Passos da Queda de Pedro

941 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
941
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Passos da Queda de Pedro

  1. 1. Lucas 22:33-34
  2. 2. Antes de Pedro tornar-se um apóstolo cheio do Espírito Santo, um pregador ungido e ousado revelou suas fraquezas e chegou ao ponto extremo de negar a Jesus.
  3. 3. Sua queda foi vergonhosa, suas lágrimas foram amargas, mas sua restauração foi completa. A queda de Pedro passou por vários estágios. Veremos a seguir passos da queda de Pedro.
  4. 4. 1. Autoconfiança Lucas 22 33 Ele, porém, respondeu: Senhor, estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte.
  5. 5. Quando Jesus alertou a Pedro acerca do que estava por vir, Pedro respondeu que estava pronto a ir com ele tanto para a prisão como para a morte.
  6. 6. Pedro subestimou a ação do inimigo e superestimou a si mesmo. Ele colocou exagerada confiança no seu próprio “eu” e aí começou sua queda. Este foi o primeiro passo.
  7. 7. Estamos vivendo no período da psicologia da autoajuda. São muitos os livros que nos ensinam a confiar em nós mesmos. Eles dizem que somos fortes e que podemos tudo aquilo que proferimos.
  8. 8. O cristianismo diz exatamente o contrário. Somos fracos. Não podemos andar apoiados na autoconfiança. A questão não é de autoajuda, mas de ajuda do alto.
  9. 9. 2. Desatenção Lucas 22 45 Levantando-se da oração, foi ter com os discípulos, e os achou dormindo de tristeza,
  10. 10. O mesmo Pedro que prometeu fidelidade incondicional a Cristo e disposição de ir com ele para a prisão e para a morte, agora está agarrado no sono no Jardim do Getsêmani prestes a batalha.
  11. 11. Faltou-lhe percepção da gravidade do momento. Faltou-lhe vigilância espiritual. Estava entregue ao sono em vez de estar guerreando com Cristo contra as hostes do mal.
  12. 12. A fraqueza espiritual de Pedro fez ele dormir e ao dormir fracassou no teste da vigilância espiritual. As palavras de Pedro eram de confiança, mas as suas atitudes não.
  13. 13. Promessas desprovidas de ação evaporam na hora da crise. O sono substituiu a autoconfiança. O fracasso se estabeleceu em meio a arrogância.
  14. 14. 3. Precipitação João 18 10 Então, Simão Pedro puxou da espada que trazia e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita; e o nome do servo era Malco.
  15. 15. Quando os soldados romanos prenderam a Jesus, Pedro sacou sua espada e cortou a orelha de Malco. Sua valentia era carnal. Porque dormiu e não orou, entrou na batalha errada com as armas erradas e com a motivação errada.
  16. 16. Pedro deu mais um passo na direção da queda. Nossa luta não é contra carne e sangue. Precisamos lutar não com armas carnais, mas com armas espirituais.
  17. 17. Efésios 6 12 porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.
  18. 18. A valentia carnal e a soberba não se mantêm de pé nos conflitos espirituais. Precisamos entrar nessa guerra com as armas certas, revestidos da palavra e oração.
  19. 19. 4. Seguir a Jesus de longe Lucas 22 54 Então, prendendo-o, o levaram e o introduziram na casa do sumo sacerdote. Pedro seguia de longe.
  20. 20. Depois que Cristo foi levado para a casa do Sumo Sacerdote, Pedro seguia a Jesus de longe. Sua coragem desvaneceu. Sua valentia tornou-se covardia.
  21. 21. Seu compromisso de ir com Cristo para a prisão e para a morte foi quebrado. Sua fidelidade incondicional ao Filho de Deus começou a enfraquecer.
  22. 22. Não queria perder Jesus de vista, mas também não estava disposto a assumir os riscos de sua ligação com ele. Pedro dá mais um passo rumo à queda!
  23. 23. Há muitos crentes seguindo a Jesus de longe. Ainda guardam certo temor de Deus, mas ao mesmo tempo vivem em práticas de pecados.
  24. 24. Dizem-se seguidores de Cristo, mas os pés se afastam dele. Dizem amar a Deus, mas entregam-se aos prazeres que satisfazem aos desejos da carne.
  25. 25. Estão na igreja, mas não se deleitam em Deus. Frequentam os cultos, mas o coração está longe do Senhor.
  26. 26. 5. Más Companhias Lucas 22 55 E, quando acenderam fogo no meio do pátio e juntos se assentaram, Pedro tomou lugar entre eles.
  27. 27. Pedro dá mais um passo rumo ao fracasso quando se afasta de Cristo e se aproxima de seus inimigos na casa do sumo sacerdote. Pedro assentou-se na roda dos escarnecedores. Estava em meio a gente que escarnecia de Cristo.
  28. 28. Salmos 1 1 Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
  29. 29. A Palavra de Deus nos adverte que precisamos fugir de determinados ambientes. Precisamos deixar determinadas práticas. Precisamos nos ausentar de determinadas companhias.
  30. 30. 6. Negação Lucas 22 57 Mas Pedro negava, dizendo: Mulher, não o conheço.
  31. 31. Um abismo chama outro abismo. Uma queda leva a outros tombos. Pedro não conseguiu manter-se disfarçado no território do inimigo.
  32. 32. Logo foi identificado como um seguidor de Cristo e quando interrogado por uma criada, respondeu: “Mulher, não conheço a Cristo”.
  33. 33. Pedro negou sua fé e seu Senhor. Ele quebrou o juramento de seguir a Cristo até a prisão e até à morte. Sua covardia prevaleceu sobre sua coragem. O medo dominou a fé e ele caiu vergonhosamente.
  34. 34. Pedro negou três vezes aquilo que afirmara com tanta convicção. Suas atitudes foram contrárias às suas afirmações.
  35. 35. 7. Blasfêmia Marcos 14 71 Ele, porém, começou a praguejar e a jurar: Não conheço esse homem de quem falais!
  36. 36. Pedro negou a Cristo três vezes. Ele negou na primeira vez; Mateus 27 70 Ele, porém, o negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes.
  37. 37. jurou na segunda vez; Mateus 27 72 E ele negou outra vez, com juramento: Não conheço tal homem.
  38. 38. e praguejou na terceira vez. Mateus 27 74 Então, começou ele a praguejar e a jurar: Não conheço esse homem! E imediatamente cantou o galo.
  39. 39. A boca de Pedro estava cheia de negação e blasfêmia e não de votos de fidelidade. Ele caiu das alturas da autoconfiança para a derrota mais humilhante.
  40. 40. Sua queda não aconteceu num único lance. Foi passo a passo. Ele poderia ter interrompido essa queda de fracasso, mas só caiu em si quando estava com os olhos cheios de lágrimas amargas.
  41. 41. Mateus 26 75 Então, Pedro se lembrou da palavra que Jesus lhe dissera: Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes. E, saindo dali, chorou amargamente.
  42. 42. Não somos melhores do que Pedro. Estamos sujeitos aos mesmos fracassos. A única maneira de permanecermos de pé é colocarmos nossos olhos em Cristo e dependermos dele e não na nossa autoconfiança.

×