Cópia não autorizada

C6pia

impressa

pelo Sistema

CENWIN
Terminologia.

Brasileira

1972
TB-2

TERMINOLOGIA

1.

DE SOL...
Cópia não autorizada

C6pia

impressa

pelo Sistema

CENWIN

2

TB-2

ABNT

f

2

Sem chonfro

3 Comchonflo em K
Jim&o
w A...
Cópia não autorizada

C6pia

impressa

pelo Sistema

CENWIN

TB-2
GgOque, mun Promso
de soldagem, nao sofreu influencia do...
C6pia Cópia não autorizada
impressa
pelo Sistema
4

CENWIN
ABhlT

TB2’-

tada e pax-aurn desempenhosatisfatorio nas finali...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nbr 5874 tb 2 terminologia de soldagem eletrica

1.535 visualizações

Publicada em

Nbr 5874 tb 2 terminologia de soldagem eletrica

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.535
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nbr 5874 tb 2 terminologia de soldagem eletrica

  1. 1. Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN Terminologia. Brasileira 1972 TB-2 TERMINOLOGIA 1. DE SOLDAGEM OBJETIVO Alma TERMINOLOGIA - Nticleo metalico de urn ele- do eletrodo trodo revestido. Bolha ou Poro - Vaziq encontrado numa solda, causado por gasesdissolvidos no material em fusPo ou formados por rea@es quimicas antes da solidificacao total da poca de fusao. Borda de cordtlo de solda - Linha de separa@io entre a superffcie do cordlo de solda e a do metal de base. - Cf. leito. Cama de flwco Em Estigio Experimental mais passes. Entende-secoma cordHo, a solda executada num so lado da junta. ou 1.1 Esta Terminologia tern por finalidade definir OStermos e expressdes t&micas usadas em soldagem eletrica. 2. ELfiTRICA - Deposit0 de material obtido em urn ou mais passesnum mesmo nivel. Camada - Corte efetuado nas bordas das pecas a soldar. Podera ter varies formatos conforme figura 1. Chanfro Cordgo Orlentado - Soldagem na qua1 os trechos do cord20 de solda slo inicialmente espqados uns dos outros vindo a ser unidos posteriormente. Corrente de soldagem - Intensidade da corrente que circula pelo eletrodo, na realizacao de uma soldagem. Cratera - Cavidade formada pelo arco voltbico no moment0 de sua extin@o. Wmetro do eletrodo - Dilmetro da alma do eletrodo revestido ou da vareta metalica (ou fio) quando o eletrodo Mr nu. Diluic&o - ~2 a proporc5o na qua1 o metal de base entra na composiclo da zona fundida. Elxo da solda - Lugar geometrico dos centros de gravidade das se@estransversais da solda. Eletrodo consumivel - Vareta ou rolo de fio de metal, revestido ou nFio,que fundido, constitui o metal de adicgo. Eletrodo nfio consumivel - Eletrodo metalico ou nPo, usado corn o propdsito de abrir urn arco voltaico, produzindo calor para soldagem. nu - Eletrodo Eletrodo nlo revestido. Eletrodo para soldagem eletrica - Eletrodo consumivel ou Go, utilizado em soldagemeletrica. - Eletrodo possuindo mateEletrodo revestido rial de revestimento para melhorar as condicoes do arco e do metal depositado. Esc6rla - Residuo n%ometdlico proveniente da opera@io de soldagem. Fase de uma solda - Superficie oposta B raiz de uma solda. Du.do simefrico Flux0 - Substhncia gasosa ou solida-fundente que tern por finalidade melhorar as condi@es eletricas, ffsicas e metaltkgicas da soldagem. ‘(I’ cu osb,metrico Fresta FIG. 1 Cobre-junta ou Tipos Mata-junta ou Contra-chaps - Material usado coma apoio, atras da junta, durante a soldagem,que tern a finalidade de reter o material em fusfto e de se obter uma boa raiz de solda. 0 cobre-junta pode permanecer ou ser removido ap6s a soldagem. Comprhnento do arco - Distancia medida no eixo do eletrodo, desde a extremidade da alma ate a superficie do material liquefeito depositado. Contrachapa Cord&o - Cf. Cobre-junta. de solda - - Espaco deixado entre pecas a serem soldadas. de chanfros Material depositado em urn Garganta - Angulo plano de uma junta. Inchrsfio da esc6ria - Material nPo metllico encontrado no interior de uma solda. JUnta - Regigo onde duas ou mais peGasserao unidas por soldagem. Podemos ter: 1 - Junta de topo 2 - Junta de krgulo 3 - Junta sobreposta 4 - Junta de aresta
  2. 2. Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN 2 TB-2 ABNT f 2 Sem chonfro 3 Comchonflo em K Jim&o w Assimet&-o Comchanffoem 5 &mcbonf~oemmti FIG. 2 - OBS. - V .3 Corn c/wn/foem Shutriti wA&&ik~ V 6 Comcbonfu Juntas X A 4 em U de t6po FIG. 4 - As juntas 1, 2, 5, 6 e 7 podergo levar m&a-junta 1 - Junta de topo (figura 2) - Junta em que, numa seq&o transversal, OS componentes a soldar possuem espessuras semelhantes e encontram-se aproximadamente num mesmo plano. T FIG. 5 - Juntas 2 - Junta de lngulo (figura 3) - Junta em que, numa seGPotransversal, OS componentes a soldar apresentam-se sob forma de urn Sngulo. Podemos ter : b) junta de Pngulo em “L” c) junta de dngulo em”‘T” d) junta em Pngulo. I b i:!’ Iii; Juntas dq aresta, 4 - Junta de aresta (figura 5) - Junta em que, numa sec;gotransversal, as bordas dos componentes a soldar formam aproximadamente urn Sngulo de 180”. de hgulo a) junta de dngulo em “Quina” sobrepostas 3 - Junta sobreposta (figura 4) - Junta formada por 2 componentes a soldar, de tal maneira que suas superficies sobrepGem-se. -I FIG. 3 - Juntas Leito ou cama de fluxo - Camada de fluxo colocada atrk da junta durante a soldagem pelo processo“arc0 submerso” que tern a finalidade de reter 0 material em fusgo. Mata-junta - Cf. cobre-junta. Metal de adi@o - Material adicionado, em es- tado de fusgo, durante urn process0 de soldagem. Metal de base - Material da peGaque sofre urn process0 de soldagem. Metal depositado - E a parte do metal de adi-
  3. 3. Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN TB-2 GgOque, mun Promso de soldagem, nao sofreu influencia do metal de base. Mordedura - ReentrPncia no metal de base que pode aparecer ao longo da borda do cordgo de solda. Nariz - Parte n5o chanfrada de urn componente da junta. Nortnalii$io - Tratamento termino que consiste no aquecimento controlado da regigo da solda a temperatura de austenitizacao, ate que haja homogenizaclo, seguido de urn resfriamento ao ar calmo, a fim de se obter urn refinamento de gr50. Operador - Pessoaque executa urn process0 de soldagem automatica, manobrando a maquina que mantern o arco eletrico e as demais condi@es tecnicas necesskias a execucio de uma solda. Passe- Dep6sito de material obtido pela progressaosucessivade uma so peqa de fudo. Passe descontinuo - TCcnica de soldagem na qua1 trechos iguais de solda 60 depositados a intervalos regulares. Pode-seter : a) passedescontinuo coincidente ; b) passe descontinuo intercalado. Passe B rb - Soldagem no qua1 trechos do cordao de solda s50 executados em sentido oposto ao da progress50 da soldagem, de forma que cada trecho termine no inicio do anterior, formando, ao todo, urn unico cordao. Passe estreito ou fil&e - Deposit0 efetuado, seguindo a linha de solda, sem movimento lateral. Passe oscilante - Deposit0 efetuado corn movimento lateral do eletrodo. Penetra@o de solda - Distdncia da superficie original do metal de base ao ponto em que termina a fusao, medida perpendicularmente a mesma. Perna de urn cord50 de solda: a) Em solda de lngulo - comprimento dos catetos do maior triangulo retangulo inscrito numa sec;Ho transversal do cordao. b) Em solda de topo - espessurada peca mais fina, na junta soldada. N5o se leva em conta o excesso de solda depositada coma reforco. Pw de fus50 - Zona em fuGo, a cada instante, durante uma soldagem. Polaridade direta (eletrodo negativo) - Tipo de ligacao para soldagem Corn corrente continua, onde OS eletrons deslocam-se do eletrodo para a peca. Polaridade inversa (eletrodo positivo) - Tipo de ligacao para soldagem corn corrente continua, onde OSeletrons deslocam-se peGapara o eletrodo. da Pr&aquecimento - Aplica@o de caloi ao metal a ser soldado, imediatamente antes da operacso de soldagem, a fim de se obter uma temperatura adequada a opera@o. Raiz da solda - Ponto mais profundo do cord5o de solda, em uma se@, transversal. Recozimento - Tratamento termico que consiste no aquecimento controlado de uma junta ou conjunto soldado at6 acima de temperatura de transforma@o, para completa austenitizafio, seguido de urn resfriamento lento. Recozimento para alivio de tens&s - Tratamento termico que consiste no aquecimento controlado de uma junta ou conjunto soldado ate abaixo da temperatura de inicio de transforma@io, permanecendo por urn certo tempo, seguido de urn resfriamento lento. Reforqo de solda - Excess0 de metal depositado nos ultimos passes(ou na dltima camada). Revestimento do eletrodo - Fluxo que envolve a alma do eletrodo, tendo finalidades eletricas, fisicas e metalurgicas. Simbolos de solda - RepresentasP grafica dos tipos de junta, cordoes, natureza de soldagem, etc., a ser usada nos desenhose projetos. Solda de aresta - Solda executada em uma junta de aresta. Solda em lngulo - Solda de secBo transversal aproximadamente triangular, executada em juntas de angulo e sobreposta. Solda de tamp50 ou em fenda - Solda feita em urn fur-o circular ou nio, situado em urn dos componentes de uma junta sobreposta, ligando este componente a parte da superficie do outro que est6 acessivel atraves do furo. 0 furo pode ou n%o ser preenchido completamente. Solda de topo de topo. Solda executada em uma junta Solda descontinua coincidente cadeia. Cf. solda em Solda descontinua intercalada escalao. Cf. solda em Solda em cadeia ou descontinua coincldente Solda em &ngulo usada nas juntas de cord& intermitentes (trechos de cord50 igualmente espasados) que coincidem entre si, de tal modo que a urn trecho de cord80 sempre se opde outro. Porosidade - Agregado de poros ou bolhas. Solda em escal50 ou descontfnua intercalada Solda em krgulo, usada nas juntas em “T”, composta de cord6es intermitentes que se alternam entre si, de tal modo que a urn trecho de cord80 se op6e uma parte nio soldada. Pbs-aquecimento - Aquecimento da regiao soldada subseqiiente a uma opera&o de soldagem ou torte a quente. Soldabilidade - 12 a capacidade de urn metal ser soldado sob determinadas condiqoes de fabrica@o, impostas a uma estrutura adequadamente proje- Poro - Cf. bolha.
  4. 4. C6pia Cópia não autorizada impressa pelo Sistema 4 CENWIN ABhlT TB2’- tada e pax-aurn desempenhosatisfatorio nas finalidades a que se destina. alem da zona de ligacao e da borda do cordFio de solda. Soldadar - Element0 capacitado a executar soldagem manual ejou semi-automatica. Zoua afetada pelo calor - Porczio do metal de base que n3o sofreu fus5o, mas teve suas propriedades meclnicas ou microestrutura afetadas pelo calor da solda ou torte a quente. Soldagem automWca - Soldagem corn urn equipamento que executa toda a opera$o, sem observa~50 constante e nem ajuste do controle por parte de urn operador. Zona fundida uma soldagem. Soldagem manual - Process0no qua1toda a opera@io C executada e controlada manualmente. RegiPo que sofre fus5o durante Zona de 1igacPoou de transi@o - Limite entre a zona fundida e o metal de base. Trausbordo - Protuberlncia do metal da solda I

×