Emília Lúcia Mariano Pacheco Orientadora: Doutora Gabriela Lopes da Silva Co-Orientador: Prof. Doutor Pedro Ramos
Objectivos <ul><li>Propor uma solução que permita pesquisar o conteúdo das revistas científicas e técnicas portuguesas, no...
Estrutura <ul><li>O catálogo colectivo como ferramenta de pesquisa dos dados bibliográficos </li></ul><ul><li>O acesso às ...
Conceitos Integração Rentabilização Biblioteca  híbrida Partilha de  recursos CATÁLOGO COLECTIVO
A colecção de periódicos  <ul><li>Bibliotecas questionadas atingem uma média de 97 revistas portuguesas </li></ul><ul><li>...
Catálogo colectivo centralizado <ul><li>Classificação baseada em critérios de localização dos dados e nos mecanismos de ac...
Vantagens e desvantagens <ul><li>Escalabilidade infinita  </li></ul><ul><li>Indicadores de desempenho bibliográfico bons  ...
Catálogo colectivo virtual <ul><ul><li>Acesso às várias bases de dados através de um único interface com o utilizador </li...
Vantagens e desvantagens <ul><li>Serviço actualizado e adequado ao fornecimento de informação sobre circulação do item </l...
BD distribuídas com índices centralizados <ul><li>O portal possibilita a integração do acesso ao crescente número de recur...
Vantagens e desvantagens <ul><li>Possibilidade de pesquisa integrada nos vários recursos informativos da biblioteca </li><...
Grelha de apreciação das soluções Características do cliente Protocolos de comunicação   BD distribuídas O custo, a tecnol...
Solução  Sirius <ul><li>Interface Web para bases de dados bibliográficas em formato MARC </li></ul><ul><li>Programa de sin...
Bibliotheca Universalis  Z39.50 <ul><li>Sistema de pesquisas distribuídas e paralelas em sistemas bibliográficos usando a ...
Portal  MetaLib <ul><li>MetaLib e SFX </li></ul><ul><li>KnowledgeBase </li></ul><ul><li>Aceita pesquisas em colecções de d...
“ Comparando” soluções <ul><li>A solução centralizada implica a replicação de dados mas permite uma boa validação e actual...
Proposta <ul><li>Catalogação analítica das revistas científicas editadas em Portugal: cooperativa ou executada por uma úni...
Ensaio catalográfico <ul><ul><li>Tempo médio de catalogação de analíticos – 5 minutos </li></ul></ul><ul><ul><li>Tempo méd...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A biblioteca hibrida e o acesso às publicações periódicas em língua portuguesa (2004)

1.622 visualizações

Publicada em

Apresentação com data de 2004.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.622
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A biblioteca hibrida e o acesso às publicações periódicas em língua portuguesa (2004)

  1. 1. Emília Lúcia Mariano Pacheco Orientadora: Doutora Gabriela Lopes da Silva Co-Orientador: Prof. Doutor Pedro Ramos
  2. 2. Objectivos <ul><li>Propor uma solução que permita pesquisar o conteúdo das revistas científicas e técnicas portuguesas, no quadro das bibliotecas universitárias </li></ul><ul><li>Conhecer o tratamento bibliográfico das publicações periódicas editadas em Portugal </li></ul><ul><li>Identificar os modelos possíveis para partilha de recursos bibliográficos </li></ul><ul><li>Analisar as soluções técnicas existentes para criação de uma infra-estrutura de partilha de recursos </li></ul>
  3. 3. Estrutura <ul><li>O catálogo colectivo como ferramenta de pesquisa dos dados bibliográficos </li></ul><ul><li>O acesso às publicações periódicas nas bibliotecas universitárias em Portugal: análise da situação </li></ul><ul><li>Modelos de infra-estruturas de partilha de dados </li></ul><ul><li>Soluções tecnológicas de suporte à partilha de recursos </li></ul><ul><li>Proposta de solução </li></ul>
  4. 4. Conceitos Integração Rentabilização Biblioteca híbrida Partilha de recursos CATÁLOGO COLECTIVO
  5. 5. A colecção de periódicos <ul><li>Bibliotecas questionadas atingem uma média de 97 revistas portuguesas </li></ul><ul><li>O seu suporte quase exclusivo é o papel </li></ul><ul><li>A principal fonte informativa sobre existências e localizações das revistas é o Catálogo Colectivo de Publicações Periódicas da FCT </li></ul><ul><li>Para dar acesso aos conteúdos algumas bibliotecas fazem catalogação analítica (32%), enquanto outras distribuem fotocópias dos sumários das revistas </li></ul>
  6. 6. Catálogo colectivo centralizado <ul><li>Classificação baseada em critérios de localização dos dados e nos mecanismos de actualização do catálogo: </li></ul><ul><ul><li>Base de dados única que funciona como catálogo das bibliotecas participantes </li></ul></ul><ul><ul><li>Base de dados física actualizada a partir das bases de dados locais </li></ul></ul><ul><ul><li>Base de dados física descarregada para os sistemas locais </li></ul></ul><ul><ul><li>Base de dados física com actualização simultânea, local e central </li></ul></ul>
  7. 7. Vantagens e desvantagens <ul><li>Escalabilidade infinita </li></ul><ul><li>Indicadores de desempenho bibliográfico bons </li></ul><ul><li>Administração centralizada comporta sempre atraso da actualização mas permite controlo de autoridade </li></ul><ul><li>Custo de construção e manutenção do sistema central elevado </li></ul><ul><li>Factores políticos relacionados com a questão da centralização </li></ul><ul><li>Tempo de construção longo </li></ul>
  8. 8. Catálogo colectivo virtual <ul><ul><li>Acesso às várias bases de dados através de um único interface com o utilizador </li></ul></ul><ul><ul><li>Equações de pesquisa expressas numa sintaxe comum, com um conjunto comum de atributos de pesquisa </li></ul></ul><ul><ul><li>Registos recuperados num formato comum que permita a sua apresentação uniforme </li></ul></ul><ul><ul><li>Eliminação de duplicados sem perda de informação sobre localização </li></ul></ul><ul><ul><li>Possibilidade de associação com um serviço de empréstimo </li></ul></ul><ul><ul><li>Bibliotecas equipadas com servidores Z39.50 </li></ul></ul>
  9. 9. Vantagens e desvantagens <ul><li>Serviço actualizado e adequado ao fornecimento de informação sobre circulação do item </li></ul><ul><li>Menores custos financeiros </li></ul><ul><li>Maior facilidade de aceitação institucional </li></ul><ul><li>Grau de heterogeneidade dos registos é prejudicial ao desempenho da pesquisa </li></ul><ul><li>Fraca interoperabilidade retira consistência à pesquisa </li></ul><ul><li>Escalabilidade limitada e tempo de resposta </li></ul>
  10. 10. BD distribuídas com índices centralizados <ul><li>O portal possibilita a integração do acesso ao crescente número de recursos de informação numa variedade de formatos </li></ul><ul><li>Integra a informação e deve permitir o seu uso através da captura, integração, manipulação e distribuição </li></ul><ul><li>Suporte de várias normas e protocolos de pesquisa, designadamente o Open Archive Initiative </li></ul><ul><li>Categorização por relevância e fornecimento de todas as fontes de informação para um recurso </li></ul>
  11. 11. Vantagens e desvantagens <ul><li>Possibilidade de pesquisa integrada nos vários recursos informativos da biblioteca </li></ul><ul><li>O índice comum é mais poderoso do que a pesquisa distribuída </li></ul><ul><li>O tempo de pesquisa no índice colectivo é menor do que a pesquisa distribuída mas oferece menos funções do que a pesquisa executada pelo protocolo Z39.50 </li></ul><ul><li>Desvantagens idênticas ao modelo anterior </li></ul>
  12. 12. Grelha de apreciação das soluções Características do cliente Protocolos de comunicação BD distribuídas O custo, a tecnologia e conhecimentos necessários para instalação e manutenção e a reputação do fabricante Apreciação visual do interface, facilidades de pesquisa, recuperação/ apresentação de informação e serviços adicionais Captura e conversão de dados Validação de dados Actualização da informação BD centralizada CRITÉRIOS EXTERNOS CRITÉRIOS DE FORMA CRITÉRIOS DO SISTEMA
  13. 13. Solução Sirius <ul><li>Interface Web para bases de dados bibliográficas em formato MARC </li></ul><ul><li>Programa de sincronização das bases de dados locais com o catálogo central através da Internet </li></ul>
  14. 14. Bibliotheca Universalis Z39.50 <ul><li>Sistema de pesquisas distribuídas e paralelas em sistemas bibliográficos usando a norma Z39.50. </li></ul><ul><li>Componentes do módulo de software para pesquisas distribuídas: Cliente Z39.50; normalizador de registos; processador de duplicados; front-end (coordenação e integração dos componentes). </li></ul><ul><li>Servidor Web que é o interface com o utilizador </li></ul>
  15. 15. Portal MetaLib <ul><li>MetaLib e SFX </li></ul><ul><li>KnowledgeBase </li></ul><ul><li>Aceita pesquisas em colecções de dados heterogéneos na estrutura, na sintaxe e nos protocolos de comunicação </li></ul>
  16. 16. “ Comparando” soluções <ul><li>A solução centralizada implica a replicação de dados mas permite uma boa validação e actualização da informação </li></ul><ul><li>Custos díspares </li></ul><ul><li>Diferenças entre fabricantes </li></ul><ul><li>As duas soluções comerciais apresentam um interface completo </li></ul><ul><li>O interface MetaLib apresenta vantagens nas facilidades de pesquisa de recursos heterogéneos e de ligação a serviços adicionais </li></ul>
  17. 17. Proposta <ul><li>Catalogação analítica das revistas científicas editadas em Portugal: cooperativa ou executada por uma única instituição </li></ul><ul><li>Registo bibliográfico e resumo do artigo </li></ul><ul><li>Classificação temática </li></ul><ul><li>Bilíngue para títulos e resumos </li></ul><ul><li>Integração com outros projectos bibliográficos cooperativos, nomeadamente o catálogo PORBASE </li></ul>
  18. 18. Ensaio catalográfico <ul><ul><li>Tempo médio de catalogação de analíticos – 5 minutos </li></ul></ul><ul><ul><li>Tempo médio de integração de resumo – variável entre 3,4 e 8,25 minutos </li></ul></ul>Digitalização e OCR Correcção manual Registo (campo 330) Editor de HTML Digitalização e OCR dos resumos Correcção manual Integração no registo ( campo 330 ) Editor de HTML Português /Inglês

×