Metabolismo e energia

4.684 visualizações

Publicada em

1 comentário
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.684
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metabolismo e energia

  1. 1. Metabolismo e energia
  2. 2. ATP Adenosina trifosfato Prof. Emanuel ATP – Energia prontamente utilizável ou energia metabólica Ligação fosfo-anidro Energia dos alimentos Energia para o metabolismo celular Fosfato inorgânico
  3. 3. Processos exergônicos Prof. Emanuel Liberam energia a partir da degradação de compostos orgânicos energéticos Quebra Parcial Fermentação Total Respiração Processo anaeróbico que ocorre no citosol tendo compostos orgânicos como aceptores finais Processo aeróbico que depende de uma compartimentação citoplasmática e tem o oxigênio como aceptor final
  4. 4. a) Ectotérmicos - Dependência de uma fonte externa de calor, baixa demanda energética e alimentar. Ex. Invertebrados, peixes, anfíbios e répteis Pecilotermia Regulação da temperatura Prof. Emanuel
  5. 5. b) Endotérmicos: Maior taxa metabólica e gerenciamento de calor interno, maior demanda energética e alimentar Ex. Aves e mamíferos Homeotermia Regulação da temperatura Prof. Emanuel
  6. 6.  Intensa alimentação  Eficiente ventilação pulmonar (diafragma e sacos aéreos)  Alta Perfusão (hemácias/hemoglobina/mioglobina e circulação dupla completa)  Tecidos ricos em mitocôndrias (musculatura)  Tiritação  Redução da transferência de calor (penas, pelo, tecido adiposo)  Termorregulação (hipotálamo, suor) Homeotermia Regulação da temperatura Prof. Emanuel
  7. 7. Regulação da temperatura Prof. Emanuel
  8. 8. Glicólise Prof. Emanuel Glicólise Anaeróbica Ocorre no citosol Fermentação e respiração
  9. 9. Glicólise é UNIVERSAL Ancestralidade comum
  10. 10. Glicólise Glicose (6C) C6H12O6 ATP ATP Piruvato (3C) Piruvato (3C) NADH2 NADH2 Fermentação lática Ácido lático (3C) NAD Ácido lático (3C) NAD Prof. Emanuel Sem descarboxilação
  11. 11. • Efetuada por bactérias (Lactobacilos) • Utilizada na fabricação de laticínios e conservas Fermentação lática Prof. Emanuel
  12. 12. Produção de Lactato Fadiga muscular Atividade muscular com hipóxia Fermentação lática Prof. Emanuel
  13. 13. Fermentação lática Prof. Emanuel Ciclo de Cori (gliconeogênese)
  14. 14.  Movimento e a manutenção da postura  Produção de calor  Auxiliar a circulação venosa  Absorção de choques  Armazenamento Tecidos musculares – funções Prof. Emanuel
  15. 15. Fibras pequenas,fusiformes e mononucleadas Contração fraca,lenta e involuntária Sem estrias transversais Encontrado nos vasos e nas vísceras Ex. Movimentos peristálticos, contração do útero,bexiga. Musculatura lisa Prof. Emanuel
  16. 16. Fibras cilíndricas, com estrias transversais, mononucleadas. Comunicam-se através de anastomoses Altamente diferenciado Contração forte,rápida, continua e involutária. Controlado pelo SNA e pelo nó sinoatrial Musculatura estriada cardíaca Prof. Emanuel
  17. 17. Fibras cilíndricas,longas, multinucleadas e com estrias transversais Contração forte, rápida, e voluntária Células ricas em retículo sarcoplasmático Possui reserva de glicogênio Musculatura estriada esquelética Prof. Emanuel
  18. 18. Suas extremidades são geralmente afiladas e terminam num cordão fibroso resistente (tendão) Controlado pelo S.N.C Musculatura estriada esquelética Prof. Emanuel
  19. 19. Musculatura estriada esquelética Prof. Emanuel
  20. 20. Placa motora ou junção neuro muscular Musculatura estriada esquelética Prof. Emanuel
  21. 21. Fonte direta de energia para contração muscular = ATP Fonte indireta de energia para contração muscular = fosfocreatina. Contração muscular Prof. Emanuel
  22. 22.  Hipertrofia: Aumento do volume celular com formação de novas miofibrilas  Hiperplasia:Multiplicação das células o tecido muscular liso Contração muscular Prof. Emanuel
  23. 23. Contração muscular Prof. Emanuel
  24. 24. Estriado esquelético Proliferação e fusão de células satélites Estriado cardíaco As fibras cardíacas não se regeneram Músculo liso A célula lesionada entra em mitose Contração muscular Prof. Emanuel
  25. 25. Lentas (Tipo I) – Contração Lenta e mais fraca – Menor volume – Muita mioglobina – Muitas mitocôndrias – Processos aeróbicos Rápidas (Tipo II) – Contração Rápida e Potente – Maior volume – Pouca mioglobina – Poucas mitocôndrias – Processos anaeróbicos Fibras lentas e rápidas Prof. Emanuel
  26. 26. Maratona Fibras lentas (Longa duração) 100m rasos Fibras rápidas (curta duração) Fibras lentas e rápidas Prof. Emanuel
  27. 27. Fermentação etílica Glicólise Glicose (6C) C6H12O6 ATP ATP Piruvato (3C) Piruvato (3C) NADH2 NADH2 CO2 CO2 Etanol (2C) Etanol (2C) NAD NAD Prof. Emanuel
  28. 28. • É efetuada por fungos Saccharomyces cerevisae (leveduras) Unicelulares Eucariontes Anaeróbicos facultativos Fermentação etílica Prof. Emanuel
  29. 29. • Utilizada na produção de combustíveis, bebidas alcóolicas e na panificação (fermentos) Fermentação etílica Prof. Emanuel
  30. 30. • Produz ácido acético • Efetuada por bactérias • Utilizada na produção de vinagre Pasteur (1822-1895) Fermentação acética Prof. Emanuel
  31. 31. Fermentação Prof. Emanuel
  32. 32. Respiração celular – Características Prof. Emanuel
  33. 33. Prof. Emanuel Respiração aeróbica
  34. 34. Respiração celular – Características Prof. Emanuel
  35. 35. Digestão dos alimentos Energéticos (calóricos) Construtores (plásticos) Reguladores Prof. Emanuel
  36. 36. Digestão dos alimentos Digestão na Boca Saliva pH neutro Amilase salivar Prof. Emanuel
  37. 37. Digestão dos alimentos Suco gástrico pH ácido (HCl) Pepsina Digestão no estômago Prof. Emanuel
  38. 38. Digestão dos alimentos Sucos intestinal, pancreático e bile pH básico (NaHCO3) Tripsina Digestão no intestino Lipases Lactase, sacarase, maltase Prof. Emanuel
  39. 39. Digestão dos alimentos A Bile não possui enzimas digestivas Prof. Emanuel
  40. 40. Digestão dos alimentos Prof. Emanuel
  41. 41. Extra Intra Carboidrato Colesterol Proteínas integrais Proteína periférica Fosfolipídio Matriz lipídica Absorção via membrana Prof. Emanuel
  42. 42. Prof. Emanuel Alta permeabilidade Gases Moléculas pequenas Apolares Média permeabilidade Água Uréia Baixa permeabilidade Glicose sem permeabilidade Íons Moléculas polares e com carga Macromoléculas Absorção via membrana
  43. 43. Astrócitos BHE Prof. Emanuel Barreira hematoencefálica (BHE)
  44. 44. Prof. Emanuel Barreira hematoencefálica (BHE)
  45. 45. Prof. Emanuel Barreira hematoencefálica (BHE)
  46. 46. Transporte de glicose Prof. Emanuel Glicose – difusão facilitada
  47. 47. Transporte de glicose Prof. Emanuel Pâncreas – glândula anfícrina
  48. 48. Transporte de glicose Prof. Emanuel Glicose (sangue) Glicose (célula) Insulina Hipoglicemia Glicogênio (polissacarídeo de reserva) 1 1 - glicogenogênese Glucagon Hiperglicemia 2 2 - glicogenólise
  49. 49. Transporte de glicose Prof. Emanuel
  50. 50. Transporte de glicose Prof. Emanuel Tipos de diabetes Tipo I Autoimune Tipo II Resistência insulínica
  51. 51. Transporte de glicose Prof. Emanuel
  52. 52. Transporte de gases Prof. Emanuel CO2 e O2 – Difusão simples
  53. 53. Transporte de gases Prof. Emanuel Hematose – Sangue venoso X sangue arterial Não existe conversão de gases
  54. 54. • Etapas: a) Glicólise – Extramitocondrial b) Ciclo de Krebs – Intramitocondrial c) Cadeia respiratória – Intramitocondrial Prof. Emanuel Respiração aeróbica
  55. 55. Mitocôndria Prof. Emanuel Ribossomos matriz Membrana externa Membrana interna Espaço intermembrana Crista
  56. 56. Mitocôndria Prof. Emanuel
  57. 57. Glicólise Hialoplasma Via universal Glicose 2NAD 2 Piruvatos 2 NADH2 2 ATP Ciclo de Krebs Matriz mitocondrial 6NAD/2FAD 6 NADH2 2 ATP D.O.P. Mitocôndria2NAD/H2O 2 AcetilCoA 2 NADH2 2 CO2 2 Piruvatos 2AcetilCoA 4 CO2 H2O 2 FADH2 Balanço energético Prof. Emanuel
  58. 58. Esquema da respiração Prof. Emanuel CICLO DE KREBS Muitas Desidrogenações Fosforilação oxidativa a partir do fluxo de H+ proporcionado pelo transporte de elétrons.
  59. 59. Balanço energético Prof. Emanuel
  60. 60. Vias 0xidativas Prof. Emanuel Glicose Glicólise Piruvato AcetilcoA Aminoácidos Descarboxilação e desaminação NH3 Ac. graxos Lipídios β Oxidação ATP Carnitina Mitocôndria

×