SlideShare uma empresa Scribd logo

A construção do conhecimento na sociedade da informação

Conferência de abertura do Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão (ENEPE 2011)

1 de 37
A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA
    SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO


            Elvis Fusco
AGENDA


    1            2               3                4




                                 o
                                               O Papel da
                            Construção do
 Sociedade    Construção                    Universidade na
                            Conhecimento     Construção do
     da           do        na Sociedade     Conhecimento
Informação   Conhecimento   da Informação   na Sociedade da
                                              Informação
1

 Sociedade
     da
Informação
SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO
É o estado em que a sociedade se encontra em que
a informação tem um valor inestimável e que sua
produção, disseminação, acesso e preservação são
essenciais para o crescimento, a manutenção e
competitividade de uma dada sociedade.
A sociedade que recorre predominantemente às
Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs)
para troca de informações em ambientes
informacionais digitais, suportando a interação e
colaboração entre indivíduos e entre estes e
instituições, recorrendo a práticas e métodos em
construção permanente.
SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

Na perspectiva da globalização, é um nova forma de
organização e de produção da sociedade em escala
global, baseada na educação, no conhecimento e no
desenvolvimento científico e tecnológico.


A Sociedade da Informação tem como característica
principal a aceleração dos fluxos de informação,
produto da inovação das TICs e apresenta-se como
uma proposta de construção do mundo globalizado.
SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

Neste contexto, caracteriza-se também pela:
  • Aceleração    da    inovação    científica    e
  tecnológica;
  • Rapidez na transmissão de informações em
  tempo real;
  • Gestão de informações não-lineares;
  • Ruptura com os conceitos de tempo e espaço.
HISTÓRICO

Paul Otlet demonstra o interesse do homem em
construir uma “sociedade em rede” no século XIX,

Essa visão futurística de construção de um novo
modelo social baseado na informação e
conhecimento, foi um dos princípios motivadores no
projeto da “Sociedade Intelectual das Nações”, que
cita o termo “mundialização” como referência a uma
possível rede universal baseada em tecnologias da
época.
HISTÓRICO

Outro marco fundamental no desenvolvimento das
ferramentas tecnológicas se deu pelas mãos de
Vannevar Bush, gerente do Comitê Americano de
Defesa e Pesquisa, ainda no início dos anos 1930,
quando este cria o analisador diferencial, primeiro
calculador analógico completo.


A Sociedade da Informação começava a criar
forma, sob a perspectiva do desenvolvimento
tecnológico gerado com a explosão da segunda
guerra mundial.
HISTÓRICO
Em 1945, Bush publicou o artigo "As We May
Think".
O artigo discute o problema do armazenamento e a
recuperação do conhecimento humano.
A questão é encontrar uma forma de se fazer uso
apropriado do volume de informações geradas.
Informações que poderiam ser relevantes para
muitos são enterradas em meio à abundância de
conhecimento gerado.
      “As leis   da genética de Mendel ficaram
perdidas por      uma    geração     porque      sua
publicação não    alcançou os      que        seriam
capazes de        entendê-las e estendê-las.”
HISTÓRICO


Nos anos 70 percebe-se, então, o
reconhecimento     da   Sociedade     da
Informação, resultado do desenvolvimento
das TICs.

Contexto no qual tecnologias e informação
constituem a base organizacional das
relações na sociedade contemporânea.
SOCIEDADE EM REDE

Atualmente vivencia-se a Sociedade em
Rede,     com     um   conjunto   de    nós
interconectados e potencializados pela
Internet, flexíveis que se transformou da
Sociedade da Informação e que agora está
toda conectada formando uma espécie de
"teia"       onde       se      entrelaçam
pessoas, organizações e nações e por meio
desses nós é que se produzem, e
disseminam todo e qualquer tipo de
2

 Construção
     do
Conhecimento
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
No processo de construção do conhecimento, este
ganha sua existência tão somente no plano de
quem o recebe e não no plano de quem o emite. Na
origem, tem-se apenas um conjunto de informações
que ainda não é conhecimento.
A informação só se tornará conhecimento na
medida em que provoque ação por parte de quem o
recebe, ao alterar estruturas vigentes baseadas em
conhecimentos pré-existentes. Resulta que o
conhecimento        é       da       ordem      da
subjetividade, enquanto a informação é da ordem
da objetividade.
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO




Conhecimento   Informação   Conhecimento   Estruturas



 Produtor       Suporte              Receptor
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO


A construção do conhecimento é dependente
e influenciada por estruturas pré-existentes
como       a    bagagem       cultural,    a
idade, experiências de vida e objetivos
pretendidos.
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
Formas de processamento da informação:

Processamento lógico-sequencial: concentrado em
objetivos específicos muito determinados (ex. ler
sequencialmente livros, assistir filmes ininterruptamente).

Processamento hipertextual: processos de pesquisa ou
projetos de médio prazo que apresentam muitas conexões,
divergências e convergências (ex. ler livros consultando o
significado das palavras, pesquisar navegando pela
Internet).

Processamento multimídico: produzir respostas imediatas
e situar contextos rapidamente (ex. noticiários de TV,
anúncios na Internet).
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
Cenário atual   em   se   dá   a   construção   do
conhecimento:
• Domínio das tecnologias da informação          e
  comunicação
• Circulação constante da informação
• Obtenção fácil e rápida de informação
• Interconexão: tudo está ligado em rede
• Fim da barreira de tempo e de espaço
• Interatividade
• Colaboração
• Mudanças rápidas e ininterruptas
3

Construção do
Conhecimento
na Sociedade
da Informação
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO


O conhecimento é atividade de cognição
e, também, é o produto dessa atividade.
Entende-se, portanto, que há uma relação
entre a construção do conhecimento e as
inúmeras possibilidades oferecidas pela
Sociedade da Informação, compreendida
como              ambiente            de
produção, disseminação, organização e
acesso à informação.
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO



                                  Há multiplicação da
    Em uma sociedade na       informação e muitos ainda
      qual a informação         não provêm acesso às
  constitui o insumo básico      novas tecnologias de
    na condição de acesso
   remoto e em tempo real
                                     informação e
    define todo o processo      comunicação, fato que
       na construção de          acaba por dificultar a
         conhecimento               construção de
                                    conhecimento
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO



Na Sociedade da Informação a construção
do conhecimento não é mais uma atividade
isolada, mas o resultado da colaboração de
seus pares, seja em grupos ou em parceria
com outras organizações.
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO
CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
NA SOCIEDADE EM REDE



Numa rede, geralmente são descartados
modelos em que haja uma construção
unilateral do conhecimento que será somente
repassado a outros indivíduos.
INTELIGÊNCIA COLETIVA

A Construção do Conhecimento é baseada
no produto de uma inteligência distribuída por
toda         parte,         incessantemente
valorizada, coordenada em tempo real, que
resulta em uma mobilização efetiva das
competências.
A    Construção     do    Conhecimento      é
potencializada nas interações entre os pares.
COMUNIDADES DE APRENDIZAGEM
São organizações sociais compostas por pessoas
que compartilham metas, valores e práticas sobre
a experiência na construção do conhecimento.
As comunidades de aprendizagem surgem no
contexto da explosão das novas TICs tendo a Web
como plataforma, num cenário onde há uma
relativa insatisfação com o ambiente tradicional de
construção do conhecimento, cuja capacidade de
oferecer respostas adequadas aos agentes do
sistema (alunos e professores), não parece ser tão
satisfatória quanto antes.
OPEN ARCHIVES

Surgiu em 1999 com o objetivo de
desenvolver e promover soluções de
interoperabilidade   que    facilitem uma
disseminação eficiente do conteúdo.
Esforço de ampliar o acesso a repositórios
digitais, como um meio de aumentar a
disponibilidade da comunicação científica.
OPEN ARCHIVES
Coleções de arquivos digitais que incluem
versões      eletrônicas     preliminares     de
documentos científicos (preprints) e artigos
aceitos para publicação (eprints).
Os Open Archives são bibliotecas digitais
desenvolvidas na Web por cientistas e para
cientistas,    constituindo-se     em     fóruns
privilegiados para difusão de resultados e
debate      científico,   ficando    entre     a
comunicação formal e a informal.
REPOSITÓRIOS DIGITAIS

Os repositórios digitais institucionais, segundo
o IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em
Ciência e Tecnologia), são Sistemas de
Informação         que         permitem        o
armazenamento, preservação, divulgação e
dão acesso à produção intelectual de
comunidades universitárias.
REPOSITÓRIOS DIGITAIS

No contexto das instituições de ensino, os
repositórios digitais são capazes, por meio do
seu uso correto e divulgação, de socializar o
conhecimento gerado por professores, alunos
e pesquisadores, visando a construção de
novos conhecimentos e permitindo que os
documentos digitais sejam preservados e
estejam disponíveis aos interessados de uma
maneira prática e eficiente.
4
   O Papel da
Universidade na
 Construção do
 Conhecimento
na Sociedade da
  Informação
UNIVERSIDADE

O acesso à informação e as interações
sociais são essenciais para o crescimento e
aprimoramento     do    indivíduo   e    da
comunidade da qual ele faz parte.

Cabe às Instituições de Ensino Superior
promover     e      potencializar    essas
oportunidades por meio do Ensino, da
Pesquisa e dos Projetos de Extensão.
UNIVERSIDADE


É dentro desta perspectiva que a inserção do
aluno de graduação em projetos de pesquisa
se torna um instrumento valioso para
aprimorar qualidades desejadas em um
profissional com nível superior.
UNIVERSIDADE

A Pesquisa para a Universidade:

Possibilita uma maior articulação        entre   a
graduação e a pós-graduação;

Torna a instituição mais agressiva e competitiva na
construção coletiva do saber cumprindo sua
missão de pesquisa;

Contribui para que a Universidade dê             à
comunidade um retorno de seus investimentos.
UNIVERSIDADE

A Pesquisa para o Estudante:

Aprimora suas       habilidades    e   desenvolve
competências;

Prepara o estudante para se submeter aos passos
seguintes              à             graduação:
especialização, mestrado, doutorado;

Um profissional com perfil investigativo destaca-se
e diferencia-se no mercado de trabalho.
UNIVERSIDADE

                            Conheciment
         Habilidade              o




                      Atitude




      Competência Informacional
UNIVERSIDADE

O desafio da Universidade é formar
indivíduos capazes de buscar informações
em um ambiente em rede e de saber utilizá-
los no contexto da colaboração na
construção do conhecimento.
A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA
    SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

              Elvis Fusco



          fusco@univem.edu.br
          http://elvisfusco.com.br
           Twitter: @elvisfusco

Recomendados

Cibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoCibercultura e Sistemas de Informação
Cibercultura e Sistemas de InformaçãoMariano Pimentel
 
Educação, o que é?
Educação, o que é?Educação, o que é?
Educação, o que é?Edson Guedes
 
Uso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoUso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoPatty Santana
 
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdicTecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdicBruno Mazoti
 
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaDaniel Caixeta
 
Teoria da Complexidade
Teoria da ComplexidadeTeoria da Complexidade
Teoria da ComplexidadeMarcos Ramon
 
Ensino A DistâNcia Slides
Ensino A DistâNcia SlidesEnsino A DistâNcia Slides
Ensino A DistâNcia Slidescoelhors
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia e educação
Filosofia e educaçãoFilosofia e educação
Filosofia e educaçãoPeedagogia
 
Razão e Fé
Razão e FéRazão e Fé
Razão e Fésomdeste
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosSoares Junior
 
Educar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEducar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEditora Moderna
 
as tecnologias digitais de informação e comunicação
  as tecnologias digitais de informação e comunicação  as tecnologias digitais de informação e comunicação
as tecnologias digitais de informação e comunicaçãonayanepedagoga
 
Tecnologia Educacional powerpoint
Tecnologia Educacional powerpointTecnologia Educacional powerpoint
Tecnologia Educacional powerpointeufafa1975
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoJonathan Nascyn
 
Educacao A Distancia
Educacao A DistanciaEducacao A Distancia
Educacao A DistanciaAna Claudia
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimentoErica Frau
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasMarily Oliveira
 
O que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofiaO que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofiaMarcelo Avila
 
Filosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas característicasFilosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas característicasAlexandre Misturini
 

Mais procurados (20)

Escola para o sec XXI
Escola para o sec XXIEscola para o sec XXI
Escola para o sec XXI
 
Filosofia e educação
Filosofia e educaçãoFilosofia e educação
Filosofia e educação
 
Filosofia e educação
Filosofia e educaçãoFilosofia e educação
Filosofia e educação
 
Razão e Fé
Razão e FéRazão e Fé
Razão e Fé
 
EDUCAR NO SÉCULO XXI
EDUCAR NO SÉCULO XXIEDUCAR NO SÉCULO XXI
EDUCAR NO SÉCULO XXI
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlos
 
Educar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEducar na Cultura Digital
Educar na Cultura Digital
 
Tics na Educação
Tics na EducaçãoTics na Educação
Tics na Educação
 
as tecnologias digitais de informação e comunicação
  as tecnologias digitais de informação e comunicação  as tecnologias digitais de informação e comunicação
as tecnologias digitais de informação e comunicação
 
Tecnologia Educacional powerpoint
Tecnologia Educacional powerpointTecnologia Educacional powerpoint
Tecnologia Educacional powerpoint
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Sociologia da educação
Sociologia da educação Sociologia da educação
Sociologia da educação
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Educacao A Distancia
Educacao A DistanciaEducacao A Distancia
Educacao A Distancia
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
O que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofiaO que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofia
 
Tecnologias na Escola
Tecnologias na EscolaTecnologias na Escola
Tecnologias na Escola
 
Sintese ideias o que é educação brandão
Sintese ideias o que é educação brandãoSintese ideias o que é educação brandão
Sintese ideias o que é educação brandão
 
Filosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas característicasFilosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas características
 

Destaque

Construção do Conhecimento
Construção do ConhecimentoConstrução do Conhecimento
Construção do ConhecimentoRobson Santos
 
A sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidianaA sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidianacharmechulo
 
Sociedade da Informação
Sociedade da InformaçãoSociedade da Informação
Sociedade da InformaçãoEfacil Ler
 
CONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOS
CONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOSCONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOS
CONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOSSuelen Carvalho
 
A Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competências
A Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competênciasA Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competências
A Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competênciasLuis Borges Gouveia
 
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slideSlide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slideVera Moreira Matos
 
ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores Samtinha
 
1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?
1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?
1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?monnavasconcelos
 
R4 apresentação gaia
R4 apresentação gaiaR4 apresentação gaia
R4 apresentação gaialeonardorfm
 
A Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do ConhecimentoA Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do ConhecimentoLuis Borges Gouveia
 
O impacto da internet no comércio
O impacto da internet no comércioO impacto da internet no comércio
O impacto da internet no comércioWalyson Vëras
 
Sociedade da informação
Sociedade da informaçãoSociedade da informação
Sociedade da informaçãoTom Lima
 
Sociedade de Informação
Sociedade de InformaçãoSociedade de Informação
Sociedade de InformaçãoEdmea Santos
 
Produção do conhecimento
Produção do conhecimentoProdução do conhecimento
Produção do conhecimentoKaires Braga
 

Destaque (20)

Construção do Conhecimento
Construção do ConhecimentoConstrução do Conhecimento
Construção do Conhecimento
 
Etapas da construção do conhecimento
Etapas da construção do conhecimentoEtapas da construção do conhecimento
Etapas da construção do conhecimento
 
Gestão em educação fisíca
Gestão em educação fisícaGestão em educação fisíca
Gestão em educação fisíca
 
A sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidianaA sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidiana
 
Sociedade da Informação
Sociedade da InformaçãoSociedade da Informação
Sociedade da Informação
 
CONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOS
CONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOSCONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOS
CONHECIMENTOS NÃO - CIENTÍFICOS E CIENTÍFICOS
 
A Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competências
A Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competênciasA Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competências
A Sociedade da Informação e do Conheicmento e as novas competências
 
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slideSlide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
 
ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores
 
Apostila metodologia
Apostila metodologiaApostila metodologia
Apostila metodologia
 
1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?
1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?
1º tema - - Sociedade da Informação ou do conhecimento?
 
R4 apresentação gaia
R4 apresentação gaiaR4 apresentação gaia
R4 apresentação gaia
 
A Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do ConhecimentoA Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do Conhecimento
 
O impacto da internet no comércio
O impacto da internet no comércioO impacto da internet no comércio
O impacto da internet no comércio
 
Sociedade da informação
Sociedade da informaçãoSociedade da informação
Sociedade da informação
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Sociedade da informação, do conhecimento e da
Sociedade da informação, do conhecimento e daSociedade da informação, do conhecimento e da
Sociedade da informação, do conhecimento e da
 
Era do Conhecimento VS Era da Informação
Era do Conhecimento VS Era da InformaçãoEra do Conhecimento VS Era da Informação
Era do Conhecimento VS Era da Informação
 
Sociedade de Informação
Sociedade de InformaçãoSociedade de Informação
Sociedade de Informação
 
Produção do conhecimento
Produção do conhecimentoProdução do conhecimento
Produção do conhecimento
 

Semelhante a A construção do conhecimento na sociedade da informação

Ppt3 ator 2 - si x sc
Ppt3   ator 2 - si x scPpt3   ator 2 - si x sc
Ppt3 ator 2 - si x scInformatica
 
A atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digitalA atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digitalLygia Canelas
 
Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede   Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede Renata Duarte
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura dorariel04
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura celyassis
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura nessasouza
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura nessasouza
 
Apresentação artigo pci3101
Apresentação artigo pci3101Apresentação artigo pci3101
Apresentação artigo pci3101Patricia Neubert
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência ColetivaElvis Fusco
 
O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...
O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...
O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...Naira Michelle Alves Pereira
 
Rede social
Rede socialRede social
Rede socialchuqih
 
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...Monitor Científico FaBCI
 
Modulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaModulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaAmaro Braga
 
Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014
Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014
Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014Alynne Cid
 
Texto apoio 2 educação sociedade informação
Texto apoio 2 educação sociedade informaçãoTexto apoio 2 educação sociedade informação
Texto apoio 2 educação sociedade informaçãoricaselmavera
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoRoberto C. S. Pacheco
 
Definição de sociedade em rede
Definição de sociedade em redeDefinição de sociedade em rede
Definição de sociedade em redeAdelaide Dias
 
Informática Educativa Dois
Informática Educativa DoisInformática Educativa Dois
Informática Educativa DoisTalitha21
 

Semelhante a A construção do conhecimento na sociedade da informação (20)

Ppt3 ator 2 - si x sc
Ppt3   ator 2 - si x scPpt3   ator 2 - si x sc
Ppt3 ator 2 - si x sc
 
A atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digitalA atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digital
 
Novas Tecnologias para Educação
Novas Tecnologias para EducaçãoNovas Tecnologias para Educação
Novas Tecnologias para Educação
 
Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede   Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede
 
Aula02 midia digital
Aula02 midia digitalAula02 midia digital
Aula02 midia digital
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura
 
Educação e cibercultura
Educação e cibercultura Educação e cibercultura
Educação e cibercultura
 
Apresentação artigo pci3101
Apresentação artigo pci3101Apresentação artigo pci3101
Apresentação artigo pci3101
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
 
O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...
O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...
O mito da "Super-Tecnologia da Informação e Comunicação: os problemas e desaf...
 
Rede social
Rede socialRede social
Rede social
 
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
 
Modulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaModulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava Cibercultura
 
Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014
Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014
Gestão de Crises de Imagem na Web - Intercom Norte 2014
 
Texto apoio 2 educação sociedade informação
Texto apoio 2 educação sociedade informaçãoTexto apoio 2 educação sociedade informação
Texto apoio 2 educação sociedade informação
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
 
Definição de sociedade em rede
Definição de sociedade em redeDefinição de sociedade em rede
Definição de sociedade em rede
 
Informática Educativa Dois
Informática Educativa DoisInformática Educativa Dois
Informática Educativa Dois
 

Mais de Elvis Fusco

APLs da Indústria de Alimentos e do Amendoim
APLs da Indústria de Alimentos e do AmendoimAPLs da Indústria de Alimentos e do Amendoim
APLs da Indústria de Alimentos e do AmendoimElvis Fusco
 
Formação Digital para a Era Digital: Transformação Digital
Formação Digital para a Era Digital: Transformação DigitalFormação Digital para a Era Digital: Transformação Digital
Formação Digital para a Era Digital: Transformação DigitalElvis Fusco
 
Modelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de Marília
Modelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de MaríliaModelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de Marília
Modelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de MaríliaElvis Fusco
 
Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...
Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...
Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...Elvis Fusco
 
Palestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de InovaçãoPalestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de InovaçãoElvis Fusco
 
Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"
Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"
Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"Elvis Fusco
 
Lei de Incentivo à Inovação de Marília
Lei de Incentivo à Inovação de MaríliaLei de Incentivo à Inovação de Marília
Lei de Incentivo à Inovação de MaríliaElvis Fusco
 
Programa Futuro Universitário Empreendedor
Programa Futuro Universitário EmpreendedorPrograma Futuro Universitário Empreendedor
Programa Futuro Universitário EmpreendedorElvis Fusco
 
Associativismo em Tecnologia da Informação
Associativismo em Tecnologia da InformaçãoAssociativismo em Tecnologia da Informação
Associativismo em Tecnologia da InformaçãoElvis Fusco
 
Pós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos Móveis
Pós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos MóveisPós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos Móveis
Pós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos MóveisElvis Fusco
 
Carreira e Mercado em Tecnologia da Informação
Carreira e Mercado em Tecnologia da InformaçãoCarreira e Mercado em Tecnologia da Informação
Carreira e Mercado em Tecnologia da InformaçãoElvis Fusco
 
Redes Sociais e Monitoramento de Mídias Digitais
Redes Sociais e Monitoramento de Mídias DigitaisRedes Sociais e Monitoramento de Mídias Digitais
Redes Sociais e Monitoramento de Mídias DigitaisElvis Fusco
 
Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...
Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...
Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...Elvis Fusco
 
1º Encontro de Negócios Multissetorial
1º Encontro de Negócios Multissetorial1º Encontro de Negócios Multissetorial
1º Encontro de Negócios MultissetorialElvis Fusco
 
Parque Tecnológico de Marília
Parque Tecnológico de MaríliaParque Tecnológico de Marília
Parque Tecnológico de MaríliaElvis Fusco
 
Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...
Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...
Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...Elvis Fusco
 
As Áreas de Atuação do Profissional de TI
As Áreas de Atuação do Profissional de TIAs Áreas de Atuação do Profissional de TI
As Áreas de Atuação do Profissional de TIElvis Fusco
 
Evento de Lançamento Oficial da ASSERTI
Evento de Lançamento Oficial da ASSERTIEvento de Lançamento Oficial da ASSERTI
Evento de Lançamento Oficial da ASSERTIElvis Fusco
 

Mais de Elvis Fusco (20)

APLs da Indústria de Alimentos e do Amendoim
APLs da Indústria de Alimentos e do AmendoimAPLs da Indústria de Alimentos e do Amendoim
APLs da Indústria de Alimentos e do Amendoim
 
Formação Digital para a Era Digital: Transformação Digital
Formação Digital para a Era Digital: Transformação DigitalFormação Digital para a Era Digital: Transformação Digital
Formação Digital para a Era Digital: Transformação Digital
 
Modelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de Marília
Modelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de MaríliaModelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de Marília
Modelo de Sustentabilidade do Ecossistema de Inovação de Marília
 
Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...
Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...
Ecosistema Brasileño de Innovación: Estudio de caso del Sistema Paulista de I...
 
Palestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de InovaçãoPalestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de Inovação
 
Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"
Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"
Palestra "Inovação em Pequenas e Médias Empresas"
 
Lei de Incentivo à Inovação de Marília
Lei de Incentivo à Inovação de MaríliaLei de Incentivo à Inovação de Marília
Lei de Incentivo à Inovação de Marília
 
Programa Futuro Universitário Empreendedor
Programa Futuro Universitário EmpreendedorPrograma Futuro Universitário Empreendedor
Programa Futuro Universitário Empreendedor
 
Associativismo em Tecnologia da Informação
Associativismo em Tecnologia da InformaçãoAssociativismo em Tecnologia da Informação
Associativismo em Tecnologia da Informação
 
APL TI Marília
APL TI MaríliaAPL TI Marília
APL TI Marília
 
Pós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos Móveis
Pós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos MóveisPós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos Móveis
Pós-graduação em Desenvolvimento Web e Aplicativos Móveis
 
Carreira e Mercado em Tecnologia da Informação
Carreira e Mercado em Tecnologia da InformaçãoCarreira e Mercado em Tecnologia da Informação
Carreira e Mercado em Tecnologia da Informação
 
Redes Sociais e Monitoramento de Mídias Digitais
Redes Sociais e Monitoramento de Mídias DigitaisRedes Sociais e Monitoramento de Mídias Digitais
Redes Sociais e Monitoramento de Mídias Digitais
 
Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...
Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...
Plataforma Semântica de Recuperação da Informação Aplicada a Extração de Arti...
 
1º Encontro de Negócios Multissetorial
1º Encontro de Negócios Multissetorial1º Encontro de Negócios Multissetorial
1º Encontro de Negócios Multissetorial
 
Parque Tecnológico de Marília
Parque Tecnológico de MaríliaParque Tecnológico de Marília
Parque Tecnológico de Marília
 
Big Data
Big DataBig Data
Big Data
 
Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...
Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...
Representação e recuperação da informação no contexto das tecnologias informa...
 
As Áreas de Atuação do Profissional de TI
As Áreas de Atuação do Profissional de TIAs Áreas de Atuação do Profissional de TI
As Áreas de Atuação do Profissional de TI
 
Evento de Lançamento Oficial da ASSERTI
Evento de Lançamento Oficial da ASSERTIEvento de Lançamento Oficial da ASSERTI
Evento de Lançamento Oficial da ASSERTI
 

Último

3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...excellenceeducaciona
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...excellenceeducaciona
 
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...Prime Assessoria
 
2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...
2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...
2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...azulassessoriaacadem3
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...azulassessoriaacadem3
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIAHenrique Pontes
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioProfessor Belinaso
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...apoioacademicoead
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...excellenceeducaciona
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...Prime Assessoria
 

Último (20)

3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
 
2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...
2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...
2. Qual a extensão dos Direitos Fundamentais às pessoas que se encontram sob ...
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
 

A construção do conhecimento na sociedade da informação

  • 1. A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Elvis Fusco
  • 2. AGENDA 1 2 3 4 o O Papel da Construção do Sociedade Construção Universidade na Conhecimento Construção do da do na Sociedade Conhecimento Informação Conhecimento da Informação na Sociedade da Informação
  • 3. 1 Sociedade da Informação
  • 4. SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO É o estado em que a sociedade se encontra em que a informação tem um valor inestimável e que sua produção, disseminação, acesso e preservação são essenciais para o crescimento, a manutenção e competitividade de uma dada sociedade. A sociedade que recorre predominantemente às Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) para troca de informações em ambientes informacionais digitais, suportando a interação e colaboração entre indivíduos e entre estes e instituições, recorrendo a práticas e métodos em construção permanente.
  • 5. SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Na perspectiva da globalização, é um nova forma de organização e de produção da sociedade em escala global, baseada na educação, no conhecimento e no desenvolvimento científico e tecnológico. A Sociedade da Informação tem como característica principal a aceleração dos fluxos de informação, produto da inovação das TICs e apresenta-se como uma proposta de construção do mundo globalizado.
  • 6. SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Neste contexto, caracteriza-se também pela: • Aceleração da inovação científica e tecnológica; • Rapidez na transmissão de informações em tempo real; • Gestão de informações não-lineares; • Ruptura com os conceitos de tempo e espaço.
  • 7. HISTÓRICO Paul Otlet demonstra o interesse do homem em construir uma “sociedade em rede” no século XIX, Essa visão futurística de construção de um novo modelo social baseado na informação e conhecimento, foi um dos princípios motivadores no projeto da “Sociedade Intelectual das Nações”, que cita o termo “mundialização” como referência a uma possível rede universal baseada em tecnologias da época.
  • 8. HISTÓRICO Outro marco fundamental no desenvolvimento das ferramentas tecnológicas se deu pelas mãos de Vannevar Bush, gerente do Comitê Americano de Defesa e Pesquisa, ainda no início dos anos 1930, quando este cria o analisador diferencial, primeiro calculador analógico completo. A Sociedade da Informação começava a criar forma, sob a perspectiva do desenvolvimento tecnológico gerado com a explosão da segunda guerra mundial.
  • 9. HISTÓRICO Em 1945, Bush publicou o artigo "As We May Think". O artigo discute o problema do armazenamento e a recuperação do conhecimento humano. A questão é encontrar uma forma de se fazer uso apropriado do volume de informações geradas. Informações que poderiam ser relevantes para muitos são enterradas em meio à abundância de conhecimento gerado. “As leis da genética de Mendel ficaram perdidas por uma geração porque sua publicação não alcançou os que seriam capazes de entendê-las e estendê-las.”
  • 10. HISTÓRICO Nos anos 70 percebe-se, então, o reconhecimento da Sociedade da Informação, resultado do desenvolvimento das TICs. Contexto no qual tecnologias e informação constituem a base organizacional das relações na sociedade contemporânea.
  • 11. SOCIEDADE EM REDE Atualmente vivencia-se a Sociedade em Rede, com um conjunto de nós interconectados e potencializados pela Internet, flexíveis que se transformou da Sociedade da Informação e que agora está toda conectada formando uma espécie de "teia" onde se entrelaçam pessoas, organizações e nações e por meio desses nós é que se produzem, e disseminam todo e qualquer tipo de
  • 12. 2 Construção do Conhecimento
  • 13. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO No processo de construção do conhecimento, este ganha sua existência tão somente no plano de quem o recebe e não no plano de quem o emite. Na origem, tem-se apenas um conjunto de informações que ainda não é conhecimento. A informação só se tornará conhecimento na medida em que provoque ação por parte de quem o recebe, ao alterar estruturas vigentes baseadas em conhecimentos pré-existentes. Resulta que o conhecimento é da ordem da subjetividade, enquanto a informação é da ordem da objetividade.
  • 14. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Conhecimento Informação Conhecimento Estruturas Produtor Suporte Receptor
  • 15. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO A construção do conhecimento é dependente e influenciada por estruturas pré-existentes como a bagagem cultural, a idade, experiências de vida e objetivos pretendidos.
  • 16. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Formas de processamento da informação: Processamento lógico-sequencial: concentrado em objetivos específicos muito determinados (ex. ler sequencialmente livros, assistir filmes ininterruptamente). Processamento hipertextual: processos de pesquisa ou projetos de médio prazo que apresentam muitas conexões, divergências e convergências (ex. ler livros consultando o significado das palavras, pesquisar navegando pela Internet). Processamento multimídico: produzir respostas imediatas e situar contextos rapidamente (ex. noticiários de TV, anúncios na Internet).
  • 17. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Cenário atual em se dá a construção do conhecimento: • Domínio das tecnologias da informação e comunicação • Circulação constante da informação • Obtenção fácil e rápida de informação • Interconexão: tudo está ligado em rede • Fim da barreira de tempo e de espaço • Interatividade • Colaboração • Mudanças rápidas e ininterruptas
  • 19. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO O conhecimento é atividade de cognição e, também, é o produto dessa atividade. Entende-se, portanto, que há uma relação entre a construção do conhecimento e as inúmeras possibilidades oferecidas pela Sociedade da Informação, compreendida como ambiente de produção, disseminação, organização e acesso à informação.
  • 20. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Há multiplicação da Em uma sociedade na informação e muitos ainda qual a informação não provêm acesso às constitui o insumo básico novas tecnologias de na condição de acesso remoto e em tempo real informação e define todo o processo comunicação, fato que na construção de acaba por dificultar a conhecimento construção de conhecimento
  • 21. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Na Sociedade da Informação a construção do conhecimento não é mais uma atividade isolada, mas o resultado da colaboração de seus pares, seja em grupos ou em parceria com outras organizações.
  • 22. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO
  • 23. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE EM REDE Numa rede, geralmente são descartados modelos em que haja uma construção unilateral do conhecimento que será somente repassado a outros indivíduos.
  • 24. INTELIGÊNCIA COLETIVA A Construção do Conhecimento é baseada no produto de uma inteligência distribuída por toda parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências. A Construção do Conhecimento é potencializada nas interações entre os pares.
  • 25. COMUNIDADES DE APRENDIZAGEM São organizações sociais compostas por pessoas que compartilham metas, valores e práticas sobre a experiência na construção do conhecimento. As comunidades de aprendizagem surgem no contexto da explosão das novas TICs tendo a Web como plataforma, num cenário onde há uma relativa insatisfação com o ambiente tradicional de construção do conhecimento, cuja capacidade de oferecer respostas adequadas aos agentes do sistema (alunos e professores), não parece ser tão satisfatória quanto antes.
  • 26. OPEN ARCHIVES Surgiu em 1999 com o objetivo de desenvolver e promover soluções de interoperabilidade que facilitem uma disseminação eficiente do conteúdo. Esforço de ampliar o acesso a repositórios digitais, como um meio de aumentar a disponibilidade da comunicação científica.
  • 27. OPEN ARCHIVES Coleções de arquivos digitais que incluem versões eletrônicas preliminares de documentos científicos (preprints) e artigos aceitos para publicação (eprints). Os Open Archives são bibliotecas digitais desenvolvidas na Web por cientistas e para cientistas, constituindo-se em fóruns privilegiados para difusão de resultados e debate científico, ficando entre a comunicação formal e a informal.
  • 28. REPOSITÓRIOS DIGITAIS Os repositórios digitais institucionais, segundo o IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia), são Sistemas de Informação que permitem o armazenamento, preservação, divulgação e dão acesso à produção intelectual de comunidades universitárias.
  • 29. REPOSITÓRIOS DIGITAIS No contexto das instituições de ensino, os repositórios digitais são capazes, por meio do seu uso correto e divulgação, de socializar o conhecimento gerado por professores, alunos e pesquisadores, visando a construção de novos conhecimentos e permitindo que os documentos digitais sejam preservados e estejam disponíveis aos interessados de uma maneira prática e eficiente.
  • 30. 4 O Papel da Universidade na Construção do Conhecimento na Sociedade da Informação
  • 31. UNIVERSIDADE O acesso à informação e as interações sociais são essenciais para o crescimento e aprimoramento do indivíduo e da comunidade da qual ele faz parte. Cabe às Instituições de Ensino Superior promover e potencializar essas oportunidades por meio do Ensino, da Pesquisa e dos Projetos de Extensão.
  • 32. UNIVERSIDADE É dentro desta perspectiva que a inserção do aluno de graduação em projetos de pesquisa se torna um instrumento valioso para aprimorar qualidades desejadas em um profissional com nível superior.
  • 33. UNIVERSIDADE A Pesquisa para a Universidade: Possibilita uma maior articulação entre a graduação e a pós-graduação; Torna a instituição mais agressiva e competitiva na construção coletiva do saber cumprindo sua missão de pesquisa; Contribui para que a Universidade dê à comunidade um retorno de seus investimentos.
  • 34. UNIVERSIDADE A Pesquisa para o Estudante: Aprimora suas habilidades e desenvolve competências; Prepara o estudante para se submeter aos passos seguintes à graduação: especialização, mestrado, doutorado; Um profissional com perfil investigativo destaca-se e diferencia-se no mercado de trabalho.
  • 35. UNIVERSIDADE Conheciment Habilidade o Atitude Competência Informacional
  • 36. UNIVERSIDADE O desafio da Universidade é formar indivíduos capazes de buscar informações em um ambiente em rede e de saber utilizá- los no contexto da colaboração na construção do conhecimento.
  • 37. A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Elvis Fusco fusco@univem.edu.br http://elvisfusco.com.br Twitter: @elvisfusco