SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 45
UsabilidadeeComunicabilidade
 na TV digitalinterativa (TVDI)


        Elizabeth Furtado
        
Objetivo do Primeiro projeto
Analisar de forma qualitativa a influência de programas
de auditório para a interação dos usuários com
aplicações para TVDI, especificamente:
  as intenções de um usuárioemparticipar do programa e o papel
  do apresentador
Resultados do Primeiro projeto
Um programa editado e contendo diversos cenários para
explorar a interatividade
Interpretação sobre o comportamento dos
usuários, realizada a partir de dados obtidos de
experimentos com 35 usuários.
Um relatório entregue a Funcap
Dois artigos: Infobrasil 2011 e EuroiTV’2011
Objetivo do Segundo projeto
Ajudar roteiristas de TVDI a integrar a interatividade em
um programa de TV, a partir de suas percepções e
questões que o conceito de metacomunicação suscita.
Atividades do Segundo Projeto
 Entrevista
 Treinamento
 Escrita de artigos
Execução do primeiro projeto
Escolher a Emissora, tema e programa de audiência de
acordo com o público alvo escolhido
Apresentar as aplicações para TVD para os
envolvidos, bem como os objetivos específicos da
avaliação
Adaptar o roteiro elaborado para incluir cenários com
linguagem interativa
Acompanhar a gravação do programa
Editar o programa gravado
         Realizar a avaliação e análise dos resultados
Aplicações para TVD
Questão da Pesquisa:
(Q1) Como a linguagem veiculada no programa influencia nas intenções de
    participação dos usuários que assistem o programa?

Hipóteses
H1- A comunicação direta do apresentador motiva o uso imediato do aplicativo
  pelos usuários que assistem o programa.
H2- A comunicação indireta veiculada no programa não é percebida pelo
  usuário.

Critérios e Valores
               Critério: Tipo da comunicação
               Possíveis Valores:
               A comunicação direta pelo apresentador
               - se as pessoas se interessariam pela 1ª votação
               A comunicação indireta no palco ou no programa
               – se as pessoas perceberiam a 2ª Votação e demais
                  possibilidades de participação
Escolha do tema e roteiro elaborado
pelos roteiristas do programa

  1º BLOCO             2º BLOCO       3º BLOCO
  ESCALADA             ENTREVISTA 3   CONSIDERAÇÕES
  VT APRESENTAÇÃO DO   INTERATIVO 2   FINAIS
  PERSONAGEM           VT MARIDO      INTERATIVO 4
  ENTREVISTA 1         ENTREVISTA 4
  ENTREVISTA 2                        INTERATIVO 5
                       INTERATIVO 3   CONTATOS
  INTERATIVO 1         BREAK 2
  BREAK 1                             ENCERRAMENTO
Definição da interatividade
  Cenário para incentivar o telespectador a participar, de
   forma direta;
  Cenário para incentivar o telespectador a participar, de
   forma indireta;
  Cenário para levar o usuário a usar outros meios de
   comunição (celular e Computador);
  Cenário para ensinar o usuário a chamar uma
   aplicação e para usar o controle remoto e;
  Cenário para levar o usuário a ter
   curiosidadeemacompanhar os resultados das
   votações.
Incremento do roteiro feito pelos
designers
INTERATIVO 1- a apresentadora chama para a 1ª. Votação e a apresentadora
  explica como interagir fazendo a demonstração das opções de
  menu, Legenda para a interação para 1ª. Votação com SMS com a chamada
  da Apresentadora
INTERATIVO 2 – Legenda com o texto da interação para 2ª. Votação com SMS
  sem a chamada da Apresentadora.
INTERATIVO 3 – Apresentadora informa a parcial da votação utilizando o
  quadro
INTERATIVO 4 – Chamada indireta para Jogar
INTERATIVO 5 – A apresentadora finaliza o programa e informa que a
  aplicação permanece disponível após o encerramento do programa.
INTERATIVO 1 - Cenárioparaincentivarotelespectador a
  participar, de forma direta
- A apresentadora chama para a 1ª. Votação




            Aquielatambemfaz a chamadadiretaparaousuáriousaroutromeio
              de comunicação (celularenviando SMS) efalaparaler a
              legenda;
INTERATIVO 1 - Além disso, a apresentadora explica como
interagir fazendo a demonstração das opções de menu




           Foi adicionado ao vídeo um outro vídeo explicando a interatividade e
           uso do controle remoto (10min55seg). Este vídeo inicia quando a
           apresentadora faz a chamada à aplicação menu
INTERATIVO 2 – Cenárioparaincentivarotelespectador                  a
 participar, de forma indireta




           Aqui elas estão conversando sobre o assunto da segunda
             votação, e a legenda aparece sem ser lida pela
             apresentadora.
INTERATIVO 3- Cenário para levar o usuário a ter curiosidade de
 acompanhar os resultados das votações.




               A apresentadora informa a parcial da segunda votação no
               quadro virtual usado na cena. E o usuário tem a
               possibilidade de obtê-la também via a aplicação para TVDI
INTERATIVO 4 – Chamada indireta para Jogar
INTERATIVO 5 – A apresentadora finaliza o programa e
  informa que a aplicação permanece disponível após o
  encerramento do programa.




           O usuário tem a possibilidade de obtê-la também via a
           aplicação para TVDI, acessando-a pelo menu
Acompanhamento da Gravação do Programa
-     Estrutura – tentativa do uso da aplicação durante o programa:
    -     Globo na tela da TV -> Demonstração para a apresentadora
Edição do programa pelo Luqs
Tempo: 40 min 18seg -> 31 min 08 seg
Inclusão das legendas
Vídeo embutido explicando a interatividade e uso do
  controle remoto
Cronômetro na parte inferior direita
Logomarca de interatividade
Logomarca do LUQS, com texto de advertência para as
  modificações
Edição da ajuda
Explicação da Ajuda:
- Cuidado para não dar ao usuário a impressão de que a
    aplicação menu está sendo executada ao mesmo
    tempo em que o programa.
- Como se trata de uma
explicação, ela tem que ser
apresentada como tal.
incluir a “mão” de alguém
manipulando o CR.
Espaço Usado




    Vídeos

   Aplicações
Experimento:
Amostra – mulheres na faixa etária de 32 a 55
 anos, Escolaridade fundamental incompleto
Profissão: serviços gerais – funcionárias da
  instituição Unifor
Perfil das participantes
Foi aplicado um questionário com 35.
 Forma de assistir a um programa de audiência e/ou de auditório na TV



 Você é do tipo “antenada¨ - boa familiaridade com tecnologia e interesse específico em temas femininos?
 ( )Sim      ( ) Não, Justifique:___________________ _____________________




 Você é do tipo “ocupada¨ - indiferença pela tecnologia e faz muitas atividades em paralelo ao assistir TV, se dispersando?
 ( )Sim      ( ) Não, Justifique: ______________________________________

 Você é do tipo “Socorro, me Ajuda¨ - pouca familiaridade com a tecnologia, mas procura ajuda de parente ou amigo?
 ( )Sim      ( ) Não, Justifique: ______________________________________




 Você é do tipo “Impaciente¨ - tem aversão à tecnologia e desiste caso encontre obstáculos?
 ( )Sim      ( ) Não, Justifique: ______________________________________




                                                        15 delas participaram de 3 oficinas
Perfil:
Momentos de uma oficina:
1- Sensibilização e conhecimento da tecnologia
2- Exibição do programa para obter as Intenções
  de interação dos participantes
3- Grupo focal
           Oficinas           Momentos             Amostra
           1 – 2/12           1e2                  5
           2 – 3/12           1e2                  6
           3 – 7/12 e 9/12    1e2                  4
           Total                                   15


            Qual a metodologia de avaliação aplicar?
Como seria a sensibilização no 1º. momento?
  Levar as pessoas a terem um entendimento inicial
    da forma de usar a TV digital.
    “O usuário não é cobaia do nosso estudo, nem
      queremos fazer “pegadinhas” com ele”.
    “Eles não estão sendo avaliados, nós sim!”
Sensibilização
As participantes assistem o vídeo da aplicação Viva
 Mais, que apresenta a mesma comunicação
 direta
Depois, conhecem o menu das aplicações que
 podem ser usadas, que lhes dá uma visão de
 poderem usar a aplicação a qualquer momento
 durante o programa.
Fatores de decisão para o 2º. momento
   TV é social – então elas vão assistir juntas o
      programa, ficarão livres para comentar, pois o
      contexto tem que ser o mais próximo possível da
      realidade
   Problemas:
     Como elas iriam fazer isto (comentar, se concentrar no
         conteúdo), preocupadas em ter que “usarem” uma nova
         tecnologia?
     Ter a intenção de participar poderia ficar “camuflada” pelo
         medo de interagir
     E se uma quiser participar e a outra estiver usando o controle
         remoto? Como saber as reais intenções de uso, se podem
         não ser expressas?
Solução: Elas receberam um formulário para
preencherem enquanto assistiam o programa
 As Intenções de participação foram expressas pelas próprias participantes no
 formulário abaixo. A hora, se refere ao tempo apresentado na tela.
EVENTOS       PROGRAMADOS                    PARA HORÁRIO NO VÍDEO
PARTICIPAÇÃO DA AUDIÊNCIA

Chamada direta para 1ª. Votação e com legenda: Você 10:36min a 12 min
trairia se fosse traída?

Explicação da ajuda pela apresentadora               10:56min
Chamada indireta para 2ª. Votação com a legenda: 15min a 16min
Você acha que o marido continua traindo a Dallena?

Chamada direta para acompanhar andamento             Quadro   é     mostrado   entre
                                                     19min30seg e 20min45seg

Chamada indireta para Jogar                          25 min
Chamada direta para acompanhar andamento da No     final            do    programa
enquete                                     (29min50seg)
Recomendações Dadas
Elas podiam interagir a qualquer momento e enfatizar as
  diversas possibilidades usando outros dispositivos, que
  não somente o controle remoto.
Nós explicamos a funcionalidade do “i” no vídeo
Dissemos que não estávamos interessadas em saber as
  respostas delas (se elas trairiam ou não o marido),
  embora elas estivessem livres para conversar entre si.
Esclarecemos que elas não eram obrigadas a
  participarem, nem a ficarem até o final do programa.
           Todas assinaram o termo de consentimento.
Elas preenchem o formulário, enquanto
vêem o programa
Resultados sobre as intenções de uso e
o papel do apresentador
Oficina 1- Das 5 participantes, 4 fizeram o registro que queriam participar da
   primeira votação. Somente uma (S2) não quis participar de jeito nenhum.
Nenhuma das participantes percebeu que havia diversas formas de interação,
  além da TV. Elas também não perceberam haver outras possibilidades além da
  votação (como acompanhar a votação e jogar) .

         Eventos             Quantidade          Quantidade
         programados    para registrada          falada no Grupo
         interação                               Focal (GF)
         1ª. Votação         4                   4

         2ª. Votação         0                   4
Grupo Focal (GF)
Elas disseram que as intenções registradas foram influenciadas pela aplicação
   Viva Mais, que foi demonstrada antes do programa Sua Manhã. Elas
   esperaram da apresentadora do Sua Manhã o mesmo comportamento do
   apresentador do Viva Mais, que usou a comunicação direta: Participe! isto foi
   constatado por meio do seguinte depoimento: (S1) eu fiquei esperando que ela
   dissesse a hora para interagir, por isto escolhi a primeira votação. Todas as
   outrasconfirmaram a mesmareação(menos S2).
Quando perguntadas se elas não perceberam que existia outra votação, elas
  disseram: a gente percebeu, mas achou que deveria somente fazer a primeira.
  E justificaram dizendo que quando a Maysa fez a apresentação da aplicação
  menu, dando ajuda para o uso do controle remoto, elas disseram que
  entenderam que a explicação era para elas usarem a aplicação naquele
  momento do programa.
A explicação ocorre antes da segunda votação, então elas acharam que não
                   poderiam participar depois.
Intenções de interagir nos seguintes momentos:   Horário          Quantidade   Falada     no
                                                                               registrada   GF

             Quando a Dallena diz que conseguiu superar uma Entre cinco e seis S6           s6
Oficina 2.   boa parte das dificuldades – Ela diz que aprendeu a minutos
             lidar mais com os filhos dela. Depois, a Maisa
             pergunta se a vida foi dura com ela e ela responde
             que acha que se desgastou, que envelheceu mas que
             mesmo assim, a vida agora está melhor.

             Quando a Darllena se Culpou - Natália Fortaleza Entre 14 min. e 45 S1          s1
             comenta o fato da Dallena se perguntar onde ela seg. e 16 min. e 15
             errou, e gerar um sentimento de culpa.          seg.,
             Quando a Darllena não estava preparada para a No tempo 17 min e S1             s2
             gravidez - A Natália Fortaleza pergunta para Dallena entre 17 min. 40
             se as gravidez foram planejadas e esta diz que não.  seg. e 18 min.


             Quando houve a pergunta feita pela Natália de 09-10 min           S4, S5, S6   S4,s5,s6
             quantos quilos Dallena quer pesar

             1ª. Votação                                      11-12min         S1, S4,S6, S1, S4,S6,
                                                                               S5, S2     S5, S2


             2ª. votação                                      15min            S1           S4
             Jogar                                            25 min           S4
             Saber o resultado final da Enquete                                             Todas
OFICINA 2 - As imagens das figuras ilustram os momentos em que elas preenchem o
documento de intenção de participar, enquanto assistem o programa Sua Manhã.
Grupo Focal
Das 5 que entenderam a filosofia de participação via TVD, 4 registraram que se
  apropriariam de diversas formas de interação, além do controle remoto.
S5 por exemplo, quis participar da 1ª. votação tanto usando o computador como
  SMS.
S1 em todas as suas intenções de participação, sempre optou pelo SMS como
  alternativa para a TVD. Ela justificou dizendo: “para o caso da tecnologia não
  estar disponível para ela”.
S4 escolheu votar de duas maneiras diferentes, na primeira votação pela TVD e na
  segunda votação por SMS, justificando caso não desse certo pela TVD. Já que
  atualmente a TVD ainda não é uma realidade para ela. Em momentos que
  precederam a primeira votação (9-10min), tanto S4 como S6 quiseram
  telefonar.
Análise dos Resultados
  Estes resultados demonstraram que as participantes foram capazes de
 perceber outras formas de interagir e em momentos variados de participação,
 que não previamente as formas e os momentos que foram programados e
 pensados no roteiro (voltar ao slide 32).
  Na nossa interpretação, isto aconteceu porque, de acordo com o questionário,
 elas têm familiaridade com tecnologias (computadores e celulares). Ela tinham
 um nível de experiência com a tecnologia melhor do que as participantes da
 oficina 1.
  Estes resultados nos levam a supor que o papel do apresentador é importante,
 pois todas quiseram participar da 1ª. Votação.
Resultados sobre as intenções de uso e
o papel do apresentador
Oficina 3-
A letra S se refere a cada um dos sujeitos envolvidos nesse
   momento.
S1- super interessada, então falou que era fã da Maísa, assistia o
  programa todo dia. é analfabeta.
S2 - É analfabeta, comentou sua opinião ao ver o programa, mas
  não se interessou em participar.
S3 - quis participar a partir da primeira votação
S4 - não se interessou em participar
Resultados sobre as intenções de uso e
o papel do apresentador
Oficina 3-

Eventos programados para     Quantidade   Quantidade
interação                    registrada   falada
1ª. Votação                  S1 e S3      S1 e S3
2ª. Votação                  S1           s1
21-22min Maisa chama a       S1 e S3      S1 e S3
atenção para ver o que
Fágner, marido de Dallena,
tem a dizer e este dá seu
depoimento
Saber o resultado final da   0            Todas
Enquete
Resultados Gerais
Os comportamentos observados das participantes das oficinas 1 e 3 têm sido
  praticamente influenciados somente pela apresentadora.
Os usuários que perceberam possibilidades de participação além das previstas
  nos roteiros (n=6), assim como imaginaram as possibilidades de interagir com
  os diversos dispositivos apresentados foram as participantes que tinham:
   Pouca dificuldade em usar o computador, Acesso ao computador só do trabalho e as vezes
   Se classificaram como mães atenadas, 1 disse ser ocupada também e, 2 disseram ser socorro
      também.

os usuários com menos experiência se classificaram como ocupada e socorro.
Na nossa interpretação, pensamos que quanto mais o usuário adquire
  conhecimento sobre as possibilidades de interação, menos ele tende a ficar
  dependente do apresentador e mais apto a explorar outras possibilidades.
Comentários Gerais
Percebemos que um usuário pode ter os seguintes comportamentos com relação a
  sua participação:
     - Usuário que não participa, pode vir a participar, com estratégias adicionais
    (brindes).
    - Perceber outras formas de interagir, não se limitando a um só dispositivo;
-   - perceber que ele pode participar em diversos momentos do programa, não
    dependendo da comunicação direta do apresentador;
-   - propor suas ideias para aumentar sua participação, como por exemplo: diante
    de um interesse em participar de uma conversa no palco, o telespectador pode
    propor uma pergunta e iniciar uma nova enquete.
2- Resultados sobre o envolvimento da
participante com o conteúdo
Todas com exceção de uma participante da oficina 1 (S2), outra da oficina 2 (S3)
  e as participantes (S2 e S4) da oficina 3, se envolveram bastante com o
  conteúdo, pois elas falaram de sua vida pessoal. Isto aconteceu de forma bem
  determinante com a S4, que quase chorou, pois o cenário da Darllena era
  exatamente o mesmo que já tinha acontecido com ela. S2 da oficina 3 disse:
  Se eu for contar aqui a minha história, é pior que a dela, se referindo a Darllena.
Na nossa interpretação, o tema Traição escolhido pode ter sido um empecilho para
  elas participarem. Mas todas gostaram do programa e da apresentadora.
  Apesar de S2 não ter participado quase nada da experiência, ela respondeu
  que gostou do programa e da apresentadora.
Houve também quem quisesse participar com entusiasmo, porque era fá da
  apresentadora, foi o caso da S1 da oficina 3 que ao terminar o programa disse:
  “beijo Maysa, até amanhã”.
Comentários Gerais


Num projeto para TVD deve-se considerar que:
Para um usuário com dificuldades de usar uma nova tecnologia, que é fã de TV,
  tem–se que encontrar formas de inseri-lo, e esta não deve ser dissociada do
  programa, que ele assiste.
Infelizmente sabemos dos problemas técnicos que existem com o sincronismo
   para uma aplicação ser executada, usada e retornada durante a apresentação
   do apresentador. Problemas estes que são agravados também pela experiência
   do usuário.
Algumas frases
A televisão é legal!
Será que um dia, vai ter na nossa casa, toda esta tecnologia.
Eu amei, amei, amei.




Agradecimento: Funcap, Finep, TV Diario, Unifor

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011

Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptxApresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
UNIFOR E UECE
 
Masks & Puppet Tool animation in After Effects
Masks & Puppet Tool animation in After EffectsMasks & Puppet Tool animation in After Effects
Masks & Puppet Tool animation in After Effects
Leonardo Pereira
 
Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011
UNIFOR E UECE
 
Weebquest sobre a televisão
Weebquest sobre a televisãoWeebquest sobre a televisão
Weebquest sobre a televisão
cleidefreire
 

Semelhante a Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011 (15)

Utilização do Touch Appraisal em pesquisa eleitoral
Utilização do Touch Appraisal em pesquisa eleitoralUtilização do Touch Appraisal em pesquisa eleitoral
Utilização do Touch Appraisal em pesquisa eleitoral
 
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptxApresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
Apresentacao portfolio-luqs-2012-quixada.pptx
 
TELEVISÃO DIGITAL - INTERAÇÃO E USABILIDADE
TELEVISÃO DIGITAL - INTERAÇÃO E USABILIDADETELEVISÃO DIGITAL - INTERAÇÃO E USABILIDADE
TELEVISÃO DIGITAL - INTERAÇÃO E USABILIDADE
 
Sistemas Multimídia - Aula 01 - Apresentação
Sistemas Multimídia - Aula 01 - ApresentaçãoSistemas Multimídia - Aula 01 - Apresentação
Sistemas Multimídia - Aula 01 - Apresentação
 
Televisão Digital Interativa: Aspectos de Produção e Demanda
Televisão Digital Interativa: Aspectos de Produção e DemandaTelevisão Digital Interativa: Aspectos de Produção e Demanda
Televisão Digital Interativa: Aspectos de Produção e Demanda
 
Diretrizes Hangout
Diretrizes HangoutDiretrizes Hangout
Diretrizes Hangout
 
Masks & Puppet Tool animation in After Effects
Masks & Puppet Tool animation in After EffectsMasks & Puppet Tool animation in After Effects
Masks & Puppet Tool animation in After Effects
 
Cross media, José Carvalho
Cross media, José CarvalhoCross media, José Carvalho
Cross media, José Carvalho
 
Trabalho Diretrizes - Google HangOuts
Trabalho Diretrizes - Google HangOutsTrabalho Diretrizes - Google HangOuts
Trabalho Diretrizes - Google HangOuts
 
Design de Interação e Televisão Digital
Design de Interação e Televisão DigitalDesign de Interação e Televisão Digital
Design de Interação e Televisão Digital
 
TV Digital: Usuário ou Telespectador Televisivo?
TV Digital: Usuário ou Telespectador Televisivo?TV Digital: Usuário ou Telespectador Televisivo?
TV Digital: Usuário ou Telespectador Televisivo?
 
Twitter, TikTok e Outras Redes Sociais - Plataformas Digitais - 2020-02
Twitter, TikTok e Outras Redes Sociais - Plataformas Digitais - 2020-02Twitter, TikTok e Outras Redes Sociais - Plataformas Digitais - 2020-02
Twitter, TikTok e Outras Redes Sociais - Plataformas Digitais - 2020-02
 
Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011Projeto ead-tvd-luqs-2011
Projeto ead-tvd-luqs-2011
 
Weebquest sobre a televisão
Weebquest sobre a televisãoWeebquest sobre a televisão
Weebquest sobre a televisão
 
Guia utilizador promethean
Guia utilizador prometheanGuia utilizador promethean
Guia utilizador promethean
 

Apresentacao audiencia-tvdiario-slide-share-2011

  • 1. UsabilidadeeComunicabilidade na TV digitalinterativa (TVDI) Elizabeth Furtado 
  • 2. Objetivo do Primeiro projeto Analisar de forma qualitativa a influência de programas de auditório para a interação dos usuários com aplicações para TVDI, especificamente: as intenções de um usuárioemparticipar do programa e o papel do apresentador
  • 3. Resultados do Primeiro projeto Um programa editado e contendo diversos cenários para explorar a interatividade Interpretação sobre o comportamento dos usuários, realizada a partir de dados obtidos de experimentos com 35 usuários. Um relatório entregue a Funcap Dois artigos: Infobrasil 2011 e EuroiTV’2011
  • 4. Objetivo do Segundo projeto Ajudar roteiristas de TVDI a integrar a interatividade em um programa de TV, a partir de suas percepções e questões que o conceito de metacomunicação suscita.
  • 5. Atividades do Segundo Projeto Entrevista Treinamento Escrita de artigos
  • 6. Execução do primeiro projeto Escolher a Emissora, tema e programa de audiência de acordo com o público alvo escolhido Apresentar as aplicações para TVD para os envolvidos, bem como os objetivos específicos da avaliação Adaptar o roteiro elaborado para incluir cenários com linguagem interativa Acompanhar a gravação do programa Editar o programa gravado Realizar a avaliação e análise dos resultados
  • 8. Questão da Pesquisa: (Q1) Como a linguagem veiculada no programa influencia nas intenções de participação dos usuários que assistem o programa? Hipóteses H1- A comunicação direta do apresentador motiva o uso imediato do aplicativo pelos usuários que assistem o programa. H2- A comunicação indireta veiculada no programa não é percebida pelo usuário. Critérios e Valores Critério: Tipo da comunicação Possíveis Valores: A comunicação direta pelo apresentador - se as pessoas se interessariam pela 1ª votação A comunicação indireta no palco ou no programa – se as pessoas perceberiam a 2ª Votação e demais possibilidades de participação
  • 9. Escolha do tema e roteiro elaborado pelos roteiristas do programa 1º BLOCO 2º BLOCO 3º BLOCO ESCALADA ENTREVISTA 3 CONSIDERAÇÕES VT APRESENTAÇÃO DO INTERATIVO 2 FINAIS PERSONAGEM VT MARIDO INTERATIVO 4 ENTREVISTA 1 ENTREVISTA 4 ENTREVISTA 2 INTERATIVO 5 INTERATIVO 3 CONTATOS INTERATIVO 1 BREAK 2 BREAK 1 ENCERRAMENTO
  • 10. Definição da interatividade Cenário para incentivar o telespectador a participar, de forma direta; Cenário para incentivar o telespectador a participar, de forma indireta; Cenário para levar o usuário a usar outros meios de comunição (celular e Computador); Cenário para ensinar o usuário a chamar uma aplicação e para usar o controle remoto e; Cenário para levar o usuário a ter curiosidadeemacompanhar os resultados das votações.
  • 11. Incremento do roteiro feito pelos designers INTERATIVO 1- a apresentadora chama para a 1ª. Votação e a apresentadora explica como interagir fazendo a demonstração das opções de menu, Legenda para a interação para 1ª. Votação com SMS com a chamada da Apresentadora INTERATIVO 2 – Legenda com o texto da interação para 2ª. Votação com SMS sem a chamada da Apresentadora. INTERATIVO 3 – Apresentadora informa a parcial da votação utilizando o quadro INTERATIVO 4 – Chamada indireta para Jogar INTERATIVO 5 – A apresentadora finaliza o programa e informa que a aplicação permanece disponível após o encerramento do programa.
  • 12. INTERATIVO 1 - Cenárioparaincentivarotelespectador a participar, de forma direta - A apresentadora chama para a 1ª. Votação Aquielatambemfaz a chamadadiretaparaousuáriousaroutromeio de comunicação (celularenviando SMS) efalaparaler a legenda;
  • 13. INTERATIVO 1 - Além disso, a apresentadora explica como interagir fazendo a demonstração das opções de menu Foi adicionado ao vídeo um outro vídeo explicando a interatividade e uso do controle remoto (10min55seg). Este vídeo inicia quando a apresentadora faz a chamada à aplicação menu
  • 14. INTERATIVO 2 – Cenárioparaincentivarotelespectador a participar, de forma indireta Aqui elas estão conversando sobre o assunto da segunda votação, e a legenda aparece sem ser lida pela apresentadora.
  • 15. INTERATIVO 3- Cenário para levar o usuário a ter curiosidade de acompanhar os resultados das votações. A apresentadora informa a parcial da segunda votação no quadro virtual usado na cena. E o usuário tem a possibilidade de obtê-la também via a aplicação para TVDI
  • 16. INTERATIVO 4 – Chamada indireta para Jogar
  • 17. INTERATIVO 5 – A apresentadora finaliza o programa e informa que a aplicação permanece disponível após o encerramento do programa. O usuário tem a possibilidade de obtê-la também via a aplicação para TVDI, acessando-a pelo menu
  • 18. Acompanhamento da Gravação do Programa - Estrutura – tentativa do uso da aplicação durante o programa: - Globo na tela da TV -> Demonstração para a apresentadora
  • 19. Edição do programa pelo Luqs Tempo: 40 min 18seg -> 31 min 08 seg Inclusão das legendas Vídeo embutido explicando a interatividade e uso do controle remoto Cronômetro na parte inferior direita Logomarca de interatividade Logomarca do LUQS, com texto de advertência para as modificações
  • 20. Edição da ajuda Explicação da Ajuda: - Cuidado para não dar ao usuário a impressão de que a aplicação menu está sendo executada ao mesmo tempo em que o programa. - Como se trata de uma explicação, ela tem que ser apresentada como tal. incluir a “mão” de alguém manipulando o CR.
  • 21. Espaço Usado Vídeos Aplicações
  • 22. Experimento: Amostra – mulheres na faixa etária de 32 a 55 anos, Escolaridade fundamental incompleto Profissão: serviços gerais – funcionárias da instituição Unifor
  • 23. Perfil das participantes Foi aplicado um questionário com 35. Forma de assistir a um programa de audiência e/ou de auditório na TV Você é do tipo “antenada¨ - boa familiaridade com tecnologia e interesse específico em temas femininos? ( )Sim ( ) Não, Justifique:___________________ _____________________ Você é do tipo “ocupada¨ - indiferença pela tecnologia e faz muitas atividades em paralelo ao assistir TV, se dispersando? ( )Sim ( ) Não, Justifique: ______________________________________ Você é do tipo “Socorro, me Ajuda¨ - pouca familiaridade com a tecnologia, mas procura ajuda de parente ou amigo? ( )Sim ( ) Não, Justifique: ______________________________________ Você é do tipo “Impaciente¨ - tem aversão à tecnologia e desiste caso encontre obstáculos? ( )Sim ( ) Não, Justifique: ______________________________________ 15 delas participaram de 3 oficinas
  • 25. Momentos de uma oficina: 1- Sensibilização e conhecimento da tecnologia 2- Exibição do programa para obter as Intenções de interação dos participantes 3- Grupo focal Oficinas Momentos Amostra 1 – 2/12 1e2 5 2 – 3/12 1e2 6 3 – 7/12 e 9/12 1e2 4 Total 15 Qual a metodologia de avaliação aplicar?
  • 26. Como seria a sensibilização no 1º. momento? Levar as pessoas a terem um entendimento inicial da forma de usar a TV digital. “O usuário não é cobaia do nosso estudo, nem queremos fazer “pegadinhas” com ele”. “Eles não estão sendo avaliados, nós sim!”
  • 27. Sensibilização As participantes assistem o vídeo da aplicação Viva Mais, que apresenta a mesma comunicação direta Depois, conhecem o menu das aplicações que podem ser usadas, que lhes dá uma visão de poderem usar a aplicação a qualquer momento durante o programa.
  • 28. Fatores de decisão para o 2º. momento TV é social – então elas vão assistir juntas o programa, ficarão livres para comentar, pois o contexto tem que ser o mais próximo possível da realidade Problemas: Como elas iriam fazer isto (comentar, se concentrar no conteúdo), preocupadas em ter que “usarem” uma nova tecnologia? Ter a intenção de participar poderia ficar “camuflada” pelo medo de interagir E se uma quiser participar e a outra estiver usando o controle remoto? Como saber as reais intenções de uso, se podem não ser expressas?
  • 29. Solução: Elas receberam um formulário para preencherem enquanto assistiam o programa As Intenções de participação foram expressas pelas próprias participantes no formulário abaixo. A hora, se refere ao tempo apresentado na tela.
  • 30. EVENTOS PROGRAMADOS PARA HORÁRIO NO VÍDEO PARTICIPAÇÃO DA AUDIÊNCIA Chamada direta para 1ª. Votação e com legenda: Você 10:36min a 12 min trairia se fosse traída? Explicação da ajuda pela apresentadora 10:56min Chamada indireta para 2ª. Votação com a legenda: 15min a 16min Você acha que o marido continua traindo a Dallena? Chamada direta para acompanhar andamento Quadro é mostrado entre 19min30seg e 20min45seg Chamada indireta para Jogar 25 min Chamada direta para acompanhar andamento da No final do programa enquete (29min50seg)
  • 31. Recomendações Dadas Elas podiam interagir a qualquer momento e enfatizar as diversas possibilidades usando outros dispositivos, que não somente o controle remoto. Nós explicamos a funcionalidade do “i” no vídeo Dissemos que não estávamos interessadas em saber as respostas delas (se elas trairiam ou não o marido), embora elas estivessem livres para conversar entre si. Esclarecemos que elas não eram obrigadas a participarem, nem a ficarem até o final do programa. Todas assinaram o termo de consentimento.
  • 32. Elas preenchem o formulário, enquanto vêem o programa
  • 33. Resultados sobre as intenções de uso e o papel do apresentador Oficina 1- Das 5 participantes, 4 fizeram o registro que queriam participar da primeira votação. Somente uma (S2) não quis participar de jeito nenhum. Nenhuma das participantes percebeu que havia diversas formas de interação, além da TV. Elas também não perceberam haver outras possibilidades além da votação (como acompanhar a votação e jogar) . Eventos Quantidade Quantidade programados para registrada falada no Grupo interação Focal (GF) 1ª. Votação 4 4 2ª. Votação 0 4
  • 34. Grupo Focal (GF) Elas disseram que as intenções registradas foram influenciadas pela aplicação Viva Mais, que foi demonstrada antes do programa Sua Manhã. Elas esperaram da apresentadora do Sua Manhã o mesmo comportamento do apresentador do Viva Mais, que usou a comunicação direta: Participe! isto foi constatado por meio do seguinte depoimento: (S1) eu fiquei esperando que ela dissesse a hora para interagir, por isto escolhi a primeira votação. Todas as outrasconfirmaram a mesmareação(menos S2). Quando perguntadas se elas não perceberam que existia outra votação, elas disseram: a gente percebeu, mas achou que deveria somente fazer a primeira. E justificaram dizendo que quando a Maysa fez a apresentação da aplicação menu, dando ajuda para o uso do controle remoto, elas disseram que entenderam que a explicação era para elas usarem a aplicação naquele momento do programa. A explicação ocorre antes da segunda votação, então elas acharam que não poderiam participar depois.
  • 35. Intenções de interagir nos seguintes momentos: Horário Quantidade Falada no registrada GF Quando a Dallena diz que conseguiu superar uma Entre cinco e seis S6 s6 Oficina 2. boa parte das dificuldades – Ela diz que aprendeu a minutos lidar mais com os filhos dela. Depois, a Maisa pergunta se a vida foi dura com ela e ela responde que acha que se desgastou, que envelheceu mas que mesmo assim, a vida agora está melhor. Quando a Darllena se Culpou - Natália Fortaleza Entre 14 min. e 45 S1 s1 comenta o fato da Dallena se perguntar onde ela seg. e 16 min. e 15 errou, e gerar um sentimento de culpa. seg., Quando a Darllena não estava preparada para a No tempo 17 min e S1 s2 gravidez - A Natália Fortaleza pergunta para Dallena entre 17 min. 40 se as gravidez foram planejadas e esta diz que não. seg. e 18 min. Quando houve a pergunta feita pela Natália de 09-10 min S4, S5, S6 S4,s5,s6 quantos quilos Dallena quer pesar 1ª. Votação 11-12min S1, S4,S6, S1, S4,S6, S5, S2 S5, S2 2ª. votação 15min S1 S4 Jogar 25 min S4 Saber o resultado final da Enquete Todas
  • 36. OFICINA 2 - As imagens das figuras ilustram os momentos em que elas preenchem o documento de intenção de participar, enquanto assistem o programa Sua Manhã.
  • 37. Grupo Focal Das 5 que entenderam a filosofia de participação via TVD, 4 registraram que se apropriariam de diversas formas de interação, além do controle remoto. S5 por exemplo, quis participar da 1ª. votação tanto usando o computador como SMS. S1 em todas as suas intenções de participação, sempre optou pelo SMS como alternativa para a TVD. Ela justificou dizendo: “para o caso da tecnologia não estar disponível para ela”. S4 escolheu votar de duas maneiras diferentes, na primeira votação pela TVD e na segunda votação por SMS, justificando caso não desse certo pela TVD. Já que atualmente a TVD ainda não é uma realidade para ela. Em momentos que precederam a primeira votação (9-10min), tanto S4 como S6 quiseram telefonar.
  • 38. Análise dos Resultados Estes resultados demonstraram que as participantes foram capazes de perceber outras formas de interagir e em momentos variados de participação, que não previamente as formas e os momentos que foram programados e pensados no roteiro (voltar ao slide 32). Na nossa interpretação, isto aconteceu porque, de acordo com o questionário, elas têm familiaridade com tecnologias (computadores e celulares). Ela tinham um nível de experiência com a tecnologia melhor do que as participantes da oficina 1. Estes resultados nos levam a supor que o papel do apresentador é importante, pois todas quiseram participar da 1ª. Votação.
  • 39. Resultados sobre as intenções de uso e o papel do apresentador Oficina 3- A letra S se refere a cada um dos sujeitos envolvidos nesse momento. S1- super interessada, então falou que era fã da Maísa, assistia o programa todo dia. é analfabeta. S2 - É analfabeta, comentou sua opinião ao ver o programa, mas não se interessou em participar. S3 - quis participar a partir da primeira votação S4 - não se interessou em participar
  • 40. Resultados sobre as intenções de uso e o papel do apresentador Oficina 3- Eventos programados para Quantidade Quantidade interação registrada falada 1ª. Votação S1 e S3 S1 e S3 2ª. Votação S1 s1 21-22min Maisa chama a S1 e S3 S1 e S3 atenção para ver o que Fágner, marido de Dallena, tem a dizer e este dá seu depoimento Saber o resultado final da 0 Todas Enquete
  • 41. Resultados Gerais Os comportamentos observados das participantes das oficinas 1 e 3 têm sido praticamente influenciados somente pela apresentadora. Os usuários que perceberam possibilidades de participação além das previstas nos roteiros (n=6), assim como imaginaram as possibilidades de interagir com os diversos dispositivos apresentados foram as participantes que tinham: Pouca dificuldade em usar o computador, Acesso ao computador só do trabalho e as vezes Se classificaram como mães atenadas, 1 disse ser ocupada também e, 2 disseram ser socorro também. os usuários com menos experiência se classificaram como ocupada e socorro. Na nossa interpretação, pensamos que quanto mais o usuário adquire conhecimento sobre as possibilidades de interação, menos ele tende a ficar dependente do apresentador e mais apto a explorar outras possibilidades.
  • 42. Comentários Gerais Percebemos que um usuário pode ter os seguintes comportamentos com relação a sua participação: - Usuário que não participa, pode vir a participar, com estratégias adicionais (brindes). - Perceber outras formas de interagir, não se limitando a um só dispositivo; - - perceber que ele pode participar em diversos momentos do programa, não dependendo da comunicação direta do apresentador; - - propor suas ideias para aumentar sua participação, como por exemplo: diante de um interesse em participar de uma conversa no palco, o telespectador pode propor uma pergunta e iniciar uma nova enquete.
  • 43. 2- Resultados sobre o envolvimento da participante com o conteúdo Todas com exceção de uma participante da oficina 1 (S2), outra da oficina 2 (S3) e as participantes (S2 e S4) da oficina 3, se envolveram bastante com o conteúdo, pois elas falaram de sua vida pessoal. Isto aconteceu de forma bem determinante com a S4, que quase chorou, pois o cenário da Darllena era exatamente o mesmo que já tinha acontecido com ela. S2 da oficina 3 disse: Se eu for contar aqui a minha história, é pior que a dela, se referindo a Darllena. Na nossa interpretação, o tema Traição escolhido pode ter sido um empecilho para elas participarem. Mas todas gostaram do programa e da apresentadora. Apesar de S2 não ter participado quase nada da experiência, ela respondeu que gostou do programa e da apresentadora. Houve também quem quisesse participar com entusiasmo, porque era fá da apresentadora, foi o caso da S1 da oficina 3 que ao terminar o programa disse: “beijo Maysa, até amanhã”.
  • 44. Comentários Gerais Num projeto para TVD deve-se considerar que: Para um usuário com dificuldades de usar uma nova tecnologia, que é fã de TV, tem–se que encontrar formas de inseri-lo, e esta não deve ser dissociada do programa, que ele assiste. Infelizmente sabemos dos problemas técnicos que existem com o sincronismo para uma aplicação ser executada, usada e retornada durante a apresentação do apresentador. Problemas estes que são agravados também pela experiência do usuário.
  • 45. Algumas frases A televisão é legal! Será que um dia, vai ter na nossa casa, toda esta tecnologia. Eu amei, amei, amei. Agradecimento: Funcap, Finep, TV Diario, Unifor

Notas do Editor

  1. Oficina 2.A letra S se refere a cada um dos sujeitos envolvidos nesse momento.S1 – quis participar a partir da primeira votação e então falou: como não tinha ainda TVD, ela colocou que usaria o SMS. E assim foi até o final, percebendo inclusive que queria jogar, usando tanto a TVD como o SMS.S2 – disse que entendeu muito pouco a filosofia da TVD e que tem muita dificuldade em usar o computador. Disse que assiste TV mais de 5h ao dia e já participou de uma enquete usando o telefone.S3 –não participou, porque não entendeu a filosofia da TVD S4 – quis participar desde o início, inclusive uma vez antes da primeira votação. Escolheu telefonando, SMS e TVD. Percebeu as duas votaçõesS5 - variou nas formas de interaçãoS6 – quis participar desde o início (Quando a Darllena se Culpou e Quando a Darllena não estava preparada para a gravidez). Escolheu telefonando e enviando SMS, e percebeu que só podia participar pela TV a partir da primeira votação.