SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
Júnia Gonçalves e Elizabeth S. Furtado
Universidade de Fortaleza - PPGIA
MERCADO DINÂMICO E ALTAMENTE
COMPETITIVO
•  O ecossistema competitivo, gerado pelas constantes
inovações em produtos e serviços, vem demandando
trabalho e investigação de propostas a serem
compartilhadas com investidores e lançadas no mercado.
•  Muitas empresas confrontam-se com a necessidade de
lançar produtos ou serviços inovadores.
FATORES DE MERCADO
Valor Agregado, Canais de Comunicação com o Consumidor, Parceiros,
Lucros e Custos.
A visão unilateral na proposta de produtos inovadores é perigosa.
Existem soluções que encaram isoladamente os fatores: tecnológicos
mercadológicos e de experiência de usuário.
É possível listar diversas propostas de produtos inovadores que
pareciam promissores sob a ótica tecnológica, mercadológica ou de
experiência de usuário que fracassaram.
O caso do Home Page Grátis (hpG), no Brasil.
MOTIVAÇÃO

Atualmente, o mercado mundial está aquecido por
ideias, que precisam ser discutidas, antes de serem
transformadas em produtos ou serviços, a serem
construídos rapidamente.
É necessário unir a reflexão sobre o contexto de
mercado e experiência de usuário na proposta de
produtos ou serviços inovadores no ambiente
tecnológico.
PROBLEMÁTICA
•  A maioria dos modelos de processos de inovação
(Open Innovation, FuGle Innovatiom):
•  foca principalmente na identificação e filtragem
de novas ideias e conceitos;
•  aborda a inovação de produtos, em oposição a
empresas de serviços que apresentam produtos
menos tangíveis (por exemplo, as companhias
de seguros);
•  negligencia ou exclui a parte de exploração da
inovação em diferentes mercados e áreas de
aplicação (incluindo a exploração de diferentes
modelos de negócios para a empresa).
Criatividade, Ideia e Inovação
•  Criatividade é normalmente incompreendida, assim como sua
conexão com o conceito de Ideia.
•  A Criatividade refere-se ao processo de geração de novas
abordagens ou ideias. De forma geral, é possível dizer que um
processo criativo é um processo de geração de ideias.
•  A inovação refere-se à aplicaçãoo de ideias em um contexto
específico, frequentemente no desenvolvimento de um produto ou
serviço.
•  A criatividade é um pré-requisito para a inovação, embora não seja,
em si, uma condiçãao suficiente para que a inovação aconteça.
Experiência de Usuário, Experiência de
Consumo
Ambiente e Contexto de Negócio
T ÉCNICAS DE SUPORTE À CRIATIVIDADE E
CONCEITOS EXPLORADOS
1. Brainstorming
2. Six Hat Thinking
3. Extreme Characters
4. Interaction Relabelling
5. Five Obstructions
6. FutureWorkshop
7. Fictional Inquiry
8. Metaphorical Design
9. Inspiration Cards Workshop
PROPOSTA: INOVAMOBI

A aplicação do framework Inovamobi acontece antes de um processo de
desenvolvimento de software.
Cabe ao aplicador decidir pela técnica criativa que melhor se adeque à
questão inicial levantada, e que tange a experiência do usuário e as
necessidades de mercado, chamados de pilares Usuário e Ambiente.
OBJETIVOS
•  Visa ao debate sobre um problema já detectado, provendo
soluções inovadoras, que perpassem por uma Análise de
Usuário e Ambiente, gerando um plano de ação;
•  Visa a uma conceituação do artefato a ser construído, antes
do seu desenvolvimento, evitando posteriores "pivotamentos”;
•  Visa à integração entre estudos e práticas orientadas ao
usuário e ao mercado, dentro de um contexto de inovação;
•  Visa ao aprimoramento e verificação da inovação proposta,
ampliando o campo de visão para as questões analisadas.
CARACTERÍSTICAS
•  Provê suporte à integração e à colaboração entre os
profissionais e estímulo à criatividade por meio das técnicas
previamente citadas;
•  Provê guidelines de execução, que são sumarizados na forma
de Requisitos de Aplicação, como:
•  A Questão Inicial
•  Definição de Critérios e Escolha da Técnica
•  Sensibilização e Fontes de Inspiração
•  Análise das Ideias
•  Elaboração de um Plano de Ação
Questão Inicial do Caso Estudado: É
possível pensar a universalização das
soluções propostas gerando
uma nova solução?
Técnica aplicada: Future Workshop
Preparação, Crítica e Fantasia
Análise das ideias geradas quanto ao:
paradigma, redesign, padronização,
automatização e ajustes do modelo
estabelecido
RESULTADOS
Foco nos Usuários
Pensamento sobre o Negócio
Criação do Plano de Ação
Integração de profissionais de tecnologia, mercado e UX, que irão se
envolver como o projeto e desenvolvimento do produto
DISCUSSÃO
•  Qualidade da solução refletida
•  O framework proposto deve prover critérios bem definidos para a
definição da qualidade da solução gerada?
•  Se técnicas de design de interação fossem aplicadas, haveria uma
melhora significativa na qualidade da solução? Quais?

•  Implicação para o Design da Interação
•  O framework proposto não define a abordagem do processo de design a
ser adotada, a qual depende do contexto da inovação, como, o Goaldirected Design ou mesmo outro processo de design, como Design
Thinking

•  Implicação para a Engenharia de Requisitos
•  Trata-se de um dos momentos de Estudo da Viabilidade, servindo como
ferramenta facilitadora da comunicação e colaboração entre os
stakeholders durante o processo de Inovação sucedido por um de
desenvolvimento de software.
O
IA G
JÚN

LV
NÇA

ES

Universidade de
Fortaleza

Av. Washington Soares,
1321, Edson Queiroz
CEP 60.811-905,
Fortaleza-CE, Brasil
junia.goncalves@gmail.co
m

RT
H FU
ET
LIZAB
E

ADO

Universidade de
Fortaleza
Av. Washington Soares,
1321, Edson
Queiroz
CEP 60.811-905,
Fortaleza-CE, Brasil
elizabet@unifor.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Institucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInstitucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInnovation Office
 
Benefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação abertaBenefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação abertaEduardo Fagundes
 
Inovação é A Solução
Inovação é A SoluçãoInovação é A Solução
Inovação é A SoluçãoSEBRAE MS
 
PROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO / FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATION
PROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO  /  FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATIONPROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO  /  FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATION
PROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO / FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATIONPaulo Carvalho
 
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_eggerProcessos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_eggerDaniel Egger
 
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no BrasilPalestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no BrasilAllagi Open Innovation Services
 
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação PROF YOGUI, R
 
Open innovation sebrae mg
Open innovation sebrae mgOpen innovation sebrae mg
Open innovation sebrae mgFlávio Moreira
 
Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...
Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...
Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...globantbr
 
Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...
Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...
Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...Allagi Open Innovation Services
 
Empreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológicaEmpreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológicaAlex Chastinet
 
Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...
Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...
Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...Allagi Open Innovation Services
 
Inovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologia
Inovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologiaInovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologia
Inovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologiaEric Fiori
 
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaGestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaMacroplan
 
O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8
O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8
O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8Manuel Fernandes
 
MVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação Aberta
MVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação AbertaMVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação Aberta
MVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação Abertaauspin
 
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à InovaçãoBRAIN Brasil Inovação
 

Mais procurados (20)

Institucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInstitucional Innovation Office
Institucional Innovation Office
 
Benefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação abertaBenefícios da inovação aberta
Benefícios da inovação aberta
 
Inovação é A Solução
Inovação é A SoluçãoInovação é A Solução
Inovação é A Solução
 
PROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO / FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATION
PROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO  /  FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATIONPROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO  /  FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATION
PROSPECTIVA . ESTRATÉGIA . INOVAÇÃO / FORESIGHT . STRATEGY . INNOVATION
 
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_eggerProcessos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
 
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no BrasilPalestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
 
Proposta e Resultados do Open Innovation Seminar 2010
Proposta e Resultados do Open Innovation Seminar 2010Proposta e Resultados do Open Innovation Seminar 2010
Proposta e Resultados do Open Innovation Seminar 2010
 
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação
 
Inovação for dummies
Inovação for dummiesInovação for dummies
Inovação for dummies
 
Open innovation sebrae mg
Open innovation sebrae mgOpen innovation sebrae mg
Open innovation sebrae mg
 
Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...
Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...
Apresentação do workshop Notícias do Front: O que há de novo no mundo da inov...
 
Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...
Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...
Open Innovation e o Cenário Brasileiro Palestra FIA Junho 08 Bruno Rondani - ...
 
Empreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológicaEmpreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológica
 
Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...
Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...
Inovação Radical e Open Innovation Palestra FGV Junho08 Bruno Rondani Allagi ...
 
Inovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologia
Inovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologiaInovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologia
Inovação aberta - Como criar e lucrar com a tecnologia
 
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaGestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
 
O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8
O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8
O papel-do-vc-na-open-innovation-andr-saito-gvcepe-1212873754080198-8
 
Gestão empresarial aula 5 inovação
Gestão empresarial aula 5 inovaçãoGestão empresarial aula 5 inovação
Gestão empresarial aula 5 inovação
 
MVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação Aberta
MVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação AbertaMVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação Aberta
MVI 1.4 Inovaçao Fechada x Inovação Aberta
 
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
 

Semelhante a Inovamobi - Artigo do IHC'2013

Criatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UX
Criatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UXCriatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UX
Criatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UXIngrid Castro
 
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeApresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeLevi Tancredo
 
Apresentação Inovadores
Apresentação InovadoresApresentação Inovadores
Apresentação InovadoresAndré Flores
 
Ologia | Design Thinking
Ologia | Design ThinkingOlogia | Design Thinking
Ologia | Design ThinkingOlogia
 
GI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptx
GI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptxGI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptx
GI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptxfranmafesoni
 
Petrobras laboratorio jan/2003
Petrobras  laboratorio jan/2003Petrobras  laboratorio jan/2003
Petrobras laboratorio jan/2003kleber.torres
 
Petrobras ws laboratorio 01.02
Petrobras ws laboratorio 01.02Petrobras ws laboratorio 01.02
Petrobras ws laboratorio 01.02kleber.torres
 
Desenvolvimento de Negócios Inovadores
Desenvolvimento de Negócios InovadoresDesenvolvimento de Negócios Inovadores
Desenvolvimento de Negócios InovadoresSoraia Gomes
 
20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do 3º S...
20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do  3º S...20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do  3º S...
20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do 3º S...Development Workshop Angola
 
Um processo de inovação contínua de software baseado em prototipagem
Um processo de inovação contínua de software baseado em prototipagemUm processo de inovação contínua de software baseado em prototipagem
Um processo de inovação contínua de software baseado em prototipagemCarlos Carvalho
 
Criando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / WorkshopCriando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / WorkshopRhuan Willrich
 
Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6auspin
 
@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx
@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx
@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docxAdrianaSilva227685
 
DISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdf
DISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdfDISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdf
DISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdfArthur Dias
 
Design thinking: uma nova abordagem para inovação
Design thinking: uma nova abordagem para inovaçãoDesign thinking: uma nova abordagem para inovação
Design thinking: uma nova abordagem para inovaçãoLuiz Bonini
 

Semelhante a Inovamobi - Artigo do IHC'2013 (20)

Criatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UX
Criatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UXCriatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UX
Criatividade, Inovação e Métodos Ágeis - O que isso tem a ver com UX
 
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeApresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
 
Apresentação Inovadores
Apresentação InovadoresApresentação Inovadores
Apresentação Inovadores
 
[E-book] Como transformar ideias em resultados
[E-book] Como transformar ideias em resultados[E-book] Como transformar ideias em resultados
[E-book] Como transformar ideias em resultados
 
Ologia | Design Thinking
Ologia | Design ThinkingOlogia | Design Thinking
Ologia | Design Thinking
 
FNQ Inovação Terra Forum
FNQ   Inovação   Terra ForumFNQ   Inovação   Terra Forum
FNQ Inovação Terra Forum
 
GI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptx
GI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptxGI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptx
GI aula 3 Inovação Aberta_tipos2023.pptx
 
Petrobras laboratorio jan/2003
Petrobras  laboratorio jan/2003Petrobras  laboratorio jan/2003
Petrobras laboratorio jan/2003
 
Petrobras ws laboratorio 01.02
Petrobras ws laboratorio 01.02Petrobras ws laboratorio 01.02
Petrobras ws laboratorio 01.02
 
Desenvolvimento de Negócios Inovadores
Desenvolvimento de Negócios InovadoresDesenvolvimento de Negócios Inovadores
Desenvolvimento de Negócios Inovadores
 
Guia modelagem-negocios
Guia modelagem-negociosGuia modelagem-negocios
Guia modelagem-negocios
 
20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do 3º S...
20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do  3º S...20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do  3º S...
20170120 DW Debate: Inovação e Desenvolvimento nos Projectos Sociais do 3º S...
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
 
Um processo de inovação contínua de software baseado em prototipagem
Um processo de inovação contínua de software baseado em prototipagemUm processo de inovação contínua de software baseado em prototipagem
Um processo de inovação contínua de software baseado em prototipagem
 
Criando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / WorkshopCriando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / Workshop
 
Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6
 
@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx
@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx
@@Guia_de_Inovacao_Corporativa_-_Atlantico_.docx
 
DISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdf
DISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdfDISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdf
DISTRITO-PLAYBOOK-1-1-1-1.pdf
 
Artigo designthinking
Artigo designthinkingArtigo designthinking
Artigo designthinking
 
Design thinking: uma nova abordagem para inovação
Design thinking: uma nova abordagem para inovaçãoDesign thinking: uma nova abordagem para inovação
Design thinking: uma nova abordagem para inovação
 

Mais de UNIFOR E UECE

Challenges for a Latin American Community in HCI - Sigchi
Challenges for a Latin American Community in HCI - SigchiChallenges for a Latin American Community in HCI - Sigchi
Challenges for a Latin American Community in HCI - SigchiUNIFOR E UECE
 
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptxApresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptxUNIFOR E UECE
 
Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011
Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011
Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011UNIFOR E UECE
 
TVD- unifor-oficina-luqs
TVD- unifor-oficina-luqsTVD- unifor-oficina-luqs
TVD- unifor-oficina-luqsUNIFOR E UECE
 
Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011UNIFOR E UECE
 

Mais de UNIFOR E UECE (6)

Challenges for a Latin American Community in HCI - Sigchi
Challenges for a Latin American Community in HCI - SigchiChallenges for a Latin American Community in HCI - Sigchi
Challenges for a Latin American Community in HCI - Sigchi
 
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptxApresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
 
Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011
Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011
Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011
 
TVD- unifor-oficina-luqs
TVD- unifor-oficina-luqsTVD- unifor-oficina-luqs
TVD- unifor-oficina-luqs
 
Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011
 
Portfolio-luqs-tvd
Portfolio-luqs-tvdPortfolio-luqs-tvd
Portfolio-luqs-tvd
 

Último

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 

Último (20)

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 

Inovamobi - Artigo do IHC'2013

  • 1. Júnia Gonçalves e Elizabeth S. Furtado Universidade de Fortaleza - PPGIA
  • 2. MERCADO DINÂMICO E ALTAMENTE COMPETITIVO •  O ecossistema competitivo, gerado pelas constantes inovações em produtos e serviços, vem demandando trabalho e investigação de propostas a serem compartilhadas com investidores e lançadas no mercado. •  Muitas empresas confrontam-se com a necessidade de lançar produtos ou serviços inovadores.
  • 3. FATORES DE MERCADO Valor Agregado, Canais de Comunicação com o Consumidor, Parceiros, Lucros e Custos. A visão unilateral na proposta de produtos inovadores é perigosa. Existem soluções que encaram isoladamente os fatores: tecnológicos mercadológicos e de experiência de usuário. É possível listar diversas propostas de produtos inovadores que pareciam promissores sob a ótica tecnológica, mercadológica ou de experiência de usuário que fracassaram. O caso do Home Page Grátis (hpG), no Brasil.
  • 4. MOTIVAÇÃO Atualmente, o mercado mundial está aquecido por ideias, que precisam ser discutidas, antes de serem transformadas em produtos ou serviços, a serem construídos rapidamente. É necessário unir a reflexão sobre o contexto de mercado e experiência de usuário na proposta de produtos ou serviços inovadores no ambiente tecnológico.
  • 5. PROBLEMÁTICA •  A maioria dos modelos de processos de inovação (Open Innovation, FuGle Innovatiom): •  foca principalmente na identificação e filtragem de novas ideias e conceitos; •  aborda a inovação de produtos, em oposição a empresas de serviços que apresentam produtos menos tangíveis (por exemplo, as companhias de seguros); •  negligencia ou exclui a parte de exploração da inovação em diferentes mercados e áreas de aplicação (incluindo a exploração de diferentes modelos de negócios para a empresa).
  • 6.
  • 8. •  Criatividade é normalmente incompreendida, assim como sua conexão com o conceito de Ideia. •  A Criatividade refere-se ao processo de geração de novas abordagens ou ideias. De forma geral, é possível dizer que um processo criativo é um processo de geração de ideias. •  A inovação refere-se à aplicaçãoo de ideias em um contexto específico, frequentemente no desenvolvimento de um produto ou serviço. •  A criatividade é um pré-requisito para a inovação, embora não seja, em si, uma condiçãao suficiente para que a inovação aconteça.
  • 9. Experiência de Usuário, Experiência de Consumo Ambiente e Contexto de Negócio
  • 10. T ÉCNICAS DE SUPORTE À CRIATIVIDADE E CONCEITOS EXPLORADOS 1. Brainstorming 2. Six Hat Thinking 3. Extreme Characters 4. Interaction Relabelling 5. Five Obstructions 6. FutureWorkshop 7. Fictional Inquiry 8. Metaphorical Design 9. Inspiration Cards Workshop
  • 11.
  • 12. PROPOSTA: INOVAMOBI A aplicação do framework Inovamobi acontece antes de um processo de desenvolvimento de software. Cabe ao aplicador decidir pela técnica criativa que melhor se adeque à questão inicial levantada, e que tange a experiência do usuário e as necessidades de mercado, chamados de pilares Usuário e Ambiente.
  • 13. OBJETIVOS •  Visa ao debate sobre um problema já detectado, provendo soluções inovadoras, que perpassem por uma Análise de Usuário e Ambiente, gerando um plano de ação; •  Visa a uma conceituação do artefato a ser construído, antes do seu desenvolvimento, evitando posteriores "pivotamentos”; •  Visa à integração entre estudos e práticas orientadas ao usuário e ao mercado, dentro de um contexto de inovação; •  Visa ao aprimoramento e verificação da inovação proposta, ampliando o campo de visão para as questões analisadas.
  • 14. CARACTERÍSTICAS •  Provê suporte à integração e à colaboração entre os profissionais e estímulo à criatividade por meio das técnicas previamente citadas; •  Provê guidelines de execução, que são sumarizados na forma de Requisitos de Aplicação, como: •  A Questão Inicial •  Definição de Critérios e Escolha da Técnica •  Sensibilização e Fontes de Inspiração •  Análise das Ideias •  Elaboração de um Plano de Ação
  • 15.
  • 16. Questão Inicial do Caso Estudado: É possível pensar a universalização das soluções propostas gerando uma nova solução? Técnica aplicada: Future Workshop Preparação, Crítica e Fantasia Análise das ideias geradas quanto ao: paradigma, redesign, padronização, automatização e ajustes do modelo estabelecido
  • 17.
  • 18. RESULTADOS Foco nos Usuários Pensamento sobre o Negócio Criação do Plano de Ação Integração de profissionais de tecnologia, mercado e UX, que irão se envolver como o projeto e desenvolvimento do produto
  • 19. DISCUSSÃO •  Qualidade da solução refletida •  O framework proposto deve prover critérios bem definidos para a definição da qualidade da solução gerada? •  Se técnicas de design de interação fossem aplicadas, haveria uma melhora significativa na qualidade da solução? Quais? •  Implicação para o Design da Interação •  O framework proposto não define a abordagem do processo de design a ser adotada, a qual depende do contexto da inovação, como, o Goaldirected Design ou mesmo outro processo de design, como Design Thinking •  Implicação para a Engenharia de Requisitos •  Trata-se de um dos momentos de Estudo da Viabilidade, servindo como ferramenta facilitadora da comunicação e colaboração entre os stakeholders durante o processo de Inovação sucedido por um de desenvolvimento de software.
  • 20.
  • 21. O IA G JÚN LV NÇA ES Universidade de Fortaleza Av. Washington Soares, 1321, Edson Queiroz CEP 60.811-905, Fortaleza-CE, Brasil junia.goncalves@gmail.co m RT H FU ET LIZAB E ADO Universidade de Fortaleza Av. Washington Soares, 1321, Edson Queiroz CEP 60.811-905, Fortaleza-CE, Brasil elizabet@unifor.br