Biblioteca escolar

15.958 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.958
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
62
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
208
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biblioteca escolar

  1. 1. Biblioteca Escolar Técnica de Biblioteca: Elzirene G. Guimarães
  2. 2. O que é biblioteca escolar? <ul><li>É uma necessidade, pois não constitui uma entidade independente, mas um complemento da escola. Sua função é a de agente educacional, proporcionando enriquecimento da cultura do aluno nos diferentes campos, oportunidade para o seu desenvolvimento social e intelectual, e horas de distração através de livros de leitura recreativa, de muito bom resultado quando bem dirigida. </li></ul>
  3. 3. O objetivo da biblioteca escolar... <ul><li>Tornar-se um campo para exploração e enriquecimento cultural; </li></ul><ul><li>Difundir a boa leitura; </li></ul><ul><li>Orientar no uso do livro, visando à pesquisa e à educação individual; </li></ul><ul><li>Criar um ambiente favorável à formação do hábito de leitura e estimular a apreciação literária; </li></ul><ul><li>Oferecer ao professor, material informacional de interesse para sua área de atuação e que sirva para desenvolver seus programas de ensino; </li></ul><ul><li>Cooperar com o professor na seleção da bibliografia a ser indicada aos alunos. </li></ul>
  4. 4. Processo de Autorização de Biblioteca Escolar no Estado do Tocantins <ul><li>Com a publicação da Instrução Normativa N° 002, de 15 de fevereiro de 2002, a qual institui os procedimentos para autorização de funcionamento de Bibliotecas Escolares na Rede Estadual de Ensino. </li></ul><ul><li>O Art. 1° Ficam estabelecidos os pré-requisitos para autorização de funcionamento de Bibliotecas Escolares na Rede Estadual de Ensino, com as seguintes exigências : </li></ul><ul><li>I – que a unidade escolar pertença à Rede Pública Estadual de Ensino; </li></ul><ul><li>II - que a unidade escolar, tenha, no mínimo 200(duzentos) alunos matriculados; </li></ul><ul><li>III - que a unidade escolar, tenha, no mínimo 160 (cento e sessenta) títulos e 320(trezentos e vinte) volumes, distribuídos de acordo com os níveis de ensino e o número de alunos matriculados, constantes no Anexo I desta Instrução Normativa. </li></ul>
  5. 5. Continuação da Instrução Normativa N°002, de 15 de fevereiro de 2002. Porcentuais de Títulos para Constituição do Acervo Bibliográfico <ul><li>Art. 2° Os percentuais a serem utilizados para a formação do acervo bibliográfico dependem da análise da demanda do nível de ensino oferecido pela unidade escolar. </li></ul><ul><li>Art. 3° Para registro do acervo, deverão ser considerados o número de títulos e os volumes existentes na Biblioteca. </li></ul><ul><li>§ 1° Para efeito do artigo anterior, título são obras científicas e literárias compreendendo, coleções bibliográficas e livros de temas exclusivos da obra. </li></ul><ul><li>§ 2° Volume é a posição que o livro ocupa na coleção, devendo ser registrado o nome da coleção bem como o título, por área de abrangência. </li></ul><ul><li>Art. 4 O acervo sugerido para a Educação Profissional servirá, também, para os Centros de Educação Profissional. </li></ul><ul><li>Art. 5° Cada unidade escolar deverá adquirir acervo bibliográfico próprio, observando os percentuais, de acordo com os níveis de ensino a que atende e o Anexo II, desta Instrução Normativa. </li></ul>
  6. 6. Continuação da Instrução Normativa N°002, de 15 de fevereiro de 2002. Da Estrutura Física <ul><li>Art. 6º Para a implantação de uma biblioteca, é exigida instalação física de no mínimo, 37 m² para 25 (vinte e cinco) alunos, com iluminação e ventilação adequada. </li></ul>Dos Mobiliários Art. 7º São necessários mesas, cadeiras, estantes, arquivos e outros mobiliários, adequados para pesquisas e outros trabalhos dos usuários. Da Lotação Serão necessários 2 Programas autorizados para lotar 1 AP. 3 Programas – 2 AP.
  7. 7. Continuação da Instrução Normativa N°002, de 15 de fevereiro de 2002. Dos Recursos Humanos <ul><li>Art. 8º Para dirigir os trabalhos, é exigida a modulação de um profissional com formação superior em Biblioteconomia. </li></ul><ul><li>§ 1º Quando não for possível modular um profissional com formação em Biblioteconomia, poderá ser modulado, preferencialmente, um servidor com formação em Pedagogia ou com Ensino Médio completo, na modalidade Normal ou Magistério. </li></ul><ul><li>§ 2º Quando se tratar de servidor com Ensino Médio, será dada preferência àquele com formação em Magistério e que tenha participado de cursos de capacitação na área de Biblioteconomia. </li></ul><ul><li>Parágrafo único. Será considerada Sala de Leitura, o ambiente, na unidade escolar que não dispuser dos pré-requisitos mencionados, não podendo ser feita a modulação de servidor para tal fim. </li></ul><ul><li>Art. 9º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação, surtindo seus efeitos a partir do início deste ano letivo. </li></ul>
  8. 8. Porcentual de Títulos por Aluno 3.400 1.700 Acima de 2.001 3.200 1.600 1.801 a 2.000 2.880 1.440 1.601 a 1.800 2.560 1.280 1.401 a 1.600 2.240 1.120 1.201 a 1.400 1.960 960 1.001 a 1.200 1.600 800 801 a 1.000 1.280 640 601 a 800 960 480 401 a 600 640 320 201 a 400 320 160 Até 200 Total de Volumes Números de Títulos Total de Alunos
  9. 9. Porcentual de Títulos por Aluno/modalidade de ensino Educação Infantil Ensino Fundamental Nº de livros x 100 Nº de alunos 10% 5% 35% 50% Auxiliar do Professor Referência Recreativo Literatura Infantil 10% Cultura Geral 35% Didático 5% 5% 10% 35% Aux. Prof. Referência Recreativo Lit. Infanto-Juvenil
  10. 10. Tipos de Composição do Acervo: <ul><li>Livros de Referência – são de informações resumidas, de caráter rápido e imediato. Compreendem dicionários, enciclopédias, almanaques, guias turísticos, naturais e coletânea de leis . </li></ul><ul><li>Livros de Informação – são os que fornecem informações mais completas sobre determinado assunto. Tem caráter monográfico ou dissertativo, tratando, na maioria das vezes de temas relativamente restritos a uma ciência, arte, e outros. </li></ul><ul><li>Livros de Literatura Brasileira – de ficção literária, objetivam a leitura de entretenimento e lazer cultural. Compreendem romances, poesias, contos, crônicas e outros gêneros literários. </li></ul><ul><li>Livros de Literatura Infantil – são destinados ao público infantil. Compreendem alguns, histórias de ficção, aventuras, contos e outros. </li></ul><ul><li>Livros de Literatura Juvenil – são destinados ao público pré-adolescente, adolescente e juvenil. Compreendem histórias, novelas, romances, aventuras, crônicas, teatro e outros. </li></ul>
  11. 11. Tipos de Composição do Acervo: <ul><li>Livros Recreativos – têm a finalidade de além de recrear, despertar o gosto pela leitura, criando o hábito de ler. Compreendem histórias, novelas, romances, aventuras, crônicas, teatro e outros. </li></ul><ul><li>Livros Auxiliares do professor – são destinados à consulta e ao estudo de complementação de atividades curriculares. Compreendem a prática de ensino, metodologia, didática, dinâmica de grupo, ética profissional e outros. </li></ul><ul><li>Livros de Cultural Geral – destinados à consulta e a leitura para fins de informações gerais, estudos e pesquisas nas diversas áreas do conhecimento e biografias em geral. Compreendem assuntos da atualidade, globalização, doenças sexualmente transmissíveis – DST, AIDS, droga medicina alternativa, remédio caseio, mídia e outros. </li></ul><ul><li>Folhetos – são publicações resumidas sobre determinado assunto e se distinguem dos livros pelo número de páginas. Segundo a classificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o folheto deverá ter o mínimo de 04 e máximo 49 páginas, excluídas a capa. </li></ul><ul><li>Periódicos – são as publicações editadas em partes, trazendo a colaboração de autores diversos sob a direção de uma ou de diversas pessoas, mas geralmente de uma entidade responsável. Constituem a parte mais rica de informações atualizadas e compreendem jornais, revistas, boletins informativos, recortes e outros materiais de publicação periódica... </li></ul>
  12. 12. Organização da Biblioteca Escolar <ul><li>Espaço físico: ventilado, umidade e temperatura </li></ul><ul><li>Mobiliário adequado: armários, mesa, cadeiras,... </li></ul>
  13. 14. <ul><li>* Proporcionar um agradável ambiente de leitura; </li></ul><ul><li>* Acervo adequado, atualizado e suficiente de acordo a modalidade de ensino e número de alunado. </li></ul><ul><li>* Organizar o acervo (Limpeza do acervo ) ; </li></ul><ul><li>* Emprestar o material; </li></ul><ul><li>* Adequar o horário de funcionamento com o horário das aulas e com o recreio; </li></ul><ul><li>* Qualificar o profissional encarregado da Biblioteca; </li></ul><ul><li>* Promover atividades para dinamizar o acervo e utilizar a Biblioteca. </li></ul><ul><li>* É importante definir um horário no que diz respeito ao uso e arrumação do espaço. </li></ul><ul><li>* Articular encontros entre o AP e os professores através da inclusão de livros e outros recursos nos planejamentos semanais. </li></ul>
  14. 15. Identificação <ul><li>Biblioteca Escolar Monteiro Lobato </li></ul>Escola Estadual Frei José Maria Audrin - Porto Nacional Carimbo com o nome da Biblioteca Escolar: Registro Escola Estadual Frei José Maria Audrin Biblioteca Escolar Monteiro Lobato Nº 001 Data: 15/08/2006 Carimbo do Registro : Este carimbo possui o Nome da Escola, com o número e a data recebido no livro do registro. Deve ser colocado na folha de rosto.
  15. 16. Livro de Registro ou Livro de Tombo <ul><li>Possui um tabela que identifica os seguintes itens: </li></ul>Rio de Janeiro 1990 Nova Fronteira 8ª Ou isto ou aquilo Meireles, Cecília 15/08/2006 001 Observação Local Ano Editora Edição Título Autor Data registro
  16. 17. AÇÕES PEDAGÓGICAS <ul><li>Anualmente a biblioteca incorpora ações de incentivo a leitura e escrita no P.P.P, elaborado juntamente com os professores e toda a equipe escolar. </li></ul><ul><li>Projeto de Incentivo a leitura da SEDUC implantado nas escolas é o “Vamos Ler!” – ações do dia “D” da Leitura. </li></ul><ul><li>12 de fevereiro </li></ul><ul><li>14 de maio </li></ul><ul><li>03 de setembro </li></ul><ul><li>12 de novembro </li></ul>
  17. 18. ESCOLAS QUE ESTÃO DE PARABÉNS: <ul><li>Esc. Est. Alcides R. Aires </li></ul><ul><li>Col. Est. Tenente Salvador Ribeiro </li></ul><ul><li>Col. Est. João da Silva Guimarães </li></ul><ul><li>Esc. O Pelicano </li></ul><ul><li>Esc. Est. Carmênia Matos Maia </li></ul><ul><li>Col. Est. Dr. Pedro Ludovico Teixeira </li></ul><ul><li>Col. Est. Padre Gama </li></ul><ul><li>Esc. Est. Boa Nova </li></ul><ul><li>Esc. Est. José Alves de Assis </li></ul><ul><li>Esc. Est. Riachuelo </li></ul><ul><li>Col. Est. Manoel dos Santos Rosal </li></ul><ul><li>Col. Est. De Nova Fátima </li></ul><ul><li>Esc. Est. Prof. Zacharias Nunes da Silveira </li></ul><ul><li>Esc. Est. Jonas Pereira Lima </li></ul>
  18. 19. BOM DIA!!!

×