Elba Lima
Janaína Vale
Jeane Gama
Milk Fernandes
Pedro Jefferson
 1 – Formas de contágio;
 2 – Sinais e sintomas;
 3 – Diagnóstico;
 4 – Tratamento;
 Sífilis Congênita
O período de incubação, em média, é
de três semanas, mas pode variar de 10
a 90 dias.
É transmitida por
meio das relações
sexuais
desprotegidas com
alguém infectado
(sífilis adquirida). O
contato com as lesõe...
 Outras formas de transmissão da doença
são as transfusões de sangue
contaminado ou da mãe infectada para o
filho em qual...
1) Sífilis primária;
2) Sífilis secundária;
3) Sífilis terciária;
Sífilis congênita.
Sífilis terciária
•A doença pode ficar
estacionada por meses
ou anos, até o momento
em que surgem
complicações graves
como...
Sífilis congênita
É a transmissão da doença de mãe
para filho. pode causar má formação
do feto, aborto espontâneo e morte
...
Nas fases iniciais, o
diagnóstico pode ser
confirmado pelo
reconhecimento da
bactéria no exame de
sangue ou nas amostras
d...
 O tratamento é feito com antibióticos,
especialmente penicilina. Deve ser
acompanhado com exames clínicos e
laboratoriai...
 É a transmissão da
doença de mãe para
filho. A infecção é
grave e pode causar
má formação do feto,
aborto ou morte do
be...
 A sífilis congênita pode se manifestar logo após
o nascimento, durante ou após os primeiros
dois anos de vida da criança...
 O diagnóstico se dá por
meio do exame de
sangue e deve ser
pedido no primeiro
trimestre da gravidez.
Quem não fez pré-
n...
 Quando a sífilis é detectada,
o tratamento deve ser
indicado por um
profissional da saúde e
iniciado o mais rápido
possí...
 Todos os bebês devem realizar exame
para sífilis independentemente dos
exames da mãe. Os bebês que tiverem
suspeita de s...
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Sífilis - Slide
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sífilis - Slide

23.585 visualizações

Publicada em

Sífilis - Apresentação dos Discentes do Curso Técnico em Enfermagem - FGF

Publicada em: Ciências
0 comentários
22 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.585
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.127
Comentários
0
Gostaram
22
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sífilis - Slide

  1. 1. Elba Lima Janaína Vale Jeane Gama Milk Fernandes Pedro Jefferson
  2. 2.  1 – Formas de contágio;  2 – Sinais e sintomas;  3 – Diagnóstico;  4 – Tratamento;  Sífilis Congênita
  3. 3. O período de incubação, em média, é de três semanas, mas pode variar de 10 a 90 dias.
  4. 4. É transmitida por meio das relações sexuais desprotegidas com alguém infectado (sífilis adquirida). O contato com as lesões contagiantes (cancro duro e lesões secundárias) pelos órgãos genitais é responsável por 95% dos casos de sífilis.
  5. 5.  Outras formas de transmissão da doença são as transfusões de sangue contaminado ou da mãe infectada para o filho em qualquer fase da gestação ou no momento do parto (sífilis congênita).
  6. 6. 1) Sífilis primária; 2) Sífilis secundária; 3) Sífilis terciária; Sífilis congênita.
  7. 7. Sífilis terciária •A doença pode ficar estacionada por meses ou anos, até o momento em que surgem complicações graves como o comprometimento do sistema nervoso central, do sistema cardiovascular com inflamação da aorta, lesões na pele e nos ossos.
  8. 8. Sífilis congênita É a transmissão da doença de mãe para filho. pode causar má formação do feto, aborto espontâneo e morte fetal.
  9. 9. Nas fases iniciais, o diagnóstico pode ser confirmado pelo reconhecimento da bactéria no exame de sangue ou nas amostras de material retiradas das lesões. Na fase avançada, é necessário pedir um exame de líquor para verificar se o sistema nervoso não foi afetado.
  10. 10.  O tratamento é feito com antibióticos, especialmente penicilina. Deve ser acompanhado com exames clínicos e laboratoriais para avaliar a evolução da doença e estendido aos parceiros sexuais.
  11. 11.  É a transmissão da doença de mãe para filho. A infecção é grave e pode causar má formação do feto, aborto ou morte do bebê, quando este nasce gravemente doente.
  12. 12.  A sífilis congênita pode se manifestar logo após o nascimento, durante ou após os primeiros dois anos de vida da criança. Ao nascer, a criança pode ter pneumonia, feridas no corpo, cegueira, dentes deformados, problemas ósseos, surdez ou deficiência mental. Em alguns casos, a sífilis pode ser fatal.
  13. 13.  O diagnóstico se dá por meio do exame de sangue e deve ser pedido no primeiro trimestre da gravidez. Quem não fez pré- natal, deve realizar o teste antes do parto. O maior problema da sífilis é que, na maioria das vezes, as mulheres não sentem nada e só vão descobrir a doença após o exame.
  14. 14.  Quando a sífilis é detectada, o tratamento deve ser indicado por um profissional da saúde e iniciado o mais rápido possível. No caso das gestantes, é muito importante que o tratamento seja feito com a penicilina, pois é o único medicamento capaz de tratar a mãe e o bebê. Se ele tiver sífilis congênita, necessita ficar internado para tratamento por 10 dias.
  15. 15.  Todos os bebês devem realizar exame para sífilis independentemente dos exames da mãe. Os bebês que tiverem suspeita de sífilis congênita precisam fazer uma série de exames antes de receber alta. 

×