Treinamento cariologia

3.937 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.937
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
123
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Treinamento cariologia

  1. 1. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel 1. Observe os cromossomos a seguir esquematizados. As figuras que representam, respectivamente, um conjunto diploide e o conjunto haploide correspondente são a) I e III b) I e IV c) II e III d) II e IV e) V e I 2. O cariótipo consiste na montagem fotográfica, em sequência, de cada um dos tipos cromossômicos. Ele nos permite saber qual o número e qual a forma dos cromossomos de uma espécie, bem como estabelece o seu padrão cromossômico normal. A partir da análise da figura a seguir, e em relação a esse estudo, é CORRETO afirmar que: 01) o cariótipo é o "quadro cromossômico" das células haploides de cada espécie. 02) na espécie humana, os cromossomos são classificados em 7 grupos, compreendendo 22 pares de cromossomos autossômicos, e mais um par de cromossomos sexuais que, no homem, é XY e, na mulher, XX. 04) para a obtenção do cariótipo, são utilizadas células de leucócitos em anáfase meiótica. 08) em fetos, normalmente a cariotipagem só deve ser feita quando há real suspeita de algum tipo de alteração cromossômica, já que as técnicas de coleta de material apresentam risco de aborto. 16) a partir da análise de cariótipos, informações valiosas podem ser obtidas, tais como a existência de cromossomos extras ou de quebras cromossômicas, auxiliando no diagnóstico de certas anomalias genéticas. 32) a Síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 16, e o daltonismo são exemplos de doenças de origem genética que podem ser diagnosticadas através do exame cariotípico. 3. O esquema a seguir apresenta um experimento realizado com uma alga unicelular.
  2. 2. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel Esse e outros experimentos semelhantes levaram à conclusão de que o núcleo comanda e coordena todas as funções nas células, sendo indispensável à manutenção da vida. A partir dessa conclusão pode-se inferir que o resultado do experimento foi o seguinte: a) I regenerou uma porção igual a ela, o mesmo acontecendo com II, formando-se duas algas diferentes. b) I regenerou a porção II, formando-se uma alga igual à que foi cortada, e II morreu. c) II regenerou a porção I, formando-se uma alga igual à que foi cortada, e I morreu. d) I e II regeneraram as porções perdidas, formando-se duas algas iguais à que foi cortada. e) I e II morreram. 4. Sabe-se que o centrômero encontra-se situado em uma região heterocromática, numa constrição que recebe o nome de a) satélite. b) acrocêntrica. c) secundária. d) primária. e) submetacêntrica. 5. O esquema acima representa um experimento realizado em amebas. Considere as afirmativas abaixo: I - A célula 4 apresentará as características genéticas da célula 5. II - Pode-se concluir que, por serem anucleadas, as hemácias são células que vivem pouco tempo. III - Entre outras funções, o núcleo é responsável pela reprodução. Assinale: a) se todas as afirmativas estiverem corretas. b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. c) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. d) se somente a afirmativa III estiver correta. e) se somente a afirmativa II estiver correta.
  3. 3. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel 6. Um pesquisador verificou que o núcleo celular dos óvulos de uma certa espécie de formiga tem 4 cromossomos e uma quantidade X de DNA. Considerando-se que os machos de formiga desenvolvem-se por partenogênese e são haploides, que quantidade de DNA e de cromossomos se espera encontrar no núcleo dos espermatozoides dessa espécie? a) 2X de DNA e 8 cromossomos. b) 2X de DNA e 4 cromossomos. c) X de DNA e 4 cromossomos. d) X de DNA e 2 cromossomos. e) 1/2 X de DNA e 2 cromossomos. 7. Observe este esquema, em que as representações estão numeradas de I a VI: Considerando-se esse esquema, é INCORRETO afirmar que a) a primeira divisão mitótica ocorre entre a fase II e a fase III. b) as células são totipotentes na fase IV. c) o número de células é diferente na fase V e na fase VI. d) os cromossomos homólogos estão pareados na fase I. 8. A égua, o jumento e a zebra pertencem a espécies biológicas distintas que podem cruzar entre si e gerar híbridos estéreis. Destes, o mais conhecido é a mula, que resulta do cruzamento entre o jumento e a égua. Suponha que o seguinte experimento de clonagem foi realizado com sucesso: o núcleo de uma célula somática de um jumento foi transplantado para um óvulo anucleado da égua e o embrião foi implantado no útero de uma zebra, onde ocorreu a gestação. O animal (clone) produzido em tal experimento terá, essencialmente, características genéticas a) de égua. b) de zebra. c) de mula. d) de jumento. e) das três espécies. 9. Um cientista, examinando ao microscópio células somáticas de um organismo diploide 2n = 14, observa nos núcleos que se encontram na fase G1 da intérfase um emaranhado de fios, a cromatina. Se fosse possível desemaranhar os fios de um desses núcleos, o cientista encontraria quantas moléculas de DNA? a) 14 b) 7 c) 1
  4. 4. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel d) 28 e) 2 10. Como reconhecimento de seus trabalhos pioneiros relacionados ao ciclo celular, Leland H. Hartwell, Tim Hunt e Paul Nurse receberam o Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia em 2001. Com relação ao ciclo celular em eucariotos, assinale a afirmativa CORRETA: a) A célula em G1 perde as suas atividades metabólicas. b) A síntese de DNA e RNA é mais intensa durante a fase G2. c) A fase S caracteriza-se principalmente por intensa atividade nucleolar. d) Em células totalmente diferenciadas o ciclo é suspenso em S. e) A célula em G1 possui metade da quantidade de DNA comparada a G2. 11. Analise a figura anterior e assinale a alternativa INCORRETA. a) A estrutura representada apresenta dupla membrana com poros que permitem a passagem de algumas moléculas. b) A cromatina é constituída por moléculas de DNA enroladas em torno de histonas e pode apresentar-se em níveis variados de condensação. c) Durante a divisão celular, a cromatina se desenrola das histonas para que possa ocorrer a duplicação do DNA. d) Cromatina e cromossomos são encontrados em fases diferentes, na interfase e na divisão celular, respectivamente. 12. A meiose é um processo de divisão celular em que são formadas quatro células com o número de cromossomos reduzido à metade (n cromossomos). Esse processo é dividido em duas etapas (Meiose I e Meiose II), e cada etapa é subdividida em várias fases. Nessas fases, ocorrem vários eventos: I. clivagem (quebra) das cromátides homólogas e troca de trechos entre elas. II. deslocamento das cromátides irmãs para polos opostos da célula. III. ocorrência da citocinese e formação das duas células, as quais possuirão n cromossomos cada uma. IV. deslocamento dos cromossomos homólogos para polos opostos da célula. V. emparelhamento dos cromossomos homólogos na placa metafásica (equatorial) da célula. Os eventos I, II, III, IV e V correspondem, respectivamente, às seguintes fases: a) Interfase, Anáfase I, Telófase II, Anáfase II, Metáfase I. b) Prófase I, Anáfase II, Telófase I, Anáfase I e Metáfase I. c) Telófase I, Anáfase II, Citocinese I, Telófase II e Prófase I. d) Anáfase I, Telófase II, intercinese, Prófase I, Intercinese. e) Intercinese, Telófase II, Anáfase I, Metáfase I, Anáfase II. 13. Em relação ao núcleo das células e seus constituintes, é CORRETO afirmar que:
  5. 5. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel a) no núcleo eucariótico, o conjunto haploide de cromossomos é denominado cariótipo, enquanto o número, a forma e o tamanho dos cromossomos são denominados de genoma b) o núcleo interfásico de células vegetais apresenta uma carioteca, cuja estrutura não permite a comunicação com o citoplasma c) o nucléolo é uma estrutura intranuclear d) em células procariontes, existem proteínas responsáveis pela condensação das fitas de DNA, denominadas histonas e) a cromatina é uma estrutura presente, tanto no citoplasma, como no núcleo de células eucarióticas 14. Para se descobrir a função das estruturas celulares, uma via experimental usada pelos cientistas é a remoção da estrutura celular que se quer estudar e a posterior verificação do que acontece à célula na ausência da estrutura. O uso de organismos mutantes é uma alternativa para a obtenção dessas células modificadas. Embriões de sapos compostos de células sem nucléolos (anucleoladas) foram comparados a embriões normais. O desenvolvimento a partir do zigoto acontece de forma semelhante nos dois casos, mas no momento da eclosão do girino os mutantes anucleolados morrem. Paralelamente a isso, a principal alteração observada nas células de indivíduos normais foi um aumento significativo na concentração de ribossomos no citoplasma, o que não ocorreu nos mutantes anucleolados. Com base nessas informações e nos conhecimentos de Biologia Celular, considere as seguintes afirmativas: 1. Nos indivíduos mutantes anucleolados, a eclosão do girino não acontece, por falta de alimentação adequada do embrião, o que leva à sua morte. 2. O nucléolo é o responsável pela produção dos ribossomos, por sua vez responsáveis pela síntese das proteínas necessárias ao processo de eclosão dos girinos. 3. A eclosão do girino só acontece na presença de uma grande quantidade de energia, na forma de ATP, que é obtida por meio dos ribossomos. 4. Os indivíduos mutantes anucleolados sobreviveram à fase embrionária por já contarem com ribossomos prontos, presentes no óvulo. Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira. b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras. c) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras. e) Somente a afirmativa 3 é verdadeira. 15. Com relação à gametogênese humana, a quantidade de DNA I. do óvulo é a metade da presente na ovogônia. II. da ovogônia equivale à presente na espermatogônia. III. da espermatogônia é a metade da presente no zigoto. IV. do segundo corpúsculo polar é a mesma presente no zigoto. V. da espermatogônia é o dobro da presente na espermátide. São afirmativas corretas apenas: a) I e II b) IV e V c) I, II e V d) II, III e IV e) III, IV e V 16. Sob condições experimentais adequadas, é possível fazer com que certos tipos celulares se dividam por mitose. Para isso, tais células são colocadas em frascos contendo meio de cultura e outras drogas necessárias à indução da divisão celular. Com o objetivo de obter células para observar a mitose, um laboratorista adotou o seguinte procedimento: colocou uma amostra de sangue humano tratado com anticoagulante em um tubo de ensaio e, em seguida, centrifugou o tubo para precipitar os elementos mais pesados.
  6. 6. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel Ao final do processo, observou-se o conteúdo do tubo e verificou-se a existência de três frações bem distintas. As hemácias, mais pesadas, ocupavam a fração 1 do tubo. Acima destas, uma fina camada de linfócitos formava a fração 2. A fração 3 era constituída pelo plasma sanguíneo. Para observar células em divisão, o laboratorista deverá adicionar aos frascos de cultura a) apenas a fração 1. b) apenas a fração 2. c) apenas a fração 3. d) a fração 1 mais a fração 3. e) qualquer uma das três frações. 17. Encontra-se a seguir esquematizado o cromossomo 21 humano. O desenho foi feito com base na observação ao microscópio de um linfócito (glóbulo branco) em divisão. A partir da análise do desenho, assinale a alternativa INCORRETA. a) O cromossomo encontra-se duplicado e bem condensado. b) Ele pode ser observado durante a metáfase da divisão celular. c) As cromátides, indicadas por A e A', são constituídas por moléculas de DNA diferentes. d) O centrômero localiza-se próximo a uma das extremidades desse cromossomo e este apresenta um de seus braços bem maior que o outro. e) Atrissomia desse cromossomo é responsável pela síndrome de Down. 18. O ciclo celular pode ser interrompido em determinadas fases para evitar a produção de células com erro no DNA. A ausência de controle da divisão celular relaciona-se diretamente com o desenvolvimento de neoplasia (câncer). Um exemplo de controle do ciclo celular é a interrupção em G1 pela proteína p53, quando uma lesão no DNA é detectada. O que ocorre com uma célula quando essa proteína é ativada? a) Permanece em G0. b) Interrompe a síntese de DNA. c) Duplica os cromossomos. d) Torna-se poliploide. e) Passa para a fase S. 19. Analise a figura
  7. 7. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel A figura representa um cromossomo em metáfase mitótica. Portanto, os números I e II correspondem a: a) cromossomos emparelhados na meiose, cada um com uma molécula diferente de DNA. b) cromátides não-irmãs, cada uma com uma molécula idêntica de DNA. c) cromátides-irmãs, cada uma com duas moléculas diferentes de DNA. d) cromátides-irmãs, com duas moléculas idênticas de DNA. e) cromossomos duplicados, com duas moléculas diferentes de DNA. 20. Observe as figuras a seguir, que representam diferentes anáfases. Assinale a alternativa que identifica os processos representados nas figuras A, B e C, respectivamente. a) meiose II - meiose I - mitose b) mitose - meiose II - meiose I c) meiose II - mitose - meiose I d) mitose - meiose I - meiose II e) meiose I - meiose II - mitose 21. Observe o quadro a seguir, referente a diferentes fases do ciclo celular de uma célula meiótica de uma determinada espécie. A B C D E F Número de cromátides por célula 20 40 40 20 20 10 Número de cromossomos por célula 20 20 20 10 10 10 Com base nos dados apresentados no quadro, assinale a afirmação correta. a) A separação das cromátides-irmãs é responsável pela redução do número de cromossomos entre as fases C e D.
  8. 8. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel b) O aumento do número de cromátides em relação ao número de cromossomos na fase B é consequência da separação dos cromossomos homólogos. c) O valor n mantém-se constante em todas as fases do ciclo celular. d) O número de cromossomos de células haploides desta espécie é 20. e) A redução do número de cromátides entre as fases E e F deve-se à separação das cromátides-irmãs. 22. Quando adquirimos frutas no comércio, observamos com mais frequência frutas sem ou com poucas sementes. Essas frutas têm grande apelo comercial e são preferidas por uma parcela cada vez maior da população. Em plantas que normalmente são diploides, isto é, apresentam dois cromossomos de cada par, uma das maneiras de produzir frutas sem sementes é gerar plantas com uma ploidia diferente de dois, geralmente triploide. Uma das técnicas de produção dessas plantas triploides é a geração de uma planta tetraploide (com 4 conjuntos de cromossomos), que produz gametas diploides e promove a reprodução dessa planta com uma planta diploide normal. A planta triploide oriunda desse cruzamento apresentará uma grande dificuldade de gerar gametas viáveis, pois como a segregação dos cromossomos homólogos na meiose I é aleatória e independente, espera-se que a) os gametas gerados sejam diploides. b) as cromátides irmãs sejam separadas ao final desse evento. c) o número de cromossomos encontrados no gameta seja 23. d) um cromossomo de cada par seja direcionado para uma célula filha. e) um gameta raramente terá o número correto de cromossomos da espécie. 23. Em tempos modernos, doamos agasalhos, óculos, e até óvulos... — exclamou uma personagem de novela diante da amiga que cogitava a doação de suas células não fertilizadas que restaram de um procedimento de inseminação artificial. Supondo-se que as células a serem doadas tenham sido coletadas da tuba uterina da doadora e mantiveram-se exatamente na fase em que se encontravam quando da ovulação, pode-se dizer que estavam em metáfase: a) I e apresentavam n cromossomos, cada um deles com duas cromátides. b) I e apresentavam 2n cromossomos, cada um deles com uma única cromátide. c) II e apresentavam n cromossomos, cada um deles com uma única cromátide. d) II e apresentavam n cromossomos, cada um deles com duas cromátides. e) II e apresentavam 2n cromossomos, cada um deles com duas cromátides. 24. A questão refere-se ao gráfico a seguir. Um pesquisador, com a finalidade de estudar a forma e o tamanho dos cromossomos de uma célula, interrompeu a divisão celular na fase em que eles se encontravam na máxima condensação. Analisando esse processo, pode-se deduzir, corretamente, que a fase em questão é a de número a) 1
  9. 9. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel b) 2 c) 3 d) 4 25. Assinale a alternativa correta quanto à mitose na espécie humana, referente à fase da anáfase (1), da prófase (2), da telófase (3) e da metáfase (4), respectivamente: a) (1) Os cromossomos duplicados na interfase começam a se condensar. (2) Ocorre a separação das duas cromátides-irmãs. (3) Os cromossomos se deslocam em direção à região da placa equatoriana e há a formação do fuso mitótico. (4) Os cromossomos se descondensam e as fibras do fuso mitótico desaparecem. b) (1) Os cromossomos se deslocam em direção à região da placa equatoriana e há a formação do fuso mitótico. (2) Os cromossomos duplicados na interfase começam a se condensar. (3) Os cromossomos se descondensam e as fibras do fuso mitótico desaparecem. (4) Ocorre a separação das duas cromátides-irmãs. c) (1) Ocorre a separação das duas cromátides-irmãs. (2) Os cromossomos se descondensam e as fibras do fuso mitótico desaparecem. (3) Os cromossomos duplicados na interfase começam a se condensar. (4) Os cromossomos se deslocam em direção à região da placa equatoriana e há a formação do fuso mitótico. d) (1) Os cromossomos duplicados na interfase começam a se condensar. (2) Ocorre a separação das duas cromátides-irmãs. (3) Os cromossomos se descondensam e as fibras do fuso mitótico desaparecem. (4) Os cromossomos se deslocam em direção à região da placa equatoriana e há a formação do fuso mitótico. e) (1) Ocorre a separação das duas cromátides-irmãs. (2) Os cromossomos duplicados na interfase começam a se condensar. (3) Os cromossomos se descondensam e as fibras do fuso mitótico desaparecem. (4) Os cromossomos se deslocam em direção à região da placa equatoriana e há a formação do fuso mitótico. 26. Analisando o processo de gametogênese em mamíferos, é correto afirmar que: a) as espermatogônias são células diploides (2n) que se multiplicam intensamente por mitose, originando células também diploides. b) na formação dos espermatozoides ocorre uma etapa de diferenciação celular antes da divisão meiótica. c) após a divisão meiótica, de cada ovogônia originam-se quatro ovócitos idênticos. d) a ovogênese ocorre no interior do útero. e) na espermatogênese, a fase de multiplicação é restrita à vida intra-uterina ou termina pouco depois do nascimento. 27. Em relação a um organismo diploide, que apresenta 24 cromossomos em cada célula somática, pode-se afirmar que a) seu código genético é composto por 24 moléculas de DNA de fita simples. b) o gameta originado desse organismo apresenta 12 moléculas de DNA de fita simples em seu genoma haploide. c) uma célula desse organismo na fase G2 da interfase apresenta 48 moléculas de DNA de fita dupla. d) seu cariótipo é composto por 24 pares de cromossomos. 28. O processo de mitose é essencial para o desenvolvimento e o crescimento de todos os organismos eucariotos.
  10. 10. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel Com base na figura e nos conhecimentos sobre o ciclo celular, é correto afirmar: a) O período durante o qual ocorre a síntese do DNA é maior que o período em que não ocorre síntese alguma de DNA. b) Ao final de um ciclo celular, a quantidade de material genético, nos núcleos de cada célula- filha, equivale ao dobro da célula parental. c) O tempo gasto para o pareamento cromossômico na placa equatorial equivale ao tempo gasto para síntese de DNA. d) Em mais da metade do tempo da mitose, as cromátides estão duplicadas, separadas longitudinalmente, exceto no centrômero. e) Durante a fase mais longa da mitose, as cromátides-irmãs se separam uma da outra e migram para as extremidades opostas da célula. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Notícia de algum jornal do futuro... INICIA A CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA SARAMPO E TUBERCULOSE. O destaque da campanha de vacinação, neste ano, é a utilização de cerejas coloridas, sem sementes. Segundo a bióloga Josefa da Silva, responsável pela equipe que desenvolveu os novos frutos, técnicas especiais de cruzamento foram aplicadas em dois tipos de cerejeiras transgênicas, resultando na obtenção de plantas triploides (3n = 72), incapazes de produzir sementes. Apesar de passar por todas as etapas do ciclo reprodutivo, não há a formação de endosperma, e o processo cessa nas primeiras divisões celulares do zigoto. As novas cores (amarela, verde, roxa e branca) haviam sido obtidas, anteriormente, por mutação no gene responsável pela produção de pigmento na casca do fruto. As formas mutantes para esse loco, diz a pesquisadora, não interferem na eficiência das plantas transgênicas como produtoras de vacinas. Elas continuam apresentando, nos frutos, as substâncias que, depois de liberadas pela digestão, ligam-se á membrana plasmática dos linfócitos e sofrem endocitose, determinando o desenvolvimento da resposta imunológica. Outra inovação dessas cerejas é a resistência às moscas Anastrepha fraterculus que, nos últimos anos, estabeleceram-se como pragas importantes do cultivo de cerejas-vacina. Da mesma forma, as plantas apresentam resistência aos nematoides que atacavam a raiz principal do sistema axial desses vegetais. Com o cultivo das novas variedades de cerejas resistentes, espera-se que essas pragas mantenham-se afastadas dos pomares de vacinas, por algum tempo. 29. Se as plantas desenvolvidas para serem produtoras de vacina são triploides (3n = 72), então
  11. 11. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel a) o número cromossômico das células gaméticas dessas plantas será sempre igual a 24. b) as células somáticas, durante a mitose, formarão 36 pares de cromossomos homólogos. c) as células somáticas terão 3 grupos ou conjuntos de cromossomos homólogos, cada um com 24 cromossomos. d) na metáfase da meiose II, será possível observar 18 grupos de cromossomos, cada um formado por 4 cromossomos homólogos. e) durante a anáfase da mitose, os cromossomos serão divididos de modo desigual, e as células-filhas terão números cromossômicos diferentes do original. Os radioisótopos, apesar de temidos pela população que os associa a acidentes nucleares e danos ambientais, exercem importante papel na sociedade atual. São hoje praticamente indispensáveis à medicina, engenharia, indústria, hidrologia, antropologia e à pesquisa acadêmica em diversas áreas do conhecimento, seja por atuarem como traçadores radioativos, ou como fontes de radiações. 30. Uma plântula de 'Vicia faba' foi colocada para crescer em meio de cultura onde a única fonte de timidina (nucleotídeo com a base timina) era radioativa. Após um único ciclo de divisão celular foram feitas preparações citológicas de células da ponta da raiz, para a análise da radioatividade incorporada (auto-radiografia). A radioatividade será observada em a) ambas as cromátides dos cromossomos metafásicos. b) todas as proteínas da célula. c) todas as organelas da célula. d) somente uma das cromátides de cada cromossomo metafásico. e) todos os ácidos nucléicos da célula.
  12. 12. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: 02 + 08 + 16 = 26 Resposta da questão 3: [C] Resposta da questão 4: [D] Resposta da questão 5: [A] Resposta da questão 6: [C] Resposta da questão 7: [D] Resposta da questão 8: [D] Resposta da questão 9: [A] Resposta da questão 10: [E] Resposta da questão 11: [C] Resposta da questão 12: [B] Resposta da questão 13: [C] Resposta da questão 14: [C] Resposta da questão 15: [C] Resposta da questão 16: [B] Resposta da questão 17: [C] Resposta da questão 18: [B]
  13. 13. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel Resposta da questão 19: [D] Resposta da questão 20: [C] A figura A mostra uma separação de cromátides com segmentos trocados, portanto representa a segunda divisão da meiose. A figura B mostra uma separação de cromátides sem a ocorrência de permutação, portanto pode ser uma divisão mitótica. A figura C mostra a separação de cromossomos homólogos, portanto só pode ser a primeira divisão da meiose. Resposta da questão 21: [E] O quadro refere-se ao ciclo celular de uma célula em processo meiótico de uma espécie cujo número diploide (2n) de cromossomos é igual a 20. A fase A corresponde à interfase, na fase G1, anterior à duplicação do DNA. O aumento do número de cromátides em relação ao número de cromossomos na fase B é consequência da duplicação do DNA na interfase. As fases B e C correspondem à metáfase e anáfase da meiose I, etapa em que cada cromossomo homólogo ainda possui duas cromátides. A redução do número de cromátides e de cromossomos por células na fase D é uma consequência da separação dos cromossomos homólogos na telófase I da meiose. As fases D e E correspondem às etapas da meiose II, sendo a fase F a telófase II da meiose, quando ocorre a separação das cromátides-irmãs, formando ao final do processo meiótico, quatro células filhas haploides (n = 10). Resposta da questão 22: [E] Em plantas diploides, os cromossomos homólogos na meiose dão origem a gametas haploides, isto é, com a metade número de cromossomos da planta diploide. Em uma planta triploide, após a meiose, ocorre a formação de gametas com o número de cromossomos variável, por isso ela não possui a capacidade de fecundação. Isso faz com que não ocorra a formação de sementes. Resposta da questão 23: [D] Na espécie humana, as células reprodutoras femininas (“ovários”) liberadas pelo folículo ovariano maduro estão em metáfase II da meiose, com n cromossomos, cada um deles apresentando duas cromátides. Resposta da questão 24: [B] A fase da mitose em que os cromossomos encontram-se na máxima condensação é a metáfase, representado pelo número 2. As fases da mitose são: prófase (1), metáfase (2), anáfase (3) e telófase (4). Resposta da questão 25: [E] A primeira fase da mitose é a prófase (2), quando se inicia a condensação dos cromossomos e ocorre a fragmentação da carioteca. A fase seguinte é a metáfase (4), quando os cromossomos condensados migram para a região equatorial da célula, formando a placa equatorial ou metafásica. Logo após a metáfase inicia-se a anáfase (1), fase em que ocorre a
  14. 14. Treinamento Cariologia – Prof. Emanuel separação das cromátides-irmãs, puxadas para polos opostos pelo encurtamento dos microtúbulos do fuso do centrossomo. Na telófase (3), última fase da mitose, os cromossomos se descondensam, as fibras do fuso mitótico desaparecem, uma nova carioteca organiza-se ao redor de cada conjunto de cromossomos e ocorre a divisão citoplasmática (citocinese) para a formação de duas células-filhas. Resposta da questão 26: [A] As espermatogônias são células germinativas diploides (2n). Elas se multiplicam por mitose e, posteriormente, sofrem meiose para originar os gametas masculinos, os espermatozoides. Resposta da questão 27: [C] No período G2 da interfase os 24 cromossomos acham-se duplicados. Cada um é formado por duas cromátides irmãs, unidas pelo centrômero. Cada cromátide é constituída por uma molécula de DNA de cadeia dupla. Dessa forma, em G2, observam-se 48 moléculas de DNA, cada uma formada por uma dupla hélice. Resposta da questão 28: [D] Durante a prófase, fase mais longa da mitose, o material genético encontra-se duplicado e separado longitudinalmente, exceto no centrômero, região que prende as cromátides irmãs. Resposta da questão 29: [C] Resposta da questão 30: [A]

×