Função Tireoidiana

5.206 visualizações

Publicada em

PRINCIPAIS TESTES LABORATORIAIS E APLICAÇÕES DIAGNÓSTICAS 7° PERÍODO DE FARMÁCIA.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Função Tireoidiana

  1. 1. FUNÇÃO TIREOIDIANAPRINCIPAIS TESTES LABORATORIAIS E APLICAÇÕES DIAGNÓSTICAS ELIANE REZENDE 2012.2
  2. 2. SUBSTANCIAS OU DROGAS QUE PODEM AFETAR A SÍNTESE DE LIBERAÇÃO T3 E T4• Uma importante utilização do iodeto de potássio, é quando este é misturado ao salcomum (Cloreto de Sódio – NaCl). O sal de cozinha iodado previne o surgimento do bócio endêmico, doença causada pelo déficit de iodo na dieta alimentar.• O iodo em altas doses pode saturar a captação do iodeto da tirosinas eliberação dos hormônios pela tireoide.•Carbonato de lítio, fenilbutazona( uma droga de açãoantiinflamatória, antipirética e analgésica) e sulfoniurérias também inibem asíntese de liberação de T3 e T4. Carbonato de lítio é a droga mais usada no tratamento detranstorno bipolar ou mania.
  3. 3. • Perclorato é um sal que contém o ânion ClO4- (Usado em Exemplos de propelente são a gasolina, querosene de aviação e o combustível de foguetes espaciais.• Tiocianato SCN- (É usado como estabilizador em fotografia, como estabilizador de emulsões, como doador de liga e dureza para materiais de construção como argamassa e concreto e como herbicida.)• Nitrato (NO3)• Tecnetatos(Tco4-)• Todas essas drogas inibem competitivamente a captação de iodo pela glândula Perclorato Nitrato Tiocianato
  4. 4. • Propiltiouracil Esta droga age no sentido de reduzir a formação de hormônios. Seus principais campos de atuação, por assim dizer, consistem em atuar sobre iodetos e tirosina. Há dois mecanismos sobrejacentes, a saber: o primeiro busca obstar a enzima peroxidase (necessária para iodização da tirosina); o segundo atua bloqueando a conjugação de duas tirosinas iodadas, que servem para formar os hormônios.• Há um risco aumentado de hepatotoxicidade com propiltiouracil quando comparado ao metimazol. Foram identificados 32 casos (22 adultos e 10 pediátricos)• Metimazol inibe a síntese de hormônio tireóideo no momento do acoplamento de monoiodo e diiodotironina. A terapêutica a longo prazo pode induzir à remissão da doença.
  5. 5. • O propanolol, o excesso de glicocorticoides, amiodarona (atlansil), ácido iopanoico(telepaque), ácido ipodípico (oragrafin) inibem a conversão de T4 para T3• Salicilatos, furosemida, fenitoína e fenclofenaco diminuem a ligação dos hormônios tireoidianos com a TBG.• A dopamina, L-dopa, e o excesso de glicocorticoides podem suprir a secreção de TSH pela adenohipófise.
  6. 6. AÇÃO FISIOLÓGICA DOS HORMÔNIOS TIREOIDIANOS• Os hormônios tireoidianos circulam no sangue unidos às proteínas carregadoras, mas em equilíbrio com a fração livre. O hormônio livre, através de difusão passiva ou após ligar-se a um receptor específico na membrana celular, atinge o citoplasma e se liga a seu receptor específico no núcleo. No interior das células, o T4 sofre a ação das deiodinases, convertendo-se em T3, a forma ativa do hormônio tireoidiano.
  7. 7. • Muito embora, ainda não se tenha uma certeza absoluta a respeito do mecanismo de ação dos hormônios tireoidianos a nível molecular, acredita-se que eles agem primariamente sobre a síntese protéica e a partir desta, desencadeiam-se todas as ações e efeitos já comprovados.• Outras ações dos hormônios tireoidianos ocorrem a nível das mitocôndrias, regulando a calorigênese e a temperatura corporal. Em síntese, as ações dos hormônios tireoidianos sempre devem ser analisadas em duas situações, isto é, quando se encontram em doses fisiológicas ou em excesso.
  8. 8. • 1- Em doses fisiológicas ativam a biossíntese das proteínas através da ligação a receptores nucleares específicos. Regulam a calorigênese e a temperatura corporal, promovem o crescimento, a diferenciação e a maturação dos tecidos. São muito importantes para o crescimento e maturação do sistema nervoso central, particularmente na vida intra-uterina. Atuam também como reguladores do metabolismo dos carboidratos e gorduras. Em relação aos carboidratos, agem diminuindo a ação da insulina e acelerando a sua degradação. No metabolismo dos lípides promovem a degradação do colesterol em ácidos biliares.• 2- Quando em excesso, os hormônios tireoidianos são hiperglicemiantes; aumentam o catabolismo das proteínas e das gorduras; aumentam o consumo de oxigênio e a calorigênese, diminuindo o rendimento energético; produzem também uma desmineralização óssea.

×