31 a 50 m³ 15.067 5,84% 91,69% 27.393 571.474 6,68% 32,15% De 51 a 100 m³ 8.450 3,27% 94,97% 40.266 596.013 7,67% 39,82% De 101 a 200 m³ 6.572 2,55% 97,51% 74.952 943.171 11,43% 51,25% • Consumo micromedido por economia De 201 a 300 m³ 2.682 1,04% 98,55% 47.178 654.057 8,23% 59,47% De 301 a 500 m³ 2.009 0,78% 99,33% 51.298 765.798 10,04% 69,51% no Brasil De 501 a 1.000 m³ 1.188 0,46% 99,79% 47.280 803.181 10,91% 80,42% De 1.001 a 4.000 m³ 489 0,19% 99,98% 36.609 812.325 12,99% 93,41% Acima de 4.000 m³ 52 0,02% 100,00% 5.955 483.640 6,59% 100,00% Total geral 258.148 100,0% 576.814 7.969.517 100,0% Fonte: Sistema de Cadastro de Água do DMAE - Competência: Julho/2009 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  8. 8. O estado da arte - Brasil Tabela 2 - Consumo mensal por economia no Brasil AG001 - População total Qtde. IN014 - Consumo micromedido por economia [m³/mês/econ.] atendida com abastecimento de água [habitante] Municípios 0-5 6-10 11-15 16-20 21-30 31-50 >50 • A realidade da micromedição da água 200 - 1.000 106 10 78 16 - - 1 1 em Porto Alegre 98 1.603 736 1.000 - 10.000 2.535 58 21 11 8 10.000 - 50.000 1.203 21 565 495 78 29 12 3 50.000 - 150.000 283 3 78 151 36 14 1 - 150.000 - 500.000 109 1 16 75 14 1 2 - 500.000 - 1.000.000 17 1 2 9 4 1 - - 1.000.000 - 2.500.000 12 - 1 8 3 - - - 2.500.000 - 5.000.000 - - - - - - - - • Consumo micromedido por economia 5.000.000 - 11.000.000 Total (200 - 11.000.000) 2 4.267 - 134 - 2.343 1 1.491 - 193 1 67 - 27 - 12 no Brasil 3,1% 54,9% 34,9% 4,5% 1,6% 0,6% 0,3% Total(10.000 - 11.000.000) 1.626 26 662 739 135 46 15 3 1,6% 40,7% 45,4% 8,3% 2,8% 0,9% 0,2% Total (50.000 - 11.000.000) 423 5 97 244 57 17 3 - 1,2% 22,9% 57,7% 13,5% 4,0% 0,7% 0,0% Fonte: Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgostos - 2007 do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento - PMSS 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  9. 9. Metodologia • A base de dados • Grupo • Categoria • Economia • Capacidade do medidor • Classe metrológica • Tipo do medidor • Tipo de abastecimento 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  10. 10. Parâmetros da manutenção Tabela 4 - Pré-dimensionamento de hidrômetros Faixas de Consumo Substituição Hidrômeros Classe Metrológica B Classe Metrológica C Preventiva (m³/mês) Instalados • Manutenção Preventiva Tipo de DN Qmin Qmin DN Tipo de (o que ocorrer primeiro) Volume Acumula Qn (m³/h) Mínima Máxima Qn (m³/h) Medidor Anos Acumula [%] do [%] Medidor (mm) (l/h) (l/h) (mm) UJ • Tempo de instalação 20 15 0,75 - 20 1,5 15 20 UJ/MJ/VM 7 do (m³) 5.000 2,40 98,40 MJ 20 30 1,5 21 300 5 10.000 96,00 MJ • Volume (consumo) totalizado 25 25 70 100 3,5 5 301 526 525 750 3,5 35 25 UJ/MJ 5 27.000 0,48 0,64 751 1.050 MJ 40 200 10 10 100 40 UJ/MJ 5 54.000 0,35 1.051 1.500 MJ 50 300 15 1.501 2.250 2.251 3.000 15 90/150 50 UJ/MJ 5 0,11 • Refinamento dos critérios W W 50 80 450 1.200 15 40 3.001 4.501 4.500 9.000 40 180 80 UJ 4 0,01 1,60 9.001 12.000 Conforme W • Variedade de usuários 100 1.800 60 12.001 15.001 15.000 18.000 60 300 100 UJ 4 análise de desempenho 0,01 W 150 4.500 150 18.001 45.000 0,00 Obs: Hidrômetros classe "C" são W W • Diversidade de regiões sócio-econômicas 200 250 7.500 12.000 250 400 45.001 75.001 75.000 120.000 recomendados para medição dos consumos dos imóveis com abastecimento 3 - - indireto. W de Porto Alegre 300 18.000 600 120.001 180.000 Fonte: Seção de Medição/DMAE - Porto Alegre/RS - Brasil. Competência: Julho/2009 - 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  11. 11. Consumo por economia Tabela 5 - Consumos médios por economia [m³/mês/eco] em Porto Alegre/RS Competência Categoria Hidrômetros Ramal de 2 a 8 eco Residencial Geral Julho/2009 Residencial Comercial de 3m³/h Comercial Residencial De 9 a 20 Grupo 1 20,16 11,14 16,84 12,63 11,10 9,00 10,45 Grupo 2 14,27 11,66 23,14 12,23 13,15 8,38 13,92 Grupo 3 14,43 14,63 12,15 13,67 9,28 10,72 12,37 Grupo 4 13,18 12,22 22,37 12,51 7,73 9,43 12,06 Grupo 5 10,99 10,63 13,64 10,90 7,98 8,02 9,14 Grupo 6 12,50 11,63 11,53 11,00 16,40 12,12 12,96 Grupo 7 14,03 13,41 11,46 14,11 8,68 9,13 12,70 Grupo 8 14,91 14,95 13,48 13,96 10,27 13,34 14,06 Grupo 9 12,82 11,40 14,40 11,17 27,73 10,69 10,39 Grupo 10 13,11 11,43 21,05 12,05 9,60 9,86 8,95 Grupo 11 14,15 11,77 13,87 12,51 10,63 8,50 9,84 Grupo 12 16,63 14,75 27,28 14,91 11,61 9,58 12,88 Grupo 13 12,69 12,58 11,65 13,18 10,05 9,54 10,94 Grupo 14 15,02 13,94 12,99 13,58 9,39 9,32 11,62 Grupo 15 12,83 12,63 11,30 12,39 8,35 9,86 11,33 Grupo 16 12,13 11,69 15,03 11,43 7,21 8,06 11,21 Geral 13,82 12,53 14,51 12,59 11,99 9,87 11,91 Fonte: Sistema de Cadastro de Água/ DMAE 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  12. 12. Tipos de manutenção Reduzir ou evitar a falha ou a queda no desempenho de um hidrômetro • Manutenção preventiva • Obedece a um planejamento previamente elaborado • Baseado em intervalos de tempo. • Manutenção preditiva • Baseada na modificação de parâmetro de condição ou desempenho do medidor • Acompanhamento obedece a uma sistemática. 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  13. 13. O parâmetro de desempenho • Tempo de instalação • Volume totalizado • Consumo por economia • Indicador de desempenho • Monitoramento sistemático • Rendimento abaixo da média 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  14. 14. Aplicação prática do indicador 13,43 12,56 13,05 13,25 12,92 13,05 12,48 12,47 12,26 11,60 11,61 11,19 60.744 35.191 33.423 21.478 22.081 16.670 13.955 10.034 9.186 7.399 8.007 5,32 645 167 de 0 a 1 de 1 a 2 de 2 a 3 de 3 a 4 de 4 a 5 de 5 a 6 de 6 a 7 de 7 a 8 de 8 a 9 de 9 a 10 de 10 a 15 de 15 a 20 mais de 20 ano anos anos anos anos anos anos anos anos anos ano ano anos Qtde Ramais m³ / ECO / mês Consumo médio por economia em ramais ativos com hidrômetros de 3 m³/h 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  15. 15. Aplicação prática do indicador 12,81 12,83 12,48 12,74 60.744 10,75 10,64 50.907 4,50 7.897 355 1.214 4 367 Marca 1 Marca 2 Marca 3 Marca 4 Marca 5 Marca 6 Média 3m³/h Qtde Ramais m³ / ECO / mês Consumo médio por economia: hidrômetros de 3 m³/h com 2 años de instalação 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  16. 16. Programando a manutenção • Exclusões • Ramais com dívidas (> 3 meses) ou sob pendência jurídica • Benefício da tarifa social • Hidrômetros com anormalidades apontadas na leitura mensal • Isenção de cobrança de água • Poço artesiano 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  17. 17. Programando a manutenção • Preventiva • Tempo de instalação • Volume (consumo) totalizado • Dimensionamento do medidor • Preditiva • Hidrômetros fora da preventiva • Segmento: Grupo, categoria, nº de economias, capacidade, classe • Baseada em uma condição • Primeiro ano de vida 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  18. 18. Programando a preditiva Tabela 6 - Cálculo do consumo por economia médio de um segmento Nº de Consumo médio 6 (Cons.Med6/Eco Nº do Med6/Eco Economias meses anteriores médio) - fd * DP Ramal [m³/mês/eco] Eco [un] Med6 [m3/mês] fd = 1,00 fd = 0,75 1 2 32 16,00 2 8 72 9,00 3 6 75 12,50 9,55 10,32 4 3 46 15,33 5 4 41 10,25 Consumo por economia médio do segmento considerado (Cons.Med6/Eco médio) 12,62 Desvio Padrão (DP) 3,06 * Segmento: Grupo 10, categoria residencial, imóveis de 2 a 8 economias, com hidrômetros multijatos da classe B de Qn = 1,5 m³/h 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  19. 19. Próxima etapa • Implantação do novo Sistema de Gestão do Parque de Hidrômetros •Manutenção preventiva (tempo e volume) •Verificação do dimensionamento (faixa de consumo) •Manutenção preditiva •Manutenção baseada em uma condição • Data prevista: Dezembro/2009 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  20. 20. Resultados esperados • Otimização dos recursos investidos na manutenção preventiva do parque • Substituição de hidrômetros que realmente estejam com baixo rendimento • Melhoria contínua do parque de hidrômetros • Monitoramento mensal e • Parâmetros constantemente atualizados • Conservação da água 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  21. 21. Conclusões • Base para a manutenção centrada na confiabilidade • Desgaste progressivo, falha intempestiva, desgate por fadiga, mortalidade infantil • Integração com outras práticas e políticas de gestão: verificação periódica dos medidores (curva de calibração por tempo de instalação e volume totalizado x índice de desempenho metrológico) • Correto dimensionamento dos medidores: perfis de consumo e IDMs 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL
  22. 22. Obrigado pela atenção! Contatos: http://medindoagua.blogspot.com/ http://twitter.com/medindoagua 19 a 21 de outubre de 2009 Hotel Transamérica emello@dmae.prefpoa.com.br São Paulo 19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL BRASIL

×