Breve evolução histórica do sistema educacional brasileiro [com minha participação]

1.564 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Breve evolução histórica do sistema educacional brasileiro [com minha participação]

  1. 1. BREVE EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO SISTEMA EDUCACIONAL Alexandra Martins Bianca Karise Diogo César Carvalho Elton Ribeiro da Cruz Íris Aparecida Custódio Isolina Vilas Bôas Lívia Vallim Milton Augusto Pâmella Brocoletti Taciane Barbosa Thamires Scotini Bicalho Vitor Paulo
  2. 2.  Com o fim do Império e começo da República, a educação passou a ser uma atividade do Estado;
  3. 3.  Com o fim do Império e começo da República, a educação passou a ser uma atividade do Estado;  Por fatores econômicos e políticos, era mais conveniente investir no ensino superior;
  4. 4.  Com o fim do Império e começo da República, a educação passou a ser uma atividade do Estado;  Por fatores econômicos e políticos, era mais conveniente investir no ensino superior;  Aumento da industrialização e urbanização em meados da década de 30: IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO;
  5. 5.  Com o fim do Império e começo da República, a educação passou a ser uma atividade do Estado;  Por fatores econômicos e políticos, era mais conveniente investir no ensino superior;  Aumento da industrialização e urbanização em meados da década de 30: IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO;  Investimento na educação: REDUÇÃO DO ANALFABETISMO;
  6. 6.  Avanço na alfabetização da população: APÓS OS ANOS 50;
  7. 7.  Avanço na alfabetização da população: APÓS OS ANOS 50;  Mas, ainda havia problemas:
  8. 8.  Avanço na alfabetização da população: APÓS OS ANOS 50;  Mas, ainda havia problemas:  Entrada tardia dos alunos na escola;
  9. 9.  Avanço na alfabetização da população: APÓS OS ANOS 50;  Mas, ainda havia problemas:  Entrada tardia dos alunos na escola;  Dificuldade em completar o ensino médio;
  10. 10.  Avanço na alfabetização da população: APÓS OS ANOS 50;  Mas, ainda havia problemas:  Entrada tardia dos alunos na escola;  Dificuldade em completar o ensino médio;  Dificuldade em ingressar no ensino superior;
  11. 11.  Então, se fez várias mudanças na educação, como:
  12. 12.  Então, se fez várias mudanças na educação, como:  Priorização da permanência da criança na escola;
  13. 13.  Então, se fez várias mudanças na educação, como:  Priorização da permanência da criança na escola;  Implantação da gratuidade e obrigatoriedade do ensino para todos;
  14. 14.  Então, se fez várias mudanças na educação, como:  Priorização da permanência da criança na escola;  Implantação da gratuidade e obrigatoriedade do ensino para todos;  Estruturou-se novos sistemas educacionais e sociais, dentre outros.
  15. 15. CONCLUSÃO
  16. 16. CONCLUSÃO  Atualmente o Brasil tem um índice de alfabetização considerado alto em comparação com os números da década de 20;
  17. 17. CONCLUSÃO  Atualmente o Brasil tem um índice de alfabetização considerado alto em comparação com os números da década de 20;  A taxa de analfabetismo em 1920 era de 69,9% e em 2010 essa taxa chegou a 9,6%;
  18. 18. CONCLUSÃO  Atualmente o Brasil tem um índice de alfabetização considerado alto em comparação com os números da década de 20;  A taxa de analfabetismo em 1920 era de 69,9% e em 2010 essa taxa chegou a 9,6%;  Porém, as discussões sobre a expansão e qualidade da educação persistem até hoje.
  19. 19. Indicadores 2000 2003 2006 2010 População total 169.590.69 3 188.298.099 190.732.694 Densidade Demográfica 19,45 21,22 22,11 22,43 Renda per capita em dólares _ 2.789. 8 8,22 % população urbana 81 81 81 81 % analfabetos (15anos e mais) 12,1 11,6 10,2 9,6 INDICADORES DEMOGRÁFICOS E ECONÔMICOS E TAXA DE ALFABETIZAÇÃO, 2000/2010 (Tabela 15)
  20. 20. EVOLUÇÃO DO CRESCIMENTO POPULACIONAL E DA ESCOLARIZAÇÃO; POPULAÇÃO DE 5 A 19 ANOS, 1960/2010 (Tabela 16/18) Ano População de 5 a 19 anos Matrícula no ensino primário Matrícula no ens. Médio Total de matrícula Taxa de escolarização Cresc. Populacional Cresc. da matrícula 1960 23,413,215 6.545,40 1.750.309 8.295.708 35.43 184,31 726,24 1970 28,539,088 7.749.753 2.945.600 10.695.353 37,48 224,66 936,31 1980 35,089,191 9,005.903 4.745.900 13.751.503 39,19 276,22 1.203,88 1990 39,582,350 12.749.461 8.349.947 21.099.408 53,31 311,59 1.847,12 2000 54,830,209 25.102.951 27.925.977 53.028.928 96,72 431,63 4.642,37 2010 51.958.347 31.005.341 20.544.548 51.549.889 99,2 409,02 4.512,89
  21. 21. INDICADORES DEMOGRÁFICOS E ECONÔMICOS E TAXA DE ALFABETIZAÇÃO, 1950/1970 Indicadores 1950 1960 1970 População total 51.944.397 70.119.071 94.501.554 Densidade demográfica 6,14 8,39 11,18 Renda per capita em dólares - 236 - % população urbana 36 46 56 % de analfabetos (15 anos e mais) 50 39,5 33,1 INDICADORES DEMOGRÁFICOS E ECONÔMICOS E TAXA DE ALFABETIZAÇÃO, 1991/2010 Indicadores 1991 2000 2010 População total 146.825.475 169.799.170 190.732.694 Densidade demográfica 17,18 21,6 22,43 Renda per capita em dólares - 585,54 8220 % população urbana 75,19 81,2 84,35 % de analfabetos (15 anos e mais) 17,2 12,4 9,6 INDICADORES DEMOGRÁFICOS E ECONÔMICOS E TAXA DE ALFABETIZAÇÃO (Tabela 17)
  22. 22. TAXAS DE RENDIMENTO DO SISTEMA EDUCACIONAL, 2003-2005 (Tabela 19) Ano Série Taxa de Aprovação 2003 1ª Série (Fundamental) 76.4 2ª Série (Fundamental) 80 3ª Série (Fundamental) 83.5 4ª Série (Fundamental) 85 5ª Série (Fundamental) 73.5 6ª Série (Fundamental) 78.6 7ª Série (Fundamental) 79.8 8ª Série (Fundamental) 81.5 1ª Série (Médio) 67.6 2ª Série (Médio) 77.4 3ª Série (Médio) 84.3 2004 1ª Série (Fundamental) 74.9 2ª Série (Fundamental) 78.9 3ª Série (Fundamental) 83.6 4ª Série (Fundamental) 83.8 5ª Série (Fundamental) 72.2 6ª Série (Fundamental) 76.7 7ª Série (Fundamental) 79.2 8ª Série (Fundamental) 79 1ª Série (Médio) 65.5 2ª Série (Médio) 75.8 3ª Série (Médio) 82.2 2005 1ª Série (Fundamental) 76.2 2ª Série (Fundamental) 80.1 3ª Série (Fundamental) 84.6 4ª Série (Fundamental) 84.8 5ª Série (Fundamental) 72.9 6ª Série (Fundamental) 77.1 7ª Série (Fundamental) 79.5 8ª Série (Fundamental) 79.7 1ª Série (Médio) 65.6 2ª Série (Médio) 75.3 3ª Série (Médio) 81.8 Fonte: MEC/INEP
  23. 23. ESTRUTURA DO SISTEMA EDUCACIONAL BRASILEIRO ANTERIOR À REFORMA DE 1971 (Quadro 1) Nível Duração Faixa Etária Pré-escola 3 anos de 4 a 6 anos Escola Primária 4 anos de 7 a 10 anos Ginásio (Lower High School) 4 anos de 1 a 14 anos Colégio (High School) 3 anos de 15 a 17 anos Ensino Superior Variável Após 18 anos Nível Duração Faixa Etária Pré-escola 3 anos de 4 a 6 anos 1º Grau Obrigatório 8 anos de 7 a 14 anos 2º Grau 3 anos de 15 a 17 anos Ensino Superior Variável Após 17 anos ESTRUTURA DO SISTEMA EDUCACIONAL BRASILEIRO APÓS A REFORMA DE 1971 (Quadro 2)
  24. 24. ESTRUTURA DO SISTEMA EDUCACIONAL APÓS A LEI N.º 9.394/96 (Quadro 3) Níveis e subdivisões Duração Faixa etária Educação básica Educação infantil Creche 4 anos De 0 a 3 anos Pré-escola 3 anos De 4 a 6 anos Ensino fundamental (obrigatório) 8 anos De 7 a 14 anos Ensino médio 3 anos De 15 a 17 anos Educação superior Cursos por área Variável Acima de 17 anos Este é o sistema que vigora atualmente, desde 1996.
  25. 25. Obrigado!

×