roberto 7ºano

368 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

roberto 7ºano

  1. 1. Roberto<br />7ºANO<br />Primatas<br />
  2. 2. Macaco é um termo de origem africana (provavelmente do banto: makako) utilizado como designação comum a todas as espécies de símios ou primatasantropóides, aplicada no Brasil, restritivamente, aos cebídeos (ou macacos do Novo Mundo) em geral. No sentido estrito, macaco refere-se às espécies de primatas pertencentes ao género Macaca.<br />
  3. 3. A designação mico, também bastante usada no Brasil, costuma aplicar-se às espécies do gênero Cebus, no Sul, e às espécies de pequeno porte, ou saguis, no Norte.<br />
  4. 4. A maioria dos macacos vive em países quentes, alimentando-se de frutas e de sementes. São geralmente animais sociáveis.<br />
  5. 5. No sentido amplo, os chamados "grandes macacos" (bonobo, chimpanzé, gibão, gorila, orangotango) são atualmente os animais mais próximos do homem, pertencentes à família dos hominídeos.<br />
  6. 6.  A cada ano, até 5,4 milhões de macacos são caçados para serem consumidos na Amazônia brasileira, alertaram as ONGs Care for the Wild e Pro Wildlife. Espécies como o macaco-guariba brasileiro enfrentam ameaça de extinção <br />
  7. 7. Gerência Executiva do Ibama em Barreiras (BA), recebeu dois macacos da espécieAlouattacaraya (Bugio) sendo um macho e uma fêmea e outro da espécie Cebusibidinosus (Prego), que eram mantidos em cativeiro. O receio da população em ser contaminada pela febre amarela, tem levado pessoas que mantém animais de forma irregular a entregá-los ao Ibama voluntariamente.<br />
  8. 8. Toda a Gerência está empenhada em passar informações, esclarecendo a população sobre os aspectos da contaminação do vírus e o real papel do macaco no meio ambiente, evitando a captura e matança desses animais.<br />
  9. 9. Localizada na região Oeste da Bahia, fronteira com os estados de Goiás e Tocantins, o município de Barreiras está em área de alerta para a febre amarela. Diariamente centenas de turistas vindos do Distrito Federal, Goiás e Tocantins, atravessam o município em direção às praias baianas, além da Chapada Diamantina. Isso levou o Governo Estadual a intensificar a vacinação nesta região, bem como, o esclarecimento junto à população dos riscos de contaminação pelo vírus causador da febre amarela<br />
  10. 10. Fim<br />

×