Biomas

2.836 visualizações

Publicada em

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.836
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biomas

  1. 1. Adaptação à vida terrestre Prof. Emanuel
  2. 2. a) Eficiente mecanismo de absorção de água e sais do solo (Raízes) Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel Zona de ramificação (fixação) Zona de pilífera (absorção) Zona lisa (crescimento) Coifa (proteção)
  3. 3. b) Mecanismo eficiente de condução de seivas Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel Xilema (Lenho) Floema (Líber) Seixa Bruta Seiva elaborada Central Periférico Ascendente Descendente
  4. 4. c) Eficácia na sustentação corporal (lignificação) Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel Celulose + Lignina
  5. 5. d) Impermeabilização de superfícies (Cutina + Súber) Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel Cutina Súber
  6. 6. Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel
  7. 7. Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel e) Adaptação do embrião ao meio terrestre (semente)
  8. 8. f) Independência de água para a fecundação ( Flor e tubo polínico) Adaptações à vida terrestre vegetal Prof. Emanuel Tubo polínico
  9. 9. Prof. EmanuelAdaptações à vida terrestre vegetal
  10. 10. Biomas Brasileiros Prof. Emanuel
  11. 11. a) Aciculifoliada: folha em forma de agulha, como a do pinheiro. A área de incidência são regiões de clima com invernos prolongados e rigorosos. Vocabulário Prof. Emanuel
  12. 12. b) Latifoliada: folha larga e grande, típica das áreas onde a umidade do solo é elevada, como as regiões de clima equatorial e tropical. Vocabulário Prof. Emanuel
  13. 13. c) Coriáceas: folhas grossas, pequenas e geralmente peludas, típicas das áreas de clima quente e com estação seca prolongada. Vocabulário Prof. Emanuel
  14. 14. d) Perenifólia: espécie vegetal que mantém a folhagem todo o ano, embora ocorra uma renovação constante das folhas. Vocabulário Prof. Emanuel
  15. 15. e) Decíduas ou caducas: espécies vegetais que perdem folhas para enfrentar uma estação seca prolongada ou um inverno rigoroso. Vocabulário Prof. Emanuel
  16. 16. A densidade é alta, como na floresta equatorial f) Densidade: número de vegetais dividido pela área. Vocabulário Prof. Emanuel
  17. 17. ou baixa , como nos desertos. Vocabulário Prof. Emanuel
  18. 18. g) Diversidade: número de espécies vegetais diferentes dividido pela área. A diversidade é alta na floresta equatorial... Vocabulário Prof. Emanuel
  19. 19. ou baixa, como na mata de araucária. Vocabulário Prof. Emanuel
  20. 20. h) Hidrófilas: vegetação que vive todo o ano, ou a maior parte dele, em meio aquático. Vocabulário Prof. Emanuel
  21. 21. i) Higrófilas: espécies vegetais que se desenvolvem em meio de grande umidade. Ex. Floresta equatorial Vocabulário Prof. Emanuel
  22. 22. j) Xerófilas: vegetais típicos de áreas onde a umidade é pequena durante o ano. Vocabulário Prof. Emanuel
  23. 23. h) Halófilas: espécies vegetais que vivem em meio salino, típicas das áreas litorâneas. Vocabulário Prof. Emanuel
  24. 24. O cerrado é uma vegetação típica de locais com as estações climáticas bem definidas e solo de composição arenosa. Prof. Emanuel Bioma do Cerrado Aluminotóxico
  25. 25. Prof. Emanuel Bioma do Cerrado Estrato lenhoso Estrato herbáceo (arbustivo)
  26. 26. Adaptações do estrato lenhoso: - Tronco tortuoso, súber espesso - Raízes profundas - Folhas pilosas Prof. Emanuel Bioma do Cerrado
  27. 27. Adaptações do estrato herbáceo/arbustivo: - Órgãos subterrâneos (hipógeos) de resistência - Raízes superficiais - ramos aéreos que morrem na seca Prof. Emanuel Bioma do Cerrado
  28. 28. O estrato lenhoso possui pseudoxeromorfismo Diz-se, então, que a vegetação apresenta um escleromorfismo oligotrófico ou, em outras palavras, "um aspecto muito duro devido à baixa disponibilidade nutricional". Prof. Emanuel Bioma do Cerrado
  29. 29. Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  30. 30.  Tecido aquífero desenvolvido Suculência  Células volumosas  Grandes vacúolo Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  31. 31.  Folhas transformadas em espinhos Epinescência  Redução da superfície foliar  Parênquima clorofiliano no caule  Proteção Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  32. 32.  Cutícula espessa Cutícula  Células epidérmicas  Cutina - Composto lipídico  Plantas xerófilas Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  33. 33.  Raízes Profundas Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  34. 34.  Estômatos adaptados para fechar durante o dia e abrir durante a noite Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  35. 35. Prof. Emanuel Bioma da Caatinga
  36. 36. Prof. Emanuel Bioma da Floresta amazônica
  37. 37. Prof. Emanuel Bioma da Floresta amazônica a) Heterogênea b) Higrófila c) Perene d) Latifoliada e) Densa f) Diversificada g) Arbórea h) Presença de epífitos
  38. 38. O solo amazônico é bastante pobre, contendo apenas uma fina camada de nutrientes. O aproveitamento de recursos é ótimo, havendo mínimo de perdas. Um exemplo claro disso está na distribuição acentuada de micorrizas pelo solo, que garantem às raízes uma absorção rápida dos nutrientes que escorrem a partir da floresta, com as chuvas. Também forma-se no solo uma camada de decomposição de folhas, galhos e animais mortos que rapidamente são convertidos em nutrientes e aproveitados antes da lixiviação. Prof. Emanuel Bioma da Floresta amazônica
  39. 39. Prof. Emanuel Bioma da Floresta amazônica
  40. 40. Bioma do manguezal Prof. Emanuel
  41. 41. • Zona de interseção entre a terra e o ambiente aquático (mar e rio) • Local favorável à proteção, alimentação e reprodução (berçários). • Recebe fluxo de água doce, sedimentos e nutrientes da terra e dos rios. • Exporta água e matéria orgânica para o mar. Prof. Emanuel Bioma do manguezal
  42. 42.  Características edáficas:  Solo úmido, salgado, lodoso, pobre em oxigênio e muito rico em nutrientes.  Sítio de intensa decomposição Prof. Emanuel Característica ambiental Adaptação vegetal Salinidade alta Células com elevado potencial osmótico Solo lodoso e com muita areia Rizóforos Solo alagado com pouco oxigênio Raízes respiratórias ou pneumatóforos Bioma do manguezal
  43. 43. Prof. Emanuel Rhizophora mangle – Raízes escoras (Rizóforos) Bioma do manguezal
  44. 44. Prof. Emanuel Rhizophora mangle – Raízes escoras (rizóforos) Bioma do manguezal
  45. 45. Prof. Emanuel Avicennia tomentosa – Pneumatóforos (respiração) Bioma do manguezal
  46. 46. Prof. Emanuel Avicennia tomentosa – Pneumatóforos (respiração) Bioma do manguezal
  47. 47. Prof. Emanuel Bioma do manguezal
  48. 48. Prof. Emanuel Bioma do manguezal

×