SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
O INDIVÍDUO E A COMUNIDADE

Socialização é o
permanente
aprendizado das
relações que os
homens
estabelecem entre
si e com o tempo.
CONVIVÊNCIA

CON-VIVER > VIVER
JUNTO, TROCAR
EXPERIÊNCIAS.
Sociedade

Um grupo vê as
formações sócio-
históricas como
estruturas pré-
concebidas,
planejadas e criadas.

Outro grupo afirma
que o ser humano
não desempenha
nenhum papel na
criação da sociedade.
A sociedade tem vida
própria e é acima do
individual.
O desenvolvimento do indivíduo
está intimamente ligado ao
desenvolvimento da sociedade.
A chave para compreendermos
oque é sociedade:

Analisar a
historicidade do
indivíduo.

E analisar o
fenômeno do seu
crescimento até
a idade adulta.
O Isolamento

Profunda
conformação do
indivíduo com relação
a situações de
refreamento de
instintos.

Controle afetivo.

Mutação da própria
personalidade.
O Isolamento
O isolamento gera um profundo conflito interior do
Indivíduo que passa a achar que “dentro” de si ele
É algo que existe inteiramente só, e que só “depois”
se relaciona com os outros “do lado de fora”.
O indivíduo passa a ver a sociedade como uma
Cela da qual não pode escapar.
O Isolamento é uma tendência
pós-moderna
• Até 2007, 8
milhões de
Alemães sofrem
de depressão.
• Tecnologia como
causa de
afastamento das
pessoas.
• Real X Virtual
• Impessoalidade.
• Insensibilidade.
• Competitividade.
A idéia de uma rede de tecido
• Na sociedade os indivíduos se
entrelaçam entre si sem perder sua
peculiaridade.
Assim o indivíduo evolui e também contribui
no desenvolvimento do grupo.
• Aquele que transforma a sociedade
também é transformado por ela.
O poder
• O que caracteriza o
lugar do indivíduo em
sua sociedade é a
extensão da margem
de decisão que lhe é
conferida pela
estrutura e pela
constelação histórica
da sociedade em que
vive e age.
• E aquilo que
determinamos
“poder” não passa
da amplitude dessa
margem de decisão.
A idéia de
individualidade
• A individualidade se
forma com muito
esforço do ser
humano ao moldar
suas maleáveis
funções psíquicas
na interação com
outras pessoas.
• Dependemos da Natureza para sobreviver e
da sociedade para desenvolver.
• Temos dificuldades para viver sozinhos.
• Somos seres DEPENDENTES e
ASSOCIATIVOS.
A SOCIALIZAÇÃO É UM
PROCESSO DINÂMICO E
CONTRADITÓRIO
Hoje os relacionamentos tendem a ser:
• Mais impessoais:Mais impessoais: Sabe o nome do vizinho?
• Formais e contratuaisFormais e contratuais: colegas de trabalho...
• Utilitários:Utilitários: dinheiro pra emprestar...
• Realísticos:Realísticos: grades nas janelas...
• Especializados:Especializados: profissão e estudos...
As instituições
• As instituições são
formas de
organização das
práticas sociais
consideradas
adequadas para
atingir determinados
fins.
• A moda é um bom
exemplo de ações
que se
institucionalizam
como padrões de
comportamento
social, ainda que
temporário.
• As instituições existem para atender às
necessidades sociais primárias dos homens -
comer, vestir, morar – e as outras que vão
sendo criadas durante a convivência.
Algumas necessidades se impõem como
indispensáveis, a ponto de ficarmos
frustrados quando não as satisfazemos.
O social nos atrai
• Temos a
necessidade de nos
sentirmos homens
do nosso século...
• Roupas, marcas,
coleções, moda..etc
• Nasce um novo
conceito:
CONSUMISMO.
Pressão social
• A pressão social
leva indivíduos e
grupos a adotarem
padrões de
comportamentos
vigentes
• A pressão social é
uma forma de
CONTROLE
SOCIAL.
• CONTROLE SOCIAL SÃO MEIOS
ORDENADORES DA VIDA EM SOCIEDADE.
INDIVÍDUO X SOCIEDADE
• A predominância das regras da vida coletiva
sobre a vontade do indivíduo leva os
estudiosos a indagar sobre a possibilidade de
equilíbrioequilíbrio nas relações entre o indivíduo e a
natureza.
Nascem então, a partir disso
• As desigualdades sociais.
• Desempregos estrutural(máquina no lugar do
homem) .
• Guerras.
• Globalização.
Globalização
• A globalização se
apresenta como
uma nova e
histórica forma de
dependência
econômica e política
entre as nações.
Indivíduo e cidadão
• O indivíduo-cidadão
nasce quando...
• O homem num
cruzamento de suas
vias: VIDA
PRIVADA e VIDA
PÚBLICA.
• Consciência dos
direitos e deveres
sociais.
• São capazes de
participar da vida
política de uma
coletividade.
Quais as alternativas para o
convívio?
• Sugestão de filme:
EQUILIBRIUM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Grupos sociais e integração
Grupos sociais e integraçãoGrupos sociais e integração
Grupos sociais e integraçãoColegio GGE
 
Como se sustemtam os grupos sociais
Como se sustemtam os grupos sociaisComo se sustemtam os grupos sociais
Como se sustemtam os grupos sociaisEsther Alves
 
A Difcil Arte De Conviver 20810
A Difcil Arte De Conviver 20810A Difcil Arte De Conviver 20810
A Difcil Arte De Conviver 20810guest2bd44c
 
1ano tema 9 10- grupos sociais e instituições
1ano  tema 9 10- grupos sociais e instituições1ano  tema 9 10- grupos sociais e instituições
1ano tema 9 10- grupos sociais e instituiçõesSérgio Coelho
 
Sociologia
SociologiaSociologia
SociologiaNAPNE
 
Sociologia - Sociabilidade e socialização
Sociologia - Sociabilidade e socializaçãoSociologia - Sociabilidade e socialização
Sociologia - Sociabilidade e socializaçãoPaulo Alexandre
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13dcm116
 
Socialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANO
Socialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANOSocialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANO
Socialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANODrew Mello
 
O Conceito de Pessoa
O Conceito de PessoaO Conceito de Pessoa
O Conceito de PessoaLuis Santos
 
Pessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoedPessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoedaintazambuja
 

Mais procurados (20)

Socialização (CPII)
Socialização (CPII)Socialização (CPII)
Socialização (CPII)
 
Grupos sociais e integração
Grupos sociais e integraçãoGrupos sociais e integração
Grupos sociais e integração
 
Como se sustemtam os grupos sociais
Como se sustemtam os grupos sociaisComo se sustemtam os grupos sociais
Como se sustemtam os grupos sociais
 
A Difícil Arte De Conviver
A Difícil Arte De ConviverA Difícil Arte De Conviver
A Difícil Arte De Conviver
 
A Difcil Arte De Conviver 20810
A Difcil Arte De Conviver 20810A Difcil Arte De Conviver 20810
A Difcil Arte De Conviver 20810
 
1ano tema 9 10- grupos sociais e instituições
1ano  tema 9 10- grupos sociais e instituições1ano  tema 9 10- grupos sociais e instituições
1ano tema 9 10- grupos sociais e instituições
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Aula sociologia
Aula sociologiaAula sociologia
Aula sociologia
 
Sociologia - Sociabilidade e socialização
Sociologia - Sociabilidade e socializaçãoSociologia - Sociabilidade e socialização
Sociologia - Sociabilidade e socialização
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
 
INDIVÍDUO E SOCIALIZAÇÃO
INDIVÍDUO E SOCIALIZAÇÃOINDIVÍDUO E SOCIALIZAÇÃO
INDIVÍDUO E SOCIALIZAÇÃO
 
A Pessoa
A PessoaA Pessoa
A Pessoa
 
A socialização
A socializaçãoA socialização
A socialização
 
Grupos Sociais
Grupos SociaisGrupos Sociais
Grupos Sociais
 
Socialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANO
Socialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANOSocialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANO
Socialização e cultura - SOCIOLOGIA 12º ANO
 
O Conceito de Pessoa
O Conceito de PessoaO Conceito de Pessoa
O Conceito de Pessoa
 
Pessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoedPessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoed
 
Pessoa e cultura
Pessoa e culturaPessoa e cultura
Pessoa e cultura
 
Teoria da identidade
Teoria da identidadeTeoria da identidade
Teoria da identidade
 
Socialização
SocializaçãoSocialização
Socialização
 

Semelhante a O indivíduo e a sociedade: um processo dinâmico e contraditório

Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedadecarlosbidu
 
Fato social e solidariedade mecânica
Fato social e solidariedade mecânicaFato social e solidariedade mecânica
Fato social e solidariedade mecânicaStefanie Rodrigues
 
As relações entre indivíduo e sociedade
As relações  entre indivíduo e sociedadeAs relações  entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeJosé Amaral
 
A RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptx
A RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptxA RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptx
A RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptxJosRicardoMarquesBra
 
S ociologia 1ºem aula 1
S ociologia 1ºem aula 1S ociologia 1ºem aula 1
S ociologia 1ºem aula 1Joao Gumiero
 
S ociologia 1ºem aula 1asd
S ociologia 1ºem aula 1asdS ociologia 1ºem aula 1asd
S ociologia 1ºem aula 1asdJoao Gumiero
 
Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)Wilton Moretto
 
Trabalho de sociologia completo caminho para sociedade
Trabalho de sociologia completo caminho para sociedadeTrabalho de sociologia completo caminho para sociedade
Trabalho de sociologia completo caminho para sociedadeSamuel Mendes
 
7º ano - Socialização e cultura
7º ano - Socialização e cultura7º ano - Socialização e cultura
7º ano - Socialização e culturaJosé Amaral
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoAriella Araujo
 
Aula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptx
Aula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptxAula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptx
Aula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptxBrenoLopes46
 

Semelhante a O indivíduo e a sociedade: um processo dinâmico e contraditório (20)

Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
 
Sociologia iii
Sociologia iiiSociologia iii
Sociologia iii
 
Fato social e solidariedade mecânica
Fato social e solidariedade mecânicaFato social e solidariedade mecânica
Fato social e solidariedade mecânica
 
Norbert elias e pierre bourdieu
Norbert elias e pierre bourdieuNorbert elias e pierre bourdieu
Norbert elias e pierre bourdieu
 
Sociologia e Indivíduo
Sociologia e IndivíduoSociologia e Indivíduo
Sociologia e Indivíduo
 
As relações entre indivíduo e sociedade
As relações  entre indivíduo e sociedadeAs relações  entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
 
A RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptx
A RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptxA RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptx
A RELAÇÃO INDIVÍDUO SOCIEDADE NA SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA.pptx
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
S ociologia 1ºem aula 1
S ociologia 1ºem aula 1S ociologia 1ºem aula 1
S ociologia 1ºem aula 1
 
S ociologia 1ºem aula 1asd
S ociologia 1ºem aula 1asdS ociologia 1ºem aula 1asd
S ociologia 1ºem aula 1asd
 
Reforço
ReforçoReforço
Reforço
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
 
Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)
 
Gidens ok
Gidens okGidens ok
Gidens ok
 
INDIVÍDUO E SOCIEDADE
INDIVÍDUO E SOCIEDADEINDIVÍDUO E SOCIEDADE
INDIVÍDUO E SOCIEDADE
 
Trabalho de sociologia completo caminho para sociedade
Trabalho de sociologia completo caminho para sociedadeTrabalho de sociologia completo caminho para sociedade
Trabalho de sociologia completo caminho para sociedade
 
7º ano - Socialização e cultura
7º ano - Socialização e cultura7º ano - Socialização e cultura
7º ano - Socialização e cultura
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
 
Desenvolvimento
DesenvolvimentoDesenvolvimento
Desenvolvimento
 
Aula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptx
Aula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptxAula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptx
Aula de Introducao a Sociologia - O que é sociologia.pptx
 

Mais de Elisama Lopes

Treinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoTreinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoElisama Lopes
 
Treinamento comunicação
Treinamento comunicaçãoTreinamento comunicação
Treinamento comunicaçãoElisama Lopes
 
Algumas técnicas de abordagem
Algumas técnicas de abordagemAlgumas técnicas de abordagem
Algumas técnicas de abordagemElisama Lopes
 
Etapas da venda graficos
Etapas da venda graficosEtapas da venda graficos
Etapas da venda graficosElisama Lopes
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaElisama Lopes
 
Racionalidade Científica
Racionalidade CientíficaRacionalidade Científica
Racionalidade CientíficaElisama Lopes
 
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) EpicuroCarta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) EpicuroElisama Lopes
 
Curso para copeira e faxineira - TREINAMENTO
Curso para copeira e faxineira - TREINAMENTOCurso para copeira e faxineira - TREINAMENTO
Curso para copeira e faxineira - TREINAMENTOElisama Lopes
 
Oficina plugminas 2013 parte 2
Oficina plugminas 2013 parte 2Oficina plugminas 2013 parte 2
Oficina plugminas 2013 parte 2Elisama Lopes
 
Oficina plugminas 2013 parte 1
Oficina plugminas 2013 parte 1Oficina plugminas 2013 parte 1
Oficina plugminas 2013 parte 1Elisama Lopes
 
John Locke - Empirismo
John Locke - EmpirismoJohn Locke - Empirismo
John Locke - EmpirismoElisama Lopes
 
Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.
Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.
Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.Elisama Lopes
 
Filosofia - Aula introdutória
Filosofia -  Aula introdutóriaFilosofia -  Aula introdutória
Filosofia - Aula introdutóriaElisama Lopes
 

Mais de Elisama Lopes (20)

Treinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoTreinamento de atendimento
Treinamento de atendimento
 
Treinamento comunicação
Treinamento comunicaçãoTreinamento comunicação
Treinamento comunicação
 
Algumas técnicas de abordagem
Algumas técnicas de abordagemAlgumas técnicas de abordagem
Algumas técnicas de abordagem
 
Etapas da venda graficos
Etapas da venda graficosEtapas da venda graficos
Etapas da venda graficos
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
 
Lógica
LógicaLógica
Lógica
 
Racionalidade Científica
Racionalidade CientíficaRacionalidade Científica
Racionalidade Científica
 
Santo Agostinho
Santo AgostinhoSanto Agostinho
Santo Agostinho
 
Utilitarismo
UtilitarismoUtilitarismo
Utilitarismo
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartes
 
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) EpicuroCarta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
 
Curso para copeira e faxineira - TREINAMENTO
Curso para copeira e faxineira - TREINAMENTOCurso para copeira e faxineira - TREINAMENTO
Curso para copeira e faxineira - TREINAMENTO
 
Oficina plugminas 2013 parte 2
Oficina plugminas 2013 parte 2Oficina plugminas 2013 parte 2
Oficina plugminas 2013 parte 2
 
Oficina plugminas 2013 parte 1
Oficina plugminas 2013 parte 1Oficina plugminas 2013 parte 1
Oficina plugminas 2013 parte 1
 
John Locke - Empirismo
John Locke - EmpirismoJohn Locke - Empirismo
John Locke - Empirismo
 
Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.
Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.
Aula - Passagem do Mito para a Filosofia.
 
Filosofia - Aula introdutória
Filosofia -  Aula introdutóriaFilosofia -  Aula introdutória
Filosofia - Aula introdutória
 
Filosofia - Mito
Filosofia - MitoFilosofia - Mito
Filosofia - Mito
 
Russel cap 12
Russel cap 12Russel cap 12
Russel cap 12
 
Eutidemo
EutidemoEutidemo
Eutidemo
 

Último

Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 

Último (20)

Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 

O indivíduo e a sociedade: um processo dinâmico e contraditório

  • 1. O INDIVÍDUO E A COMUNIDADE  Socialização é o permanente aprendizado das relações que os homens estabelecem entre si e com o tempo.
  • 3. Sociedade  Um grupo vê as formações sócio- históricas como estruturas pré- concebidas, planejadas e criadas.  Outro grupo afirma que o ser humano não desempenha nenhum papel na criação da sociedade. A sociedade tem vida própria e é acima do individual.
  • 4. O desenvolvimento do indivíduo está intimamente ligado ao desenvolvimento da sociedade.
  • 5. A chave para compreendermos oque é sociedade:  Analisar a historicidade do indivíduo.  E analisar o fenômeno do seu crescimento até a idade adulta.
  • 6. O Isolamento  Profunda conformação do indivíduo com relação a situações de refreamento de instintos.  Controle afetivo.  Mutação da própria personalidade.
  • 7. O Isolamento O isolamento gera um profundo conflito interior do Indivíduo que passa a achar que “dentro” de si ele É algo que existe inteiramente só, e que só “depois” se relaciona com os outros “do lado de fora”. O indivíduo passa a ver a sociedade como uma Cela da qual não pode escapar.
  • 8. O Isolamento é uma tendência pós-moderna • Até 2007, 8 milhões de Alemães sofrem de depressão. • Tecnologia como causa de afastamento das pessoas. • Real X Virtual • Impessoalidade. • Insensibilidade. • Competitividade.
  • 9. A idéia de uma rede de tecido • Na sociedade os indivíduos se entrelaçam entre si sem perder sua peculiaridade. Assim o indivíduo evolui e também contribui no desenvolvimento do grupo. • Aquele que transforma a sociedade também é transformado por ela.
  • 10. O poder • O que caracteriza o lugar do indivíduo em sua sociedade é a extensão da margem de decisão que lhe é conferida pela estrutura e pela constelação histórica da sociedade em que vive e age. • E aquilo que determinamos “poder” não passa da amplitude dessa margem de decisão.
  • 11. A idéia de individualidade • A individualidade se forma com muito esforço do ser humano ao moldar suas maleáveis funções psíquicas na interação com outras pessoas.
  • 12. • Dependemos da Natureza para sobreviver e da sociedade para desenvolver. • Temos dificuldades para viver sozinhos. • Somos seres DEPENDENTES e ASSOCIATIVOS.
  • 13. A SOCIALIZAÇÃO É UM PROCESSO DINÂMICO E CONTRADITÓRIO Hoje os relacionamentos tendem a ser: • Mais impessoais:Mais impessoais: Sabe o nome do vizinho? • Formais e contratuaisFormais e contratuais: colegas de trabalho... • Utilitários:Utilitários: dinheiro pra emprestar... • Realísticos:Realísticos: grades nas janelas... • Especializados:Especializados: profissão e estudos...
  • 14. As instituições • As instituições são formas de organização das práticas sociais consideradas adequadas para atingir determinados fins. • A moda é um bom exemplo de ações que se institucionalizam como padrões de comportamento social, ainda que temporário.
  • 15. • As instituições existem para atender às necessidades sociais primárias dos homens - comer, vestir, morar – e as outras que vão sendo criadas durante a convivência. Algumas necessidades se impõem como indispensáveis, a ponto de ficarmos frustrados quando não as satisfazemos.
  • 16. O social nos atrai • Temos a necessidade de nos sentirmos homens do nosso século... • Roupas, marcas, coleções, moda..etc • Nasce um novo conceito: CONSUMISMO.
  • 17. Pressão social • A pressão social leva indivíduos e grupos a adotarem padrões de comportamentos vigentes • A pressão social é uma forma de CONTROLE SOCIAL.
  • 18. • CONTROLE SOCIAL SÃO MEIOS ORDENADORES DA VIDA EM SOCIEDADE.
  • 19. INDIVÍDUO X SOCIEDADE • A predominância das regras da vida coletiva sobre a vontade do indivíduo leva os estudiosos a indagar sobre a possibilidade de equilíbrioequilíbrio nas relações entre o indivíduo e a natureza.
  • 20. Nascem então, a partir disso • As desigualdades sociais. • Desempregos estrutural(máquina no lugar do homem) . • Guerras. • Globalização.
  • 21. Globalização • A globalização se apresenta como uma nova e histórica forma de dependência econômica e política entre as nações.
  • 22. Indivíduo e cidadão • O indivíduo-cidadão nasce quando... • O homem num cruzamento de suas vias: VIDA PRIVADA e VIDA PÚBLICA. • Consciência dos direitos e deveres sociais. • São capazes de participar da vida política de uma coletividade.
  • 23. Quais as alternativas para o convívio? • Sugestão de filme: EQUILIBRIUM