2 sujeira no ar

1.021 visualizações

Publicada em

Texto extraído do livro química e sociedade - "pequis".

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.021
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
417
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 sujeira no ar

  1. 1. • O AR: STÃO, POLUIÇÃO TOMÓVEIS s químicas são as maiores e ergia que sustentam nossasoc:ie:iac:Ie" Cerca de 76% da energia con-SlIInidla para movimentar veículos e man- indlús1:rt"asfuncionando, por exemplo, eima de combustíveis: álcool,caN;l-~"gás natural e, sobretudo, mate- e Idos do petróleo, como gasolina,cpero:serle, óleo diesel e GLP (gás liquefeito - eo). s. apesar da inegável utilidade, as rea- combustão são responsáveis por um dos problemas ambientais do planeta: a po- - atmosférica. quem são os grandes vilões dessa his- principais culpados pela poluição são osderNéldos do petróleo, substâncias cha- e hidrocarbonetos, que são for-mo<iIIflalS por átomos de carbono e hidro- o exemplo, temos a gasolina, mistura de diversos hidrocar- entre os quais o heptano O gás de cozinha é um outro.eu:rnlpio. q e também é uma mistura detJi:ro:::aroo.netos, sendo que o butano é o principal deles. bustão de hidrocarbonetos produz, princi-!"Rlrii:;nte. água (H20) e dióxido de carbono (C02). Noeoc:aritO, co forme as condições, ela pode produzir C ou monóxido de carbono (CO). Quando OXJgê-ni"o suficiente na reação de combustão dos~rnca!rtx)netos, a reação vai produzir dióxido de Os) e água (H20). Nesse caso, temos CClmlUrtã-O completa, conforme é exemplifica- equaçao a seguir: dióxido de carbono água áKOOckJ de carbono produzido na combustão ~m:::a.rbol1etos é um gás incolor, inodoro e 50% o ar. Ele é razoavelmente solúvel a Q ai reage formando ácido car-
  2. 2. A concentração média de CO2 na atmosfera e0,035% (0,035 g em 100 g de ar). Em elevadas con-centrações tem efeito asfixiante, sendo a concentra-ção máxima permitida para a permanência de pes-soas no ambiente igual a 0,5% e para ambientes emque as pessoas têm presença temporária igual a1,5%. Concentrações acima de 5% são considera-das perigosas e acima de 10% levam à incons-ciência podendo até provocar a morte por asfixia.Portan o, ambientes onde pode haver a formação dedióxido de carbono proveniente da decomposição dematéria orgânica, fermentação, combustão, respira-ção de seres vivos, etc. devem ser bem ventilados.Tenha sempre muito cuidado ao entrar nessesambientes. Na combustão incompleta de hidrocarbo-netos, são produzidos, além da água (H20), mo-nóxido de carbono (CO) e simplesmente car-bono (C), também chamado de fuligem. Osprodutos finais dependem da quantidade deoxigênio (02) que participa da reação. A equa-ção a seguir exemplifica uma reação de com-bustão incompleta. Veja: C4HlO(g) + 5/2 02(g) ~ 4 C(s) + 5 H20(g) butano oxigênio fuligem água Você já deve ter visto uma combustão incom-pleta em casa. Sabe quando o fogão a gás estádesregulado e produzindo uma chama amarela? seja praticamente todo queimado, produzindoIsso pode acontecer por dois motivos: ou a entrada quase que exclusivamente dióxido de carbono ede ar não está sendo suficiente para fornecer a vapor dágua, sem a presença de fuligem, que poluiquantidade de oxigênio necessária para queimar o ambiente e prejudica a saúde.com o gás ou talvez o gás no cilindro esteja aca- Veículos menores, cujos motores queimam ga-bando. Nesse caso, a mistura final (rica em subs- solina e álcool, não produzem fuligem, a menos quetâncias mais densas e que demoram mais a esca- não estejam bem regulados. No entanto, elespar do bujão) é constituída de hidrocarbonetos com geram o monóxido de carbono, o que praticamenteum número maior de átomos de carbono. Por esse não ocorre com caminhões e ônibus.motivo, eles requerem maior quantidade de oxigênio Com relação ao ambiente, há uma diferença en-para queimarem completamente. tre a combustão da gasolina e a combustão do ál- Nessas duas hipóteses, a chama fica amarela- cool. A gasolina é uma mistura de substânciasda e o fundo das panelas, preto, devido à fuligem re- extraídas do petróleo, de forma que sua queima pro-sultante da combustão incompleta. duz, além de dióxido de.carbono, monóxido de car- Um outro exemplo para quem não é fã de pane- bono e vapor dágua, uma série de outros gaseslas: carro mal regulado. A fumaça preta que sai de nocivos ao ambiente. Já o álcool combustível éum automóvel desregulado nada mais é do que a fu- menos complexo, constituído basicamente pelasligem resultante de combustão incompleta. Fuja de- substâncias etanol e água. A combustão do álcoola! A emissão de fuligem na atmosfera é uma das produz uma quantidade menor de monóxido de car-grandes responsáveis pelos danos ambientais e bono.problemas respiratórios enfrentados nos grandes Como você pode ver, o monóxido de carbono écentros urbanos. um subproduto da combustão incompleta. Trata-se Os caminhões e os ônibus são movidos, em ge- de um gás incolor e inodoro, que possui a prop e-ral, pela combustão do óleo diesel. Os motores des- dade química de combinar-se com a hemoglobi -ses veículos, quando bem regulados e funcionando presente nos glóbulos vermelhos do sangue, pr .a altas temperaturas, fazem com que o combustível dicando o transporte de oxigênio para as células•
  3. 3. acontece porque a hernogloblna, que de- mentos. Essa estrutura cerâmica serve de suporte combinar com o oxigênio para transportá-Io para uma mistura de metais na forma de um pó células do corpo, fica comprometida com o fino. Nos carros a gasolina, a mistura é constituída_nixic:io de carbono. Além de provocar doenças co- de paládio (Pd) e ródio (Rh), enquanto nos carros a • bronquite, pneumonia e asma, em altas álcool utilizam-se paládio (Pd) e molibdênio (Mo). Naa:lnoen1tra1ÇÕE~ essa contaminação pode até matar. realidade, são esses metais. que funcionam como catalisadores. Eles aumentam a rapidez de uma sé- rie de reações, que converterão gases poluentesDefesiCl contra a poluição em outros gases menos nocivos. Na queima incompleta dos combustíveis, ocor- r controlar os gases que poluem o ar re produção de substâncias poluentes, como mo- cidade~. foi criado pelo governo, em 1993, um nóxido de carbono (CO), óxido de nitrogênio (NO) e controle da poluição do ar para veícu- resíduos dos próprios combustíveis que escapam aullDrrm)(les. De acordo com esse programa, a sem terem sido queimados no motor do automóvel. obilística foi obrigada a tomar as Os conversores catalíticos aceleram as reações de~lIiI:lêr1ciatS para reduzir a emissão de monóxido transformação desses gases em outros menos po- 50 g para 1 g, por quilômetro roda- luentes, conforme as seguintes equações: ogias que melhorassem a com- 2 CO(g) + 02(g) ~ 2 CO2(g) 2 NO(g) + 2 CO(g) ~ N2(g) + 2 CO2(g) e.:!fTlp60 das novas tecnologias para com- pOu.;;ii-io é conversor catalítico, chamado C7H16(g) + 11 02(g) ~ 7 CO2(g) + 8 H20(g)."".:!I1"fle catalisador. Semelhantes a uma Essas reações são aceleradas nos conversores ersores catalíticos são re- pela ação dos metais que as catalisam. A estrutu- revestimento interno à ba- ra dos catalisadores em forma de colméia aumenta s orifícios, instalados nas a superfície de contato, produzindo uma área de ~"tnnrV-uois ou seja, nos escapa- aproximadamente dois a três campos de futebol.
  4. 4. Onde há fumaça ... Sua saúde Você sabe o que essa substância pode causar? Ela diminui a capacidade de circulação sanguínea,corre perigo! aumenta a deposição de gorduras nas paredes dos Uma das mais perfeitas armas já criadas é um vasos sanguíneos e sobrecarrega o coração, poden-pequeno rolinho de papel, de aparência inofensiva do levar ao infarto.e efeitos letais. Todos conhecem seu grau de peri- O alcatrão é uma mistura de mais de 4000culosidade, mas, ainda assim, suas vítimas sentem substâncias, das quais pelo menos sessenta sãoprazer em utilizá-Io contra si mesmas. É isso mes- cancerígenas, como arsênio, níquel, benzopireno emo: estamos falando do cigarro. cádmio, que causam alterações nos genes das célu- A cada tragada, o fumante ingere mais de 4700 las comprometidas com a divisão celular. Estudossubstâncias tóxicas. O cigarro e outros derivados do mostram que as substâncias do cigarro provocamtabaco - charuto e fumo para cachimbo - matam mutações (mudança no material genético da célula)milhares de pessoas por ano em todo o mundo. nos genes que controlam a divisão celular, favore- cendo a multiplicação descontrolada das células e Quando cigarros são acesos, tanto a fumaça a conseqüente formação de tumores.inalada como a que é difundida para o meio ambien-te são nocivas à saúde. Não existem cigarros "sau- Os poluentes do cigarro dispersam-se hornoge-dáveis", pois a nicotina e o alcatrão que o com- neamente na atmosfera ambiente e tornam-se umapõem, mesmo Quando em baixos teores, fazem com das mais freqüentes fontes de poluição, chegandoque o dependente queira fumar sempre mais. a responder por até 80% do total dos agentes polui- dores. As alternativas pensadas para limpar a at- mosfera da poluição causada pela fumaça do cigar- ro - como a remoção mecânica por ventilação, pro- cessos químicos e filtração - têm se revelado ine- ficientes. A única saída para conseguir um ambiente isento dos poluentes do fumo seria abolir comple- tamente o consumo de tabaco. Você deve conhecer muitas pessoas que Por isso, tem sido estabelecida uma legislaçãofumam e não conseguem parar. O que será que faz cada vez mais rigorosa a esse respeito, proibindo-uma pessoa ficar tão dependente do cigarro? A se o uso de cigarro em ambientes fechados comogrande causadora dessa dependência é a nicotina. aviões e restaurantes. É uma tentativa de protegerEla atua diretamente no sistema nervoso central o não-fumante, também chamado de fumante pas-(SNC) e pro oca uma sensação de bem-estar sivo, uma vez que ele acaba inalando os resíduosagradável e passageira. Quanto mais se fuma, mais da fumaça de quem fuma e .sofrendo as mesmaso organismo se adapta à droga. conseqüências.

×