Treinamento genética i

11.155 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.155
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
210
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Treinamento genética i

  1. 1. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel 1. A anemia falciforme é uma doença monogênica que afeta a hemoglobina, fazendo com que as hemácias que a contêm apresentem formato de foice, o que prejudica o transporte de oxigênio. Com a chegada da população africana no Brasil, ocorreu um aumento na frequência do alelo recessivo condicionante da anemia falciforme na população. Esse fato ocorreu, porque, na África, o alelo para a anemia falciforme apresenta alta frequência, pois indivíduos com traço falcêmico (heterozigotos) desenvolvem resistência à malária, doença endêmica dessa região. A partir do exposto, considere a seguinte situação: Álvaro e Leda, um casal brasileiro, ambos portadores do traço falcêmico, procuraram aconselhamento genético para saber a probabilidade de terem uma menina portadora de anemia falciforme. Nessas circunstâncias, a probabilidade de nascer uma criança do sexo feminino com anemia falciforme é de: a) 25% b) 12,5% c) 50% d) 30% e) 15% 2. O trabalho de Mendel não encontrou, em sua época, um único cientista que o compreendesse a ponto de nele descobrir uma das maiores obras de toda a ciência. Parece certo que o ambiente científico não estava preparado para receber a grande conquista. Mendel constitui, por isso, um dos mais belos (e tristes) exemplos de homem que andou à frente de seu tempo, conhecendo fatos e elaborando leis que a sua época ainda não podia compreender. Além disso, era um gênio que não tinha condições de se tornar um figurão da ciência: era sacerdote, tinha publicado um único trabalho bom e era professor substituto de escola secundária. FREIRE-MAIA, Newton. Gregor Mendel: vida e obra. São Paulo: T. A. Queiroz, 1995. Considerando-se o trabalho desenvolvido por Mendel a partir dos cruzamentos com espécimes de ervilhas-de-cheiro (Pisum sativum) e a pouca repercussão obtida entre os cientistas da época, é possível afirmar: a) Um dos conceitos utilizado por Mendel na elaboração da 1ª Lei antecipava o conhecimento sobre meiose como um processo reducional de divisão celular. b) A utilização de conceitos lamarckistas, em seus experimentos, é o principal motivo que impediu a compreensão do trabalho mendeliano pela comunidade científica da época. c) A precisão dos resultados obtidos por Mendel foi consequência do conhecimento prévio obtido por ele sobre a importância do DNA como molécula responsável pela hereditariedade. d) A falta de reconhecimento do trabalho de Mendel, à sua época, foi devido às dificuldades impostas pelos cientistas fixistas em não aceitarem concepções evolucionistas como a transmissão de características genéticas ao longo das gerações. e) O cruzamento da geração parental resultava em uma descendência com proporção genotípica de 3:1 como consequência da segregação independente dos fatores mendelianos. 3. Uma criança nasce com olhos azuis, sendo seu pai e sua mãe portadores de olhos castanhos. Nesse contexto, considerando experimentalmente esse cruzamento, assinale ao que for correto. 01) O pai ou a mãe é com certeza homozigoto recessivo. 02) O filho homozigoto nasce de pais heterozigotos. 04) Os pais são ambos homozigotos. 08) Os olhos de cor castanho são dominantes sobre o azul. 4. Considere o resultado obtido em um estudo realizado com 28 pares de gêmeos. Dentro de cada par, um era ávido corredor de longa distância e o outro um sedentário “de carteirinha”.
  2. 2. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel (...) Por seis semanas, parte dos gêmeos foi submetida a uma dieta gordurosa e a outra a uma de baixa caloria. Depois, os papéis se inverteram. Ao final, o sangue de todos os voluntários foi recolhido e testado. O resultado mostrou que, se um dos gêmeos comia comida gordurosa e o mau colesterol não subia, com o outro ocorria o mesmo, mesmo que este último não praticasse nenhuma atividade física. E vice-versa. (Ciência Hoje, agosto de 2005.) A partir da leitura e análise desses resultados, pode-se afirmar que a) o fator ambiental é muito mais significativo que o fator genético na regulação do “mau colesterol”. b) a influência genética é tão mais forte que não é necessária a prática de exercícios físicos para a saúde do coração. c) é impossível definir se foram gêmeos dizigóticos ou univitelinos que participaram da pesquisa. d) o resultado obtido só foi possível porque somente gêmeos idênticos participaram da referida pesquisa. e) o projeto genoma humano não oferece nenhum avanço na identificação dos genes que regulam a produção do “mau colesterol”. 5. O heredograma abaixo mostra uma família onde encontramos indivíduos não afetados (quadrados e círculos brancos) e afetados por uma anomalia (quadrados e círculos pretos). Segundo a 1ª e a 2ª lei de Mendel, a análise deste heredograma nos permite concluir corretamente que: 01) o padrão de herança da anomalia é autossômico dominante. 02) o indivíduo III – 4 com certeza é heterozigoto. 04) a chance do indivíduo II – 3 ser heterozigoto é de 50%. 08) os indivíduos do casal II – 1 e II – 2 são heterozigotos. 16) trata-se de uma herança, ligada ao sexo, de padrão recessivo. 32) a possibilidade do casal II – 3 e II – 4 ter outra filha afetada pela anomalia é de 25%. 64) a chance do casal III – 4 e III – 5 ter outro filho do mesmo sexo que IV – 1 no entanto afetado é de 16,6%. 6. Um menino tem o lobo da orelha preso e pertence a uma família na qual o pai, a mãe e a irmã possuem o lobo da orelha solto. Esta diferença não o incomodava até começar a estudar genética e aprender que o lobo da orelha solto é um caráter controlado por um gene com dominância completa. Aprendeu também que os grupos sanguíneos, do sistema ABO, são determinados pelos alelos I A , I B e i. Querendo saber se era ou não filho biológico deste casal, buscou informações acerca dos tipos sanguíneos de cada um da família. Ele verificou que a mãe e a irmã pertencem ao grupo sanguíneo O e o pai, ao grupo AB. Com base no enunciado é correto afirmar que a) a irmã é quem pode ser uma filha biológica, se o casal for heterozigoto para o caráter grupo sanguíneo. b) ambos os irmãos podem ser os filhos biológicos, se o casal for heterozigoto para os dois caracteres.
  3. 3. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel c) o menino é quem pode ser um filho biológico, se o casal for heterozigoto para o caráter lobo da orelha solta. d) a mãe desta família pode ser a mãe biológica de ambos os filhos, se for homozigota para o caráter lobo da orelha solta. e) o pai desta família pode ser o pai biológico de ambos os filhos, se for homozigoto para o caráter grupo sanguíneo. 7. Uma mulher negra, de 27 anos, tem cinco filhos, três meninos e duas meninas. Ocorre que três crianças são albinas. Exames comprovaram que o albinismo é do tipo óculo-cutâneo de herança autossômica recessiva (Tipo 1 – deficiência de tirosinase). A partir da leitura do texto, podemos afirmar que: a) as meninas não poderiam ser afetadas pela anomalia. b) a doença está relacionada à deficiência do aminoácido tirosina. c) o pai biológico dessas crianças, obrigatoriamente, deve ser albino. d) os pais biológicos têm que ser portadores do gene do albinismo Tipo 1. e) a doença afeta apenas a área dos olhos, com pouca pigmentação da íris. 8. Apesar de suas utilidades como agente bacteriostático, o cobre pode ser tóxico, quando em excesso. Na Doença de Wilson, há um defeito no metabolismo desse elemento, fazendo com que se acumule em determinados tecidos. São vários os sintomas dessa doença, entre eles, problemas neurológicos e hepáticos, sendo estes últimos tão graves que podem requerer um transplante de fígado. A Doença de Wilson é caracterizada por mutações no gene ATP7B. No esquema a seguir, encontra-se a representação da hereditariedade da doença. Os indivíduos representados em cinza possuem o gene, porém não manifestam a doença, enquanto que o branco apresenta a Doença de Wilson. O indivíduo preto não possui o gene mutado. Trata-se, portanto, de uma herança do tipo a) ligada ao sexo. b) semidominância. c) epistasia recessiva. d) autossômica recessiva. e) autossômica dominante. 9. Um casal normal teve dois filhos normais e um filho com albinismo, doença genética, condicionada por um único par de alelos, caracterizada pela ausência de pigmentação na pele, cabelo e olhos. Com base neste caso, é correto afirmar. a) A anomalia é condicionada por um gene dominante. b) A probabilidade de o casal ter um próximo filho albino é de 50%. c) Os pais são homozigotos.
  4. 4. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel d) O gene para a anomalia é recessivo. e) Todos os filhos normais são heterozigotos. 10. Na época em que Mendel escreveu suas leis, ainda não eram conhecidos os cromossomos e o fenômeno da meiose. No entanto, ele postulou algumas ideias básicas que sugeriam as etapas da divisão celular. Suas conclusões foram mais tarde transformadas por outros pesquisadores na 1ª Lei de Mendel. Sobre as afirmações e o sucesso de Mendel em suas pesquisas, assinale o que for correto. 01) Mendel concluiu que cada caráter hereditário é condicionado por dois fatores que se separam na formação dos gametas, indo apenas um fator para cada gameta. 02) A 1 a Lei de Mendel, também conhecida como "Lei da pureza dos gametas", postula que os gametas têm um só gene, sendo, portanto, sempre puros. 04) O sucesso de sua pesquisa deveu-se a algumas particularidades do método que usava: a escolha do material e a escolha de características contrastantes. Ao contrário de outros pesquisadores que tentavam sem sucesso entender a herança em bloco, isto é, considerando todas as características ao mesmo tempo, ele estudava uma característica de cada vez. 08) Segundo Mendel, os genes não se misturam após a fecundação, eles permanecem lado a lado, independentemente de se manifestarem ou não. 11. Numa espécie de planta, a cor das flores é determinada por um par de alelos. Plantas de flores vermelhas cruzadas com plantas de flores brancas produzem plantas de flores cor-de- rosa. Do cruzamento entre plantas de flores cor-de-rosa, resultam plantas com flores a) das três cores, em igual proporção. b) das três cores, prevalecendo as cor-de-rosa. c) das três cores, prevalecendo as vermelhas. d) somente cor-de-rosa. e) somente vermelhas e brancas, em igual proporção. 12. Mendel cruzou plantas puras de ervilha com flores vermelhas e plantas puras com flores brancas, e observou que todos os descendentes tinham flores vermelhas. Nesse caso, Mendel chamou a cor vermelha de dominante e a cor branca de recessiva. A explicação oferecida por ele para esses resultados era a de que as plantas de flores vermelhas da geração inicial (P) possuíam dois fatores dominantes iguais para essa característica (VV), e as plantas de flores brancas possuíam dois fatores recessivos iguais (vv). Todos os descendentes desse cruzamento, a primeira geração de filhos (F1), tinham um fator de cada progenitor e eram Vv, combinação que assegura a cor vermelha nas flores. Tomando-se um grupo de plantas cujas flores são vermelhas, como distinguir aquelas que são VV das que são Vv? a) Cruzando-as entre si, é possível identificar as plantas que têm o fator v na sua composição pela análise de características exteriores dos gametas masculinos, os grãos de pólen. b) Cruzando-as com plantas recessivas, de flores brancas. As plantas VV produzirão apenas descendentes de flores vermelhas, enquanto as plantas Vv podem produzir descendentes de flores brancas. c) Cruzando-as com plantas de flores vermelhas da geração P. Os cruzamentos com plantas Vv produzirão descendentes de flores brancas. d) Cruzando-as entre si, é possível que surjam plantas de flores brancas. As plantas Vv cruzadas com outras Vv produzirão apenas descendentes vermelhas, portanto as demais serão VV. e) Cruzando-as com plantas recessivas e analisando as características do ambiente onde se dão os cruzamentos, é possível identificar aquelas que possuem apenas fatores V. 13. Após seu retorno à Inglaterra, Darwin casou-se com sua prima Emma, com quem teve dez filhos, dos quais três morreram. Suponha que uma dessas mortes tenha sido causada por uma doença autossômica recessiva. Nesse caso, qual seria o genótipo do casal para esta doença? a) Aa e Aa. b) AA e aa
  5. 5. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel c) AA e Aa. d) AA e AA. e) aa e aa. 14. Uma planta A e outra B, com ervilhas amarelas e de genótipos desconhecidos, foram cruzadas com plantas C que produzem ervilhas verdes. O cruzamento A × C originou 100% de plantas com ervilhas amarelas e o cruzamento B × C originou 50% de plantas com ervilhas amarelas e 50% verdes. Os genótipos das plantas A, B e C são, respectivamente, a) Vv, vv, VV. b) VV, vv, Vv. c) VV, Vv, vv. d) vv, VV, Vv. e) vv, Vv, VV. 15. Suponha uma espécie de planta cujas flores possam ser brancas ou vermelhas. A determinação genética da coloração é dada por um gene, cujo alelo que determina a cor vermelha é dominante sobre o alelo que determina a cor branca. Um geneticista quer saber se um representante dessa espécie de planta, que produz flores vermelhas, é homozigótico ou heterozigótico para esse caráter. Para resolver a questão, decide promover a polinização dessa planta com outra que produza flores brancas porque, a) se a planta for homozigótica, 100% da descendência será de plantas que produzem flores vermelhas. b) se a planta for heterozigótica, 75% da descendência será de plantas que produzem flores vermelhas e 25% de descendentes com flores brancas. c) se a planta for homozigótica, 50% da descendência será de plantas com flores brancas e 50% de descendentes com flores vermelhas. d) se a planta for heterozigótica, 100% da descendência será de plantas que produzem flores brancas. e) se a planta for homozigótica, 75% da descendência será de plantas com flores vermelhas e 25% de descendentes com flores brancas. 16. Sabe-se que a surdo-mudez é uma característica monogênica que pode ser causada por diferentes genes recessivos, constituindo-se no exemplo clássico de heterogeneidade genética. Considere as afirmações a seguir sobre um casal de surdos-mudos, homozigotos para os genes relacionados a essa condição, que tem uma filha. I - Se essa filha é normal, a próxima também será normal. II - Se essa filha é surda-muda, a próxima também será surda-muda. III - A chance de essa filha ser surda-muda é tanto maior quanto maior for o número de genes causadores da surdo-mudez. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas I e II. e) Apenas II e III. 17. Suponha um organismo diploide, 2n = 4, e a existência de um gene A em um dos pares de cromossomos homólogos e de um gene B no outro par de homólogos. Um indivíduo heterozigótico para os dois genes formará a) 2 tipos de gametas na proporção 1:1. b) 2 tipos de gametas na proporção 3:1. c) 4 tipos de gametas nas proporções 9:3:3:1. d) 4 tipos de gametas nas proporções 1:1:1:1. e) 4 tipos de gametas na proporção 1:2:1.
  6. 6. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel 18. Os bulbos da cebola podem ser brancos, amarelos ou roxos. Nesses vegetais, existe um precursor incolor que, sob a ação de uma enzima, que chamaremos de E1, se transforma em um pigmento amarelo, que a enzima E2 transforma em roxo. As duas enzimas são codificadas por genes alelos dominantes com segregação independente, de acordo com o esquema a seguir. Analisando as informações apresentadas de acordo com os seus conhecimentos, é INCORRETO afirmar que o cruzamento de plantas de bulbo: a) incolor com planta de bulbo incolor só pode originar fenótipo incolor. b) amarelo com planta de bulbo amarelo não produz plantas com bulbo roxo. c) roxo com planta de bulbo roxo pode produzir todos os três fenótipos mencionados. d) amarelo com planta de bulbo incolor não produz plantas com bulbo roxo. 19. Em uma certa espécie de mamíferos, há um caráter mendeliano com co-dominância e genótipos EE, EC e CC. Sabe-se que animais heterozigóticos são mais resistentes a um dado vírus X do que os homozigóticos. Animais com os três genótipos foram introduzidos em duas regiões diferentes designadas por I e II, onde há predadores naturais da espécie. Nos dois ambientes, os animais de genótipo CC são mais facilmente capturados pelos predadores. Em I não há registro da presença do vírus X e em II ele é transmitido por contato com as presas da espécie. Pode-se prever que a) haverá igual chance de adaptação de animais com os três genótipos nas duas regiões. b) haverá igual chance de adaptação de animais com os três genótipos apenas na região I. c) haverá maior número de animais com genótipos EE e CC do que com genótipo EC na região I. d) a seleção natural será mais favorável aos animais com genótipo EC na região II. e) a seleção natural será mais favorável aos animais com genótipo EE na região II. 20. Na genealogia a seguir, as pessoas indicadas pelos números 1, 2, 4, 5 e 7 apresentam uma anomalia condicionada por gene autossômico dominante. Já as pessoas indicadas pelos números 3 e 6 têm fenótipo normal.
  7. 7. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel Após a análise da genealogia, pode-se concluir que: a) apenas as pessoas indicadas pelos números 1 e 2 são heterozigóticas. b) a pessoa indicada pelo número 4 é homozigótica. c) a pessoa indicada pelo número 3 transmitiu o gene recessivo para seu descendente indicado pelo número 7. d) não há possibilidade de a pessoa indicada pelo número 5 ser heterozigótica. e) o casal indicado pelos números 6 e 7 não poderá ter descendentes com fenótipo normal. 21. Na genética, uma expressão bastante conhecida diz que fenótipo é o genótipo mais o ambiente. Essa expressão significa que a) o ambiente altera o genótipo do indivíduo, visando à sua adaptação. b) o genótipo do indivíduo é o resultado da ação do ambiente sobre seu fenótipo. c) o fenótipo do indivíduo é o resultado da expressão de seu genótipo em um dado ambiente. d) o genótipo do indivíduo pode variar como resultado da expressão de seu fenótipo em diferentes ambientes. e) o fenótipo do indivíduo é invariável e resulta da expressão de seu genótipo, em qualquer que seja o ambiente. 22. Conforme correspondência publicada na revista científica "Nature" de agosto de 2005 (p. 776), foi sugerido que a característica de ser ou não bruxo seguiria padrão de segregação mendeliana. Rony, Neville e Draco são bruxos, filhos de pais bruxos, provenientes de famílias bruxas tradicionais. Hermione é bruxa mas filha de trouxas (não bruxos). Simas é bruxo, filho de uma bruxa e de um trouxa. Harry é bruxo, filho de bruxos, sendo sua mãe filha de trouxas. Com base no texto, considere as seguintes afirmações sobre o caráter bruxo em termos genéticos. I - Harry é menos bruxo que Rony, Neville e Draco. II - Hermione apresenta dois alelos para o caráter bruxo. III - Simas é heterozigoto para o caráter bruxo. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 23. Leandro, preocupado com a possiblidade de vir a ser calvo, consultou um amigo que estava estudando genética. Contou que, embora seus pais não fossem calvos, sua avó materna era. Na família do avô materno, não havia histórico de calvície. Seu amigo explicou que a calvície é uma característica influenciada pelo sexo e que se expressa nos homens em homo e heterozigose e nas mulheres, somente em homozigose. Assim concluiu que a chance
  8. 8. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel de Leandro vir a ser calvo era de 50%. Essa conclusão baseia-se no fato de a) sua mãe ser heterozigota. b) seu avô paterno ser calvo. c) sua avó paterna ser heterozigota. d) seu pai ser heterozigoto. e) sua avó materna ser heterozigota. 24. A matéria publicada no Jornal "O GLOBO", em 02 de julho de 1995, com o título "Teste ajuda a evitar doenças congênitas", foi ilustrada com o esquema a seguir, representando o mecanismo de transmissão da fibrose cística: O esquema publicado apresenta um erro. Assinale a opção que faz referência a esse erro. a) Os indivíduos 3 a 6 são heterozigotos para a fibrose cística. b) A fibrose cística é causada pela presença de um par de genes recessivos. c) A doença somente se manifesta quando dois indivíduos portadores são cruzados. d) O indivíduo 8 é homozigoto dominante para a fibrose cística. e) O indivíduo 18 é afetado pela fibrose cística e não um portador desta doença. 25. Analise esta tabela, em que estão relacionadas características das gerações F1 e F2, resultantes dos cruzamentos de linhagens puras de três organismos diferentes:
  9. 9. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel Considerando-se as informações contidas nesta tabela e outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que a) os pares de genes que determinam o "tipo" e a "cor" da asa nas moscas estão localizados em cromossomas não-homólogos. b) as características "tipo de semente" e "cor de plumagem" são determinadas, cada uma delas, por um único par de gene. c) as plantas da F2 com "sementes rugosas", quando autofecundadas, originam apenas descendentes com sementes rugosas. d) o gene que determina "plumagem azulada" é dominante sobre os genes que determinam "plumagem preta" ou "plumagem branca".
  10. 10. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Alelos: S – normalidade; s – anemia falciforme Pais: Ss  Ss Filhos: 25% SS; 50% Ss; 25% ss P( ss) = 0,5 0,25 = 0,125 = 12,5% Resposta da questão 2: [A] O princípio da segregação dos fatores hereditários durante a formação dos gametas, proposto por Mendel, é confirmado pela disjunção dos cromossomos homólogos durante a meiose. Resposta da questão 3: 02 + 08 = 10. Os pais são heterozigotos (Aa) com olhos castanhos; o filho, com olhos azuis, é homozigoto recessivo com genótipo aa. Resposta da questão 4: [D] Os resultados obtidos revelam que a tendência ao acúmulo do colesterol ruim (LDL) é um fator determinado geneticamente nos gêmeos idênticos observados no experimento. Resposta da questão 5: 08 + 64 = 72 A anomalia exibe padrão de herança autossômica e recessiva, porque o caráter ocorre em ambos os sexos e pais normais (I - 1 e II - 2) tiveram filhos afetados. O indivíduo III - 4 é homozigoto afetado (aa). O indivíduo II – 3 é heterozigoto por ser normal e filho de mãe afetada. Se a herança fosse recessiva e ligada ao sexo, o homem II – 3 seria afetado. A probabilidade de filha afetada para o casal II – 3 e II – 4 é de 12,5%. Resposta da questão 6: [C] A menina não é filha biológica de um homem pertencente ao grupo AB. Ela pertence ao grupo O, com genótipo ii e o homem em questão é genotipicamente I A I B . Resposta da questão 7: [D] Como o albinismo citado na questão é uma herança autossômica recessiva, para nascer crianças albinas cada um dos pais biológicos, obrigatoriamente, terá que ter pelo menos um gene do albinismo. O pai, portanto, não precisa ser obrigatoriamente albino. Tanto meninos como meninas teriam a mesma probabilidade de serem afetados pela anomalia, uma vez que esse tipo de albinismo é causado, como já foi dito, por herança autossômica, ou seja, o gene que determina a anomalia está em um autossomo. A tirosina é um aminoácido e não pode ser confundido com a tirosinase que é uma enzima que catalisa a oxidação de fenóis, sendo que um dos produtos da ação dessa enzima é a melanina. Em pessoas com albinismo tipo 1 ocorre a falta de tirosinase no melanócito, levando-as a uma ausência de melanina no cabelo, na pele e na íris. Resposta da questão 8:
  11. 11. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel [D] A questão trata de um exemplo de herança autossômica recessiva, no caso, a Doença de Wilson, causada por um par de genes autossômicos recessivos. No esquema em questão, apenas os indivíduos representados em preto apresentam a doença porque são homozigotos recessivos, ou seja, apresentam dois genes mutados que são recessivos. Os indivíduos representados em cinza são heterozigotos, ou seja, apesar de possuírem um gene mutado, não manifestam a doença porque possuem também um gene normal dominante. Os indivíduos representados em pretos são homozigotos dominantes e possuem dois genes normais. Resposta da questão 9: [D] O albinismo é uma herança autossômica recessiva. Para um casal normal ter um filho albino (aa), ambos devem ser heterozigotos (Aa). A probabilidade de o casal ter um próximo filho albino é de 25%. Os filhos normais poderão ser homozigotos dominantes (AA) ou heterozitotos (Aa). Resposta da questão 10: 01 + 02 + 04 + 08 = 15 Estudando cruzamentos entre variedades de ervilhas, Mendel descobriu que as características hereditárias são transmitidas segundo leis bem definidas. Escolheu sete diferentes características, sendo que cada uma apresentava duas formas alternativas muito bem claras. Um dos grandes méritos de Mendel foi ter considerado apenas uma característica por vez. Mendel concluiu que cada característica hereditária é condicionado por dois fatores que se segregam de maneira independente quando os gametas são formados, indo apenas um para cada gameta. Esse é o motivo pelo qual diz que os gametas são puros, pois só possuem um fator para cada caráter hereditário. Quando da fecundação, os dois fatores se juntam, mas não se fundem: permanecem lado a lado, podendo apenas um se manifestar. Resposta da questão 11: [B] Este é um típico caso de codominância. Nas flores em questão, os fatores para coloração vermelha (V) e branca (B) são codominantes. Plantas heterozigóticas para esses fatores possuem flores cor-de-rosa. O cruzamento entre duas plantas com flores cor-de-rosa gerará plantas com flores das três cores nas proporções 1 planta com flores vermelhas : 2 plantas com flores cor-de-rosa : 1 planta com flores brancas. (pais - VB x VB; geração filial – 1 VV : 2 VB : 1 BB). Resposta da questão 12: [B] O cruzamento da planta de flor vermelha com seu ancestral recessivo (planta de flor branca) para descobrir seu genótipo é chamado cruzamento teste ou retrocruzamento. Se desse cruzamento nascer alguma planta que produza flores brancas, a planta testada será heterozigota (Vv). Se após esse mesmo cruzamento nascerem apenas plantas com flores vermelhas, a planta terá o genótipo homozigoto dominante (VV). Resposta da questão 13: [A] A doença autossômica recessiva ocorre quando um descendente de pais normais (Aa x Aa) apresenta genótipo aa. Resposta da questão 14: [C]
  12. 12. Treinamento – Genética I – 1ª Lei de Mendel – Prof. Emanuel Resposta da questão 15: [A] Resposta da questão 16: [D] Resposta da questão 17: [D] Resposta da questão 18: [D] Resposta da questão 19: [D] Resposta da questão 20: [C] Resposta da questão 21: [C] Resposta da questão 22: [B] Resposta da questão 23: [A] Resposta da questão 24: [E] Resposta da questão 25: [D]

×