Testes Ágeis

222 visualizações

Publicada em

Testes Ágeis


- Amanda Sabóia

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Testes Ágeis

  1. 1. TESTE ÀGIL Desemepnhada por todos os membros; Ocorre em todas as etapas do ciclo de vida do software; Mecanismos automatizados,sempre que possível.
  2. 2. PRÁTICAS E PRINCÍPIOS : Desenvolvimento Orientado a testes Refactoring; Testes Unitários; TDD; BDD; Programação em par; Integração Contínua; Testes de Aceitação
  3. 3. DESENVOLVIMENTO ORIENTADO A TESTES “Um teste vale mais do que milhares de opiniões.Você pode me dizer que o sistema funciona.Mas enquanto você não me mostrar os resultados dos testes,eu não vou acrediar”-
  4. 4. REFACTORING Prega a melhoria da estrutura e do design interno do código sem modificar o seu comportamento.
  5. 5. TESTES UNITÁRIOS Modalidade de testes que se concentra na verificação da menor unidade do projeto de software.
  6. 6. TDD(TEST DRIVEN DEVELOPMENT) Testes de unidade automatizados são escritos antes do código que implementa a funcionalidade; Também chamado de Test First Design; Os testes são escritos incrementalmente encorajando a criação de um código com baixo acoplamento e alta coesão
  7. 7. TDD(TEST DRIVEN DEVELOPMENT)
  8. 8. VANTAGENS  Melhor entendimento do negócio do sistema  Criação de testes de risco  Maior confiança no código  Maior valor agregado ao produto
  9. 9. BDD(BEHAVIOR DRIVEN DEVELOPMENT)  Visa integrar regras de negócio com linguagens de programação;  O foco é a linguagem e as interações usadas no processo de desenvolvimento de software;  Os testes de aceitação são descritos em linguagens naturais próximas do domínio de negócio usando DSL’s(Domain Spcefic Language)
  10. 10. BDD(BEHAVIOR DRIVEN DEVELOPMENT)  Os testes descritos em linguagem natural são interpretados por ferramentas especializadas.
  11. 11. FERRAMENTAS
  12. 12. VANTAGENS Comunicação entre equipes; Compartilhamento de conhecimento; Documentação dinâmica; Visão do todo.
  13. 13. PROGRAMAÇÃO EM PAR Todo e qualquer código produzido no projeto deve ser implementado por duas pessoas juntas,diante do mesmo computador,revezando-se no teclado.
  14. 14. INTEGAÇÃO CONTÍNUA Criação de um ambiente separado do ambiente de desenvolvimento,onde as modificações individuais são unificadas ao projeto.
  15. 15. TESTES DE ACEITAÇÃO Clarifica o objetivo da estória; Estabelece uma linguagem comum; Fornece pistas sobre problemas importantes; Serve como critério de aceitação Fornece a perspectiva em relação ao que deve ser testado.

×