O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

violao inicio

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
VIOLÃO 1
escalas, formação de acordes,
   tonalidade e um sistema
 inédito de visualização de
   trechos para improvisar

...
Toque Igual ao Disco - Violão 1
               Índice                                          Introdução


 3
           ...
Como usar o CD, a escala e as
                    figuras geométricas de
   Faixa 01               improviso

Nas faixas d...
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Viola iniciante
Viola iniciante
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 19 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a violao inicio (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Anúncio

violao inicio

  1. 1. VIOLÃO 1 escalas, formação de acordes, tonalidade e um sistema inédito de visualização de trechos para improvisar CD com solos e acompanhamento Saulo van der Ley Guitarrista e violonista Composição & Regência UNICAMP Consultor Computer Music TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 1
  2. 2. Toque Igual ao Disco - Violão 1 Índice Introdução 3 Como usar o CD Quase todos os que começam a tocar um instrumento musical têm em mente fazer um som parecido ao que ouviu em alguma gravação ou em algum show . 5 Afinação O projeto Toque Igual ao Disco procura aliar esse impulso a uma técnica capaz de levar qualquer iniciante ao seu objetivo. 6 Escalas Maiores Não tem mistério. Procuramos acabar com várias bobagens 8 que são ditas aos alunos, como começar Figuras de pelos acompanhamentos, separar a técnica improviso da execução e outras enrolações. 10 Enroladas aqui são só as cordas nas Improviso 1 cravelhas do instrumento. Todos podem improvisar a partir das figuras geométricas, sem precisar ler partituras 12 ou tablaturas. Improviso 2 Para isso basta seguir as instruções e, é claro, praticar Ninguém ensina . 14 passivamente a tocar É o aluno que . Improviso 3 aprende, apreendendo as informações e as colocando em prática. 16 Por isso, afine o seu instrumento (ou peça Improviso 4 a alguém que o ajude em uma primeira vez) e coloque as mãos na massa, ou melhor nas cordas... NÓS TEMOS ISRC, E VOCÊ? ISRC é o International Standard Recording Code (Código Internacional de Normatização de Gravação - Norma ISO 3901) e obrigatório a partir do Decreto Lei 4533, de 22 de abril de 2002, para identificar as gravações. Todos os fonogramas de VIOLÃO 1 estão registrados para a Pauta Arte & Comunicação Ltda. (ISRC BRP19) Denuncie a pirataria. Produtora fonográfica Faixa 01 - ISRC BRP19080028 Faixa 11 - ISRC BRP19080038 CNPJ 60.201.993/0001-91 Faixa 02 - ISRC BRP19080029 Faixa 12 - ISRC BRP19080039 ECAD 718.385 - ASSIM 003580-7 Faixa 03 - ISRC BRP19080030 Faixa 13 - ISRC BRP19080040 Rua Campevas 702 cj. 95 • CEP 05016-010 Faixa 04 - ISRC BRP19080031 Faixa 14 - ISRC BRP19080041 São Paulo - SP Fone/Fax: (11) 3868-1320 Faixa 15 - ISRC BRP19080042 Faixa 05 - ISRC BRP19080032 www.pautartecomunicacao.com.br Faixa 16 - ISRC BRP19080043 Faixa 06 - ISRC BRP19080033 Faixa 17 - ISRC BRP19080044 email: pauta@pautartecomunicacao.com.br Faixa 07 - ISRC BRP19080034 Editor e Autor: Faixa 18 - ISRC BRP19080045 Faixa 08 - ISRC BRP19080035 Faixa 19 - ISRC BRP19080046 Saulo E.F. Wanderley Faixa 09 - ISRC BRP19080036 Faixa 20 - ISRC BRP19080047 Faixa 10 - ISRC BRP19080037 Faixa 21 - ISRC BRP19080048 2 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  3. 3. Como usar o CD, a escala e as figuras geométricas de Faixa 01 improviso Nas faixas de 1 a 4 você encontrará as informações básicas para usar o CD e o impresso que o acompanha. Quanto à ALTURA, você vai afinar o seu instrumento (faixa 2) Você pode ainda baixar gratuitamente um programa de afinação do violão em: http://www.pauta.mus.br/afinador conhecer a digitação da escala maior (faixa 3) e se acostumar com as figuras geométricas de digitação para improvisar (faixa 4). TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 3
  4. 4. Quanto à DURAÇÃO, na página 3 do impresso você tem as subdivisões do tempo usadas na maior parte das composições e improvisos. Elas estão divididas em 4 grupos: No primeiro - nas faixas de 5 a 8 - você usa apenas notas de um tempo e de 1/2 tempo. No segundo - nas faixas de 9 a 12 - você começa a usar notas de 1/4 de tempo, no terceiro - faixas de 13 a 16 - você mistura os sons de 1/2 e de um quarto de tempo em subdivisões exatas, isto é, com dois quartos de tempo ou meio-tempo nas batidas e subidas do pé, e no quarto e último grupo os sons de 1/2 , de 1/4 e de 3/4 de tempo, que não são exatos, usando para isso outra dica desccrita na página 3 do impresso Antes das faixas 5, 9, 13 e 17 você tem uma explicação detalhada sobre estas subdivisões do tempo, usando apenas uma nota, para fixar melhor a propriedade DURAÇÃO, antes de partir para sua combinação com a ALTURA. 4 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  5. 5. Afinação - Como afinar o violão relativamente, pela sexta corda Faixa 02 O violão ou a guitarra podem ser afinados em relação à altura da sexta corda, a mais grave, que precisará estar mais ou menos afinada. A partir dela, você afina apertando a sexta corda na casa 5, obtendo aí a nota que afina a corda 5. Siga a gravação, apertando a corda 5 na casa 5 para obter o som da corda 4, a corda 4 na casa 5 para obter o som da corda 3, a corda 3 na quarta casa para obter o som da corda 2, e a corda 2 na quinta casa para obter o som da corda 1. Existem diversas formas de se afinar o violão. A descrita acima é a mais fácil, pois não depende do desenvolvimento de uma audição mais apurada, o que é absolutamente normal para os iniciantes. O ouvido se desenvolve aos poucos, e qualquer um pode aperfeiçoá-lo a ponto de chegar aos estágios de OUVIDO RELATIVO, que é capaz de afinar um instrumento RELATIV AMENTE, sempre se baseando em uma corda para afinar a seguinte, e mais tarde ao OUVIDO ABSOLUTO, que é capaz de discernir o som de uma nota musical sozinha. Cada nota tem uma frequência de vibração, assim como o peso de um quilo ou a medida de um metro. Isso não é necessário para quem começa a aprender e o , próprio processo de aprendizagem é que desenvolve o ouvido. Portanto, que os iniciantes não se desanimem, e procurem sempre afinar o violão sozinhos. Ajudas são semprem benvindas, mas procure pelo menos tentar sozinho. Para que tem acesso à internet, existem afinadores online, como no endereço: http://www.pegacifras.com.br/afinador.php Você pode ainda baixar gratuitamente um programa de afinação do violão em: http://www.pauta.mus.br/afinador TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 5
  6. 6. A Escala Maior - Sua digitação fechada, no âmbito de quatro Faixa 03 casas Usando os dois primeiros desenhos, digite a escala maior de Dó entre as casas 7 e 10. Treine a princípio devagar e depois vá acelerando na medida em que , sentir mais segurança . Existem várias digitações da escala MAIOR, que é apenas uma das inúmeras escalas musicais usadas em todos os estilos. Você deve começar pela digitação acima, que é chamada de digitação FECHADA, porque é fechada em 4 casas, e cada um dos 4 dedos da mão esquerda cuidará de tocar em uma destas 4 casas. Dessa forma, você não precisará de uma abertura muito grande entre os dedos , o que é comum para quem começa a tocar . DEDO 1 DEDO 2 DEDO 3 DEDO 4 6 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  7. 7. Existe ainda uma digitação ABERTA, no ãmbito de 5 casas,. Abaixo você tem uma comparação entre a digitação FECHADA e a ABERTA. No caso da digitação aberta, os dedos da mão esquerda continuam a ser os mesmos 4 dedos, só que você precisará de uma maior abertura entre os dedos 3 e 4. A digitação aberta será útil mais tarde, quando você for estudar outras escalas e compará-las entre si. DIGITAÇÃO FECHADA Uma das particularidades do violão é a possibilidade de tocar a mesma notaem mais de um lugar Observe no desenho ao . lado o começo da digitação da escala de DÓ MAIOR, a partir da casa 8. As notas em AZUL vão de DÓ a DÓ (mais agudo) na digitação entre as casas 7 e 10 (com fundo amarelo mais vivo). As mesmas notas podem ser tocadas mais acima no braço (fundo amarelo mais claro), em cordas soltas e entre as casas 1 e 3, Observe ainda como as notas da escala podem ser encontradas em vários outros lugares. A sonoridade de uma nota tocada em lugares diferentes é um pouco diferente quanto ao TIMBRE, mas é a mesma em termos de afinação, mais graves ou mais agudas segundo a OITA A em que se V encontram. Dá-se o nome de OITA A ao grupo de notas V compreendidas entre a nota 1 e a nota 8, a partir de uma nota dada. A partide de DÓ: TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 7
  8. 8. As Figuras de Improviso: Retângulos, quadrado e Faixa 04 triângulos de 4 e 3 notas Com estas 8 figuras geométricas você vai ter bastante assunto para estudar e improvisar Siga os desenhos enquanto ouve a gravação. Depois, passe a tocar . devagar e quando estiver mais seguro, toque junto com a gravação. , As FORMAS GEOMÉTRICAS são uma maneira de visualizar na digitação da , escala, pequenos grupos de 3 ou 4 notas. Essa visualização permite ao iniciante nas improvisações tocar aleatoriamente pequenos trechos de notas. Ouvindo as gravações, você não terá dificuldade em compreender como funcionam estes trechos. Passo a passo, os trechos vão utilizando as divisões de tempo da página 4. Primeiro notas longas, de um tempo, passando a notas de meio-tempo e assim progressivamente usando os grupos de subdivisão dos sons de um tempo. Cada gravação usa, portanto, algumas formas geométricas e algumas subdivisões de sons. Assim o estudante poderá ir evoluindo não apenas na sua técnica de execução como também na educação de seu ouvido e percepção musical. Quando alguém diz que toda “de ouvido” quer apenas dizer que a AUDIÇÃO está no comando. Juntar a audição com o bom entendimento da teoria é o segredo para a evolução como instrumentista. 8 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  9. 9. Assim como a possibilidade de fazer soar uma mesma nota em vários lugares do seu braço, o violão oferece a possibilidade de serem usadas FORMAS GEOMÉTRICAS em diversas localidades. Nos desenhos abaixo resumimos as muitas localizações de: Desenho 1 - QUADRADOS (em amarelo) e RETÂNGULOS (em vermelho) Desenho 2 - TRIÂNGULOS (em amarelo). Assim sendo, você poderá estender seu estudo, utilizando todo o braço do instrumento nas suas improvisções. Mas é muito importante que o seu desenvolvimento seja feito P ASSO A PASSO. Começe com as figuras geométricas da página ao lado, até que as memorize e use sem preocupação. O processo de aprendizagem das mãos deve se dar sob a coordenação do pensamento. Como dirigir um carro, você aos poucos vai assumindo o controle dos pedais, do volante e demais ferramentas, até que passa, automaticamente, a trocar de marcha, mudar de direção e acender os faróis, ao mesmo tempo TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 9
  10. 10. As subdivisões de 1 tempo e as de dois meios-tempos serão usadas nesta Solo faixa 5 e nas faixas 6, 7 e 8. Ouça estas subdivisões tocadas na corda MI, a mais aguda do violão ou guitarra. 05 - Sequência C, C/B, Am, F7+ com Retângulo 1 e subdivisões de 1 e 1/2 tempo Faixa 05 06 - Sequência C, C9, G6/B, C/B com Retângulo 1 e subdivisões de 1 e 1/2 tempo Faixa 06 07 - Sequência Am, Dm, G7, C7+ com Retângulo 2 e subdivisões de 1 e 1/2 tempo Faixa 07 08 - Sequência Am7, Dm9, G, C9 com Retângulo 2 e subdivisões de 1 e 1/2 tempo Faixa 08 10 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  11. 11. Base Nas gravações das faixas 5, 6, 7 e 8 é usado o ritmo esquematizado abaixo, de 4 tempos. Trata-se de um dedilhado usando os dedos P (polegar), I (indicador), M (médio) e A (anular) da mão direita. Cada um deles toca em um dos tempos do ritmo, um de cada vez. É um ritmo básico, simples, que é usado inicialmente nestas quatro faixas para facilitar o trabalho dos acompanhamentos. O dedo P (polegar) toca a corda mais grave das 4 cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes da página anterior (Solo). Leia abaixo mais instruções para executar os ritmos. POLEGAR INDICADOR MÉDIO ANULAR COLUNA 1 COLUNA 2 COLUNA 3 No desenho acima você tem 3 colunas que indicam: COLUNA 1 = os tempos e meios-tempos do COMP ASSO, que é a unidade de ritmo, que é tocada repetidas vezes em cada acorde. COLUNA 2 = os DEDOS DA MÃO DIREITA, que devem tocar as cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes. COLUNA 3 = “pezinhos” que indicam o pé batendo no começo de cada um dos 4 tempos do compasso. Para bater novamente ele se LEVANTA nos meios-tempos. Treine o ritmo bem lento a princípio, e vá marcando os tempos com o pé, que vai auxiliar para que cada som seja tocado no tempo certo. A coordenação entre o pé e o que você vai tocar com as mãos vem com a prática. TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 11
  12. 12. As subdivisões de 4 quartos de tempo e ocasionalmente alguma de Solo meio-tempo ou um tempo serão usadas nesta faixa 9 e nas faixas 10, 11 e 12. Ouça estas subdivisões tocadas na corda MI, a mais aguda do violão ou guitarra. 09 - Sequência C, C/B, Am, F7+ com Triângulo 1 e subdivisões de 1/4 Faixa 09 10 - Sequência C, C9, G6/B, C/B com Triângulo 1 e subdivisões de 1/4 Faixa 10 11 - Sequência Am, Dm, G7, C7+ com Triângulo 2 e subdivisões de 1/4 Faixa 11 12 - Sequência Am7, Dm9, G, C9 com Triângulo 2 e subdivisões de 1/4 Faixa 12 12 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  13. 13. Base Nas gravações das faixas 9, 10, 11 e 12 é usado o ritmo esquematizado abaixo, de 4 tempos. O dedilhado usa os dedos P (polegar), I (indicador), M (médio), I (indicador), A (anular), I (indicador), M (médio), e I (indicador) da mão direita. Cada um deles toca em um dos meios-tempos do ritmo, um de cada vez. Este ritmo terá os sons de menor duração do que o anterior pois se tratam de 8 sons , de MEIO- TEMPO cada um, em vez 4 sons de um tempo. O dedo P (polegar) toca a corda mais grave das 4 cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes da página anterior (Solo). Leia abaixo mais instruções para executar os ritmos. POLEGAR INDICADOR MÉDIO INDICADOR ANULAR INDICADOR MÉDIO INDICADOR COLUNA 1 COLUNA 2 COLUNA 3 No desenho acima você tem 3 colunas que indicam: COLUNA 1 = os tempos e meios-tempos do COMP ASSO, que é a unidade de ritmo, que é tocada repetidas vezes em cada acorde. COLUNA 2 = os DEDOS DA MÃO DIREITA, que devem tocar as cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes. COLUNA 3 = “pezinhos” que indicam o pé batendo no começo de cada um dos 4 tempos do compasso. Para bater novamente ele se LEVANTA nos meios-tempos. Treine o ritmo bem lento a princípio, e vá marcando os tempos com o pé, que vai auxiliar para que cada som seja tocado no tempo certo. A coordenação entre o pé e o que você vai tocar com as mãos vem com a prática. TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 13
  14. 14. As subdivisões de um meio-tempo e dois quartos de tempo e vice-versa Solo - dois quartos de tempos e meio-tempo - serão usadas nesta faixa 13 e nas faixas 14, 15 e 16. Ouça estas subdivisões tocadas na corda MI, a mais aguda do violão ou guitarra. 13 - Sequência C, C/B, Am, F7+ com Retângulo 3 e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 13 14 - Sequência C, C9, G6/B, C/B com Retângulo 3 e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 14 15 - Sequência Am, Dm, G7, C7+ com Quadrado e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 15 16 - Sequência Am7, Dm9, G, C9 com Quadrado e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 16 14 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  15. 15. Base Nas gravações das faixas 13, 14, 15 e 16 vamos usar um ritmo diferente. Ele será composto por dois tipos de toques. O primeiro é o dedo P (polegar), tocando o BAIXO (B) do acorde. Chamamos de baixo a corda mais grave a ser tocada em cada acorde, indicado pela bolinha vermelha mais à esquerda abaixo de cada bracinho de acorde. O segundo toque é a “puxada” das 3 cordas mais agudas de cada acorde (A), pelos dedos I (indicador), M (médio) e A (anular) da mão direita, que tocam JUNTOS. Observe nas fotos abaixo como devem ser puxadas as cordas mais agudas, que podem ser as cordas 1, 2 e 3 do acorde, ou as cordas 2, 3 e 4, dependendo de cada acorde. Observe sempre as bolinhas vermelhas dos bracinhos. B A COLUNA 1 COLUNA 2 COLUNA 3 No desenho acima você tem 3 colunas que indicam: COLUNA 1 = os tempos e meios-tempos do COMP ASSO, que é a unidade de ritmo, que é tocada repetidas vezes em cada acorde. COLUNA 2 = os DEDOS DA MÃO DIREITA, que devem tocar as cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes. COLUNA 3 = “pezinhos” que indicam o pé batendo no começo de cada um dos 4 tempos do compasso. Para bater novamente ele se LEVANTA nos meios-tempos. Treine o ritmo bem lento a princípio, e vá marcando os tempos com o pé, que vai auxiliar para que cada som seja tocado no tempo certo. A coordenação entre o pé e o que você vai tocar com as mãos vem com a prática. TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 15
  16. 16. As subdivisões de meios e quartos de tempo não exatas devem ser Solo treinadas com mais atenção, pois envolvem sons que passam de uma metade à outro da unidade de tempo, e a dica da página 3, de usar os dedos e cantar para definir estas subdivisões deve ser treinada cantando e tocando. 17 - Sequência C, C/B, Am, F7+ com Triângulo 3 e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 17 18 - Sequência C, C9, G6/B, C/B com Triângulo 3 e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 18 19 - Sequência Am, Dm, G7, C7+ com Triângulo 4 e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 19 20 - Sequência Am7, Dm9, G, C9 com Triângulo 4 e subdivisões de 1/2 e 1/4 Faixa 20 16 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  17. 17. Base Nas gravações das faixas 17 18, 19 e 20 vamos usar um ritmo diferente. Ele será , composto por dois tipos de toques. O primeiro é o dedo P (polegar), tocando o BAIXO (B) do acorde. Chamamos de baixo a corda mais grave a ser tocada em cada acorde, indicado pela bolinha vermelha mais à esquerda abaixo de cada bracinho de acorde. O segundo toque é a “puxada” das 3 cordas mais agudas de cada acorde (A), pelos dedos I (indicador), M (médio) e A (anular) da mão direita, que tocam JUNTOS. Observe nas fotos abaixo como devem ser puxadas as cordas mais agudas, que podem ser as cordas 1, 2 e 3 do acorde, ou as cordas 2, 3 e 4, dependendo de cada acorde. Observe sempre as bolinhas vermelhas dos bracinhos. B A COLUNA 1 COLUNA 2 COLUNA 3 No desenho acima você tem 3 colunas que indicam: COLUNA 1 = os tempos e meios-tempos do COMP ASSO, que é a unidade de ritmo, que é tocada repetidas vezes em cada acorde. COLUNA 2 = os DEDOS DA MÃO DIREITA, que devem tocar as cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes. COLUNA 3 = “pezinhos” que indicam o pé batendo no começo de cada um dos 4 tempos do compasso. Para bater novamente ele se LEVANTA nos meios-tempos. Treine o ritmo bem lento a princípio, e vá marcando os tempos com o pé, que vai auxiliar para que cada som seja tocado no tempo certo. A coordenação entre o pé e o que você vai tocar com as mãos vem com a prática. TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 17
  18. 18. Para finalizar nosso trabalho, eis uma faixa onde tudo o que você Solo aprendeu está explicado. V ocê vai usar as 4 sequências de acordes na ordem em que aparecem na página 4, todos os desenhos geométricos de localização de notas para improviso e todas as subdivisões do tempo. Faixa 21 18 - TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1
  19. 19. Base Na gravação da faixa 21 é usado o ritmo esquematizado abaixo, de 4 tempos. O dedilhado usa os dedos P (polegar), I (indicador), M (médio), I (indicador), A (anular), I (indicador), M (médio), e I (indicador) da mão direita. Cada um deles toca em um dos meios-tempos do ritmo, um de cada vez. Este ritmo terá os sons de menor duração do que o anterior pois se tratam de 8 sons , de MEIO- TEMPO cada um, em vez 4 sons de um tempo. O dedo P (polegar) toca a corda mais grave das 4 cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes da página anterior (Solo). Leia abaixo mais instruções para executar os ritmos. POLEGAR INDICADOR MÉDIO INDICADOR ANULAR INDICADOR MÉDIO INDICADOR COLUNA 1 COLUNA 2 COLUNA 3 No desenho acima você tem 3 colunas que indicam: COLUNA 1 = os tempos e meios-tempos do COMP ASSO, que é a unidade de ritmo, que é tocada repetidas vezes em cada acorde. COLUNA 2 = os DEDOS DA MÃO DIREITA, que devem tocar as cordas marcadas pelas bolinhas vermelhas na parte de baixo dos bracinhos dos acordes. COLUNA 3 = “pezinhos” que indicam o pé batendo no começo de cada um dos 4 tempos do compasso. Para bater novamente ele se LEVANTA nos meios-tempos. Treine o ritmo bem lento a princípio, e vá marcando os tempos com o pé, que vai auxiliar para que cada som seja tocado no tempo certo. A coordenação entre o pé e o que você vai tocar com as mãos vem com a prática. TOQUE IGUAL AO DISCO - VIOLÃO 1 - 19

×