SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 1Todos os direitos reservados 2015
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 2Todos os direitos reservados 2015
Como conceber
transformações que
gerem valor para a
sociedade?
Daniel Karrer
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 3Todos os direitos reservados 2015
FOCO NA FERRAMENTAFOCO NA SOCIEDADE
O QUE ESCUTAMOS DOS NOSSOS CLIENTES NO DIA-A-DIA?
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 4Todos os direitos reservados 2015
COMO PODEMOS CONCEBER TRANSFORMAÇÕES QUE ESCUTEM AS
NECESSIDADES DA SOCIEDADE?
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 5Todos os direitos reservados 2015
Tempo
Desempenho
PESSOAS E TECNOLOGIA COMO HABILITADORES DE MUDANÇA
OTIMIZAR A OPERAÇÃO ATUAL GERAR CRESCIMENTO
VISUALIZARA ESTRATÉGIA E NAVEGAR PELA INCERTEZA
Tempo
Desempenho
OBTER LONGEVIDADE
Tempo
Desempenho
A LONGEVIDADE SAUDÁVEL DAS ORGANIZAÇÕES EXIGE QUE ESTAS ENCAREM
MÚLTIPLOS DESAFIOS
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 6Todos os direitos reservados 2015
O QUE É VALOR
PÚBLICO?
E como podemos saber se ele está sendo criado por uma
determinada organização?
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 7Todos os direitos reservados 2015
ABORDAGEM VALOR PÚBLICO
(Moore)
Valor público como a
interação com o cidadão
para o desenho de
serviços de qualidade
Uma instituição é boa
quando orquestra o
diálogo com o cidadão
sobre o que deve ser
entregue
Referências: Moore
“Uma parte importante de ser um gerente
efetivo é a orquestração de uma conversa
coerente com os grupos tanto sobre o que
deve ser produzido, como de que maneira
devem ser produzidos”
O QUE É VALOR PÚBLICO?
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 8Todos os direitos reservados 2015
CIDADÃO: O CLIENTE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Para Moore, o cidadão é uma espécie de
acionista que deseja receber os frutos do
investimento que faz com seus impostos.
No entanto, sua participação vai além
disso, pois ele se compromete com a
criação de valor ao contribuir com a vida
pública
CLIENTE NA ESFERA PRIVADA
Na esfera privada o cliente detém
uma postura mais passiva,
demandando serviços que serão
entregues pelo setor privado
CLIENTE NA ESFERA PÚBLICA
Já na esfera pública, o cliente detém,
antes de mais nada, direitos e
deveres, que transbordam em
participação se comparado com o
setor privado
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 9Todos os direitos reservados 2015
DESENHO DO SERVIÇO PÚBLICO
ORGANIZAÇÃO
Todo serviço público é composto por
um conjunto de regras e processos de
negócio...
... suportados por sistemas de
informação e infraestrutura...
PARCEIROS
PESSOAS
ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL
TECNOLOGIA
INFRAESTRUTURA
INFORMAÇÃO
PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO
... com o objetivo de viabilizar a jornada
da sociedade!
JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE
CLIENTE
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 10Todos os direitos reservados 2015
CADEIA DE VALOR: NO SETOR PÚBLICO, A CADEIA DE VALOR
PODE SER ENTENDIDA COMO UM CATÁLOGO DE SERVIÇOS
PÚBLICOS
Mesmo levando em consideração o ambiente externo,
uma das grandes críticas que vinha sendo direcionada à
Cadeia de Valor clássica era a pouca participação do
cliente no processo. Até então, o modo de se entender a
criação de produtos e serviços colocava a organização
como sendo uma grande máquina fechada, que
transformava insumos em produtos, sofrendo
eventualmente influencias do “lado de fora”.
Hoje em dia, com o entendimento crescente da
importância do cliente nas várias etapas de criação, a
Cadeia de Valor vem ganhando abordagens mais focadas
no diálogo entre o cliente e a organização, introduzindo
temas como co-criação e outras formas de interação com
o cliente.
Necessidades
do segmento
de clientes
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 11Todos os direitos reservados 2015
LACUNA DE ECONOMICIDADE
ORGANIZAÇÃO
PARCEIROS
PESSOAS
ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL
TECNOLOGIA
INFRAESTRUTURA
INFORMAÇÃO
PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO
JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE
CLIENTE
Lacuna de
Economicidade
Custos com recursos
Custos ótimo
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 12Todos os direitos reservados 2015
LACUNA DE VALOR PÚBLICO
ORGANIZAÇÃO
PARCEIROS
PESSOAS
ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL
TECNOLOGIA
INFRAESTRUTURA
INFORMAÇÃO
PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO
JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE
CLIENTE
Lacuna de
Valor Público
Valor Público “alvo”
Valor Público percebido
Valor Público desejado
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 13Todos os direitos reservados 2015
Quais lacunas são mais crônicas e estruturais
impactando a entrega de diversos serviços?
Quais lacunas, se resolvidas, resultam em um impacto
mais significativo em uma maior quantidade de clientes
dos serviços?
Quais lacunas estão em alinhamento com Políticas
Públicas estabelecidas?
Quais lacunas estão em alinhamento com o Plano de
Governo e alianças político-partidárias?
PRIORIZAÇÃO DAS LACUNAS
Escolha das lacunas de
Valor Público
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
| 14Todos os direitos reservados 2015
Tipos de transformação
ORGANIZAÇÃO
PARCEIROS
PESSOAS
ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL
TECNOLOGIA
INFRAESTRUTURA
INFORMAÇÃO
PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO
JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE
CLIENTE
Lacuna de
Valor Público
Valor Público “alvo”
Valor Público percebido
Valor Público desejado
Lacuna de
Economicidade
Custos com recursos
Custos ótimo
Melhoria do dia
a dia
Redesenho das
operações
Novos produtos, serviços e
experiências
Novos modelos de
negócio
Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 15
DANIEL KARRER
daniel.karrer@elogroup.com.br

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Equipamentos de captura
Equipamentos de capturaEquipamentos de captura
Equipamentos de capturaFábio Franco
 
Ecosystem Booklet
Ecosystem BookletEcosystem Booklet
Ecosystem Booklethyeink13
 
Habit 4 of 7 habits of highly effective people stephen covey
Habit 4 of 7 habits of highly effective people stephen coveyHabit 4 of 7 habits of highly effective people stephen covey
Habit 4 of 7 habits of highly effective people stephen coveyRISHIRAJ EDUCATION FOUNDATION
 
5 poor listening styles
5 poor listening styles5 poor listening styles
5 poor listening styles147029
 
7 habit of highly effective peoples
7 habit of highly effective peoples7 habit of highly effective peoples
7 habit of highly effective peoplesshahroze11
 
Elo Group GovernançA Corporativa Na Europa E áSia
Elo Group   GovernançA Corporativa Na Europa E áSiaElo Group   GovernançA Corporativa Na Europa E áSia
Elo Group GovernançA Corporativa Na Europa E áSiaEloGroup
 
Habit 3 put first things first
Habit 3 put first things firstHabit 3 put first things first
Habit 3 put first things firstHina abdulrehman
 
PuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbquery
PuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbqueryPuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbquery
PuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbqueryPuppet
 
Integration testing for salt states using aws ec2 container service
Integration testing for salt states using aws ec2 container serviceIntegration testing for salt states using aws ec2 container service
Integration testing for salt states using aws ec2 container serviceSaltStack
 
Elo Group Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De Riscos
Elo Group   Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De RiscosElo Group   Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De Riscos
Elo Group Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De RiscosEloGroup
 
7 habits of highly effective people by stephen covey
7 habits of highly effective people by stephen covey7 habits of highly effective people by stephen covey
7 habits of highly effective people by stephen coveyPIYUSH SHARMA
 
Joyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour by anais hanahis
Joyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour   by anais hanahisJoyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour   by anais hanahis
Joyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour by anais hanahisAnais Hanahis
 
Heureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps by anais hanahis
Heureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps   by anais hanahisHeureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps   by anais hanahis
Heureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps by anais hanahisAnais Hanahis
 

Destaque (15)

Equipamentos de captura
Equipamentos de capturaEquipamentos de captura
Equipamentos de captura
 
Ecosystem Booklet
Ecosystem BookletEcosystem Booklet
Ecosystem Booklet
 
Habit 4 of 7 habits of highly effective people stephen covey
Habit 4 of 7 habits of highly effective people stephen coveyHabit 4 of 7 habits of highly effective people stephen covey
Habit 4 of 7 habits of highly effective people stephen covey
 
5 poor listening styles
5 poor listening styles5 poor listening styles
5 poor listening styles
 
7 habit of highly effective peoples
7 habit of highly effective peoples7 habit of highly effective peoples
7 habit of highly effective peoples
 
Elo Group GovernançA Corporativa Na Europa E áSia
Elo Group   GovernançA Corporativa Na Europa E áSiaElo Group   GovernançA Corporativa Na Europa E áSia
Elo Group GovernançA Corporativa Na Europa E áSia
 
Mbti for everybody ii
Mbti for everybody   iiMbti for everybody   ii
Mbti for everybody ii
 
Habit 3 put first things first
Habit 3 put first things firstHabit 3 put first things first
Habit 3 put first things first
 
PuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbquery
PuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbqueryPuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbquery
PuppetDB, Puppet Explorer and puppetdbquery
 
Integration testing for salt states using aws ec2 container service
Integration testing for salt states using aws ec2 container serviceIntegration testing for salt states using aws ec2 container service
Integration testing for salt states using aws ec2 container service
 
Elo Group Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De Riscos
Elo Group   Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De RiscosElo Group   Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De Riscos
Elo Group Simple Insights A ImportâNcia Da GestãO De Riscos
 
7 habits of highly effective people by stephen covey
7 habits of highly effective people by stephen covey7 habits of highly effective people by stephen covey
7 habits of highly effective people by stephen covey
 
Coke a Cola
Coke a Cola Coke a Cola
Coke a Cola
 
Joyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour by anais hanahis
Joyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour   by anais hanahisJoyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour   by anais hanahis
Joyeuse pâques ; que cette journée soit porteuse d'amour by anais hanahis
 
Heureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps by anais hanahis
Heureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps   by anais hanahisHeureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps   by anais hanahis
Heureuse pâques ; est de retour , la joie du printemps by anais hanahis
 

Semelhante a – Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]

Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)EloGroup
 
Café com bpm recife palestra transformação de processos - ricardo avila
Café com bpm recife   palestra transformação de processos - ricardo avilaCafé com bpm recife   palestra transformação de processos - ricardo avila
Café com bpm recife palestra transformação de processos - ricardo avilaEloGroup
 
Café com bpm fortaleza introdução - ricardo avila - público
Café com bpm fortaleza   introdução - ricardo avila - públicoCafé com bpm fortaleza   introdução - ricardo avila - público
Café com bpm fortaleza introdução - ricardo avila - públicoEloGroup
 
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...Lecom Tecnologia
 
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio
Como conceber transformações que gerem valor para o negócioComo conceber transformações que gerem valor para o negócio
Como conceber transformações que gerem valor para o negócioEloGroup
 
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...Lecom Tecnologia
 
Design Thinking - Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...
Design Thinking -  Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...Design Thinking -  Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...
Design Thinking - Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...Lecom Tecnologia
 
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...EloGroup
 
Como conceber transformações privado
Como conceber transformações   privadoComo conceber transformações   privado
Como conceber transformações privadoEloGroup
 
Como conceber transformações público
Como conceber transformações   públicoComo conceber transformações   público
Como conceber transformações públicoEloGroup
 
Como conceber transformações? Café com BPM São Paulo e Rio de Janeiro
 Como conceber transformações? Café com BPM  São Paulo e Rio de Janeiro Como conceber transformações? Café com BPM  São Paulo e Rio de Janeiro
Como conceber transformações? Café com BPM São Paulo e Rio de JaneiroLecom Tecnologia
 
– Como conceber transformações? [Público]
– Como conceber transformações? [Público]– Como conceber transformações? [Público]
– Como conceber transformações? [Público]EloGroup
 
– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]EloGroup
 
Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...
Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...
Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...EloGroup
 
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoLeandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoEloGroup
 
ELO Group IQPC 2013
ELO Group IQPC 2013ELO Group IQPC 2013
ELO Group IQPC 2013EloGroup
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013EloGroup
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013EloGroup
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012EloGroup
 

Semelhante a – Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público] (20)

Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
Da Melhoria Contínua para Grandes Transformações (Ricardo Ávila – EloGroup)
 
Café com bpm recife palestra transformação de processos - ricardo avila
Café com bpm recife   palestra transformação de processos - ricardo avilaCafé com bpm recife   palestra transformação de processos - ricardo avila
Café com bpm recife palestra transformação de processos - ricardo avila
 
Café com bpm fortaleza introdução - ricardo avila - público
Café com bpm fortaleza   introdução - ricardo avila - públicoCafé com bpm fortaleza   introdução - ricardo avila - público
Café com bpm fortaleza introdução - ricardo avila - público
 
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas de Valo...
 
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio
Como conceber transformações que gerem valor para o negócioComo conceber transformações que gerem valor para o negócio
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio
 
Inovação em Governo
Inovação em GovernoInovação em Governo
Inovação em Governo
 
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...
Como conceber transformações que gerem valor para o negócio? Café com BPM For...
 
Design Thinking - Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...
Design Thinking -  Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...Design Thinking -  Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...
Design Thinking - Como conceber transformações que gerem valor para o negóci...
 
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
Como conceber transformações organizacionais que gerem resultados expressivos...
 
Como conceber transformações privado
Como conceber transformações   privadoComo conceber transformações   privado
Como conceber transformações privado
 
Como conceber transformações público
Como conceber transformações   públicoComo conceber transformações   público
Como conceber transformações público
 
Como conceber transformações? Café com BPM São Paulo e Rio de Janeiro
 Como conceber transformações? Café com BPM  São Paulo e Rio de Janeiro Como conceber transformações? Café com BPM  São Paulo e Rio de Janeiro
Como conceber transformações? Café com BPM São Paulo e Rio de Janeiro
 
– Como conceber transformações? [Público]
– Como conceber transformações? [Público]– Como conceber transformações? [Público]
– Como conceber transformações? [Público]
 
– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]– Como conceber transformações? [Privado]
– Como conceber transformações? [Privado]
 
Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...
Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...
Road Show 2013 - Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégi...
 
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia RecursoLeandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
Leandro Jesus_Processos como um elo entre a TI e a estratégia Recurso
 
ELO Group IQPC 2013
ELO Group IQPC 2013ELO Group IQPC 2013
ELO Group IQPC 2013
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2013
 
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
[IQPC] Apresentação - EloGroup 2012
 

Mais de EloGroup

Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...EloGroup
 
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...EloGroup
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...EloGroup
 
Fluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuário
Fluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuárioFluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuário
Fluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuárioEloGroup
 
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesBPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesEloGroup
 
Template - Painel do Processo
Template - Painel do ProcessoTemplate - Painel do Processo
Template - Painel do ProcessoEloGroup
 
Template - Ficha do Indicador
Template - Ficha do IndicadorTemplate - Ficha do Indicador
Template - Ficha do IndicadorEloGroup
 
Template - Diagrama de Escopo
Template - Diagrama de EscopoTemplate - Diagrama de Escopo
Template - Diagrama de EscopoEloGroup
 
Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...
Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...
Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...EloGroup
 
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas SalesBPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas SalesEloGroup
 
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation EloGroup
 
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationWEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationEloGroup
 
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael ClementeIntegrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael ClementeEloGroup
 
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...EloGroup
 
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocialEloGroup
 
"Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial""Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial"EloGroup
 
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...EloGroup
 
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocialComo viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocialEloGroup
 
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial? Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial? EloGroup
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicosEloGroup
 

Mais de EloGroup (20)

Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
 
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
Como otimizar despesas corporativas e implementar uma cultura de produtividad...
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
 
Fluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuário
Fluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuárioFluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuário
Fluxos Lúdicos: Representando processos com foco no usuário
 
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesBPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
 
Template - Painel do Processo
Template - Painel do ProcessoTemplate - Painel do Processo
Template - Painel do Processo
 
Template - Ficha do Indicador
Template - Ficha do IndicadorTemplate - Ficha do Indicador
Template - Ficha do Indicador
 
Template - Diagrama de Escopo
Template - Diagrama de EscopoTemplate - Diagrama de Escopo
Template - Diagrama de Escopo
 
Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...
Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...
Um novo olhar sobre a Gestão da Rotina: Ative a melhoria contínua na visão de...
 
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas SalesBPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
BPM Day Curitiba - Palestra de Inovação e BPM palestra com Lucas Sales
 
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
EloGroup BPT - Ebook Business Process Transformation
 
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationWEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
 
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael ClementeIntegrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
Integrando BPM na Agenda de Inovação da Empresa - Rafael Clemente
 
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
Palestra BH BPM 12/Julho - BPM como alternativa para transformações organizac...
 
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
3º Edição - Direto ao Ponto - eSocial
 
"Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial""Direto ao Ponto - eSocial"
"Direto ao Ponto - eSocial"
 
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
Direto ao Ponto eSocial: Notícias e Principais Informações sobre o impacto do...
 
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocialComo viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial
 
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial? Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
Artigo EloGroup: Como viabilizar a adequação dos processos ao eSocial?
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
 

Último

Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreLeandroLima265595
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxAntonioVieira539017
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 

Último (20)

Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 

– Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? [Público]

  • 1. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 1Todos os direitos reservados 2015
  • 2. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 2Todos os direitos reservados 2015 Como conceber transformações que gerem valor para a sociedade? Daniel Karrer
  • 3. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 3Todos os direitos reservados 2015 FOCO NA FERRAMENTAFOCO NA SOCIEDADE O QUE ESCUTAMOS DOS NOSSOS CLIENTES NO DIA-A-DIA?
  • 4. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 4Todos os direitos reservados 2015 COMO PODEMOS CONCEBER TRANSFORMAÇÕES QUE ESCUTEM AS NECESSIDADES DA SOCIEDADE?
  • 5. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 5Todos os direitos reservados 2015 Tempo Desempenho PESSOAS E TECNOLOGIA COMO HABILITADORES DE MUDANÇA OTIMIZAR A OPERAÇÃO ATUAL GERAR CRESCIMENTO VISUALIZARA ESTRATÉGIA E NAVEGAR PELA INCERTEZA Tempo Desempenho OBTER LONGEVIDADE Tempo Desempenho A LONGEVIDADE SAUDÁVEL DAS ORGANIZAÇÕES EXIGE QUE ESTAS ENCAREM MÚLTIPLOS DESAFIOS
  • 6. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 6Todos os direitos reservados 2015 O QUE É VALOR PÚBLICO? E como podemos saber se ele está sendo criado por uma determinada organização?
  • 7. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 7Todos os direitos reservados 2015 ABORDAGEM VALOR PÚBLICO (Moore) Valor público como a interação com o cidadão para o desenho de serviços de qualidade Uma instituição é boa quando orquestra o diálogo com o cidadão sobre o que deve ser entregue Referências: Moore “Uma parte importante de ser um gerente efetivo é a orquestração de uma conversa coerente com os grupos tanto sobre o que deve ser produzido, como de que maneira devem ser produzidos” O QUE É VALOR PÚBLICO?
  • 8. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 8Todos os direitos reservados 2015 CIDADÃO: O CLIENTE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Para Moore, o cidadão é uma espécie de acionista que deseja receber os frutos do investimento que faz com seus impostos. No entanto, sua participação vai além disso, pois ele se compromete com a criação de valor ao contribuir com a vida pública CLIENTE NA ESFERA PRIVADA Na esfera privada o cliente detém uma postura mais passiva, demandando serviços que serão entregues pelo setor privado CLIENTE NA ESFERA PÚBLICA Já na esfera pública, o cliente detém, antes de mais nada, direitos e deveres, que transbordam em participação se comparado com o setor privado
  • 9. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 9Todos os direitos reservados 2015 DESENHO DO SERVIÇO PÚBLICO ORGANIZAÇÃO Todo serviço público é composto por um conjunto de regras e processos de negócio... ... suportados por sistemas de informação e infraestrutura... PARCEIROS PESSOAS ESTRUTURA ORGANIZACIONAL TECNOLOGIA INFRAESTRUTURA INFORMAÇÃO PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO ... com o objetivo de viabilizar a jornada da sociedade! JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE CLIENTE
  • 10. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 10Todos os direitos reservados 2015 CADEIA DE VALOR: NO SETOR PÚBLICO, A CADEIA DE VALOR PODE SER ENTENDIDA COMO UM CATÁLOGO DE SERVIÇOS PÚBLICOS Mesmo levando em consideração o ambiente externo, uma das grandes críticas que vinha sendo direcionada à Cadeia de Valor clássica era a pouca participação do cliente no processo. Até então, o modo de se entender a criação de produtos e serviços colocava a organização como sendo uma grande máquina fechada, que transformava insumos em produtos, sofrendo eventualmente influencias do “lado de fora”. Hoje em dia, com o entendimento crescente da importância do cliente nas várias etapas de criação, a Cadeia de Valor vem ganhando abordagens mais focadas no diálogo entre o cliente e a organização, introduzindo temas como co-criação e outras formas de interação com o cliente. Necessidades do segmento de clientes
  • 11. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 11Todos os direitos reservados 2015 LACUNA DE ECONOMICIDADE ORGANIZAÇÃO PARCEIROS PESSOAS ESTRUTURA ORGANIZACIONAL TECNOLOGIA INFRAESTRUTURA INFORMAÇÃO PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE CLIENTE Lacuna de Economicidade Custos com recursos Custos ótimo
  • 12. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 12Todos os direitos reservados 2015 LACUNA DE VALOR PÚBLICO ORGANIZAÇÃO PARCEIROS PESSOAS ESTRUTURA ORGANIZACIONAL TECNOLOGIA INFRAESTRUTURA INFORMAÇÃO PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE CLIENTE Lacuna de Valor Público Valor Público “alvo” Valor Público percebido Valor Público desejado
  • 13. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 13Todos os direitos reservados 2015 Quais lacunas são mais crônicas e estruturais impactando a entrega de diversos serviços? Quais lacunas, se resolvidas, resultam em um impacto mais significativo em uma maior quantidade de clientes dos serviços? Quais lacunas estão em alinhamento com Políticas Públicas estabelecidas? Quais lacunas estão em alinhamento com o Plano de Governo e alianças político-partidárias? PRIORIZAÇÃO DAS LACUNAS Escolha das lacunas de Valor Público
  • 14. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial | 14Todos os direitos reservados 2015 Tipos de transformação ORGANIZAÇÃO PARCEIROS PESSOAS ESTRUTURA ORGANIZACIONAL TECNOLOGIA INFRAESTRUTURA INFORMAÇÃO PROCESSOS E REGRAS DE NEGÓCIO JORNADA DA SOCIEDADE / CLIENTE CLIENTE Lacuna de Valor Público Valor Público “alvo” Valor Público percebido Valor Público desejado Lacuna de Economicidade Custos com recursos Custos ótimo Melhoria do dia a dia Redesenho das operações Novos produtos, serviços e experiências Novos modelos de negócio
  • 15. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 15 DANIEL KARRER daniel.karrer@elogroup.com.br

Notas do Editor

  1. Dúvida se não vale a pena colocar a figura do “sobreviver, crescer e perpetuar” para mostrar que a discussão de transformações é necessária para que se dialogue com as necessidades do negócio.